Ir para conteúdo
Growroom

Ansiedade e maconha= panico


Recommended Posts

  • Usuário Growroom

Boa noite, 

Já faz uns 2 anos que vem apresentando quadro de pânico, venho tratando a 1 mês com medicação sertralina 25 mg que a minha psiquiatra receitou;

Tinha problemas de ansiedade mesmo antes de começar a usar, confesso que abusei um pouco da erva o que pode ter "despertado" esse pânico;

Fumo a 5 anos e uns quebrados, sempre fui tranquilo em relação a fumar e tal, só que depois de uns anos comecei a ter umas viagens estranhas com sintomas de pânico, fumei bastante tempo mesmo com esses sintomas achando que era normal, causando um prejuizo enorme ao meu sistema nervoso, e adquiri uma sensibilidade o tal do Efeito Kindling.

Gostaria da opinião de alguém que já passou por algo parecido, ou alguém que entenda do assunto, tem algum tipo de tratamento que reduza essa sensibilidade que eu desenvolvi?

Estou muito preocupado porque tá atrapalhando na minha vida social/acadêmica;

Cai no erro de fumar uma vez no num sabado, que eu acho que pode ter atrapalhado o tratamento, quando eu fumei a viagem foi tranquila, sem panico, mas nos dias seguintes fiquei muito mal, já faz uma semana que eu fumei e to malzão de novo, no estado que eu estava antes de começar o tratamento do pânico, e eu tive em 1 mês uma melhora signifcativa, claro que é só o começo do tratamento mas eu já estava me sentindo bem melhor, daqui a 1 mês to voltando a psiquiatra e falar com ela, talvez precise aumentar a dose, não sei...

Enfim, to num mato sem cachorro, se alguém puder me ajudar vou ficar muito grato...

(Mais uma pergunta) Será que o Neurologista trata essa sensibilidade que eu desenvolvi, ou isso é uma questão para o psiquiatra?

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 1 month later...
  • Usuário Growroom
5 horas atrás, caniggia disse:

Acabei de ter o mesmo problema

 

Poderia descrever como se passou?

 

Acredito que passo por isso, mas pela falta de informação e também por não conhecer outras pessoas que sofrem com esses sintomas acabo ficando na dúvida se é algo normal ou se até possuo algum transtorno.

 

 

Em 11/09/2017 at 18:02, José Rodrigues disse:

Boa noite, 

Já faz uns 2 anos que vem apresentando quadro de pânico, venho tratando a 1 mês com medicação sertralina 25 mg que a minha psiquiatra receitou;

Tinha problemas de ansiedade mesmo antes de começar a usar, confesso que abusei um pouco da erva o que pode ter "despertado" esse pânico;

Fumo a 5 anos e uns quebrados, sempre fui tranquilo em relação a fumar e tal, só que depois de uns anos comecei a ter umas viagens estranhas com sintomas de pânico, fumei bastante tempo mesmo com esses sintomas achando que era normal, causando um prejuizo enorme ao meu sistema nervoso, e adquiri uma sensibilidade o tal do Efeito Kindling.

Gostaria da opinião de alguém que já passou por algo parecido, ou alguém que entenda do assunto, tem algum tipo de tratamento que reduza essa sensibilidade que eu desenvolvi?

Estou muito preocupado porque tá atrapalhando na minha vida social/acadêmica;

Cai no erro de fumar uma vez no num sabado, que eu acho que pode ter atrapalhado o tratamento, quando eu fumei a viagem foi tranquila, sem panico, mas nos dias seguintes fiquei muito mal, já faz uma semana que eu fumei e to malzão de novo, no estado que eu estava antes de começar o tratamento do pânico, e eu tive em 1 mês uma melhora signifcativa, claro que é só o começo do tratamento mas eu já estava me sentindo bem melhor, daqui a 1 mês to voltando a psiquiatra e falar com ela, talvez precise aumentar a dose, não sei...

