AUSTR4LOPITECUS

a minha experiência com morte de ego

Recommended Posts

Olá amigos, queria saber se algum de vcs já passou por alguma situação parecida com a minha. Quando fumo maconha, minha brisa ou vai numa pegada corporal ou mental. Nesse dia eu tinha fumado um e comido um macarrão com manteiga de maconha então fiquei bem louco, mas minha brisa foi completamente mental. Por alguns minutos eu fiz raciocínios muito sinceros sobre o que é a vida e oq sou eu. nessa brincadeira acabei percebendo que eu era tudo e era nada, e que estar vivo ou morto era apenas um ponto de vista. Eu não me reconhecia mais no mundo material e senti como se estivesse morto, mas para mim a realidade nunca foi tao explicita e eu encarei aquele momento como um aprendizado. Enfim, eu matei meu ego, entendi que meu corpo físico e uma pedra eram indiferentes. desde que eu voltei a ficar sóbrio nunca mais consegui entender completamente o que eu senti e aprendi durante aqueles momentos de revelação. Fui pesquisar sobre o assunto e descobri que muitos passam pelo processo de morte de ego quando usam LSD, DMT ou outros psicodélicos, mas queria saber se alguém também já sofreu essa experiência com a maconha.

  • Like 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Realmente é uma viagem mental filosófica.

Tive várias experiências parecidas, mas agora vivendo na Amazônia, esta situação está ainda mais constante. Sempre que posso vou em uma comunidade Daime aqui próximo da região e fiz experiências com "indicas" que encontrei em sítios totalmente naturais, trazidas há alguns anos atrás por frequentadores, e em seguida com a ayahuasca. Aproveito o ensejo na ocasião pra levar instrumentos astronômicos e de fotografia, pois faço observações e astrofotografia do universo profundo.

São tantas definições sobre TUDO, mas ultimamente tenho relacionado a ideia da existência em duas perspectivas:

 

Primeira

Somos seres carnais viventes com características lógicas instintivas, assim como os outros animais, apenas isso, mas civilizações futuras de outros "Sistemas", nas quais a vivência é apenas por ondas de energia bastante evoluída(fótons evoluídos), com pouquíssima massa e sem precedentes em nossa tabela periódica, já nos encontraram há milhares de anos atrás, e perceberam que o cérebro da espécie humana possui capacidade de evidenciar a vivência carnal destes seres visitantes. Sendo assim, nosso corpo físico e instinto são originais, mas o pensamento lógico, raciocínio e civilidade, são de terceiros, etc, etc.

 

Segunda

Somos totalmente originais, não há seres alguns de outros Sistemas entre nós, mas estamos vivendo em uma época que na verdade é uma "ilusão", pois já estamos em um futuro muito distante e a raça humana em sua grandiosa tecnológica já criou uma "Matrix", sendo essa nossa "realidade", quando desencarnamos(morte), nas verdades voltamos para nossa verdadeira realidade, sendo esta a definição que me causa mais temor, pois tenho apego a esta ilusão e medo da realidade, etc, etc.

 

Sendo estes e inúmeros outros pensamentos que me acometem nestas ocasiões.

Valeu!!!

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
21 horas atrás, FenderDarkson disse:

 

Segunda

Somos totalmente originais, não há seres alguns de outros Sistemas entre nós, mas estamos vivendo em uma época que na verdade é uma "ilusão", pois já estamos em um futuro muito distante e a raça humana em sua grandiosa tecnológica já criou uma "Matrix", sendo essa nossa "realidade", quando desencarnamos(morte), nas verdades voltamos para nossa verdadeira realidade, sendo esta a definição que me causa mais temor, pois tenho apego a esta ilusão e medo da realidade, etc, etc.

 

 

 

bom dia, achei interessante o segundo ponto de vista, esses tempos minha vibe enquanto viajo fumando esta interligado com pensamentos que reflitam sobre quem somos, e por vezes acabo relacionando as ideias do documentário Cosmos de Carl Siegan que traz uma abordagem cientifica sobre a vida com os meus devaneios, e enquanto fumo o que vem bastante em meus pensamentos com relação a nós humanos é que mesmo com o universo tendo infinitas estrelas, sóis e planetas, talvez sejamos os pioneiros da vida inteligente, os primeiros a testarem a sabedoria da ciência e fazerem grandes feitos, talvez essa seja a verdadeira realidade e sejamos os únicos por enquanto nesse espaço infinito, claro que é só mais uma possibilidade dentre tantas outras, mas é interessante essas viagens.

