Tudo sobre germinação de sementes de maconha

A germinação das sementes de maconha é a primeira etapa de um cultivo de cannabis – e é nela que mais costumam tropeçar os growers iniciantes. Não existe uma técnica infalível, nem vamos falar aqui que uma é melhor que a outra: são várias as maneiras de germinar uma semente de maconha e a escolha varia de cultivador para cultivador, de ambiente para ambiente.

Apesar de ser um processo natural, é importante observar fatores externos, afinal a germinação de sementes de maconha bem sucedida carece de um ambiente escuro, úmido e quente (mas arejado). Porém, mais que isso, é preciso conhecer a semente.

O que são as sementes de maconha?

A cannabis é uma erva dioica: ou seja, seus órgãos reprodutivos femininos e masculinos estão em plantas diferentes.  As plantas fêmeas produzem flores (que são o que fumamos, ricas em canabinoides como o THC e o CBD) e devem ser cultivadas em ambientes diferentes das plantas machos, que produzem sementes.

Caso contrário, as plantas macho polinizam as fêmeas, que também passam a produzir sementes, reduzindo a potência almejada das flores. As sementes são pequenas, em torno de 1,5 centímetro, possuem coloração marrom escura e rajadas brancas. Mede-se sua saúde pela ausência de rachaduras e pela dureza, medida através da resistência à força.

Como conseguir sementes de maconha no Brasil para germinar

Antes de falar sobre a germinação das sementes de maconha, vamos conversar sobre a lei que fala sobre elas no Brasil ou como conseguir sementes no país. É importante que o cultivador saiba que, no dia 14 de outubro de 2020, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu que importar poucas sementes de maconha não é tráfico. Com a decisão, a terceira turma da corte entendeu, por unanimidade, que “a importação de poucas sementes de maconha não é suficiente para se amoldar aos crimes de tráfico ou mesmo contrabando”.

No entanto, o cultivo da planta ainda segue ilegal no país, estando à cargo das autoridades decidir – uma vez que a manca Lei 11.343/2006 não estabelece quem é usuário e quem é traficante – se você vai ou não para a cadeia. Porém, existem outras formas de conseguir sementes de maconha no Brasil para começar a cultivar e uma das mais fáceis é encontrando sementes germináveis e saudáveis no prensado. A maioria dos cultivadores que está começando faz isso, pois é a forma mais barata e fácil.

VÍDEO: Como ter sementes de maconha para germinar

 

Tipos de semente de maconha

Na hora de escolher as sementes, o cultivador tem as seguintes opções: sementes feminizadas, sementes regulares, sementes automáticas ou ainda as prenseeds. Para reconhecer as diferenças entre feminizadas e regulares é necessário entender o sexo dela. Isso porque é possível que uma planta de maconha seja fêmea, macho, ou até mesmo hermafrodita. As regulares, assim como as sementes de prensado, não têm o sexo definido. Na verdade, tem, mas não dá pra saber. Ou seja, podem desenvolver tanto plantas fêmeas quanto macho.

Já as sementes feminizadas desenvolvem somente plantas fêmea. As sementes automáticas, por sua vez, podem ser regulares ou feminizadas: elas se distinguem por desenvolverem plantas menores, com um ciclo de vida bem mais rápido e que também rendem colheitas mais enxutas.

  • Feminizadas – Como o próprio nome já diz, as sementes feminizadas são as que certamente resultarão em plantas fêmeas quando cultivadas. Embora existam outras técnicas para se produzir sementes feminizadas, o método mais comum é pulverização de uma solução de prata coloidal, que é um conhecido antibiótico natural. A prata coloidal as induz a produzirem pólen, e esse pólen fertiliza outras plantas femininas que vão gerar sementes já feminizadas. É a opção mais certeira para uma colheita sem erros, porém os valores também são bem mais altos com relação às sementes regulares;
    Apenas as plantas fêmeas são capazes de gerar flores ricas em THC

     

  • Regulares – As sementes regulares de cannabis são produzidas a partir de uma planta masculina e outra feminina. O pólen do macho fertiliza a fêmea, que por sua vez produz sementes. Por serem produzidas através da reprodução natural, a semente regular tem 50% de chance de ser macho e 50% de ser fêmea. Isso só é possível de identificar em uma etapa mais avançada da floração, quando a planta começa a desenvolver as pré-flores e é possível perceber os pistilos (começo da produção das flores) ou os sacos de pólen (início da produção das sementes);
  • Automáticas – Nas sementes automáticas ou autoflorescentes a principal diferença não está no sexo. As automáticas são únicas porque são sementes que não dependem do tradicional fotoperíodo para começar a florir. Em resumo, elas não precisam das 18 horas de luz pois vão começar a florir por conta própria, levando em conta seu tempo de vida, e não o período de exposição à luz na fase vegetativa. O nome que levam é justamente por isso: por entrarem na floração automaticamente. Por serem plantas que crescem menos, são ótimas opões para cultivar em pequenos espaços;
    Plantas de maconha automáticas

     

  • Prenseeds” – As sementes de prensado, ou prenseeds, como são conhecidas, normalmente são ignoradas por seu aspecto muitas vezes feio. Geralmente, chegam até o usuário quebradas ou desmanchadas, em função da forma como é feito o processo de prensagem da maconha pelo mercado ilegal. Mas é possível garimpar! Privilegie pegar as sementes daquele prensado melhor, mais verdinho, fresco e com poucas sementes.Aperte a semente para testar sua resistência: se ela quebrar logo de cara, descarte. Perceba também a cor, que deve ser marrom escura, e a saúde da semente, que não deve ter rachaduras. Por fim, faça o teste: coloque-a num copo com água e espere algumas horas. Se a semente boiar, não vão vingar; se descer, está apta para o cultivo.
Sementes que vêm acompanhadas no prensado também podem servir para cultivo