Enfim, to num mato sem cachorro, se alguém puder me ajudar vou ficar muito grato...

(Mais uma pergunta) Será que o Neurologista trata essa sensibilidade que eu desenvolvi, ou isso é uma questão para o psiquiatra?

 

Conseguiu mais informações a respeito?

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Usuário Growroom

Então cara, questão é a seguinte.. Tenho 27 anos, fumo cronicamente há 7 anos, embora dos meus 14 aos 18 fumava as vezes, mas cheirava também. Mas antes disso tudo, com meus 10,12 anos meus pais se separaram e eu já apresentava problemas, como psoríase por exemplo. Então vamos lá... Eu acredito que meu caso seja " leve " pela frequência com que ocorre, porém quando ocorre é complicado. Deixando bem claro que durante todos esses anos eu estudei, nunca tomei pau em nada, nunca peguei recuperação, sempre tive trabalho, estou no meu 3 cargo publico federal , através de concurso.Dos meus 20 aos 25 fumava na faixa de 6 bases por dia, depois fui diminuindo por vontade própria, até que ultimamente estava fumando apenas pra dormir. Acontece que em 2012 tive uma convulsão, fui ao médico mas não encontrou nada. Desde então em momentos de pico ou ansiedade eu sentia as vistas meio escuras, independente de estar fumando ou não. Junto com essa vista escura eu via algumas luzes e tal. Depois que tive plano de saúde comecei a investigação... Fui em todo tipo de médico, descartou epilepsia, mas acusou um negócio chamado síncope vaso vagal , que é tipo quando os vasos sanguíneos se dilatam muito quando estou muito ansioso e falta sangue no cérebro. Resumindo, em 2015 tive outra e a duas semanas atrás tive outra. Voltei ao médico e ela disse que era por causa da ansiedade, já que nao tinha nada de anormal nos exames. Ontem ela me receitou esse remédio, eu já vinha há um mês somente fumando no fim de semana, então quando ela falou de remédio " cloridrato de setronina" eu fiquei tão assustado é tão na bad que nem tive como comentar com ela que fui usuário pesado dessas substâncias e nem perguntei se podia continuar fumando, pretendo ir lá amanhã. Então isso, a erva me ajudou muito em minha vida, faz parte da minha personalidade e como eu disse, modéstia a parte, tenho uma vida bem sucedida, apesar de não ter tido apoio de ninguém da família consegui vencer. Não acho que a maconha causou o problema, mas tenho certeza que o excesso sim causou. Quem sabe eu tivesse tido disciplina pra fumar apenas finais de semana, na contemplação então no puro hábito e mania. Confesso que estou muitos , muito triste. Meu problema a princípio pelo espaço de tempo entre as crises, praticamente de dois em dois anos, parecia ser leve. Mas só quem sofre uma convulsão, em via pública, sabe o trauma que fica, a vergonha, enfim.. então busquei uma solução pra não acontecer mais e espero que não aconteça. Parece q vou tomar o remédio apenas dois meses.. uma caixa com meio comprimido por dia. Espero mto que resolva. Vou tentar falar com ela amanhã e ver se posso continuar fumando, pois sei de amigos que tomam e continuam. Mas médico é bicho porreta. Sinceramente não pretendo mais fazer o uso diário e sim contemplado, finais de semana, feriados, enfim. A erva é boa Sima, não vou culpar mas o excessão me fez pecar. Estou ciente disso. No mais, não sejamos ignorantes  a ponto de falar que não faz mal. Ela faz mal sim, quando usada em excesso, acentua problemas que talvez vc não teria se fizesse uso moderado. Então essa é minha opinião, de um cara que está contrariado, mas não derrotado.

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Usuário Growroom
1 minuto atrás, tikones disse:

Meditacao 10 min por dia ajuda muito a esvazia a cabeca. Exercicios de respiracao tb. No resto melhor um especialista pra te orientar.

