Sementes feminizadas de maconha, regulares e automáticas

Na hora de escolher as sementes que vão ser utilizadas em um cultivo, o grower tem as seguintes opções: sementes feminizadas de maconha, sementes regulares, ou sementes automáticas. É claro que caso esteja cultivando com sementes de prensado não vai ser possível determinar previamente de qual tipo elas são, porém caso esteja adquirindo elas de algum banco de sementes ou fornecedor dá para escolher com qual delas irá cultivar, além da possibilidade de diferentes strains.

A verdade é que tanto as sementes feminizadas de maconha, quanto as regulares, ou as sementes automáticas que já foram assunto aqui no site são boas para cultivar quando estão saudáveis, e utilizadas por diversos cultivadores. Mas é importante conhecer suas diferenças para saber o que está cultivando e poder escolher com qual irá se adaptar melhor.

O sexo das plantas e a influência nas sementes

Para entender as diferenças entre as sementes feminizadas e regulares de maconha é necessário entender o sexo dela. Isso porque é possível que uma planta de maconha seja fêmea, macho, ou até mesmo hermafrodita. Na verdade, para cultivar é imprescindível entender sobre o gênero das plantas, ou pelo menos saber identificar o sexo delas. Pois, somente quando a planta é fêmea será possível “chapar”, pois só ela produz alto teor de THC. E também é o sexo quem determina quando as sementes vão ser feminizadas ou regulares.

Isso porque no caso da Cannabis, as plantas masculinas desenvolvem sacos de pólen, enquanto as fêmeas desenvolvem as flores e pistilos que capturam esse polén para as sementes quando estão próximas. É uma reprodução: o macho poliniza a fêmea que vai produzir sementes, e é por isso que os cultivadores ou afastam ou cortam fora na hora as plantas que se mostram “boludas”, ou seja, masculinas. Porque se estiverem perto e rolar a polinização a planta deixa de ser 100% fêmea e de produzir toda aquela resina e THC.

Agora provavelmente ficou mais fácil de entender o motivo de algumas sementes serem chamadas de feminizadas, e outras de regulares. Mas agora vamos deixar ainda mais claro.

Planta fêmea e macho de maconha – Créditos Marijuana Seeds

Sementes feminizadas de maconha

Como o próprio nome já diz, as sementes feminizadas são as que certamente resultarão em plantas fêmeas quando cultivadas. Sem chances de se mostrarem machos, a não ser que tenham lhe vendido gato por lebre. Só esse motivo já justifica a procura cada vez maior por esse tipo de seeds, pois a maioria dos growers não quer correr o risco de ter plantas masculinas no seu cultivo muitas vezes, e também não interesse de polinizar. Por conta disso, acabam optando pelas feminizadas. Essas sementes são feminizadas pois  não possuem nenhum traço masculino. Elas são provenientes plantas fêmeas.

Embora existam outras técnicas para se produzir sementes feminizadas, o método mais comum é pulverização de uma solução de prata coloidal, que é um conhecido antibiótico natural que pode ser encontrado facilmente embora esteja em desuso desde que começaram a fabricar os medicamentos sintéticos. A prata coloidal quando aplicada nas plantas fêmeas de Cannabis induz elas a produzirem pólen e esse pólen fertiliza outras plantas  femininas que vão gerar as sementes já feminizadas. Com 99% de certeza.

Planta de semente feminizada – Créditos: Leafly

Sementes regulares de Cannabis

Ao contrário das sementes feminizadas, as sementes regulares de Cannabis são produzidas a partir de uma planta masculina e outra feminina. O pólen do macho fertiliza a fêmea, que por sua vez produz sementes. Essas sementes são chamadas de sementes regulares porque são geradas através da reprodução “natural” da maconha . É justamente por isso que quando uma semente regular é plantada ela tem 50% de chance de se mostrar macho, e 50% de ser fêmea.

É praticamente impossível dizer se uma semente regular se tornará macho ou fêmea mais tarde. Isso só é possível mais tarde, quando as plantas já estão se desenvolvendo e começam a mostrar os Pistilos, ou os Sacos de Pólen que são características que determinam o sexo das plantas de maconha. Mesmo com essa chance de perder boa parte das plantas, ainda existem growers que preferem cultivar com sementes regulares e agora nós vamos entender os motivos.

