Dicas importantes antes de viajar para o Uruguai

Você já deve estar sabendo que entre os dias 6, 7, e 8 de dezembro vai rolar a 6ª edição da Expocannabis no Uruguai, mais precisamente em Montevidéu, na capital do país. É simplesmente o maior evento canábico da América Latina e um dos maiores do mundo, justamente por ser realizado em um país que já desfruta da legalização. Além disso, o pequeno país já é o sonho de turismo de muitos brasileiros, então que tal anotar umas dicas importantes antes de viajar para o Uruguai.

O Growroom além de participar da Expocannabis com um stand interativo e muita diversão e brindes também vai oferecer mais uma edição especial do seu curso de cultivo presencial no Uruguai, já pensando nos brasileiros que vão ir para o evento e não querem perder ao oportunidade de aprender a cultivar na prática e em um país legalizado.

Portanto, motivos não faltam para arrumar as malas e ir para a terra do Mujica no mês de dezembro ou o ano todo. Mas antes disso faça um check-list dos itens que vamos falar e que são imprescindíveis para viajar para o Uruguai.

Documentos necessários para viajar para o Uruguai

O Uruguai faz parte do Mercosul, o que faz com que a entrada de brasileiros seja simplificada, bastando apresentar somente o RG ou passaporte na Aduana para entrar no país. Somente CNH não vai adiantar e você vai ficar aqui no Brasil mesmo. E acredite, porque isso realmente acontece.

Assim que der entrada com a documentação na chegada ao Uruguai você vai receber um papel provisório junto ao seu RG ou passaporte. Esse documento identifica sua entrada no país e pode vir a ser exigido em locais onde a entrada for restrita a maiores de 18 anos, por exemplo.

Se você vai de avião, levar o passaporte  é uma vantagem pois já ajuda a evitar filas. Fique atento com utensílios para consumo da erva em sua bagagem como dichavadores, isqueiros, bong, pipe. Apesar de não serem proibidos por lei, caso sua bagagem seja inspecionada, esses itens podem levantar suspeita sobre você e isso é tudo o que você não deseja. Verifique sua mala para garantir que não tem nenhuma ponta esquecida e nunca leve maconha consigo, mesmo que esteja indo para um país legalizada.

Fronteira entre Brasil e Uruguai na cidade de Jaguarão, no Rio Grande do Sul
Se você vai fazer essa trip de carro e atravessar a fronteira do Rio Grande do Sul com o Uruguai é necessário ter atenção a mais alguns itens: é imprescindível apresentar o RG ou passaporte válido para entrar; apenas a CNH não basta para atravessar a fronteira. Tudo isso é realmente importante para viajar para o Uruguai.
Além disso, é necessário possuir a Carta Verde, um seguro obrigatório para veículos que ingressam em países do Mercosul, que cobre danos corporais e materiais causados a terceiros. Essa Carta Verde pode ser solicitada através do seu seguro no Brasil. Faça isso o quanto antes.
[thrive_leads id=’26797′]

Dinheiro – Troque no Uruguai!

O Uruguai é repleto de casas de câmbio. Tanto no aeroporto de Carrasco quanto no terminal rodoviário de Três Cruzes, mas o principal local para trocar seu dinheiro é na 18 de Julio, principal avenida do centro de Montevidéu. O ideal é assim que ingressar no Uruguai trocar pelo menos uma quantia para se locomover até a região central, e isso pode ser feito bem próximo da fronteira para quem chegar de carro.

Porém, recomendamos a troca de maior quantias nas casas de câmbio da 18 de Julio, pois costumam pagar melhor pelo nosso real, e justamente por existirem tantas perto uma da outra vale a pena dar uma caminhada e ir pesquisando, porque além de encontrar a melhor cotação para troca, você ainda curte o movimento e acaba passeando pela avenida.

O custo de vida no Uruguai não é muito baixo. Para quem vive em São Paulo talvez seja elas por elas, mas comparado à outras regiões do Brasil pode assustar um pouco, especialmente no quesito comida. Porém, nós preparamos um post dando dicas de onde você pode laricar no Uruguai que vai ser lançado em breve.

Habilite seu cartão de crédito

Se você tem cartão de crédito internacional habilite ele no Brasil. Pode acabar sendo útil no Uruguai para alguma emergência ou caso queira comprar algo que estava além do seu orçamento.

Outras dicas importantes sobre viajar para o Uruguai

Montevidéu é uma cidade tranquila, pequena comparada às grandes metrópoles brasileiras embora seja uma Capital. Tudo começa a funcionar depois das 9 horas, com muitas lojas abrindo somente às 10 horas inclusive. Além disso, o movimento, especialmente na parte da Ciudad Vieja diminui bastante nos finais de semana (as lojas encerram as atividades por volta das 13h de sábado e não abrem aos domingos) e quando começa a anoitecer, por mais que seja um local bem mais seguro que o Brasil, é bom evitar caminhar nessa parte à noite, especialmente próximo a zona portuária. Melhor pegar um uber, táxi, ou ir de dia.

No país também existem algumas peculiaridades na hora de pagar a conta em restaurantes e que devem ser observadas: existe uma  lei que garante desconto de  9% na conta em restaurantes quando o pagamento é efetuado com cartão de crédito ou débito o que acaba sendo positivo para os brasileiros que estão indo para Expocannabis. Porém, é bom tomar cuidado com o Cubierto, que é o serviço de mesa que muitos restaurantes costumam cobrar por pessoa, por isso é bom perguntar ao garçom antes para evitar surpresas posteriores.  É importante não confundir com a gorjeta costumeiramente dada aos garços, que é chamada de propina. Sim, a gorjeta é propina.

Se for andar de ônibus por Montevidéu guarde o ticket impresso entregue pelo motorista ou cobrador assim que você pagar a passagem, pois ele pode ser exigido por um fiscal depois, embora não seja comum. Muitos músicos costumam entram para cantar nos coletivos em troca de algumas moedas.

Se você pretende curtir uma noitada na capital uruguaia pode se arrumar com calma, pois tudo os boliches como são chamadas as discotecas geralmente começam por volta de 1 ou 2 horas da manhã, com exceção dos bares/pubs. Costuma tocar bastante Cumbia, Reggaeton, e Techno nas festas.

3G e celular no Uruguai

Assim que você entrar no Uruguai seu celular não funciona mais. Ou melhor, funciona, mas somente colocando os códigos internacionais. Sua 3G não vai funcionar e para ter acesso à internet você tem duas opções: usar é claro a Wi-Fi de algum restaurante, ou local que esteja visitando ou hospedado, ou comprar um chip de celular da Antel ou da Movistar que são empresas de telefonia local. Os chips custam em torno de $ 80 a $ 150 pesos dependendo a opção que for optar. Tem SMS, 3g relativamente rápida e é fácil de registrar.