Concordo que ajuda sim, mas chegou a um ponto que infelizmente preciso de ajuda, eu abusei.

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Usuário Growroom

@José Rodrigues,

Ansiedade, depressão e ataques de pânico são reflexos de deficiências nutricionais, em especial vitaminas do complexo B e minerais como Magnésio e Ferro.

Remédios farmacêuticos só visam conter sintomas e SEMPRE aumentam as deficiências nutricionais que deram origem ao problema, com isso tornam o problema crônico, mantendo o paciente preso ao tratamento a vida toda, e sem melhoras, somente mascarando sintomas, como estamos cansados de ver por ai, mundo a fora.

Isso pode ser observado em q/q doença crônica, que estão sempre ligadas a o fator desnutrição/intoxicação da alimentação moderna, pobre em nutrientes e cheia de toxinas.

Independente do problema de saúde que a pessoa sofre, na minha opinião, antes de iniciar uma receita de fármaco, a pessoa deveria por conta própria ter a iniciativa de melhorar a qualidade de sua alimentação.

Vou postar um vídeo que a pesar de não ser relacionado especificamente com o problema citado no tópico, explica bem o ponto de vista que abordei... remédios = aumento de deficiências de vitaminas e minerais = tornam o problema crônico.

 

Saúde e paz pra todos.

 

  • Like 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Usuário Growroom
53 minutos atrás, ThiaBo disse:

@José Rodrigues,

Ansiedade, depressão e ataques de pânico são reflexos de deficiências nutricionais, em especial vitaminas do complexo B e minerais como Magnésio e Ferro.

Remédios farmacêuticos só visam conter sintomas e SEMPRE aumentam as deficiências nutricionais que deram origem ao problema, com isso tornam o problema crônico, mantendo o paciente preso ao tratamento a vida toda, e sem melhoras, somente mascarando sintomas, como estamos cansados de ver por ai, mundo a fora.

Isso pode ser observado em q/q doença crônica, que estão sempre ligadas a o fator desnutrição/intoxicação da alimentação moderna, pobre em nutrientes e cheia de toxinas.

Independente do problema de saúde que a pessoa sofre, na minha opinião, antes de iniciar uma receita de fármaco, a pessoa deveria por conta própria ter a iniciativa de melhorar a qualidade de sua alimentação.

Vou postar um vídeo que a pesar de não ser relacionado especificamente com o problema citado no tópico, explica bem o ponto de vista que abordei... remédios = aumento de deficiências de vitaminas e minerais = tornam o problema crônico.

 

Saúde e paz pra todos.

 

Interessante que essa mesma teoria da doença por carência nutricional, também se aplica ao mundo das plantas. Trofobiose. Se quiser curar uma planta doente vc tem que alimentar ela corretamente. Um inseticida, fungicida ou qualquer outro "remédio" pra planta, não vai cura-la, apenas deixa-la livre por um breve periodo de doenças. 

Ps. Desculpe-me pela digressão, mas achei pertinente já que estamos num fórum onde quase que díariamente alguem pede ajuda pra curar alguma doença em suas marias. 

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 2 weeks later...
  • Usuário Growroom

Mano, já fui medicado por 1 semana com o Sertralina (parei pq deu muita merda) e fiquei MUITO RUIM , cheguei a ficar 4 dias consecutivos dormindo 1h no max e suando com o clima de 15 graus e um ar-condicionado ligado no frio, foi tenso pra caralho. :inseguro:

Conversa com sua psiquiatra e fala a respeito do que tá acontecendo, as vezes pode ser efeito colateral do remédio ou ele não tá batendo bem, talvez ela troque a medicação ou mude a dose

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Usuário Growroom

Irmãos, licença!

Maconha causar problemas, só se for pontualmente! Ou seja, não há retenção de cannabinóides no organismo depois de algumas horas, então, a história que dizem: Ah, maconha que causou esse problema! É pura desinformação! Os efeitos são passageiros e salvo algum problema pré-existente e muito grave, dificilmente a cannabis irá causar reais danos ao sistema nervoso.

