Óleo de Cannabis: Tutorial Completo!

O óleo de cannabis  é utilizado em todo o mundo com finalidades medicinais há anos. Em países onde o uso medicinal e/ou recreativo da cannabis é regularizado, os usuários de óleo de cannabis conseguem livre acesso ao medicamento. Já aqui no Brasil, infelizmente, nossa realidade é outra e pessoas ainda são presas e tratadas como criminosas ao cultivar e confeccionar seu próprio remédio .

Porém, isso não tem sido impedimento para que cada vez mais brasileiros estejam procurando aprender a fazer seu próprio óleo que fica ainda mais natural quando é caseiro, garantindo muitas vezes o acesso à centenas de substâncias da planta e seus benefícios medicinais.

Como comprar o óleo de cannabis?

Legalmente, conseguir acesso ao óleo de maconha somente por meio da importação, mediante prescrição médica e autorização da ANVISA. Porém, esse processo pode demorar meses, e além de ser extremamente burocrático, costuma ter um custo muito alto. Algumas das empresas importadoras de óleo de cannabis no Brasil chegam a vender o medicamento por cerca de R$ 1.300 reais por seringa (cerca de 10 mLs). Só para termos um exemplo, alguns pacientes em tratamento de câncer chegam a utilizar mais de 30 mLs do óleo por mês.

Óleo de Cannabis cura Câncer?

Alguns Estudos revelam que o óleo de cannabis possui efeitos antitumorais e de inibição do crescimento de células tumorais. Além disso, pesquisas realizadas em ratos e camundongos revelam que o óleo de cannabis pode prevenir o desenvolvimento de câncer. Enquanto isso, outras pesquisas mostram que os canabinóides presentes na planta e no óleo de cannabis matam células tumorais além de proteger as células sadias de morte celular. Logo, concluímos que o óleo de cannabis combate o câncer e diversas outras doenças.

 

Óleo de Cannabis ajuda no tratamento de câncer.

Como Funciona o Óleo de Cannabis?

O óleo de cannabis mata as células cancerígenas quando o THC se conecta aos receptores de CB1 e CB2 na célula cancerosa, então, fazendo com que essa célula aumente a síntese de uma substância chamada ceramida, que leva à morte celular. Como se fosse mágica, as células saudáveis, quando conectadas pelo THC não produz ceramida, portanto, não são afetadas negativamente pelos canabinóides e muito pelo contrário, essa conexão de células saudáveis ao THC previnem que as mesmas se tornem células cancerígenas. O melhor de tudo é que o óleo de cannabis não causa efeitos colaterais como os tratamentos convencionais como a quimioterapia e radioterapia.

uso recreativo do óleo de cannabis é uma ótima opção também. O óleo de maconha entra na categoria dos “concentrados” e pode ser fumado e vaporizado.

 

Baixar GRÁTIS o Guia de Cannabis Medicinal do Growroom

Óleo de Cannabis no caso da esclerose múltipla e epilepsia

O óleo de Cannabis também pode mudar a vida de pacientes de esclerose múltipla evitando os espasmos, tendo assim os mesmos efeitos aliviantes que promove em pessoas que sofrem com epilepsia.

A principal teoria é que quando há conexão entre os canabinóides da planta e o nosso sistema endocanabinóide natural, há um efeito protetor, impedindo que as células interajam demais entre si. Esse efeito é benéfico para células afetadas pela esclerose, já que a capa de mielina não está lá para ajudar a proteger o neurônio. Pacientes relatam que os espasmos diminuem ou até desaparecem quando eles consomem cannabis ou óleos.

Como Fazer Óleo de Cannabis?

Para fazer o óleo de cannabis você vai precisar ter acesso à maconha medicinal. Mas afinal, o que é maconha medicinal? São as flores da cannabis que não foram prensadas como as que muitos estão acostumados a consumir. São flores que foram preferencialmente cultivadas sem o uso de agrotóxicos ou pesticidas. Isso é importante, pois em casos de pessoas que estão debilitadas devido ao câncer e tratamentos como a quimioterapia, é mais do que essencial que as flores sejam de boa qualidade e não contenham resíduos que possam causar alguma enfermidade à pessoa que já está em tratamento.

