Maconha pode evitar diabetes

Médicos e pesquisadores andam intrigados com a relação que a maconha pode ter com o diabetes tipo 2.

Todo mundo sabe que maconha causa aquela excessiva fome, conhecida por larica, mas o que quase ninguém sabia é que mesmo comendo mais do que pessoas que não fumam maconha, usuários da planta têm taxas menores de obesidade e diabetes.
Pesquisadores investigaram os efeitos que o tetrahidrocanabinol, o THC, pode ter sobre o metabolismo humano, com ênfase nos níveis de insulina.
O estudo contou com 579 usuários regulares de maconha, 1.975 pessoas que fumaram no passado e 2.103 nunca experimentaram a substância. A análise foi feita com os participantes em jejum, e foram medidos os níveis de colesterol, resistência à insulina e circunferência da cintura.
Foi comprovado que os usuários de maconha tinham os níveis de insulina 16% mais baixos do que os não usuários. Além disso, os usuários regulares da substância tinham cintura média e maiores níveis de Lipoproteína de Alta Densidade, o famoso HDL, ou colesterol bom, como preferir.
Apenas os atuais usuários da droga apresentaram resultados positivos. Os que fizeram uso no passado, não. Porém, isso demonstra que os efeitos sobre a insulina e a resistência à ela só ocorrem após o uso recente.
É possível que o THC vá ser prescrito no futuro para pacientes com diabetes ou síndrome metabólica, junto com agentes antidiabéticos? “Só o tempo irá dizer”, disse o professor de medicina da Universidade do Arizona, Dr. Joseph Alpert, um dos estudiosos do caso.
Via: Fatos Desconhecidos