Queimar (qualquer erva) é ruim pra saúde! Não importa se vc passa por bong com água ou o ráio que for... é fumaça tóxica cheia de gás carbonico e outras 4 mil substâncias nocivas. O melhor é vaporizar!!! Não há queima e vc extrai somente o canabinóide desejado de acordo com a temperatura. Além disso, vivam uma vida saudável! Façam exercícios! Comam bem (não é comer muito, mas seletivamente, sem exageros e particularmente com escolhas saudáveis). Além disso, conforme for sua idade (eu passei dos 55), considere aderir à adição de vitaminas no seu dia-a-dia. Não tomo compostos tipo centrum, pois não confio! Prefiro comprar as vitaminas mais necessárias num site americano de uma marca que confio (o site é o iherb.com e a marca é Carlson Labs). 

Eu era fumante, tinha pressão alta, diabetes e tinnitus e passei por um stress 'fudido' de 2009 até poucos anos atrás. Ao começar a fumar a erva (justamente para tentar resolver o tinnitus e aliviar o stress) bateu umas trips muito loucas... taquicardias e tal... Parei de fumar cigarro... passei a me alimentar corretamente... passei a dormir corretamente (indo dormir e acordando cedo)... fazendo exercícios (corrida e musculação) pelo menos 4 vezes por semana. Ao fim de 3 meses eu estava outra pessoa. A única merda é qdo estou sem e preciso pegar um prensado... aí a casa dá uma deslizada no barranco! Porque aquela merda de prenpren é uma loteria suja... até qdo está boa é uma merda! Muito importante também é não misturar maconha com outras merdas (alcool, ou qualquer outra droga.... mesmo calmantes e etc)

O maior problema que a maioria passa é porque enquanto sob efeito, a mente viaja... e muitos tem a tendência de criar pensamentos altamente grilantes, então, como já foi sugerido pelo irmão @tikones, faça meditacão... senão periodicamente, pelo menos 10 min antes de fumar (e prefira vaporizar).  Outra vantagem do vaporizador é que controlando o tipo de canabinoide pela temp, vc consegue administrar melhor o CBD e o THC, conforme o que deseja. Outra tb importante é escolher uma strain com mais CBD (dá menos barato... e te derruba legal para dormir - muito boa para baixar pressão justamente pelo efeito vaso-dilatador... o excesso dá vertigens e mal estar... basta deixar um pratinho com umas fatias de queijo e/ou um pouco de amendoim salgado... fora a garrafa de água (haha)... sentiu uma tontura estranha? Come que passa e vc continua a viagem tranquilamente)

Então é isso... grande abraço e meus votos que Jah lhes iluminem para que identifiquem o problema e possam solucioná-lo e voltar a curtir a vida.

Paz

  • Like 5
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Usuário Growroom

Tô tomando sertralina há 3 semanas. Vou ficar um mês sem fumar. Depois vou fumar apenas no sábado antes de dormir. Vou ver o que rola. Pena que só tenho a merda do prensado. Confesso que a vida foi melhor com a cannabis, mas vou ficar esse tempo sem pra saber de qual é

 

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 3 weeks later...
  • Usuário Growroom

Eu tive um ataque de pânico, não sabia onde eu tava e tive alucinações, ae fui pra clínica fiquei 6 meses quando sai fiquei mais 6 meses sem fumar maconha, ae fumei um fininho a cada dia por 3 dias seguidos a briza foi de boa ,ae eu era viciado em fumar perdia o controle fumava 20 becks por dia, depois de 3 internações eu aprendi que posso controlar ela ,hoje fumo em vez em quando ... Fui constatado com escrizofenia mas eu acho que o que tive foi efeitos colaterais do LSD que usei pq hoje fumo de boa , mó normal ... 

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 2 weeks later...
  • Usuário Growroom
Em 11/17/2017 at 08:55, greeneye disse:

Irmãos, licença!

