Ir para conteúdo
Growroom
  • Conteúdo Similar

    • Por Superhighman
      Salve galera, boa noite! 
      To abrindo esse tópico pq queria umas dicas, críticas e sugestões direcionadas ao meu cultivo. Essa vai ser minha primeira experiência, e apesar de toooooda leitura e estudo, sempre restam umas dúvidas e algumas inseguranças. 
      Vamos lá...
      Vou plantar uma automática da Trikoma seeds, chama Al Tiro, vou usar 2 vasos de 12 litros e um painel de led 400w. Até aí tudo OK, as minha maiores dúvidas são sobre o solo.
      Tenho aqui 40 litros de um substrato pronto feito de pó e fibra de coco, pó de pinus, casca de arroz torrada, termofosfato natural e micronutrientes, 4kg de húmus de minhoca, torta de mamona, farinha de ossos, vermiculita e calcário dolomitico.  
      Enchi os vasos com a maior parte do substrato de coco pronto e adicionei pouco menos de 2kg de humus em cada vaso, uns 600ml de torta de mamona, umas 4 colheres de farinha de osso, uns 600ml de vermiculita e 2 ou 3 colheres de calcário, juntei muitas informações q li aqui e fui fazendo no "olhometro" kkk
      Não pretendo adicinar nada além disso, fert to pensando em usar só Flowermind.
      Na parte mais de cima do vaso coloquei so o substrato com a vermiculita pra não queimar a planta quando for muito novinha. 
      Tá certo ? Falta algo ? Exagerei ? 
      Tava pensando em adicionar perlita, mas conversei com um pessoal e disseram q não é necessário.
      Se por favor alguém puder me ajudar, vou ficar muito agradecido ! 
      Os vasos ja estão prontos, dei uma rega hoje e to esperando as seeds chegarem.
      Valeu galera.
    • Por Citral Mystik
      De boa moçada... minha dúvida é sobre tipos de turfa. Montei meu substrato com 45% turfa, 45% perlita e 10% hunos de minhoca. Não estou gostando dos resultados, em comparação com os antigos substratos orgânicos que sempre usei. Estou fertilizado com flowermind 3x por semana usando o limite máximo recomendado. No meu diário de uma Dinamed CBD fui alertado por um irmão do GR sobre a cor do meu substrato, muito escuro, e perguntou se eu estava usando turfa negra. Como é a primeira vez que uso substrato semi inerte com turfa comprei só como turfa na loja e creio que comprei a turfa negra e não a clara que dizem ser de spahgnum. Apesar que li em um fórum gringo e dizem que todas são sphagnum, só muda a espécie e ambiente de formação.
      Essa é uma foto do vaso:

      Fui pesquisar num site aqui do Brasil mesmo e encontrei isso:
      Que é a turfa?
      Turfa, uma das palavras mais usadas em jardinagem, é um material orgânico constituído por elementos procedentes da decomposição de vegetais.
      Este material é de cor castanha (escura ou clara, dependendo do tipo) e é muito rico em carvão. A sua natureza depende das condições ambientais presentes na sua formação.
      Usa-se principalmente em jardinagem formando parte do substrato. Relacionado com isto, as suas características principais são as seguintes:
      Porosidade: a turfa tem uma alta porosidade que permite a circulação do ar e a correta drenagem da água por parte das raízes da planta. Este material é ideal para as espécies que não toleram alagamentos. Permutador catiónico: o seu pH é variável e costuma-se encontrar entre 3 e 4 quando se trata da turfa loira e entre 7 e 8 quando é turfa negra (já vamos falar dos tipos de turfa mais à frente). Retenção da água: é um elemento capaz de conseguir a retenção da humidade, por isso usa-se em conjunto com outros compostos (perlite) para evitar os excessos e os temidos encharcamentos ou alagamentos. Nutrientes: tem poucos nutrientes, daí que seja muito habitual adubar com frequência para suprir a falta destas substâncias. Como se forma a turfa?
      A turfa é um material formado por espécies vegetais decompostas. A formação desta “substância” é o primeiro passo pelo que a vegetação se transforma em carvão mineral (tal como mencionado antes, a turfa é muito rica em carvão).
      Trata-se de um processo lento.
      Nas bacias em que se forma (terra turfosa) e na parte mais superficial destas, é onde os resíduos vegetais, através da decomposição anaeróbica, lenhina e celulose, se transformam em turfa.
      De acordo com o grau de decomposição e a zona, a turfa é de um tipo ou de outro.
      Tipos de turfa
      Como mencionado anteriormente, existem dois tipos de turfa, diferenciadas entre si pelas suas particularidades:
      Turfa loira
      Também chamada turfa alta, é a que se desenvolve nas regiões com climas suaves, onde as precipitações são abundantes, as temperaturas são suaves e nas que a radiação solar escasseia.
      Nestes lugares desenvolvem-se espécies pouco exigentes, difíceis de decompor pelo que a estrutura principal da vegetação que forma a turfa fica praticamente inalterada.
      Como consequência, a terra é pobre e o pH é baixo.
      Turfa negra
      A turfa negra, denominada assim pela cor escura que tem a vegetação que se decompôs quase por completo, desenvolve-se em zonas baixas, ricas em bases.
      Ao contrário da anterior, o seu pH é alto e é a mais adequada para cultivar praticamente todo o tipo de plantas. Pode-se dizer que é quase um “substrato universal”.
      Lido isso vêm as dúvidas, se minha turfa é essa turfa negra que tem Ph mais alto eu precisaria corrigir? Alguém  já usou essa turfa negra e teve bons resultados? Será que se eu fizer uma cobertura com mais húmos de minhoca e farinha de osso melhoraria? 
      É isso galera, valeu pelo espaço.
    • Por Hortus xxxxxxxx
      Salve Família do GrowRoom
      Passando aqui pra divulgar os serviços da Hortus xxxxxxxx, a primeira GrowShop do Nordeste Brasileiro.
      Entregamos em todo Brasil em especial para região nordeste, onde nosso frete é imbatível.
      Se vc está em Salvador, a entrega é grátis nas compras acima de R$ 199 e vc pode pedir pelo site www.hortuscultivourbano.com.br ou pelo WhatsApp (71) 99620-6288


×
×
  • Criar Novo...