10 filmes de comédia para assistir chapado de maconha

Você provavelmente já procurou filmes de comédia para assistir chapado. Afinal, os chamados stoner movies estão por todos os cantos e os filmes sobre maconha infiltraram-se em variados gêneros do cinema nos anos 1960 e explodiram no fim da década de 90. Entre eles, os que mais se destacam são documentários, dramas, aventuras e, claro, as comédias. Todo (a) maconheiro (a) que se preze já deu boas risadas, entregue ao sofá, curtindo uma comédia bem servida.

Com o sucesso de “Cheech & Chong”, a sétima arte sacou que o riso solto dos cannabistas representava um nicho de mercado e obras hilárias e singulares foram produzidas. A maior parte dos clássicos da comédia cannábica saiu entre os anos 1990 e 2010, mas até hoje pintam filmes novos. Pensando nisso, o Growroom separou 10 filmes de comédia para assistir chapado (a) de maconha.

Maconha e comédia: a ciência por trás

Mas o que será que faz o bom humor e a Cannabis serem tão próximos a ponto de existirem vários filmes de comédia para assistir chapado e dar risada? A ciência explica: é que a Anandamida, conhecida no universo científico e médico como substância da felicidade não é apenas uma substância química que ocorre naturalmente no nosso cérebro, mas também é encontrada em grandes quantidades no THC, a substância psicoativa e mais encontrada na maconha.

Isso ajuda a explicar porque geralmente quem faz uso da maconha ri com mais facilidade e também o motivo dela estar sendo cada vez mais utilizada para tratar a depressão ou melhorar o humor.

Dicas de filmes de comédia para assistir chapado

Agora que já ficou mais claro como a maconha pode ser uma boa companhia para uma sessão de filmes de comédia e vice-versa, que tal começar a assistir e dar muitas risadas? Aqui vão algumas dicas.

“The Big Lebowski” (“O Grande Lebowski”) – 1998

Dirigido pelos irmãos Cohen, o filme traz Jeff Bridges no papel de Dude, um maconheiro desempregado que curte vagabundear e jogar boliche com os amigos Walter e Donny. Mas ele é apresentado a um milionário homônimo, que também se chama Jeffrey Lebowski, e recebe uma oferta que vai avacalhar a sua vida – a esposa do “Grande Lebowski” é sequestrada e ele tem que libertá-la.

“Pineapple Express” (“Segurando as Pontas”) – 2008

Dale Danton é um preguiçoso entusiasta da erva, que se encontra sempre com o traficante Saul Silver para se abastecer. Em uma visita, adquire um exemplar de uma rara strain conhecida como Pineapple Express. Até aí tudo bem, mas Dale presencia um assassinato e agora tem que descobrir se a ponta que esqueceu no local pode levar os matadores até ele.

“Homegrow” (“Três Sócios Duvidosos”) – 1998 

Jack, Carter e Harlan levam uma vida mansa trabalhando na fazenda de maconha de Malcom, no norte da Califórnia. Mas, quando o dono da fazenda morre, o trio resolve omitir a notícia para vender a colheita e embolsar três milhões de dólares. Inexperientes e mal-acostumados , eles se enrolam no sombrio mundo do tráfico de drogas e descobrem que têm a cabeça à prêmio. Uma comédia/drama, com muita loucura e paranoia, e atuações memoráveis de Billy Bob Thornton, Jake Gyllenhaal e Ryan Phillippe.

“Half Baked” (“Pra Lá de Bagdá”) – 1998

Filme estrelado pelo comediante e ativista americano Dave Chapelle, apresenta uma turma de maconheiros que entra numa enrascada quando um deles é preso com bagulho. Os outros três amigos decidem vender um bocado de erva para pagar a fiança. Eles só não contavam que a concorrência que passaram a apresentar os levaria a comprar briga com um violento traficante da área.

