Ir para conteúdo
Growroom

O THC DISSOLVE LIPOPROTEÍNAS E POSSIVELMENTE SERÁ O GRANDE ALIADO NO COMBATE E CURA DO COVID-19 


Recommended Posts

  • Usuário Growroom

Salve, nação! 

 

estive afastado por motivos pessoais,

mas depois de pesquisar atentamente as informações sobre esta terrível pandemia, 

com muita esperança trago até vocês o que observei e constatei como possível tratamento e cura. 

O THC DISSOLVE LIPOPROTEÍNAS E POSSIVELMENTE SERÁ O GRANDE ALIADO NO COMBATE E CURA DO COVID-19 

image.png.f01f98c979ac209a10408212f0a04b0b.png

 

ontem, 19/abril/2020, ao assistir a reportagem sobre a pandemia covid-19, ou corona virus, 

no Fantástico, os cientistas estão pesquisando alguma substancia ou medicamento  que mate ou neutralize o vírus.

Esta substancia ou medicamento terá que dissolver a membrana na qual está envolvido o vírus, e acabar com seu poder letal. Esta membrana que atua como uma "couraça de defesa" do covid-19 é uma lipoproteína..

 

por acaso o THC cumpre esse mesmo papel nas ligações neuroniais.

Quando o THC atinge as sinapses no cérebro, ele age como se fosse um "detergente" na bainha de mielina, dissolvendo-a.   a BAINHA DE MIELINA que "encapa" as ligações entre os neurônios nas sinapses é uma lipoproteina que é literalmente "raspada" pelo THC, que aje como "desengordurante" ou "detergente".. por uma coincidência divina, a membrana que envolve o coivd-19 ė uma LIPOPROTEINA

 

Sendo o THC um poderoso "desengordurante" , possivelmente ele poderá ser um remédio muito eficaz para matar esse vírus entenderam..? 

outra coisa que está sendo discutida pela sociedade científica é a terrível influência dos sinais da tecnologia 5G já utilizada nas transmissões via internet em alguns países, 

vou postar o link no FACEBOOK para vocês lerem e tirarem suas conclusões: 

postagem de Marcus Windfoot, via FACEBOOK 

Acordem enquanto é tempo !!!!!
A ARMADILHA DA TECNOLOGIA O TIRO MORTAL DO WIFI
por J.E. Ante

A imagem pode conter: 1 pessoa, possível texto que diz "5G"

 

O 5G a 60Ghz ressoa com a molécula de oxigênio e confere ao oxigênio uma polaridade reversa que o torna muito menos utilizável para o corpo humano.
Em altas concentrações de uso de 5G, você provoca asfixia em seres humanos.


E em doses mais baixas, você obtém sintomas semelhantes aos da gripe, que tem exatamente os mesmos sintomas com essa captação reduzida de oxigênio pelo organismo.
Mas a maneira como o 5G mata é mais peculiar.

Nossos corpos têm trilhões de organismos parasitas os quais se alimentam de nós, e alguns dizem que nos ajudam a viver fazendo muitas funções úteis.
Mas quando essas bactérias, fungos e parasitas são submetidos a qualquer radiação de microondas WIFI, eles são lesados e começam a reproduzir toxinas em legítima defesa.
Esses organismos começam a se reproduzir rapidamente para garantir sua sobrevivência, e excretam toxinas, e então recebemos sintomas semelhantes aos da gripe.
Esta é a verdadeira doença..

O 2G possui dez frequências de microondas atribuídas,
o 3G também possui dez,
o 4G possui cinco frequências com algumas sobreposições,
mas o 5G possui 3000 frequências de microondas atribuídas pela FCC.

Por que tantas?
O 5G deve realmente ser chamado 297G e não 5G.
Portanto, com este lançamento de 5G na China, Coréia, Itália, Irã e navios de cruzeiro, temos as maiores concentrações de uso de 5G e as maiores concentrações de doenças e mortes no mundo.

 

Nossos parasitas internos são como canários em uma mina (para detectar gases mortais) e estão sendo mortos rapidamente com esse uso de 5G.
Quando isso acontece muito rapidamente, o corpo não consegue se livrar do aumento de toxinas e o hospedeiro (você) morre de toxemia.

 

Nossas células humanas estão todas unidas e formam uma união muito mais forte, mas nossos muitos hospedeiros parasitas dentro de nós estão muito mais isolados dentro e muito mais vulneráveis a essas radiações de microondas WIFI.

 

Eles tentam sobreviver multiplicando-se rapidamente e produzindo toxinas para protegê-los dos danos, mas não adianta e morrem com 5G.

