Dry Sift: Entenda o que é e como fazer a extração a seco do haxixe!

Existem diversas formas de consumir a maconha e uma delas é com o haxixe, um concentrado extraído das flores e que pode ser preparado com vários métodos diferentes, como é o caso do dry sift (extração à seco).

O hash dry sift é um processo que requer bastante paciência e dedicação, mas se preparado corretamente, tem uma trip potente e sabor inconfundível.

Por isso, saiba mais sobre o que é o dry sift, como fazer a extração e dicas para o preparo. Clique abaixo para ler mais!

O que é o dry sift e quais são suas vantagens?

Como fazer hash dry?

Dicas para a extração perfeita!

Quais os efeitos do dry hash?

O que é o dry sift haxixe?

O dry sift é um tipo de haxixe feito com extração à seco a partir das cabeças dos tricomas da maconha.

A tradução literal do nome significa “peneiramento a seco” e a técnica é ideal para reduzir as impurezas da sua maconha até alcançar um haxixe de alta qualidade.

Esse é considerado hoje o método mais comum de extração do hash nos países onde a erva é legalizada.

Isso porque o dry sift feito de forma industrial é um processo rápido, ágil e muito eficiente para produzir haxixe em larga escala, facilitando o abastecimento do mercado e comércio da maconha.

No dry sift, as cabeças dos tricomas são peneiradas em malhas muito finas de nylon até gerar um hash granular, muito parecido com o kief que sobra nos dichavadores.

Quais as vantagens do hash dry sift?

Utilizar telas e peneiras para separar e limpar sólidos não é uma técnica nova. Na verdade é um processo antigo já utilizado por diversas culturas na separação e purificação dos mais diversos grãos. E ela traz muitos benefícios.

As principais vantagens de produzir o haxixe com extração à seco são:

  • Limpa as impurezas e resinas da maconha;
  • Tem alto potencial para derreter, possibilitando várias formas de uso;
  • Mantém os terpenos nos tricomas, tornando o hash bastante saboroso;
  • É ideal para vaporizar ou fumar;
  • Proporciona uma trip potente, por ser rico em terpenos;
  • A extração é 100% artesanal.

Além dessas vantagens, o dry sift é um processo mais simples de fazer haxixe, principalmente se comparado com outros métodos como o rosin, que exige o uso de uma prensa.

Como fazer o haxixe dry sift?

Para fazer o haxixe dry sift, escolha as buds a serem usadas e garanta que elas estão completamente secas. Se necessário, aguarde mais tempo de secagem e cura das suas folhas de cannabis.

Se possível, coloque sua erva em um pote com um medidor de umidade e temperatura. Para fazer o dry sift, a maconha deve estar com umidade abaixo de 50%.

  • Itens para extração à seco

Em seguida, separe os seguintes materiais:

  • 3 malhas de serigrafia (silkscreen), nos padrões:
    • 75 microns / 200 LPI / 79 fios
    • 150 microns / 44 fios / 110 LPI
    • 250 microns / 60 LPI / 24 fios
  • Uma caixa plástica que caiba sua quantidade de dry sift;
  • Um cartão de plástico (de faculdade, de crédito, entre outros);
  • Papel antiaderente;
  • A erva: trimmings, pipocas ou buds.

Depois de ter todos os equipamentos em mãos, é hora de começar o processo do dry sift.

Imagem: The Puff Hub

  • Passo a passo para extrair o haxixe dry sift

Siga os passos abaixo para fazer o dry sift:

  1. Posicione as malhas de serigrafia uma em cima da outra, com a mais grossa em cima e a mais fina embaixo;
  2. Instale as malhas na caixa plástica;
  3. Cubra a caixa plástica com papel antiaderente;
  4. Espalhe as buds em cima das malhas;
  5. Utilize luvas de látex para que o suor das mãos não umedeça as buds;
  6. Esfregue as flores entre as mãos para quebrá-las e facilitar o processo;
  7. Em seguida, esfregue delicadamente as buds nas telas por um curto período de tempo – repita esse processo várias vezes até ter o produto final;
  8. Quando o hash estiver pronto, use o cartão plástico para retirá-lo da caixa;
  9. Se necessário, repita o processo até que os grãos estejam o mais fino possíveis.

