Northern Lights: uma apreciada genética de Cannabis Indica

A Northern Lights é sem dúvidas uma das mais populares genéticas de Cannabis Indica de todos os tempos. Essa strain é bem aceita por growers, pacientes e consumidores em geral e  pode ser encontrada com facilidade em bancos de sementes ou dispensários e coffeshops nos lugares onda a maconha já é regulamentada.

A fama se deve a diferentes motivos, mas um dos principais é que essa é uma das variedades de Indica mais puras do mercado, sendo muitas vezes encontrada com predominância de 95% Indica e apenas 5% Sativa, o que confere a ela um alto poder sedativo e relaxante juntamente com seus 18% de THC em média. Para quem não entende inglês, o nome dessa genética se refere a Aurora Boreal, aquele fenômeno lindo que acontece nos céus.

Linhagem da Northern Lights

Também conhecida como CI# 5 F1,, ela é uma descendente de Indicas afegãs e tailandesas. A Northern Lights inclusive deu origem à outras strains híbridas famosas, como Shiva Skunk e Super Silver Haze. Há rumores de que foi criada perto de Seattle, WA, mas foi melhorada na Holanda depois de 1985 no que hoje é a Sensi Seeds, um dos principais bancos de genéticas do mundo.

Entre as diversas Northern Lights, está a Northern Lights # 1 que é rara hoje em dia e era a seleção mais top com um aroma fresco. Já a # 2 é mais forte, cheira a pinho e é muito resistente a ácaros. A #5 é a mais popular, potente e vigorosa, e tem ainda a Northern Lights# 9 que é do grower Nevil Schoenmaker que foi usado para procriar e depois desapareceu. 

Efeitos dessa genética de Cannabis Indica

Com buds resinados que às vezes apresentam tons roxos, e com aromas picantes, os efeitos dessa strain são sentidos em todo o corpo, com relaxamento dos músculos e da mente e uma certa euforia, seguida por uma dose mais exagerada de preguiça. Ou seja, você provavelmente vai pensar em muita coisa ao consumir a NL, inclusive várias ideias criativas. Mas provavelmente vai preferir descansar do que colocar algumas delas em prática já que ela é uma strain justamente para relaxar e tirar o estresse. 

Bud de uma Northern Lights – Créditos LedGrow Lights

Indicações de uso medicinal dessa genética de Cannabis

Com efeitos corporais tão poderosos, parece até óbvio que a Northern Lights pode ser uma ótima strain para uso medicinal de maconha.  Confira algumas das doenças que ela ajuda. Porém, pelo seu alto teor de THC, ela também deve ser consumida com cuidado e sem exageros.

  • Alívio de dores crônicas como enxaquecas e artrites.
  • Ajuda contra a insônia.
  • Boa para pacientes com depressão, ansiedade.
  • Ideal para tirar o estresse intenso ou de um dia cansativo.

Cutlivando a Northern Lights  

Essa é uma strain que todo grower quer cultivar, simplesmente porque ela se dá bem tanto indoor quanto outdoor. Traz buds resinosos em uma floração rápida e é resiliente durante o crescimento. Uma planta robusta, resistente à pragas e fungos, com folhas largas e verdes escuras por conta da sua origem afegã e Indica. 

É uma genética que floresce de seis a oito semanas e na configuração média da estufa, a Northern Lights pode produzir cerca de 100 gramas por planta quando cutlivada nas condições ideias. Esta variedade é uma escolha definitiva para aqueles que preferem qualidade e facilidade à quantidade. Apesar de haver diferentes fenótipos de Northern Lights circulando no mercado, a Sensi Seeds recomenda um período de floração em interior geral de 45 a 50 dias. 

Cultivando a Northern Lights – Créditos Smoke Io

Texto por Renata Lopes – @renataloop / @brazilianbudtender