 

E com sua morte rápida, nossos corpos (pelo menos humanos mais velhos e menos saudáveis) são sobrecarregados por toxinas muito rapidamente e morrem dos efeitos combinados da captação reduzida de oxigênio do 5G, e também da superpopulação maciça, a biomassa de germes e parasitas, o que cria uma toxemia esmagadora.

 

Quando os chineses prenderam as pessoas em Wuhan, eles se voltaram para seus novos telefones 5G e conexões à Internet e, portanto, a cidade foi inundada com muito mais radiações 5G WIFI e fez com que muitas pessoas adoecessem e morressem.

Muitas pessoas até adoeceram instantaneamente na rua devido à deficiência de oxigênio. Uma nuvem maciça de radiações de microondas de 5G 60Ghz fez com que o oxigênio no ar caísse abaixo dos níveis de sobrevivência.

Ontem, toda a Ásia desligou o 5G e deixou apenas os sistemas 3G e 4G para se comunicar, para que eles saibam que o 5G é a verdadeira causa das doenças.

Portanto, desliguem seus smartphones ou coloque-os em uma bolsa de alumínio até precisar usá-los para diminuir a exposição à radiação para você e todos os outros.

E se você curar seus pais idosos e avós, coloque-os em uma gaiola de Faraday, onde eles não serão irradiados constantemente por sinais WIFI ao redor, especialmente nos hospitais.
Então, seus corpos doentes podem se curar a tempo, enquanto a toxemia desaparece de seus corpos.

Tradução Vilma Capuano

Nota: Gaiola de Faraday foi um experimento para demonstrar que uma superfície condutora eletrizada possui campo elétrico nulo em seu interior porque as cargas se distribuem de forma homogênea na parte externa da superfície condutora.

o texto acima é de VILMA Capuano 

 

por favor, se vocês acharem que estas informações são pertinentes, discutam, repassem e compartilhem com seus amigos, ou alguém da comunidade médica ou científica. 

como eu sei que aqui temos cultivadores e leitores de todas as camadas e classes sociais, pela urgência que vivemos, estas informações PRECISAM ser depuradas e confirmadas, mas em linhas gerais, eu ACREDITO SIM que estamos diante do tratamento e cura desta terrível pandemia. 

 

não está sendo possível eu acessar o growroom, espero que tenha contribuído, aqui no meu bairro todo mundo concorda com o que foi pesquisado, dito e postado. 

Deus abençoe e proteja a todos nós! 

ps: pra quebra um pouco o clima tenso que estas notícias trazem, imagine se realmente for verdade.. a legalização seria questão de DIAS! aloha & as melhores vibrações pra vcs!

 

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 4 weeks later...
  • Usuário Growroom

pois é, galera.. 

postei essa constatação dia 20 de abril (04/20) 

e hoje vejo esta notícia no facebook,,! enjoy! 

https://www.smokebuddies.com.br/cannabis-e-mais-eficaz-no-tratamento-da-covid-19-do-que-hidroxicloroquina 

ramo apical Cannabis é mais eficaz na prevenção e tratamento da Covid 19 do que hidroxicloroquina

Cannabis é mais eficaz na prevenção e tratamento da Covid-19 do que hidroxicloroquina

 24 maio, 2020

(8062)

ramo apical Cannabis é mais eficaz na prevenção e tratamento da Covid 19 do que hidroxicloroquina
 

Compartilhe isso:

Bloom House

A busca por uma droga para Covid-19 que torne Bolsonaro e seus amigos do setor farmacêutico ricos, sem matar quem a tome, ainda não teve êxito. Mas estudos patrocinados pelo governo canadense indicam que uma via diferente está em curso. Com informações do TNW e tradução Smoke Buddies

Uma equipe de cientistas do Canadá identificou pelo menos 13 cepas de Cannabis sativa que eles acreditam que podem ajudar na prevenção e tratamento da COVID-19.

Leia mais: “Maconha se mostra promissora em bloquear infecção por coronavírus”

 

O Presidente dos Estados Unidos da América passou as últimas semanas divulgando uma droga perigosa chamada hidroxicloroquina como tratamento profilático para a COVID-19. Infelizmente, a expertise do presidente é na realidade TV, não medicina. Vários estudos mostraram que a hidroxicloroquina, uma droga projetada para tratar a malária, tem efeitos colaterais perigosos quando usada no tratamento de coronavírusincluindo a morte.

A busca por uma droga para a COVID-19 que tornará Donald Trump e seus amigos da indústria farmacêutica ricos e não matará as pessoas que a tomam, até agora não obteve resultados. Mas pesquisas empolgantes patrocinadas pelo governo do Canadá parecem indicar que uma abordagem diferente está em ordem.

