Projeto de lei que regulamenta canábis medicinal é apresentado em NY

O que te vem a cabeça quando se fala em Nova York? Estátua da Liberdade? Manhattan? Empire States Building? Central Park? Se prepare porque logo o estado americano pode ser o número 19 na lista dos governos racionais que adotaram novas políticas de drogas.

Um projeto de lei foi reapresentado no mês passado, tanto na Assembleia do Estado de Nova York quanto no Senado Estadual, propondo a legalização da maconha para uso medicinal. Essa mesma proposta já havia sido aprovada duas vezes pela Assembleia do Estado, mas acabou por ser vetada no Senado. Contudo, desta vez, há razões para otimismo, já que o governador Andrew Cuomo, que já havia se oposto ao projeto, recentemente mudou sua postura apoiando a descriminalização da posse da erva.

Um dos cabeças do projeto e representando do distrito 75 de NY, Richard Gottfried é um Democrata que acredita que a causa vem ganhando suporte publico gradualmente. Ele garante que muitos senadores Republicanos afirmaram em privado que irão votar pela aprovação do projeto.

Assim como todos os estados que permitem o uso da canábis medicinal, pacientes que sofrem de esclerose múltipla, HIV/AIDS e outras doenças sérias poderão comprar maconha legalmente sob supervisão do seu médico.

Mesmo encabeçando listas de superdesenvolvimento no mundo, NY está bem atrasado quando o tema é canábico. Todos os estados vizinhos, exceto a Pennsylvania, já legalizaram o uso da erva com propostas medicinais.

Pra saber mais:

Wall Street começa a ver cifrões no comércio legal de maconha

Dia histórico: nos EUA, Colorado e Washington liberam o uso recreativo da Canábis

Nova York na mira da legalização

Conheça a Semana do Grower!