Expocannabis Uruguay 2020 confirmada, mas com fronteiras fechadas

Um dos eventos internacionais mais esperados pela comunidade cannábica brasileira, a Expocannabis Uruguay confirmou na última semana que o evento acontecerá em 2020. A 7ª edição da feira será realizada nos dias 4, 5 e 6 de dezembro, no Laboratorio Tecnológico del Uruguay (LATU), em Montevidéu, e também em uma plataforma online.

A dúvida que ainda para no ar é se as fronteiras do Uruguai, fechadas desde março em função da pandemia do covid 19, já estarão reabertas para estrangeiros. No fim de agosto, o ministro do Turismo, Germán Cardoso, anunciou que o país pretende reabrir, em breve, as fronteiras para turistas da União Europeia. Elogiado pelo controle da pandemia, o país, que tem 3,4 milhões de habitantes, registrou até o mês passado 1.457 pessoas contaminadas pelo coronavírus.

No entanto, ainda não previsão de data e tão menos informações sobre a reabertura para turistas de países vizinhos, como Brasil e Argentina. Atualmente, apenas nacionais, estrangeiros residentes ou membros de corpos diplomáticos podem entrar no país, entre outras exceções. Os requisitos são: ter resultado negativo para covid-19, em teste realizado no máximo 72 horas antes, e manter uma quarentena de sete dias, até um segundo teste.

Registro da edição de 2017 da Expocannabis – Foto: Growroom

Acesso depende da situação sanitária em dezembro, diz organização

De acordo com a Expocannabis Uruguay, o acesso de estrangeiros ao evento depende da situação sanitária do momento e das decisões dos governos. Por isso, não há como precisar, por exemplo, se os brasileiros poderão cruzar a fronteira. “Hoje, não temos como saber isso com certeza. Esperamos que sim. É um ano particular”, afirma Mercedes Ponce de León, organizadora da Expocannabis Uruguay 2020.

Ponce de León ressalta que, pela modalidade virtual, também será possível acessar todo o conteúdo oferecido pela feira. “O ingresso do evento permite a entrada online ou a entrada presencial, cada pessoa decide”, afirma. “O evento online terá todos os conteúdos, toda a indústria e também o consultório de orientação em cannabis medicinal”.

De acordo com a organizadora, mesmo entre os uruguaios, há quem vá preferir participar virtualmente. “Aqui, no Uruguai, a população de pessoas mais idosas, que são de risco, seguramente também participarão online”, afirma. “O evento presencial terá medidas estritas de controle sanitário para minimizar riscos e proteger a saúde de todos”, completa.

O Growroom vai monitorar a situação e atualizar as informações sobre o evento, que também deve divulgar a programação da 7ª edição nas próximas semanas. Mas, se você já quiser saber mais sobre preços e inscrições, é só dar visitar o site do evento ou acompanhar as notícias no grupo do Telegram.

Público da Expocannabis costuma ser variado e cada vez maior – Foto: Growroom

Sobre a Expocannabis Uruguay

Um dos maiores eventos cannábicos do mundo, a Expocannabis Uruguay é uma feira que conta com mais de 100 estandes de empresas nacionais e estrangeiras ligadas ao mercado da maconha legal.

A programação conta ainda com apresentações culturais, conferências e oficinas, além de um espaço “chill out” para troca de vivências, com foodtrucks e bar. O evento funciona como uma ferramenta de articulação entre os atores da indústria da cannabis, com presença de autoridades, ativistas, acadêmicos, médicos, cientistas, pesquisadores, organizações sociais, cultivadores, clubes registrados, entre outros.

Growroom ministrou curso de cultivo presencial em 2019 – Foto: Growroom

Growroom na Expocannabis Uruguay

A edição de 2019, também realizada no LATU, foi a maior da história do evento, segundo os organizadores. Na ocasião, o Growroom – que participa do evento desde sua primeira edição – marcou presença com um curso de cultivo presencial durante, realizado por meio da GRHS. Foram ensinadas, ao vivo, técnicas de germinação, clonagem, preparo do melhor substrato, prevenção e controle de pragas, passo a passo para a floração perfeita, entre outros assuntos.

Além disso, fizemos até um guia para os maconheiros brasileiros curtirem ao máximo a experiência no país vizinho. Também foram publicados vários posts no sentido de ajudar os brasileiros a programarem sua viagem para o Uruguai, falando sobre custos, hospedagens e até as melhores praias.

Em 2018, no estande do Growroom, teve até fila para fumar no vaporizador Volcano, e a primeira versão do curso de cultivo presencial. Esse foi um ano significativo para o evento, afinal foi quando cresceu bastante o número de visitantes e marcas estrangeiras participantes.