De acordo com o trabalho de pesquisa da equipe:

Desenvolvemos mais de 800 novas linhas e extratos de Cannabis sativa e levantamos a hipótese de que extratos de C. sativa com alto teor de CBD podem ser usados para modular a expressão de ACE2 em tecidos-alvo de COVID-19. Rastreando extratos de C. sativa usando modelos 3D humanos artificiais de tecidos orais, das vias aéreas e intestinais, identificamos 13 extratos de C. sativa com alto teor de CBD que modulam a expressão do gene ACE2 e os níveis de proteína ACE2. Nossos dados iniciais sugerem que alguns extratos de C. sativa regulam negativamente a protease de serina TMPRSS2, outra proteína crítica necessária para a entrada do SARS-CoV2 nas células hospedeiras.”

O que isso significa é que a equipe desenvolveu cuidadosamente várias cepas de cannabis que, experimentalmente demonstrado, tornam significativamente mais difícil para o coronavírus SARS-CoV2 encontrar uma casa dentro das células teciduais em que se prenda para infectar-nos com a doença COVID- 19.

Isso não significa que você deve correr para o seu dispensário local e esgotar o suprimento de sativa e CBD. As 13 cepas cultivadas pelos pesquisadores são quase certamente muito diferentes das cepas de nomes malucos que você vai comprar sem receita. Mas, se você precisar fazer um tratamento não testado, recomendo submeter-se à liderança do Canadá e tomar cannabis legalmente, em vez de ouvir o governo Trump.

Um estudo recente liderado pelo professor Mandeep Mehra da Escola de Medicina de Harvard, que analisou dados de mais de 96.000 pacientes com COVID-19, 15.000 dos quais foram tratados com hidroxicloroquina, mostrou claramente que os pacientes que usavam a droga apresentavam risco muito maior de morte do que aqueles que não o fizeram. De acordo com uma reportagem do Washington Post:

Para aqueles que receberam hidroxicloroquina, houve um aumento de 34% no risco de mortalidade e 137% no risco de arritmias cardíacas graves. Para aqueles que receberam hidroxicloroquina e um antibiótico — o coquetel endossado por Trump — houve um aumento de 45% no risco de morte e um aumento de 411% no risco de arritmias cardíacas graves.”

 

“Aqueles que receberam cloroquina tiveram 37% de risco aumentado de morte e 256% de risco aumentado de arritmias cardíacas graves. Para aqueles que tomaram cloroquina e um antibiótico, houve um aumento de 37% no risco de morte e um aumento de 301% no risco de arritmias cardíacas graves.”

Leia: Empresa de cannabis medicinal canadense está desenvolvendo vacina contra Covid-19

Donald Trump disse recentemente a repórteres e ao público dos EUA que ele estava tomando a hidroxicoloroquina como medida preventiva para afastar a COVID-19. Exceto pelo fato de que ele tem uma pequena participação financeira na Plaquenil — o nome comercial para a hidroxicoloroquina —, se ele realmente deseja evitar a COVID-19, ele deve tomar cannabis. Não há evidências revisadas por pares mostrando que funcionará, mas pelo menos não o matará.

Além de nunca ninguém ter morrido por tomar cannabis, ela tem benefícios médicos claros para a prevenção e tratamento de doenças que variam de infecções virais a câncer. Além de que ele poderia ser menos idiota se fumasse um baseado de vez em quando.

Para obter mais informações sobre o estudo da cannabis, confira o artigo de pesquisa pré-print completo aqui. E se você quiser saber mais sobre por que ninguém deve usar a hidroxicolorquina para prevenir ou tratar a COVID-19, leia este importante estudo.

 

  • Thanks 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 6 months later...
  • Usuário Growroom
Em 24/05/2020 at 21:11, ricco y locco disse:

pois é, galera.. 

postei essa constatação dia 20 de abril (04/20) 

e hoje vejo esta notícia no facebook,,! enjoy! 

https://www.smokebuddies.com.br/cannabis-e-mais-eficaz-no-tratamento-da-covid-19-do-que-hidroxicloroquina 

ramo apical Cannabis é mais eficaz na prevenção e tratamento da Covid 19 do que hidroxicloroquina

Cannabis é mais eficaz na prevenção e tratamento da Covid-19 do que hidroxicloroquina

 24 maio, 2020

(8062)

ramo apical Cannabis é mais eficaz na prevenção e tratamento da Covid 19 do que hidroxicloroquina
 

Compartilhe isso:

Bloom House

A busca por uma droga para Covid-19 que torne Bolsonaro e seus amigos do setor farmacêutico ricos, sem matar quem a tome, ainda não teve êxito. Mas estudos patrocinados pelo governo canadense indicam que uma via diferente está em curso. Com informações do TNW e tradução Smoke Buddies

Uma equipe de cientistas do Canadá identificou pelo menos 13 cepas de Cannabis sativa que eles acreditam que podem ajudar na prevenção e tratamento da COVID-19.

