Ir para conteúdo
Growroom

Isopor como substrato, é seguro? Grow de pobre.


Recommended Posts

  • Usuário Growroom

O poliestireno expandido (popular isopor) é um elemento com características especiais:


* Material atóxico

* Fácil processamento por moldagem a quente

* Fácil coloração

* Baixo custo

* Inodoro

* Elevada resistência a soluções ácidas e alcalinas

* Baixa densidade e absorção de umidade

* Baixa resistência a solventes orgânicos, calor e intempéries

* Dado que é quimicamente bastante inerte se utiliza como substrato para o cultivo de orquídeas.

* Na natureza o isopor leva 150 anos para ser degradado, conforme estimativas.

* Geralmente, mais de 97% de seu volume é constituído de ar.

* Não contamina solo, ar ou água.

* Fungos e bacterias não o atinge.

 

________________________________________________

Minha experiência com isopor como substrato, não apenas na cannabis:
 

Ajuda na temperatura da terra, ajuda a terra a ficar super soltinha e impede a compactação, o enraizamento da planta é mais eficiente e notei que também ajuda na prevenção de pragas.

  • Thanks 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 2 weeks later...
  • Usuário Growroom

há um tanto de duvidas com relação a cultivo de cannabis associada ao isopor, que é produzido com materiais quimicos e podem ocasionar reações quimicas e derretimento do isopor no solo. Sei que não se usa acetona no cultivo, mas adicione um pouco de acetona no isopor pra ver a reação que ocorre, por exemplo.

 

É comum ver o uso de isopor como substituto da perlita por cultivadores de orquideas, rosa do deserto e plantas ornamentais não comestiveis / consumiveis....  Eu ja pensei em usar, mas nao arrisco. 100L de perlita custa 150 a 200 reais em média. 1g de flor de cannabis na California custa em torno de 3 a 12 USD. Sei q estamos no Brasil, mas é uma referencia comercial legalizada.


Talvez possa haver um negacionismo por causa do baixo custo e como sabemos, growshops e vendedores querem sempre vender e vender... Como ele flutua muito, se for usar bloquinhos de isopor no fundo do vaso pra substituir argila expandida, é ideal que se coloque uma camada de feltro por cima, pra evitar que a terra fina escorra junto com a agua para baixo; Nesse caso, mesmo não tendo certeza se é viavel a um cultivo organico, o fluxo da rega ou do residuo fica pra baixo da terra. Desde que a pessoa nao use sistema recirculating não corre risco nenhum

http://www.termotecnica.ind.br/solucoes-em-eps-poliestireno-expandido/base-universal-para-substrato-em-eps/

 

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Usuário Growroom

wikipedia

 

Matérias-primas e fabricação

O monômero para a produção do poliestireno é o estireno, que quimicamente é um hidrocarboneto aromático insaturado de fórmula C6H5C2H3. É também chamado de fenilacetileno ou vinilbenzeno. O estireno é um líquido, com ponto de ebulição 145°C e ponto de solidificação -30,6°C. Quando puro é incolor e apresenta um odor agradável e adocicado. Pode ser obtido industrialmente a partir de vários processos, entretanto o mais utilizado consiste na desidrogenação do etil-benzeno.

O etil-benzeno é obtido a partir da alquilação do benzeno por reação com o etileno, na presença de um catalisador, como por exemplo: cloreto de alumínio (AlCl3). A desidrogenação do etil benzeno é provocada pela ação do calor, na presença de óxidos metálicos, tais como o óxido de zinco, cálcio, magnésio, ferro ou cobre. A temperatura do sistema deve ser entre 600°C a 800°C. A reação é endotérmica e a pressão é reduzida pois ela se dá com aumento de volume.

Aplicações

Entre as diversas aplicações, incluem-se:

  • Na forma expandida é amplamente utilizado desde ~1960, na indústria de embalagens.
  • no campo do isolamento térmico, tradicionalmente garrafas e caixas térmicas, vem ganhando destaque aplicações em diferentes segmentos da engenharia civil.
  • No aeromodelismo é usado na confecção de asas, profundores/estabilizadores, lemes e outros elementos aerodinâmicos com a vantagem da precisão e baixo peso e baixo valor comercial.
  • Dado que é quimicamente bastante inerte se utiliza como substrato para o cultivo de orquídeas.
  • Pode ser usado em bombas termonucleares bifásicas pois após a fissão da primeira ogiva, transforma-se em plasma pela atuação de raios x da fissão, que comprime a segunda ogiva espalhando os raios, causando a ignição da vela de ignição que inicia a reação de fusão.
Link para o post
Compartilhar em outros sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Visitante
Responder

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Processando...
×
×
  • Criar Novo...