Feira Canábica em Bolonha

Em Bologna, nos próximos dias 2, 3 e 4 de junho ( de sexta-feira a domingo) será realizada a segunda edição da anual Feira Internacional da Maconha Medicinal e Industrial. Para os organizadores, será mais uma oportunidade para se conhecer “as mil utilidades de uma planta milagrosa” e de fazer um contraponto entre o uso médico, industrial e recrativo.

No site www.cannabistipoforte.com estão as informações sobre a 2a.edição da feira. Os organizadores resolveram ampliar o alcance e o local, pois a 1a.edição não foi internacional e realizou-se em espaço acanhado da cidade de Pescia.

A Feira acontecerá nos dis 2 (sexta-feira) e 3 (sábado) de junho. Os organizadores distribuíram um comunicado no site e a título de apresentação da iniciativa da Cannabis Tipo Forte.

Logo no início do comunicado está grafado que se trata de uma feira italiana sobre a “maconha médica” (para uso terapêutico) e “industrial” (na Itália é permitido o plantio para fins industriais: fabrico de papel com fibras de cânhamo).

Segundo os organizadores, “chegou o momento de se fazer conhecer o mercado ligado ao mútiplo uso dessa planta milagrosa e para criar um ponto de encontro com a realidade”.

Na feira haverá espaço, ainda, para debates sobre o retrocesso da novíssima lei italiana, que manda para cadeia o usuário de maconha. Uma das promessas eleitorais da coliasão que elegeu o premier Romano Prodi era a de mudança imediata da lei, elaborada pelo então premier Gianfranco Finni, do neofascista partido da Aliança Nacional.

Outro ponto de debete será a tabela elaborada e em vigor que estabelece a diferença entre usuário e traficante de acordo com o peso da maconha apreendida.

Na Feira, segundo anunciado, “estarão presentes os mais importantes produtores internacionais do mercado da maconha”. Haverá uma mostra de arte, a lembrar o movimento psicodélico dos anos 60. Também serão realizados concertos musicais e desfile de moda, com costumes tecidos com fibra de cânhamo. Nos espaços para debates, os temas versarão sobre o uso recreativo (lúdico), medicinal e industrial da maconha.

No espaço da Feira, sempre segundo os organizadores, haverá um amplo espaço para relax, jogos, dois bares, um restaurante, etc.

Fonte: IBGF

Discuta sobre o tema no fórum