Sementes regulares podem produzir plantas machos – Créditos: Greenpoint Seeds

Diferenças ao cultivar sementes feminizadas e regulares

Existem motivos para que alguns cultivadores sempre prefiram utilizar sementes feminizadas, e também outros motivos para que outros growers façam uso de sementes regulares. A preferência pelas sementes feminizadas e que são as mais procuradas, se dá justamente pela certeza. Imagine só, você tem apenas 3 sementes regulares para cultivar e depois de quase dois meses crescendo duas delas se mostram machos e todo esse tempo dedicado a cuidá-las foi em vão caso o objetivo fosse consumir flores resinadas. Agora se as 3 sementes fossem feminizadas, a chance era de todas elas fossem fêmeas.

Você deve estar se perguntando por qual razão então alguém prefere correr o risco de perder várias plantas só para usar sementes regulares. E para alguém que cultiva pequenas quantidades em casa para consumo recreativo próprio ou para uso medicinal realmente não faz muito sentido, porém para cultivadores profissionais e criadores de genéticas faz.

Entenda as diferenças entre cultivar as duas sementes – Créditos: Leafly

Primeiramente, as plantas fêmeas que surgem de sementes regulares são melhores para se tornarem Plantas Mães. Ou seja: se uma semente regular se mostrar do sexo feminino ela será melhor para fazer clones do que as plantas que vieram de sementes já feminizadas.  Além disso, para cruzamentos entre genéticas Sativa e Indica, muitos growers preferem utilizar plantas machos que sejam de sementes regulares para produzir mais sementes novas e strains.

Resumidamente: quem cultiva para fins recreativos em casa, o ideal é apostar em sementes feminizadas que a tendência é não ter erro. A chance de colher flores é de quase 100% como já falamos aqui, e portanto vale muito mais a pena o investimento.

As sementes automáticas

Como falamos no início do texto, as sementes de maconha também podem ser sementes automáticas ou autoflorescentes, como  também são conhecidas.  A principal diferença deste tipo de semente não está no seu sexo como é o caso das sementes feminizadas e regulares que se tornam distintas por conta do gênero. As automáticas são únicas porque são sementes que não dependem do tradicional fotoperíodo para começar a florar.

Resumidamente, elas não precisam das 18 horas de luz pois vão começar a florir por conta próprio e levando em conta seu tempo de vida, e não o período de exposição à luz na fase vegetativa. O nome que levam é justamente por isso: por entrarem na floração automaticamente. E como a diferença não está no sexo, as automáticas podem ser sementes feminizadas ou regulares também.

Muitos cultivadores gostam das automáticas justamente por elas serem independentes na hora de começar a florir. Já outros preferem elas porque são plantas que crescem menos e com isso podem ser ótimas para cultivar em pequenos espaços.

Plantas de sementes automáticas de maconha – Créditos SensiSeeds

Comprando sementes

Uma dica que a gente sempre dá para quem está interessado em sementes para começar a cultivar é: se não tem experiência e está cultivando a primeira vez, procure sementes germináveis no prensado. É bem fácil encontrar prenseeds boas e que vão ser ótimas para iniciar e aprender sem gastar. Depois que fizer a primeira colheita ou aprender melhor a cultivar, daí sim vale a pena começar a adquirir sementes.

Existem diferentes maneiras de encontrar sementes feminizadas, regulares, ou automáticas, e de diferentes genéticas. Na Expocannabis que rola no Uruguai todo mês de dezembro muitos bancos de sementes estão presentes, como a galera da BSF Seeds, Santa Semilla, e outros bancos produtores renomados que comercializam diversas strains durante os três dias de evento.

Algumas sementes feminizadas famosas disponíveis são a Girl Scout Cookies, a Northern Lights que é uma das strains mais consumidas do mundo, enquanto também é possível encontrar seeds da Amnésia Haze e da Cotton Candy Kush regulares. O mercado hoje dá opções para agradar diferentes cultivadores.

Semente de maconha – Créditos: Marijuana Seeds Center

 

 

Escrito por Guilherme Darros