Ir para conteúdo
Growroom

Estou com medo de levar chá em um voo doméstico.


Sr.Shiguekawa

Recommended Posts

  • Usuário Growroom

Fala rapaziada. Estou em uma dúvida cruel, que se consiste em uma indecisão de levar chá ou não no meu voo doméstico. Estou em uma viagem em BH (minha cidade natal), mas atualmente moro no Pará. A cidade a qual resido, se chama Parauapebas, e como todas as outras do Brasil, o comércio da maconha é considerado ilegal. Porém a maconha dessa cidade é muito cara, uma dolla com muito pouco chá chega a ser 10 reais fácil, aqui em BH, consigo comprar com 10 reais, o respectivo à 40 reais de chá no Pará. Enfim, estou pretendendo levar 25g prensados para minha cidade, visando apenas o consumo próprio. Alguém tem alguma indicação do que fazer?

Irei no aeroporto de Confins em um voo doméstico.

O bglh é que eu só queria ficar com um chá descente por algum tempo antes de começar o estudo intenso pra facul tlgd?

Tava pensando em colocar cada metade do chá dentro de uma meia (no sapato) e ir na cara e na coragem.

Qualquer ajuda moral ou conselho será muito bem apreciado. Agradeço o feedback ;).

  • Haha 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom
1 hora atrás, Barspin disse:

Vc tá se arricando por 30 reais, é isso?

Tava querendo que eu me arriscasse bem mais por alguns kg's? Kkkkkk

Geralmente quem é pego, é por conta da quantidade e do local escondido. Fora que a pena por ser pego é extendida conforme o tanto de produto encontrado.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom
7 horas atrás, Sr.Shiguekawa disse:

Fala rapaziada. Estou em uma dúvida cruel, que se consiste em uma indecisão de levar chá ou não no meu voo doméstico. Estou em uma viagem em BH (minha cidade natal), mas atualmente moro no Pará. A cidade a qual resido, se chama Parauapebas, e como todas as outras do Brasil, o comércio da maconha é considerado ilegal. Porém a maconha dessa cidade é muito cara, uma dolla com muito pouco chá chega a ser 10 reais fácil, aqui em BH, consigo comprar com 10 reais, o respectivo à 40 reais de chá no Pará. Enfim, estou pretendendo levar 25g prensados para minha cidade, visando apenas o consumo próprio. Alguém tem alguma indicação do que fazer?

Irei no aeroporto de Confins em um voo doméstico.

Qualquer ajuda moral ou conselho será muito bem apreciado. Agradeço o feedback ;)

O comentário do mano sobre 30 reais me deixou apreensívo (e realmente estou cogitando não levar porra nenhuma); entretanto, queria saber se alguém aí já fez algo parecido em algum dos aeroportos internacionais (em viagens domésticas).

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom
22 minutos atrás, abominita disse:

Pode levar vários quilos, coloca debaixo do braço como se fosse uma bíblia, não dá nada não amiguinho, pode confiar... e não adianta se ofender.

Me ofender eu n me ofendo n Man kkkkk

Mas se fosse uma tentativa real de ajuda seria mais apreciada kkkkk

  • Like 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom
1 hora atrás, Sr.Shiguekawa disse:

O comentário do mano sobre 30 reais me deixou apreensívo (e realmente estou cogitando não levar porra nenhuma); entretanto, queria saber se alguém aí já fez algo parecido em algum dos aeroportos internacionais (em viagens domésticas).

 

images.jpeg

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Eu sequelei em um voo AMS-SAO e trouxe um grinder que comprei lá....
Na hora de embora, taquei o grinder na necessaire, mala, fechou, dispachou, voou, esteira, pego minha mala e vou passar na PF já no Brasil.

Quando entro no correrdor da imigração pro check de bagagem, um mosquitinho no meu cérebro sussurrou:

- "Vc esvaziou o grinder?"

Gelei, entrei em panico pois sabia que não tinha esvaziado.
Foram os passos mais longos e demorados da minha vida. Era tudo slowmotion, ouvia o barulho do meu passo com reverb. Minha sorte é que na minha frente havia um casal de orientais com cerca de 8, 9 malas...

Bem, tive sorte, passei batido, cheguei em casa, bolei um belo beck de Amnesia e fui feliz.

NÃO RECOMENDO. NO MEU CASO FOI ESQUECIMENTO, LEZEIRA, UM ERRO.

  • Like 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom
18 horas atrás, Sr.Shiguekawa disse:

Me ofender eu n me ofendo n Man kkkkk

Mas se fosse uma tentativa real de ajuda seria mais apreciada kkkkk

Ninguém pode te ajudar com isso mano, vc tá por sua conta, mas, se vc reparar, na maioria dos comentários a balança pende pra "não faça isso". E isso já é uma bela ajuda. 

  • Thanks 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Então amigo, já transportei 2 vezes, Ida RJ - VIX / Volta VIX - RJ. Na ida, levei 30g no saco, na volta, e entoquei 25g na mala. É aquilo mano, o esquema de segurança nos aeroportos são muito avançados e os agentes treinados para repararem qualquer reação atípica na reação/atitudes dos passageiros. No meu caso eu estava acompanhando de família, com idosos e crianças, acredito que isso tenha sido crucial na ida, para que os agentes que fazem a revista no portão de embarque não dessem muita atenção aos procedimentos, foi tudo na "vista grossa", afinal, não é o perfil primário de um transporte o sujeito estar em uma viagem em família (porém, como disse, vc precisa sustentar a postura e agir normalmente.) Na ida, achei mais seguro no saco pq?

1 Para mexer nas suas partes íntimas somente numa revista mais avançada após uma suspeita e confirmação da mesma no scanner corporal.

2 Senti que estando em minha posse durante todo o percurso, eu estaria no controle maior da situação.(apenas conforto psicológico)

Porém, ao passar pelos procedimentos no portão de embarque, eles estavam aleatoriamente pedindo para alguns passageiros tirarem os tênis, meias e levantarem suas calças até a altura do joelho. Isso me assustou um pouco quando vi, pois já estava na fila para entrar e não tinha volta, nesse momento foi onde tiver que segurar a postura.

Na volta, não queria correr esse risco e decidi entocar na mala, uma porção pequena de 25g seria quase que imperceptível no scanner das malas e após isso, o único risco era se tivessem cães farejadores na área de despacho das malas (o que eu achava que não aconteceria, devido ao horário que peguei o voo em Vitória, cerca de 1 hora da manhã)

 

E assim fiz, fui e voltei, porém, nunca mais, valeu a experiência, é muita adrenalina, o que falaram aí em cima do post da pessoa que veio de Amesterdan é super real, quando vc está nas filas e algo aciona "instinto" e vc tem que simplesmente ignora-lo e agir normalmente, o mundo fica em câmera lenta, é uma sensação muito doida cara. 

Meu conselho seria, irmão, vá sem nada, chega na sua casa, monta um grow e cuide de suas meninas, tenho certeza que não irá se arrepender.

  • Thanks 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom
Em 20/12/2019 at 12:21, Sr.Shiguekawa disse:

Como assim vc veio nesse post falar sobre isso mano kkkkk

Pra quê? Entupir o fórum com tópicos inúteis? O assunto é parecido, prefiro pedir num tópico já aberto cujo assunto é parecido.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom
Em 19/12/2019 at 18:00, tutu8 disse:

Galera, e os edibles (comestíveis) feitos com resina de maconha?

mano acho que uma manteiga ate vira,de resto e muito estranho,quem andaria com uma mala cheia de brigadeiro?

so se tiver cão treinado,ai vc possivelmente roda. se não me engano minha tia trouxe oleo de thc dos estados unidos como se fosse um remedio qualquer,mas ja faz um tempao.

  • Thanks 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom
Em 22/12/2019 at 00:59, tutu8 disse:

Pra quê? Entupir o fórum com tópicos inúteis? O assunto é parecido, prefiro pedir num tópico já aberto cujo assunto é parecido.

Pdp mano, eu tava chapando na hora que respondi, e só fui perceber a merda que eu tinha dito um tempão depois kkkkkkkk

  • Like 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Visitante
Responder

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Processando...
  • Tópicos

  • Posts

    • Esse estudo da Rx foi postado aqui (não lembro por quem) em abril ou maio do ano passado. Mas não estava ainda esmiuçado em forma de texto como vc postou... Era um vídeo, todo em inglês obviamente, numa live de um jornalista com cientistas do laboratório. Eu já tava na secura pra não fazer flush, porque tava com um ciclo com 18 plantas e tinha planejado comprar um tonel de azeitona (250 litros) pra guardar a água que usaria pros flushs... Resultado - assisti ao vídeo (que continha as conclusoes expostas aqui) e abandonei flush desde então. Em setembro colhi meu quarto ciclo sem flushar, desde então, e  vério, pode ser empirismo, placebo, o que for... Planto e fumo meu baseado desde 2012 e não senti NENHUMA diferença.. .Nem pior, nem melhor.. Igual!   Agora o tempo de secagem, esse sim, faz MUITA diferença. EU gosto de secar na própria estufa, no escurinho, e uso um umidificador no QUARTO, não na tenda, pra manter uma umidade mais amena e que permita secar em pelo menos 15 dias. Meu ultimo ciclo elas ficaram 19 dias secando pra chegar no ponto, e tá uma DILIÇA de cheiro rapaziada.    Flush é só pra quem erra mão em fert.. Pra colher não precisa! Definitivamente. Mas o tempo de secagem... ahhhh esse faz diferença demais!
    • Cara, no meu último ciclo tive uma planta BEM curiosa tb. Ela é uma Bruce Banger, eu tinha 3 seeds dela e 2 vieram normais e a outra veio... sem cotilédone! Não achei que fosse sobreviver, já que não teria nutrição básica e eu não poderia fertilizar de cara, mas como ela brotou eu pensei "de algum lugar ela teve energia". E deixei rolar! Ela não tinha folhas, era atrofiada mesmo... Saíam dois microbrotinhos que nem com microscópio de ver tricoma conseguia enxergar direito, mas "parecia" ser folha.  Quanto as suas irmãs já estavam com uns 15 cm mais ou menos, ela começou a nascer - acreditem - ramos laterais! FOi como se ela tivesse passado por um top cut, então ela já "nasceu ramificada de fábrica" digamos assim.   Ficou menor, não rendeu muito, mas valeu a pena manter a bichinha lá, me rendeu 23g seco kkkkkkkkkk   Abraxxxxxxxxxxx e sucesso aí irmão!   
    • Cara, vc cita ali que usa o solo sem nenhum tipo de fertilização. Vc tocou a vega delas por quanto tempo? Qualquer solo pré montado, fertilizado, pode, eu disse PODE precisar de complementos posteriores... Se vc toca uma vega por 30 ou por 60 dias por ex, isso muda muito o comportamento da planta em relação a quantidade de nutrientes disponíveis no solo para o momento da floração...  Se vc tem semente, das duas uma: ou o macho que vc mencionou conseguiu abrir pólen antes de vc identificar, ou essa sua planta é uma herma... Então pra descobrir o que deu errado com ela, não adianta vc olhar como ela está HOJE, mas sim pensar no que vc fez 15-20 dias atrás. O seu Ph está baixo pra solo organico, fertilizado... Ph 6,3 eu toco aqui com solo 100% inerte na flora... Pra organico vc deveria sim estar entre 6,5 e 7,0, na minha humilde opinião...    Posta fotos irmão! Abrax
×
×
  • Criar Novo...