Maconha causar problemas, só se for pontualmente! Ou seja, não há retenção de cannabinóides no organismo depois de algumas horas, então, a história que dizem: Ah, maconha que causou esse problema! É pura desinformação! Os efeitos são passageiros e salvo algum problema pré-existente e muito grave, dificilmente a cannabis irá causar reais danos ao sistema nervoso.

Queimar (qualquer erva) é ruim pra saúde! Não importa se vc passa por bong com água ou o ráio que for... é fumaça tóxica cheia de gás carbonico e outras 4 mil substâncias nocivas. O melhor é vaporizar!!! Não há queima e vc extrai somente o canabinóide desejado de acordo com a temperatura. Além disso, vivam uma vida saudável! Façam exercícios! Comam bem (não é comer muito, mas seletivamente, sem exageros e particularmente com escolhas saudáveis). Além disso, conforme for sua idade (eu passei dos 55), considere aderir à adição de vitaminas no seu dia-a-dia. Não tomo compostos tipo centrum, pois não confio! Prefiro comprar as vitaminas mais necessárias num site americano de uma marca que confio (o site é o iherb.com e a marca é Carlson Labs). 

Eu era fumante, tinha pressão alta, diabetes e tinnitus e passei por um stress 'fudido' de 2009 até poucos anos atrás. Ao começar a fumar a erva (justamente para tentar resolver o tinnitus e aliviar o stress) bateu umas trips muito loucas... taquicardias e tal... Parei de fumar cigarro... passei a me alimentar corretamente... passei a dormir corretamente (indo dormir e acordando cedo)... fazendo exercícios (corrida e musculação) pelo menos 4 vezes por semana. Ao fim de 3 meses eu estava outra pessoa. A única merda é qdo estou sem e preciso pegar um prensado... aí a casa dá uma deslizada no barranco! Porque aquela merda de prenpren é uma loteria suja... até qdo está boa é uma merda! Muito importante também é não misturar maconha com outras merdas (alcool, ou qualquer outra droga.... mesmo calmantes e etc)

O maior problema que a maioria passa é porque enquanto sob efeito, a mente viaja... e muitos tem a tendência de criar pensamentos altamente grilantes, então, como já foi sugerido pelo irmão @tikones, faça meditacão... senão periodicamente, pelo menos 10 min antes de fumar (e prefira vaporizar).  Outra vantagem do vaporizador é que controlando o tipo de canabinoide pela temp, vc consegue administrar melhor o CBD e o THC, conforme o que deseja. Outra tb importante é escolher uma strain com mais CBD (dá menos barato... e te derruba legal para dormir - muito boa para baixar pressão justamente pelo efeito vaso-dilatador... o excesso dá vertigens e mal estar... basta deixar um pratinho com umas fatias de queijo e/ou um pouco de amendoim salgado... fora a garrafa de água (haha)... sentiu uma tontura estranha? Come que passa e vc continua a viagem tranquilamente)

Então é isso... grande abraço e meus votos que Jah lhes iluminem para que identifiquem o problema e possam solucioná-lo e voltar a curtir a vida.

Paz

 

Concordo com o colega.

 

O problema é que tem muito psiquiatra/psicólogo bem bosta que você vai lá e fala 2349 motivos/hábitos/traumas/fatores genéticos que podem explicar a síndrome do pânico e nem dão bola. Mas falou a palavra maconha aí já dispara o alerta "MELDELS FOI A MACONHA QUE CAUSOU TUDO"

 

Médicos mais jovens já tem uma mentalidade mais aberta quanto a isso.

 

Fica tranquilo que é normal essas paranóias quando fuma, aprenda a fumar que isso vai melhorar.