  • Thanks 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Eu ando passando pelos mesmos sentimentos... Recentemente passei da conta, resultado:

Me tornei uma "pedra", sinto todos os dias em que levanto... Na viagem, consegui perceber que não sou nada além de consciência, é o que me impede de fazer tantas coisas, me dá toda a energia que preciso para outras.

Busquei me isolar dos meus amigos, me aproximar cada vez mais da minha família... Com essa minha vibe bilu "Busquem conhecimento" , eu odiaria me transformar em o bad vibe do rolê, fala pra cacete e nunca diz nada.

Só posso dizer uma coisa: Mitocôndria

Não vivemos em uma matrix. :)

  • Thanks 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Cara muito interessante essas viagens. 

Tive uma parecida algumas semanas atrás em Amsterdam pela primeira vez usando cannabis forte. 

Primeiro comecei a sentir tudo em minha volta com energia, que tudo está ali mas ao mesmo tempo não está, que tudo que acontece é o processo da energia então nada é por acaso, somente ondas que geram os acontecimentos. Nunca tinha pensado nisso e veio do nada. 

Também senti que nós humanos achamos que sabemos muita coisa, mas no fim ninguém tem certeza de nada.. Kkkk 

Depois comecei a ver fotos da galera no Facebook e eu conseguia ver muito além do Normal, parceria que tinha aberto um véu.. Via todos os detalhes das expressões das pessoas e conseguia ver quem estava feliz, quem estava triste, perturbado, quem fingia ser uma coisa que não era... Que tudo que estava ali era realmente a pessoa... Maior barato nunca tinha tido essa experiência. 

 

Também consegui ver várias coisas sobre mim, que tenho uma vida maravilhosa e as vezes acabo esquecendo de agradecer pelas. Oportunidades, as pessoas boas que estão perto. 

Foi uma viagem muito louca, a erva era muito mais forte do que tinha usado, foi uma viagem bem pesada mas levo de lição. 

  • Like 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Tem que ter cuidado com essas viagens... Algumas pessoas tem pre-disposição para doenças como esquizofrenia e esse tipo de viagem, com frequência alta, pode ser um indicador, um sinal de que é necessária maior preocupação com a própria saúde.

"Se você não cuidar de você, provavelmente ninguém cuidará."

É bom estar atento para, em casos onde seja preciso, conseguir perceber quanto antes e agir de acordo (diminuir quantidades/frequências, procurar acompanhamento ou mesmo criar um estado de consciência onde seja possível perceber e distinguir sensações psicodélicas com potencial danoso (mesmo que a médio ou longo prazo) de simples viagens.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Eu tinha esquecido que este tópico existia - e que já até tinha comentado aqui rs - por pouco não abri um novo com o mesmo assunto! Enfim...

Passei por um processo de limpeza e redefinições! Consegui entender, como em um cálculo matemático, que a morte é o que faz o nosso tempo ser tão valioso, como se fosse uma espécie de medida.

Percebi que acredito ser imortal - mesmo de forma inconsciente - não me passa pela cabeça que um carro pode me acertar, voltar sozinho para casa de noite não é seguro e etc... Estou remando para matar meu senso de soberania, entender que sou mortal como qualquer um, meu tempo é valioso, defino minha vida como uma busca por conhecimento, vasculhando nossa história como civilização, os segredos do espaço e me cercando, novamente, de boas amizades! Aprendi a valorizar o calor e o frio, no final, não sentirei nenhum dos dois.

Hoje sei que não sou obrigado a ser capacho, não faço todos os trabalhos dos meus colegas em sala pela falsa amizade (alguns já se afastaram e compreendo cada vez mais que foi o melhor pra mim!), não busco ser o centro, não busco viver de favores, busco viver de poesia! O beck me ativa de forma poética! Me sinto shakespeare! Huhduashduha

  • Haha 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

A morte do ego acontece, conhecendo mais a si mesmo!!!

E não se desconectando do mundo!!!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora