Cosméticos de maconha são a nova onda no mercado legal

Depois das extrações e dos comestíveis de Cannabis, agora são os cosméticos de maconha para a pele que estão em explosiva ascensão. De acordo com recente relatório da empresa de pesquisa Grand View Research, este segmento do mercado da maconha deve alcançar 1,7 bilhão de dólares até 2025. Com a erva legalizada no Canadá e em 33 estados dos Estados Unidos, a América do Norte lidera a escalada. Mas os cosméticos feitos com óleo de Canabidiol (CBD) ou de semente de cânhamo também estão presentes em outros países, principalmente da Europa.

No Brasil, infelizmente, ainda não é regulamentada a venda de produtos para a pele feitos com maconha. No ano passado, a Anvisa liberou para fins medicinais o comércio do extrato de Canabidiol (que contém máximo 30 mg de THC por ml e 30 mg de CBD por ml), que já está sendo vendido em farmácias, mas a resolução não incluiu outros tipos de produtos e tampouco os cosméticos de maconha.

Cosméticos de maconha da Avon já produzidos nos lugares legalizados

Pesquisas mostram que, além de suas já conhecidas propriedades terapêuticas, o CBD também também tem alto efeito antioxidante e anti-infamatório. Rico em vitaminas A, D e E, o Canabidiol ajuda neutralizar os efeitos oxidantes causados pelo estresse, pela poluição e pelos raios UV, além de ter efeito analgésico. De acordo com estudo publicado pelo Instituto Nacional de Saúde norte-americano em 2014, o ativo consegue regular a produção de óleo e de glândulas sebáceas no organismo, o que seria uma saída para quem sofre com espinhas/acne.

Altos investimentos em cosméticos de maconha

É por isso que marcas gigantes como a Avon têm investido pesado no CBD e nos cosméticos de maconha. A multinacional lançou neste ano a “Green Goddess“, sua primeira linha de produtos à base de Canabidiol. A linha conta com óleo de limpeza, creme corporal e loção hidratante para o rosto, que prometem aliviar a irritação, reduzir a vermelhidão e relaxar a epiderme. Como a concentração de THC é mínima, a maioria dos produtos à base de óleo de CBD não chegam a dar onda.

Cosméticos variados de maconha

Também bastante utilizado na indústria dos cosméticos cannábicos, o óleo de semente de cânhamo, além de possuir os ômegas 3, 6 e 9, é especialmente bom para hidratar a pele ressecada. Usado na produção de xampus, sabonetes, cremes e perfumes, o óleo é a base dos portfólio de empresas pioneiras como a pioneira The Body Shop, atualmente presente em 66 países do mundo. Uma marca conhecida que apostou no óleo de semente de cânhamo foi a TRESemmé.

A multinacional lançou recentemente a linha de xampu e condicionador “Botanique Hemp”, feita com óleo de semente de cânhamo e hibisco.

TRESemmé também investe em cosméticos de maconha.