Marcha da Maconha São Paulo 2019: 4 fatos que merecem destaque

Uma das maiores, ou quem sabe a maior manifestação em favor da Maconha do mundo aconteceu no Brasil no sábado, dia 1º de junho. A Marcha da Maconha São Paulo 2019 (MDMSP2019) levou milhares de pessoas às ruas da maior metrópole da América Latina. Foram cerca de 100 mil ativistas, pacientes, e até mesmo pessoas que não fazem o uso da planta indo às ruas para gritar contra a proibição e pedir a descriminalização dias após o Supremo Tribunal Federal (STF) anunciar o adiamento da votação do tema.

A Marcha da Maconha São Paulo 2019 foi a 11º edição, e mais uma vez o público aumentou de um ano para o outro. E o Growroom estava presente como sempre acontece, e traz um pouco do que rolou neste texto. Afinal, além do crescimento e da multidão, outros fatos importantes aconteceram e merecem um destaque especial.

4 acontecimentos importantes da Marcha da Maconha São Paulo 2019

 

  1. Diversidade do público mostrou importância do tema

    Se tem algo que costumam chamar a atenção nos eventos canábicos que rolam por aí é a diversidade do público. Na Marcha da Maconha São Paulo 2019 não foi diferente. Pessoas de diferentes idades, de idosos à jovens, de diferentes raças, crenças, e gêneros marcharam juntos com o mesmo objetivo. Foi possível ver pessoas que fazem uso medicinal da planta, outras consomem de forma recreativa, e tantas outras que só estavam ali para dar apoio à causa ou para alguma pessoa que necessita da planta por diferentes motivos.

    Concentração da Marcha da Maconha 2019 no vão do Masp em São Paulo.

     

    Os cartazes levantados pelo público durante toda a Marcha também deixaram evidente essa diversidade. Enquanto uns estampavam frases contra o sistema proibicionista, outros pediam a legalização para salvar vidas, seja para fins medicinais ou para o fim da guerra que mata e encarcera pessoas diariamente, principalmente pobres e negras.

  2. Marcha da Maconha São Paulo 2019 foi pacífica do início ao fim

    A paz reinou do início ao fim da Marcha da Maconha São Paulo 2019. A pacificidade do evento que reuniu 100 mil pessoas só mostra como maconheiros e policiais e demais agentes da lei podem conviver tranquilamente e em paz em meio à fumaça, sem a necessidade de guerra e opressão. Durante todo o evento o público consumiu muita maconha, muitas vezes até perto dos policiais que estavam embaixo do vão do MASP na concentração e que estavam identificados como mediadores.

    Foi realmente um dia legalizado na capital Paulista, e se a falta de incidentes não mostra o quanto a Maconha é uma droga segura que não provoca violência, talvez seja melhor fazer uma comparação: será que um evento com 100 mil pessoas sem maconha, mas com cerveja iria terminar tranquilo assim?

    Bandeira do Growroom Marcha da Maconha São Paulo 2019

  3. Apoio nas ruas e nos prédios

    Não foi uma nem duas vezes que dos prédios pessoas piscavam a luz ou gritavam palavras de apoio quando a Marcha da Maconha São Paulo passava. Foram diversas vezes. As pessoas saíam na sacada, aplaudiam, e nas ruas muitos paravam para filmar e aproveitavam para mostrar seu apoio, falando que a Marcha era legítima e a causa importante.

    É a prova de que estamos conseguindo avançar. As pessoas estão se informando mais, vendo os exemplos de fora, e percebendo cada vez mais que a planta é inofensiva, e o problema está justamente na sua proibição. Uma pena que dificilmente vamos ter um plebiscito para votar o tema como acontece em diversos estados americanos. Talvez a população seria a responsável por legalizar nas urnas. Até mesmo quem não fuma.

  4. Foi a maior Marcha da Maconha da história. Uma multidão!

    Se no ano passado já foi enorme, a Marcha da Maconha São Paulo 2019 certamente foi a maior da história. São raros os momentos em que uma multidão tão grande se reúne e se mobiliza por uma causa. A MDM já está no calendário de eventos do Brasil e de todos os maconheiros. A Avenida Paulista ficou lotada como poucas vezes se vê na história.

    Isso dá orgulho de todos nós que estamos lutando na causa, e ajuda a pressionar o STF e o Governo Federal também de que não somos poucos. Na verdade somos muitos. Somos milhões de usuários e outros apoiadores da causa que já entenderam que é hora de legalizar para o povo livre e vivo, conforme foi o tema da Marcha deste ano. Certamente fizemos história e mostramos força.

    Marcha da Maconha SP2019 – Foto de Alice Vergueiro