  • Like 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Usuário Growroom

Há ainda outra coisa a considerar... a strain que vc usa!  Dependendo da mistura, realmente, pode dar mais ou menos pânico, ansiedade, etc... considerando que cada pessoa tem um nível de reação. Eu gosto muito de conferir no leafly sobre as genéticas... eles tem (na maioria) um quadro que apresenta os efeitos e atributos (efeitos positivos, uso medicinal e efeitos negativos)

 

leafly.png

  • Like 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 8 months later...
  • Usuário Growroom

Ataque de pânico ao fumar maconha geralmente é crise de hipoglicemia. É só ler sobre crises agudas de hipoglicemia, os sintomas são os mesmos. Portanto lembrem-se de não fumar de estômago vazio, principalmente se for uma erva alta em THC. 

Outra coisa: um ataque de pânico quase sempre gera outros subsequentes, não importa qual tenha sido a causa do original. O primeiro ataque é um trauma terrível (só quem já teve sabe), e os ataques que vêm depois são o medo de sentir medo de novo. Leva um tempo para esquecer. E qualquer trauma emocional forte, como um ataque de pânico, pode causar um efeito que em psicologia se chama de despersonalização (também só pesquisar).

Quem teve um ataque de pânico e tiver se sentindo estranho mesmo passado um tempo, saiba que isso é normal, você não tá ficando maluco 

  • Like 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Usuário Growroom

Com licença pessoal, vocês poderiam me dar uma força? Acho que meu caso é semelhante. Desculpe se for algo muito óbvio. Vou tentar contar minha história.

Tenho 24 anos e foi a primeira vez que fumei. Eu e mais 3 resolvemos fumar, 2 já experientes, 1 novato como eu. Compramos o que acredito ser o tipo mais barato pois custou 5 reais cada "bolinha". Antes de começar a fumar eu já havia bebido umas 600ml de cerveja (o que já me deixa bem tonto) e havia comido bem. Começamos a fumar e beber mais uma cerveja. Tudo tranquilo até aí, eu só estava com bastante sede, mas não dei bola para isso. Até que uma hora resolvi puxar bastante para o pulmão e prendi por alguns segundos. Quando soltei, comecei a tossir bastante e todo o meu peito ficou quente. Parecia que meus pulmões estavam queimando. Até aí ainda estava de boa, pois eu aguentaria tranquilamente se fosse só isso. Só que 5 minutos depois, meu coração acelerou de repente. Parecia que estava correndo uma maratona mas parado. Fiquei assustado pois achei que eu estava tendo um infarto. Pedi para que me levassem ao pronto socorro e lá eu estava com 150 batimentos por minuto e parecia que ia desmaiar. Me deram alguma coisa na veia, eu acho que é diazepam pois falaram que eu poderia dormir, mas não dormi. No final, fiquei umas 8h lá e o médico me disse que era apenas o efeito da maconha e bastaria eu não voltar a fumar que eu não teria mais problemas.

Vendo a quantidade de tópicos parecidos com o meu aqui, já vi que não é tão raro assim esse tipo de coisa. Então fui para casa e tentei esquecer tudo isso. Pensei: não vou mais fumar e tá tudo certo.

Só que 10 dias depois, aconteceu de novo e eu nem tinha fumado desde então. Estava num restaurante e tinha comido bastante após um longo tempo em jejum. Depois que acabei, meu coração começou a acelerar igual ao dia que fumei. Fui novamente ao pronto socorro, mas dessa vez eu estava melhor do que a última e os batimentos estavam a 110. Não me deram nada pois o eletrocardiograma e a pressão estavam normais. Fui pra casa e coração ficou acelerando e desacelerando por várias horas, com suor frio, até que passou. Alguns dias depois, aconteceu a mesma coisa e por coincidência após eu jantar.

Antes de ler esse tópico eu já estava conformado que tinha síndrome do pânico e pronto para tomar antidepressivos. Marquei cardiologista só para confirmar o que eu achava, mas ainda vai demorar um tempo para a consulta. Mas agora vendo esse negócio de vitaminas e hipoglicemia fiquei na dúvida. Será que tem outra explicação para o que eu sinto que não seja puramente psicológica?