Pronto, seu hash dry sift já pode ser guardado e utilizado como quiser, agora é só degustar!

Aproveite para bater as malhas na caixa algumas vezes para aproveitar todo o hash que sobra entre os fios.

Vale lembrar que nesse processo, é importante estar em um ambiente de baixa temperatura.

Apesar de não ser obrigatório, indicamos que use luvas para evitar ao máximo que as flores fiquem umedecidas e deixem o hash pegajoso.

Além disso, não se esqueça de instalar o papel antiaderente na caixa, pois isso facilita a retirada do hash quando estiver pronto.

Se quiser ver mais sobre a técnica, confira o vídeo abaixo!

Dicas para fazer dry sift:

O processo para fazer o haxixe dry sift exige um certo cuidado, por isso algumas dicas são essenciais para fazer uma extração à seco de qualidade sem danificar o material.

  • Seque bem as buds

Primeiramente, antes de peneirar, tenha certeza que suas flores estão o mais secas possíveis. Por isso, só utilize plantas que passaram pelo tempo certo de secagem e cura.

Se a maconha estiver com umidade acima de 60%, no momento da peneiração, o haxixe irá ficar pegajoso, entrando nos fios de nylon e atrapalhando o resultado.

  • Utilize temperaturas frias

Uma dica essencial é que o dry sift só terá alta qualidade se o processo for realizado em baixas temperaturas.

Se o ambiente estiver quente ou com alta umidade, a maconha fica pegajosa e acaba se fixando nos poros da malha.

Ou seja, em vez de criar um haxixe à seco, você acabará tendo dor de cabeça com a planta grudando na malha.

Quanto mais baixa a temperatura do ambiente, mais seca a maconha fica, se tornando frágil e fácil de quebrar nas telas. Dê preferência a um local com ar condicionado.

  • Teste o dry sift em várias malhas

Vale lembrar que a genética das flores influencia muito no formato das plantas e dos tricomas.

Portanto, por mais que algumas malhas padrão sejam utilizadas no processo, indicamos que você experimente fazer o dry sift com malhas de diferentes marcas a fios até encontrar a mais adequada para a sua bud.

  • Tenha paciência para fazer o dry sift

Por último, tenha paciência. O dry sift é um processo que exige tempo e se você focar demais em produzir grandes quantidades, pode acabar prejudicando a qualidade do produto final.

Quanto mais rápida e bruta a extração à seco, mais impurezas seu haxixe terá.

O ideal é que a primeira extração seja mais delicada e demorada para fazer uma limpeza profunda.

As últimas etapas podem ser mais brutas, uma vez que a planta já foi peneirada antes.

Qual tela escolher para a extração do hash?

É possível fazer o haxixe dry sift utilizando apenas uma tela. Mas para que o produto saia com maior qualidade, o ideal é usar três malhas, cada uma com uma lineatura diferente.

Em geral, as telas de silk-screen são de nylon, mas os modelos de cobre ou aço inox são os mais indicados.

Isso porque eles são mais resistentes, facilitam o atrito com os buds e são mais duráveis, ideal para quem quiser fazer hash dry mais vezes.

O único ponto de atenção é que, caso você opte pelo material de cobre, redobre os cuidados na higienização para a tela não oxidar.

Dry Sift brilhoso como cristal

Qual é a diferença entre o haxixe dry sift e o dry ice?

A principal diferença entre o dry sift e o Ice é que o dry sift é um método de produzir haxixe a partir da peneiração e à seco, enquanto o Ice usa o gelo seco na extração.

Nele, os buds da maconha são submersos em pedras de gelo . Em seguida, elas são chacoalhadas até que os tricomas se quebrem.

Quais são os efeitos do haxixe dry?

A extração a seco proporciona os mesmos efeitos que um haxixe comum, ou seja, é uma trip mais limpa e mais potente que um baseado.

A sua maior característica é o sabor, com alto potencial terpênico. Esse pode ser considerado o haxixe mais saboroso entre todos, desde que seja preparado da forma correta e sem pressa.

Mas, caso você nunca tenha experimentado hash antes, a trip pode ser bem intensa. Portanto, consuma em quantidades terapêuticas e aproveite para conferir nosso artigo de como evitar uma bad trip de maconha.

E você, já preparou o haxixe dry sift? Comente qual foi sua experiência com esse hash!