Chronic, a strain que virou sinônimo de maconha boa

Chronic: é até nome de música do Dr. Dre e muita gente nem sabe que é uma variedade, pois é como se chama maconha boa pelo mundo afora. Tanto que a strain Chronic se tornou sinônimo de Cannabis de alta qualidade. E não é para menos se for olhar sua maternidade. Ela é uma híbrida bem balanceada que vem do cruzamento de outras três potentes variedades: Northern Lights, Skunk #1 e AK-47.

Com buds pequenos e médios de estrutura densa típica de uma Cannabis Indica, suas poucas folhas têm um tom verde oliva, contrastado por vibrantes pistilos vermelhos e uma camada de tricomas âmbar translúcidos que cobre as superfícies interna e externa das flores, dando a elas um tom amarelado. Quando devidamente curada, apresenta um forte odor que mistura o doce de mel com o cítrico da laranja e um aroma picante que vem da mãe afegã AK-47.

Quando fumada, essa strain queima com uma fumaça que muitos descrevem como áspera e induz a tosse. Seu sabor é levemente frutado e apimentado na expiração e pode permanecer por um tempo. Sobre a brisa, podemos descrever um intenso estímulo cerebral, com ondas de pensamentos rápidos e livre associação, uma boa strain para brainstorming criativos ou para trabalhar com resolução de problemas. Pode ser uma chapadeira estimulante no início, mas com o passar do tempo a sensação de relaxamento físico vai aumentando.

Genética da Serious Seeds

Criada originalmente pela holandesa Serious Seeds em 1994, através do cruzamento da Northern Lights com Skunk #1. Mais tarde, no início dos anos 2000, cruzaram um híbrido de Skunk #1 e Northern Lights com um híbrido de Northern Lights e AK-47 para produzir o que existe hoje.

Simon, o criador, disse que adicionou AK-47 à equação para atualizar a genética da cepa e dar a ela um “high de espectro total complexo sem perder o bom rendimento e sabor”.

Bud da Chronic, da Serious Seeds – Créditos Zamnesia

Dicas para cultivar a Chronic

Uma dica de cultivo para quem vai plantar a Chronic, é tomar um cuidado extra durante o processo de secagem e cura, pois seu aroma delicado pode se perder facilmente.  Atualmente diversos produtores disponibilizaram sementes de Chronic para venda online, inclusive o seu banco criador. Pode ser cultivada indoor ou outdoor, embora o cultivo ao ar livre exija um clima semi-úmido com temperaturas diurnas entre 22 ºC a 26 ºC.

Por apresentar uma relação flor-folha favorável, a Chronic não requer “cobertura” ou poda regular para maximizar a produção. Esta linhagem floresce em 9 a 10 semanas, quando cultivada em ambientes fechados. Redobre as precauções com odor, pois a bichinha exala um cheiro forte que é difícil de disfarçar.

Alto CBD torna a Chronic medicinal

Com  THC testado entre 10% e 20%, a Chronic também tem CBD com níveis que variam de 1% a 13%, o que a torna muito equilibrada.Devido ao seu teor considerável de CBD, é recomendada para pacientes que utilizam cannabis medicinal, tanto para auxílio em casos de insônia quanto para provocar fome em quem perdeu o apetite por doenças ou por tratamentos severos como a quimioterapia. Pode também contribuir para manter a concentração em casos de distúrbios de déficit de atenção. 

Texto por Renata Lopes – @renatalooop