 

 

 

 

 

 

Armazenando sementes de maconha para uma boa germinação

Você deve pensar que, o ideal, é plantar sementes para mais. Afinal, é comum que uma ou outra falhem durante o processo (ainda que passem nos testes que já sugerimos acima). Então, é legal sempre deixar umas sementes de backup. Mas não dá para guardar as sementes de qualquer jeito: o ideal é armazená-las em um ambiente refrigerado, de preferência na geladeira, e em um recipiente fechado. Um potinho pequeno ou um zip-lock funcionam bem.

Mas essas sementes, quando passarem alguns meses, continuarão funcionais? Possivelmente! Para aproveitá-las, sugere-se uma técnica que é colocar 20% de água oxigenada misturado na água que você vai umedecer o pape-toalha para germinar as seeds. Isso vai ajudar a água a não apodrecer e a semente a não morrer por conta de fungos ou bactérias.

Como fazer a germinação de sementes de maconha 

Chegamos, então, ao momento da germinação. Como dissemos antes, tanto sementes de genética especial quanto sementes de prensado podem ser germinadas de diferentes maneiras. Aqui, vamos falar das quatro principais:

Germinação de sementes de maconha no papel-toalha (ou perfex)

Essa é a preferida dos cultivadores! É prática e costuma dar ótimos resultados. Basta colocar duas folhas úmidas de papel-toalha (ou dois pedaços de perfex, também úmidos) em uma tupperware, com suas sementes entre elas. Feche a tupperware e mantenha-a em local relativamente quente, para manter a umidade, mas que não bata muita luz.

Atrás da geladeira ou acima do aparelho da TV à cabo funciona bem. Alguns preferem usar, ao invés da tupperware, dois pratos, um em cima do outro, como um disco. Também funciona! Em cerca de 2 a 4 dias, aparece a radícula (aquele fiozinho branco, que vai transformar-se em raiz) e é hora de transplantar. Neste reels, no Instagram do Growroom, você confere um bom exemplo de germinação com perfex no lugar do papel-toalha;

Germinação de sementes de maconha no papel toalha é um dos jeitos mais fáceis – Slant

Germinação de sementes de maconha direto na terra

Outra que costuma funcionar bem é jogar a semente direto na terra. Para que dê certo, o mix de substrato deve ser bastante leve, afinal a planta em seu estágio inicial é extremamente frágil. Misture um substrato inerte como Sunshine ou turfa com perlita e coloque em um copo descartável de plástico.

Introduza a semente em um buraco de 10 a 15 mm de profundidade e mantenha a terra úmida sempre, sem encharcá-la (use o borrifador!). Alguns cultivadores gostam de usar estimulantes de raízes. É mais demorado (de 4 a 10 dias), mas evita o transplante na fase mais sensível da vida da planta.

Germinando sementes de maconha diretamente na terra – Centurion Pro

Germinação de sementes de maconha na água

Outra técnica comumente utilizada é a da germinação na água. É bem simples: encher um copo de água até pouco mais da metade e deixar a jogar a semente lá dentro. O mais importante nessa é ficar atento ao  pH da água utilizada, que deve estar entre 5.8 e 6.2. Se não for o caso da água da sua torneira, prefira utilizar água mineral ou comprar soluções para aumentar o diminuir o pH, bem como um medidor. Muito cuidado na hora de tirar a semente germinada da água, para não machucar a radícula;

Semente esperando para germinar na água

Germinação de sementes de maconha nas células de germinação (Jiffs)

Uma opção bastante usada também são as células de germinação Jiffs. Tratam-se de células de rede biodegradáveis, preenchida por turfa de sphagnum, desidratada e compactada, usadas para germinação de sementes e clonagem. É bem simples: basta embeber a célula em água para que sejam expandidas em até 7 vezes seu tamanho, garantindo o meio adequado para a germinação. Colocar a semente dentro da célula e mantê-la sempre hidratada, em local úmido, arejado e escuro.

Germinando sementes de maconha na célula de germinação – Créditos How to Marijuana

Como saber se a germinação deu certo

Essa certamente é a tarefa mais simples de se verificar, pois as sementes simplesmente mudam muito quando germinam corretamente. Isso significa que vai surgir a Radícula,  que é como é chamada a primeira parte da semente a emergir durante a germinação. Essa parte branca é a raíz embriónica de uma planta. Assim que suas sementes germinarem com a Radícula aparecendo, elas devem ser plantadas em um vaso grande ou temporário se ela já não for germinada na terra, é claro.

Rádicula na germinação de sementes de maconha – High Times

O que pode prejudicar uma germinação

    • Temperaturas baixas. O ideal para uma boa germinação é manter as sementes entre 22º C ou até mais. Porém, nem sempre isso é possível, especialmente em alguns lugares no inverno e mesmo assim algumas sementes germinam, porém com temperaturas baixas é impossível.
    • Sementes que fora armazenadas de forma incorreta também podem não germinar.
    • O mesmo vale para sementes que foram germinadas em ambientes errados, sem a temperatura, iluminação e umidade correta.
    • Sementes ruins que talvez você esteja identificando como boas de forma errada.