“Harold and Kumar” (“Madrugada Muito louca”) – 2004

Harold é um descendente de coreanos que odeia seu emprego e divide o apartamento com Kumar, filho de um famoso médico indiano que espera que ele se forme em Medicina. Os dois amigos curtem fumar um e um belo dia são atordoados, na larica, por um novo hamburger, que passou na TV. A dupla entra noite à dentro em busca do sanduíche e se mete em altas confusões.

“Dazed and Confused” (“Jovens, Loucos e Rebeldes”) – 1993

Um clássico do cinema cult, com Matthew McConaughey, Ben Affleck e Mila Jovovich no elenco. O filme se passa em 1976, quando uma turma aproveita ao máximo o fim da escola secundária. Na noite de formatura, os veteranos curtem com os calouros uma festa selvagem e divertida, embalada por muita maconha e cerveja. Corridas de carros, novos amores e muita loucura convidam os calouros a se esbaldarem na divertida época colegial.

“Saving Grace” (“O Barato de Grace”) – 2001

O “Barato de Grace” é daqueles filmes sobre maconha leve e divertido, para assistir com a família. Conta a história de uma floricultora que vive em uma pequena cidade da Inglaterra e, ao passar por um  momento complicado da vida, vê na erva a solução para seus problemas. Ameaçada de despejo e com uma série de dívidas deixado pelo marido, que suicidou-se, Grace aproveita o talento com plantas para ajudar o amigo Matthew em uma estufa de maconha. Juntos, eles revendem a colheita para traficantes. Humor britânico de qualidade.

“How High” (“Dois Doidões em Harvard”) – 2001

Os rappers Method Man e Redman vivem Silas e Jamal, dois amigos maconheiros que ingressam na Universidade de Harvard. A comédia estudantil gira em torno da rotina da dupla no campus, baseada em queimar erva e tentar flertar com garotas. As notas, claro, são o grande problema: até que Silas compra um baseado exótico, que além de deixá-los doidões também os fazem ir bem nos exames. A duple, então, consegue conduzir o ano letivo fumando muita erva e aprontando um verdadeiro caos na universidade.

“Fear And Loathing in Las Vegas” (“Medo e Delírio em Las Vegas”) – 1998

Cuidado, esse filme pode ser tão viciante quanto o livro ou quanto as drogas pesadas consumidas pelos protagonistas. Johnny Depp vive Raol Duke, alterego do pai do Jornalismo Gonzo, Hunter S. Thompson, na versão cinematográfica de sua obra mais pirada e conhecida. Duke é chamado para cobrir uma famosa corrida de motos em Las Vegas.

Para tanto, convoca seu advogado e escudeiro Dr. Gonzo (Benício del Toro), que dá as ordens sobre o que fazer com o dinheiro do adiantamento: alugar um Cadillac vermelho e lotá-lo com quantidades exorbitantes de substâncias psicoativas. A partir daí, a corrida fica de lado e se inicia uma história de loucuras na cidade mais animada. “Medo e Delírio” é bem mais que uma boa comédia. É também drama, show de atuação e um relato ímpar sobre o fim do movimento hippie no início dos anos 1970.

“Cheech & Chong” – Up In Smoke” (“Queimando Tudo”) –1978

O clássico dos clássicos, “Up In Smoke” é o primeiro filme da dupla Cheech e Chong. O longa mostra o épico momento em que os dois se conhecem e tornam-se amigos, descobrindo o mútuo amor pela maconha. Logo de cara, a dupla acaba indo presa e deportada para o México e fica com a missão de voltar aos Estados Unidos. A missão é voltar aos Estados Unido e, para isso, Cheech e Chong recebem, sem saber, uma van feita de maconha. No trajeto, a fumaça vai deixando todo mundo chapado, até que a dupla acaba chegando em um bizarro festival de rock.

O Growroom também fez uma lista com dicas de séries sobre maconhas disponíveis na Netflix. Se liga:

Quais as principais séries sobre maconha na Netflix?