A extração dos canabinóides da maconha medicinal é feita através da destilação com solventes orgânicos (álcool, no caso) e depois é realizada a evaporação.  Pode parecer complexo, mas na verdade esse procedimento é muito fácil e pode ser realizado em casa, com utensílios facilmente encontrados e legais, com exceção da maconha.

Receita de Óleo de Cannabis:

Para fazer óleo de cannabis você vai precisar de:

Matéria Prima:

  • 30g de Maconha Medicinal;
  • 1 Litro de Álcool de cereais.

Utensílios:

  • 2 Recipientes de vidro (famoso pyrex),
  • Colher ou garfo grande;
  • Coador Musseline ou  Coador de café (preferencialmente aqueles sintéticos);
  •  Panela elétrica ou Panela elétrica de Arroz;
  • Espátula de silicone;
  • Seringas de plástico de uso oral;
  • Ventilador.

 

Passo 1 Óleo de Maconha

Passo 1: Organize e limpe todo seu ambiente de trabalho

A chave para o sucesso na produção do óleo de cannabis é ter um ambiente limpo e organizado, deixe todo o material a sua disposição e estruture o sistema de filtragem  adequadamente.

Passo 2: Extração dos canabinóides

Dichave toda sua maconha medicinal e a coloque em um dos recipientes de vidro. Adicione o álcool de cereais no recipiente com a maconha. Espere de 1 – 10 minutos e use um garfo ou colher para misturar. O tempo de espera funciona da seguinte maneira: em 1-2 minutos todo o THC será dissolvido pelo álcool, e quanto mais tempo você esperar para filtrar a mistura mais o álcool irá extrair outros componentes da maconha medicinal, como clorofila e outros. Se o óleo for ser usado como remédio, aconselhamos a deixar a maconha em infusão no álcool por no máximo 3 minutos, dessa forma você terá um óleo muito mais puro e rico em THC.

 

Passo 2 Óleo de Cannabis

 

Passo 3: Filtragem

Cuidadosamente, filtre a mistura de álcool e maconha medicinal com seu coador. transferindo a solução resultante para o segundo recipiente de vidro. A solução resultante deverá ter uma cor verde escura.

Passo 3 Óleo de Cannabis

Passo 4: Evaporação

Transfira a mistura alcoólica para sua panela elétrica ou panela elétrica de arroz. A importância de não usar nenhuma fonte de fogo nesse processo é a prevenção de acidentes, como, por exemplo, uma explosão. Imagine, você estará evaporando álcool e todos sabemos que o álcool pega fogo com muita facilidade.

Não sequela! Ligue o ventilador na direção da panela elétrica e faça essa parte do processo em um ambiente totalmente arejado. Esse processo pode durar cerca de 4 horas, até todo o álcool evaporar. Portanto: TENHA CUIDADO!

Não acenda o beck no mesmo cômodo em que estiver fazendo a evaporação! Quanto mais o álcool evaporar, de melhor qualidade será seu óleo.

 

Passo 4 Óleo de Cannabis

Passo 5: Armazenamento do óleo de cannabis

Quando todo o álcool tiver evaporado, com a ajuda da espátula de silicone, preencha todo o interior da seringa de plástico com seu óleo medicinal de cannabis. Uma boa dica é: após colocar todo o óleo dentro da seringa haverá uma pequena quantidade de resíduo de óleo na sua panela elétrica que não será possível de pegar com a seringa. Faça um arroz ou qualquer outro alimento na panela elétrica e você terá um alimento rico em THC  e outras substâncias 

Essa receita gera entre 2 e 4 gramas de óleo de maconha. Essa quantidade vai depender muito do quão resinada e rica em THC será a maconha medicinal que você usou na sua receita. Vale lembrar que se você usar diferentes strains de cannabis você terá um óleo rico em terpenos e canabinóides.

Passo 5 Óleo de Cannabis

Como Usar Óleo de Cannabis?

O uso medicinal do óleo de cannabis vai variar de tratamento para tratamento. O uso gira em torno de 0,1 e 3 mLs por dia, dependendo do grau e intensidade da doença. O ideal é que o paciente a siga recomendações médicas e sinta em seu corpo qual a quantidade mais adequada para o uso do óleo de maconha.

 

Baixar GRÁTIS o Guia de Cannabis Medicinal do Growroom

Conheça a Semana do Grower!