Mike Tyson diz fumar 40 mil dólares de maconha por mês

Este bateu, hein? Mike Tyson foi um dos principais assuntos da semana, com a notícia de que os investimentos do ex-pugilista no mercado da maconha nos Estados Unidos o tiraram da falência. Desde 2018, Tyson entrou de cabeça nos negócios relacionados à erva e estima-se que seus lucros no “Rancho Tyson” chegam a US$ 610 mil por mês.

Um dos boxeadores mais famosos do mundo, o norte-americano havia decretado falência em 2003, após perder os US$ 300 milhões que acumulou ao longo da vida.  Quase duas décadas depois, aos 53 anos, Tyson dá a volta por cima em grande estilo, ao lado do sócio Eben Britton (ex-jogador de futebol americano). A dupla investe no cultivo de variedades de maconha que usam nos produtos da Tyson Holistic Holdings.

Maconha é um estilo de vida para Tyson

Mas parece que a fama de gastador do peso-pesado não passou. Em uma conversa recente com Britton em seu podcast, Tyson contou que consome uma pequena fortuna de maconha do próprio estoque. “Quanto fumamos por mês? São US$ 40 mil (cerca de R$ 200 mil). Isso é um estilo de vida”, disse o ex-pugilista durante a conversa, que também contou com a participação do boxeador Shannon Briggs.

Tyson afirmou ainda que pretende expandir os “rancho”, incluindo um resort, que terá hotel, spas e pousadas. O espaço também sediará festivais e feiras canábicas, além da “Universidade Tyson”, que vai oferecer cursos de cultivo de maconha. Agora se você também quer fumar muita maconha boa e de qualidade como o Tyson, o jeito é aprender a plantar a própria maconha em casa.