Leia mais: “Maconha se mostra promissora em bloquear infecção por coronavírus”

 

O Presidente dos Estados Unidos da América passou as últimas semanas divulgando uma droga perigosa chamada hidroxicloroquina como tratamento profilático para a COVID-19. Infelizmente, a expertise do presidente é na realidade TV, não medicina. Vários estudos mostraram que a hidroxicloroquina, uma droga projetada para tratar a malária, tem efeitos colaterais perigosos quando usada no tratamento de coronavírusincluindo a morte.

A busca por uma droga para a COVID-19 que tornará Donald Trump e seus amigos da indústria farmacêutica ricos e não matará as pessoas que a tomam, até agora não obteve resultados. Mas pesquisas empolgantes patrocinadas pelo governo do Canadá parecem indicar que uma abordagem diferente está em ordem.

De acordo com o trabalho de pesquisa da equipe:

Desenvolvemos mais de 800 novas linhas e extratos de Cannabis sativa e levantamos a hipótese de que extratos de C. sativa com alto teor de CBD podem ser usados para modular a expressão de ACE2 em tecidos-alvo de COVID-19. Rastreando extratos de C. sativa usando modelos 3D humanos artificiais de tecidos orais, das vias aéreas e intestinais, identificamos 13 extratos de C. sativa com alto teor de CBD que modulam a expressão do gene ACE2 e os níveis de proteína ACE2. Nossos dados iniciais sugerem que alguns extratos de C. sativa regulam negativamente a protease de serina TMPRSS2, outra proteína crítica necessária para a entrada do SARS-CoV2 nas células hospedeiras.”

O que isso significa é que a equipe desenvolveu cuidadosamente várias cepas de cannabis que, experimentalmente demonstrado, tornam significativamente mais difícil para o coronavírus SARS-CoV2 encontrar uma casa dentro das células teciduais em que se prenda para infectar-nos com a doença COVID- 19.

Isso não significa que você deve correr para o seu dispensário local e esgotar o suprimento de sativa e CBD. As 13 cepas cultivadas pelos pesquisadores são quase certamente muito diferentes das cepas de nomes malucos que você vai comprar sem receita. Mas, se você precisar fazer um tratamento não testado, recomendo submeter-se à liderança do Canadá e tomar cannabis legalmente, em vez de ouvir o governo Trump.

Um estudo recente liderado pelo professor Mandeep Mehra da Escola de Medicina de Harvard, que analisou dados de mais de 96.000 pacientes com COVID-19, 15.000 dos quais foram tratados com hidroxicloroquina, mostrou claramente que os pacientes que usavam a droga apresentavam risco muito maior de morte do que aqueles que não o fizeram. De acordo com uma reportagem do Washington Post:

Para aqueles que receberam hidroxicloroquina, houve um aumento de 34% no risco de mortalidade e 137% no risco de arritmias cardíacas graves. Para aqueles que receberam hidroxicloroquina e um antibiótico — o coquetel endossado por Trump — houve um aumento de 45% no risco de morte e um aumento de 411% no risco de arritmias cardíacas graves.”

 

“Aqueles que receberam cloroquina tiveram 37% de risco aumentado de morte e 256% de risco aumentado de arritmias cardíacas graves. Para aqueles que tomaram cloroquina e um antibiótico, houve um aumento de 37% no risco de morte e um aumento de 301% no risco de arritmias cardíacas graves.”

Leia: Empresa de cannabis medicinal canadense está desenvolvendo vacina contra Covid-19

Donald Trump disse recentemente a repórteres e ao público dos EUA que ele estava tomando a hidroxicoloroquina como medida preventiva para afastar a COVID-19. Exceto pelo fato de que ele tem uma pequena participação financeira na Plaquenil — o nome comercial para a hidroxicoloroquina —, se ele realmente deseja evitar a COVID-19, ele deve tomar cannabis. Não há evidências revisadas por pares mostrando que funcionará, mas pelo menos não o matará.

Além de nunca ninguém ter morrido por tomar cannabis, ela tem benefícios médicos claros para a prevenção e tratamento de doenças que variam de infecções virais a câncer. Além de que ele poderia ser menos idiota se fumasse um baseado de vez em quando.

Para obter mais informações sobre o estudo da cannabis, confira o artigo de pesquisa pré-print completo aqui. E se você quiser saber mais sobre por que ninguém deve usar a hidroxicolorquina para prevenir ou tratar a COVID-19, leia este importante estudo.

 

cade as otoridade pra ver isso?>>>não querem se render aos pés da erva né?que ironia kkkkkk:lol: só sei que quero ver as reaçoes de quem tomou essa vacina antes de eu  ser+uma cobaia de teste desse governo lixo>>>>povo cego a planta salva:love-weed:sei lá eu tenho medo de vira zumbi kkkkkkkkk:lol:

a 👻UMBRELA☠️ vai vim exterminar os infectados depois kkkkkkk,

brincadeiras a parteessa materia tinha que passar na globo,divulgação em massa sei lá.

é nóis que pranta...

 

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 5 months later...
  • Usuário Growroom

Médica comenta evidências iniciais que colocam substâncias da planta como potenciais aliadas contra a infecção pelo coronavírus

Por Maria Teresa Jacob, médica especialista em dor* 24 Maio 2021, 10h10 

Leia mais em: https://saude.abril.com.br/blog/com-a-palavra/a-cannabis-pode-ser-aliada-no-tratamento-da-covid-19/

Link para o post
Compartilhar em outros sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Visitante
Responder

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Processando...
  • Conteúdo Similar

    • Por SanfeliceVini
      Eai gurizada, tranquilo? Sou novo no fórum e estou aprendendo sobre o cultivo doméstico da maconha. Eu sou estudante de jornalismo e resolvi fazer uma reportagem sobre o uso da maconha na pandemia, para isso vou conversar com especialistas na área, mas também quero conversar com quem utiliza ela frequentemente e principalmente como a maconha pode ajudar ou não durante o período de isolamento social. Acredito que a matéria tem o objetivo importante de desmistificar e aprofundar o assunto do uso da planta. Então gostaria de saber se alguém pode me ajudar no assunto, nem que seja para trocar uma ideia rápida sobre o dia a dia na pandemia e sua relação com a maconha. Valeu!!!
    • Por Enzo San
      Dae rapaziada, tô com um seguinte problema, eu quanto estou bem tranquilo fumo um Beck, mas isso é muito difícil, geralmente de 3 em 3 meses que eu resolvo acender um, semana passada foi um desses dias, dei uns 2 em um baseado chapei e apaguei, infelizmente recebi um certo aviso de suspeita de covid e terei que fazer o teste de nariz, atravéz desse teste é possível rodar com cannabis ? Não sou usuário e fumo de tempos em tempos mas fiquei meio preocupado com esse teste, me ajudem se possível !
    • Por jAH kNOW
      Salve growers e todos os amantes da nossa querida e amada erva sagrada!
      Como todos sabem, estamos vivendo mundo a fora uma pandemia do novo Corona Vírus, onde a cada dia o número de infectados vem crescendo drasticamente.
      Diante de tal situação, acho que seria interessante compartilharmos as mais resinadas informações relacionadas ao tema.
      O que se sabe, recentemente, é que alguns coffees shops estão fechando as portas temporariamente e voluntariamente até que o surto da doença diminua, ou seja controlado.
      Por outro lado, os que continuam abertos, alegam que a cannabis é uma medicina indispensável para muitos cidadãos locais, e portanto, estarão funcionando normalmente até então.
      O que se vê nesses estabelecimentos, em tempo de corona virus, a cima de tudo, são longas filas e pacientes se adiantando para dar aquela abastecida nos potes. 
      Curtiu o topico? Tem informacoes relevantes para instruir a nossa massa cannabica?
      Compartilha aqui familia!!!
      Dica: Um bom chá de ganja é otimo para reforçar nossas imunidades! 

    • Por highbythebeach
      Olá, estou buscando tirar dúvidas e encontrar experiências de outras pessoas. Abri essa enquete, pois estou sofrendo males no intestino e vou fazer uma colonoscopia para descobrir o que me afeta. O fato é que sinto muito desconforto (algumas dores) e constipação (intestino preso), tomei muitos remédios e eles não ajudaram em nada a não ser em intoxicar meu fígado. Gostaria de saber quais efeitos você sentiram com o uso da cannabis no intestino/estômago usando a planta como tratamento, também gostaria de saber se alguém com síndrome do intestino irritável/doença de crohn como se sentem com o uso da cannabis.
×
×
  • Criar Novo...