Ir para conteúdo
Growroom

Temperaturas de vaporização de terpenos e cannabinoides


Recommended Posts

  • Usuário Growroom

Ao controlar a temperatura de vaporização consigo perceber os aromas dos terpenos e os efeitos dos diferentes cannabinoides. Mas surgiu uma dúvida, se cada elemento da cannabis tem uma temperatura de vaporização diferentes, ao atingir chegar próximo do ponto de combustão (cerca de 300°), em tese, os terpenos e cannabinóides incluindo o THC e o CBD já teriam sido vaporizados. Assim, a matéria restante no vaporizados não teria mais princípios ativos, mas porque ao fuma-la ainda bate uma brisa forte? Ou será que os principios ativos estão mais concentrados?

  • Like 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 3 weeks later...
  • Usuário Growroom
Em 14/01/2021 at 20:00, ShigaNait disse:

Ao controlar a temperatura de vaporização consigo perceber os aromas dos terpenos e os efeitos dos diferentes cannabinoides. Mas surgiu uma dúvida, se cada elemento da cannabis tem uma temperatura de vaporização diferentes, ao atingir chegar próximo do ponto de combustão (cerca de 300°), em tese, os terpenos e cannabinóides incluindo o THC e o CBD já teriam sido vaporizados. Assim, a matéria restante no vaporizados não teria mais princípios ativos, mas porque ao fuma-la ainda bate uma brisa forte? Ou será que os principios ativos estão mais concentrados?

Nem toda a carga do vaporizador recebe a temperatura mais alta, vários pontos ficam protegidos, principalmente mais no meio.

Ao queimar os resíduos do vaporizador, além de usar os canabinoides e terpenos que sobraram da vaporização, pelo fato da temperatura de queima ser maior que os 195°C ideais da vaporização, libera adicionalmente THCV, CBC e terpenos extra.

Sobre o ABV até entendo no desespero, mas daí não faz sentido usar vaporizador, melhor fumar do jeito antigo que é mais saudável.

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Usuário Growroom
3 horas atrás, Naberus disse:

Nem toda a carga do vaporizador recebe a temperatura mais alta, vários pontos ficam protegidos, principalmente mais no meio.

Ao queimar os resíduos do vaporizador, além de usar os canabinoides e terpenos que sobraram da vaporização, pelo fato da temperatura de queima ser maior que os 195°C ideais da vaporização, libera adicionalmente THCV, CBC e terpenos extra.

Sobre o ABV até entendo no desespero, mas daí não faz sentido usar vaporizador, melhor fumar do jeito antigo que é mais saudável.

ABV geralmente a glr usa pra fazer comestíveis. pra aproveitar 100% da erva, nunca vi ninguém fumar ABV não, primeira vez 😂. depedendo do caso deve ser melhor que fumar pren né..

 

  • Like 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 1 month later...
  • Usuário Growroom

Isso é uma dúvida minha também. Comprei um dynavap recentemente e mal espero recebê-lo. Meus objetivos com o vape são apenas um: fumar mais maconha. Eu leio em todo lugar que vaporizador economiza muita erva, então seria bom pra visitas à lua sem aumentar a quantidade que compro.

ABV é algo que me deixa um pouco cabreiro, se sobra suficiente pra lombrar de novo, fazer comestível e tal, será que lombra menos por sessão? O que penso é que o isqueiro torra todos os canabinoides ali daquela ponta antes de vc conseguir usufruir deles, e nesse ponto o vaporizador é mais eficiente, mas depois que o baseado acende eu gosto de mantê-lo aceso e fico puxando constantemente beeeeeeem devagarzinho. A fumaça quente que vem da brasa, e até mesmo a própria brasa, deve vaporizar a erva mais longe da brasa, no caminho que ela faz até chegar em nossa boca. Eu acho que a gente fica chapado, além da combustão, dos vapores da canabinoides que são soltados nesse percurso da fumaça. Ed Rosenthal fala que tem mt mais maconha na segunda metade do beck do que na primeira, e sugere que o dono da maconha deva ser o último da roda. Eu acho (sem embasamento nenhum) que isso é pq os canabinoides vão se derretendo pelo calor da fumaça (e de derreter pra vaporizar é um pulo?). Eu gosto de fumar o beck apontado pro céu na primeira metade e pra terra na segunda metade.

Será que o beck fumado calmamente vaporiza mais eficientemente do que um vaporizador, já que não sobra nada? Hipótese: a brasa não tem canabinoide nenhum, mas daqui que a brasa chegue num determinado ponto do beck aquele ponto já virou ABV e aí a brasa vem e simplesmente faz vc fumar ABV. hipótese 2: baga = ABV

Link para o post
Compartilhar em outros sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Visitante
Responder

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Processando...
×
×
  • Criar Novo...