Colombian Gold: uma strain famosa no Brasil

No Brasil, os usuários de Cannabis estão mais acostumados com o famoso prensado, mas isso não impede que algumas strains melhores apareçam e caiam no gosto da galera por conta do custo benefício. É o caso da Colombian Gold, uma das genéticas mais consumidas do país.

Especialmente na região Sudeste, onde a Colombian Gold se tornou uma verdadeira febre, sendo muito consumida e comercializada mesmo que muitas vezes de procedência duvidosa e não tão bonita quanto deveria. A vantagem é que, nestas condições, quase sempre se encontra por um preço mais baixo do que flores de strains conhecidas, mas também um pouco mais caro do que o prensado por conta da qualidade.

Mas o que faz a Colombian Gold ser tão apreciada, e principalmente encontrada no Brasil? E qual a origem dessa strain capaz de agradar diferentes brasileiros? Será que é por conta da sua proximidade com flores mais saborosas ou por sua ligação com a famosa Skunk? A potência? Ou simplesmente a chance de brisar com algo diferente do tradicional prensado paraguaio? O Growroom procurou responder essas perguntas investigando tudo sobre o famoso Colombinha

A origem da Colombian Gold

Como o próprio nome diz, a Colombian Gold é uma strain de origem colombiana. Ela é uma planta proveniente das montanhas de Santa Marta, um verdadeiro caribe paradisíaco onde essa planta teria sido cultivada nos anos 60, quando começou a fazer parte da lista de genéticas mais procuradas da América Latina. É isso mesmo! Embora muitas pessoas achem que a Colombian Gold é uma novidade, ela é um genética antiga e que já rodou o mundo antes de voltar a fazer a cabeça dos brasileiros.

Mas o que realmente tornou a Colombian Gold tão famosa foi sua ligação com a Skunk #1. Inclusive, muitos falam como se essa genética e a Skunk fossem a mesma. A verdade é que a Colombian Gold é praticamente o pai da Skunk, que é um cruzamento que também se tornou referência mundial.

As caraterísticas dessa genética

A Colombian Gold é uma planta de predominância Sativa, conhecida por gerar flores mais “duras” e um tanto quanto secas. Ela costuma dar buds de coloração verde escura, quase marrom. Além da potência cerebral que deixa o consumidor com o pensamento ativo, a Colombian é conhecida por ter um sabor marcante, muitas vezes com forte toque de limão, o que faz ela ser ainda mais especial em um país conhecido por sua caipirinha.

A Colombian Gold comercializada no Brasil

Como falamos anteriormente, a Colombian Gold é certamente uma das strains mais consumidas no Brasil, e muitas vezes a porta de entrada para muitos usuários acostumados a degustar somente o prensado. Digamos que ela costuma ser a primeira flor de muitos maconheiros brasileiros. Isso acontece justamente porque ela se tornou essa genética famosa e portanto, fácil de ser encontrada. Mas será que essa Colombian Gold comercializada no país é a mesma que a encontrada em estados ou países legalizados?

A resposta é sim e não. Sim, a Colombian Gold que quase sempre é vendida no Brasil é sim uma planta de origem colombiana, com essas características que mencionamos acima. Mas não, a qualidade dificilmente será a mesma por conta da tão criticada proibição. Isso faz com que mesmo essa strain de boa qualidade passe por situações de secagem, cura, e armazenamentos precárias, o que faz com que essas flores percam muito a qualidade.

Mesmo assim, certamente fumar uma Colombian Gold ou utilizar essa strain pra fazer uma comida canábica certamente é melhor do que um prensado. Entretanto, ao invés de comprar, o ideal é cultivar sua própria planta colombiana.

Colombian Gold – Créditos Herb

Cultivando essa strain colombiana

Certamente uma das melhores maneiras de se ter acesso contínuo a Colombian Gold é cultivando a sua própria. Encontrar sementes dessa strain não é tão difícil, e seu cultivo pode ser feito tanto indoor quanto outdoor por ser uma genética extremamente resistente e com uma estrutura robusta. São cerca de 9 a 10 até a colheita, e seu THC pode atingir de até 20% quando bem cultivadas.

Planta de Colombian Gold – Créditos PotGuide

Gato por lebre

É comum a venda de Colombian Gold, quando na verdade trata-se de outra flor cultivada de forma caseira, ou até mesmo prensado simplesmente lavado, com aspecto de buds. Porém, não se deixe enganar: conheça as características desta strain pra não confundir ou ser enganado.