Ir para conteúdo
Growroom

Recommended Posts

Boa tarde, tenho um grow caseiro, com bastante ventilação e iluminação que fiz com uma placa de led, tem em média de 12.000 a 14.000 lumens. As plantas tem em media 40 dias de vida, as menores devem ter de 25 a 30 dias. O solo eu fiz com terra preta, humus de minhoca, folhas e galhos velhos e cinza de papel. De uns dias pra cá, as folhas da parte inferior maior planta começaram a amarelar, coloquei npk e algumas gotas de nitrogenio em todas as 4 plantas do grow, além de não melhorar a situação, parece que todas as plantas estão piorando. Não sei o que fazer, já cogitei fazer o flush mas não tenho certeza se o problema pode ser overfert (pq uma das plantas já estava ruim). Me ajudem por favor.

20200218_182200.jpg

20200218_181907.jpg

20200218_182322.jpg

20200218_181929.jpg

Screenshot_20200218-181740_Gallery.jpg

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Parece ser overfert sim, você já tinha preparado uma boa mídia, não devia ter fertilizado mais, folhas amarelarem e cair também é normal, a menos que haja um forte indicio de falta de nutrientes.
Você espera a terra secar antes de regar novamente? 
Você confere o Ph? Talvez possa ter algo relacionado.
Aconselharia um bom flush, e também, retirar esse papel alumínio que prejudica mais do que ajuda.
 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Visitante
Responder

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Processando...

  • Conteúdo Similar

    • Por jw da medicina sagrada
      Então galera, criei esse tópico para saber a situação atual da compra e venda desse tipo de produto, todos os sites esgotados em todos tipos e tamanhos de grow box, os que ainda restam estão com valor absurdo, alguém sabe algum lugar onde eu possa adquirir meu grow box nessa epidemia ?
    • Por Superhighman
      Salve galera, boa noite! 
      To abrindo esse tópico pq queria umas dicas, críticas e sugestões direcionadas ao meu cultivo. Essa vai ser minha primeira experiência, e apesar de toooooda leitura e estudo, sempre restam umas dúvidas e algumas inseguranças. 
      Vamos lá...
      Vou plantar uma automática da Trikoma seeds, chama Al Tiro, vou usar 2 vasos de 12 litros e um painel de led 400w. Até aí tudo OK, as minha maiores dúvidas são sobre o solo.
      Tenho aqui 40 litros de um substrato pronto feito de pó e fibra de coco, pó de pinus, casca de arroz torrada, termofosfato natural e micronutrientes, 4kg de húmus de minhoca, torta de mamona, farinha de ossos, vermiculita e calcário dolomitico.  
      Enchi os vasos com a maior parte do substrato de coco pronto e adicionei pouco menos de 2kg de humus em cada vaso, uns 600ml de torta de mamona, umas 4 colheres de farinha de osso, uns 600ml de vermiculita e 2 ou 3 colheres de calcário, juntei muitas informações q li aqui e fui fazendo no "olhometro" kkk
      Não pretendo adicinar nada além disso, fert to pensando em usar só Flowermind.
      Na parte mais de cima do vaso coloquei so o substrato com a vermiculita pra não queimar a planta quando for muito novinha. 
      Tá certo ? Falta algo ? Exagerei ? 
      Tava pensando em adicionar perlita, mas conversei com um pessoal e disseram q não é necessário.
      Se por favor alguém puder me ajudar, vou ficar muito agradecido ! 
      Os vasos ja estão prontos, dei uma rega hoje e to esperando as seeds chegarem.
      Valeu galera.
    • Por Citral Mystik
      De boa moçada... minha dúvida é sobre tipos de turfa. Montei meu substrato com 45% turfa, 45% perlita e 10% hunos de minhoca. Não estou gostando dos resultados, em comparação com os antigos substratos orgânicos que sempre usei. Estou fertilizado com flowermind 3x por semana usando o limite máximo recomendado. No meu diário de uma Dinamed CBD fui alertado por um irmão do GR sobre a cor do meu substrato, muito escuro, e perguntou se eu estava usando turfa negra. Como é a primeira vez que uso substrato semi inerte com turfa comprei só como turfa na loja e creio que comprei a turfa negra e não a clara que dizem ser de spahgnum. Apesar que li em um fórum gringo e dizem que todas são sphagnum, só muda a espécie e ambiente de formação.
      Essa é uma foto do vaso:

      Fui pesquisar num site aqui do Brasil mesmo e encontrei isso:
      Que é a turfa?
      Turfa, uma das palavras mais usadas em jardinagem, é um material orgânico constituído por elementos procedentes da decomposição de vegetais.
      Este material é de cor castanha (escura ou clara, dependendo do tipo) e é muito rico em carvão. A sua natureza depende das condições ambientais presentes na sua formação.
      Usa-se principalmente em jardinagem formando parte do substrato. Relacionado com isto, as suas características principais são as seguintes:
      Porosidade: a turfa tem uma alta porosidade que permite a circulação do ar e a correta drenagem da água por parte das raízes da planta. Este material é ideal para as espécies que não toleram alagamentos. Permutador catiónico: o seu pH é variável e costuma-se encontrar entre 3 e 4 quando se trata da turfa loira e entre 7 e 8 quando é turfa negra (já vamos falar dos tipos de turfa mais à frente). Retenção da água: é um elemento capaz de conseguir a retenção da humidade, por isso usa-se em conjunto com outros compostos (perlite) para evitar os excessos e os temidos encharcamentos ou alagamentos. Nutrientes: tem poucos nutrientes, daí que seja muito habitual adubar com frequência para suprir a falta destas substâncias. Como se forma a turfa?
      A turfa é um material formado por espécies vegetais decompostas. A formação desta “substância” é o primeiro passo pelo que a vegetação se transforma em carvão mineral (tal como mencionado antes, a turfa é muito rica em carvão).
      Trata-se de um processo lento.
      Nas bacias em que se forma (terra turfosa) e na parte mais superficial destas, é onde os resíduos vegetais, através da decomposição anaeróbica, lenhina e celulose, se transformam em turfa.
      De acordo com o grau de decomposição e a zona, a turfa é de um tipo ou de outro.
      Tipos de turfa
      Como mencionado anteriormente, existem dois tipos de turfa, diferenciadas entre si pelas suas particularidades:
      Turfa loira
      Também chamada turfa alta, é a que se desenvolve nas regiões com climas suaves, onde as precipitações são abundantes, as temperaturas são suaves e nas que a radiação solar escasseia.
      Nestes lugares desenvolvem-se espécies pouco exigentes, difíceis de decompor pelo que a estrutura principal da vegetação que forma a turfa fica praticamente inalterada.
      Como consequência, a terra é pobre e o pH é baixo.
      Turfa negra
      A turfa negra, denominada assim pela cor escura que tem a vegetação que se decompôs quase por completo, desenvolve-se em zonas baixas, ricas em bases.
      Ao contrário da anterior, o seu pH é alto e é a mais adequada para cultivar praticamente todo o tipo de plantas. Pode-se dizer que é quase um “substrato universal”.
      Lido isso vêm as dúvidas, se minha turfa é essa turfa negra que tem Ph mais alto eu precisaria corrigir? Alguém  já usou essa turfa negra e teve bons resultados? Será que se eu fizer uma cobertura com mais húmos de minhoca e farinha de osso melhoraria? 
      É isso galera, valeu pelo espaço.
    • Por thg_fd
      Eu estou montando um grow pequeno, pretendo plantar no máximo duas plantas e para a vega vou usar uma lâmpada fluorescente branca de 100W com um refletor mas essa lâmpada não serve para a flora, queria saber se poderia comprar uma lâmpada led full spectrum pra floração das minhas plantas já que o meu espaço é pequeno e as lâmpadas são bem mais baratas que os painéis led.

    • Por thisisnotgus
      Boa tarde, 
       
      estou estudando há pouco tempo sobre o cultivo e decidi por questões de custos a longo prazo optar pelo uso das LEDs, mas não achei em parte do fórum, vídeos ou blogs pela net minha dúvida.
      1) Eu utilizar um LED fria (6000k-6500k) durante a fase vegetativa da planta é o correto mesmo? Utilizando esse espectro pra fortalecer as estruturas gerais e caules da planta.
      2) Na fase de floração, pra continuar usando LED, teria que optar por LEDs quentes, com espectros de luz próximos ao vermelho/lanranja (2000-2500k), correto? Mas não encontro LEDs com essa temperatura. Como utilizar LEDs específicas pra cada fase, sendo que as FullSpectrum vendidas por aí, pelo que já li, não passam de farsa. 
      Em ambas etapas sempre atento à quantidade de lúmens necessárias, como vou fazer uma estufa 1m x 1m x 2m, essas LEDs de 600w com lúmens na casa dos 50.000 para 3 plantas são suficientes, certo?
×
×
  • Criar Novo...