Eu nunca tive nada parecido com isso antes da maconha. Já passei por situações em que me senti extremamente nervoso no último ano e nada aconteceu. Eu vejo que as pessoas falam que não conseguem respirar, sentem dores e ficam achando que o mundo vai acabar. No meu caso eu respiro normalmente e não tenho tanto medo. Apenas na primeira vez achei que estava tendo um infarto e me desesperei, mas nas outras eu já estava bem mais tranquilo. O que eu senti nas últimas vezes foi apenas taquicardia, suor frio e enjoo.

Se alguém mais esclarecido puder dar opinião agradeço. Queria saber se é simplesmente pânico mesmo ou se tem outras explicações. Detalhe que só eu passei mal naquele dia. Claro que ainda vou ao médico antes de tomar qualquer atitude em relação a minha saúde. Obrigado aos que leram e puderem me ajudar.

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Usuário Growroom

Batimento acelerado e pressão normal ao mesmo tempo é estranho, porque a taquicardia é normalmente resultado da queda súbita de pressão. A hipoglicemia causa a queda de pressão, devido à vasodilatação, que, por sua vez, causa a taquicardia e sensação de tontura e confusão mental. Para saber se você teve hipoglicemia só fazendo teste, porque algumas pessoas mesmo se alimentando bem podem ter essas crises. Eu tenho amigo que não pode dirigir por causa disso. A maconha causa queda glicêmica,  que causa queda de pressão e pode levar a crises agudas.

Se você diz que não sentiu medo, apenas susto pelo coração estar acelerado demais, então você provavelmente não teve ataque de pânico. Num ataque de pânico o medo é avassalador e indescritivel. Eu já tive e posso dizer que é um terror impossível de descrever, eu sentia claustrofobia de estar “preso” na minha própria mente (se é que dá para entender), como se eu estivesse enterrado vivo dentro da minha própria cabeça sem poder fugir. Eu tive recorrências depois e uma sensação de despersonalização (sensação de estar num mundo irreal) que durou uns dois dias, mas eu já conhecia do assunto e sabia o que estava acontecendo. 

Em pessoas com ansiedade o THC pode aumentar a ansiedade, então talvez você precise só procurar ervas com menos THC e mais CBD (que é antipsicótico e tem efeito relaxante). Ou então parar rs

 

  • Like 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 3 weeks later...

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Visitante
Responder

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Processando...
  • Tópicos

  • Posts

    • opa... se esse seu briseiro foi feito com prensado vc não tem nem o que reivindicar  por que deu uma brisa  em kkkkkk, agora se foi com flor eu desconheço a razão dessa trip, outra coisa eu ti falo, se ela bebe ou usa outras drogas estará propicia a chapar.e fica louca mesmo,não vá nessa de remedinho de ansiedade isso é uma bomba de veneno que desencadeia outras coisa como vicio em pirulas ,e dependência dessa droga pra achar que só vai pode vive com ela. mano depende da dose e da materia prima que foi usada,eu faço mantega com 5 a 10 gramas de flores pra 200 gramas de mantega,e como uma vez por dia no cafe da manha ,minha dose é uma colher de sobremesa não muito cheia>>>meia hora um tuim>>>1 horaa pega a mente,fica euforico mesmo depois de 2 horas vai relaxando....e quanto que ela comeu?relaxa que passa. é uma epoca triste pra todos nós 500 quase mil estão caindo por dia e qualquer dia quallquer um pode ser um,,,essa nóia é constante,e a falta dessa merda de vida social irteligada com a vida ,quando cortada provoca issso,certa tristesa infinita que bate de veis em quando,vazio>>sei lá. recomendo arrumar um bicho de estimação,pra ter o que fazer e se manter ocupado e ter aquela sensação de ser util pra alguem,ja viu o berrero dos passaros quando vc vai por comida?e os dogs que nem sabem o que esta acontecendo com os humanos mais estão ali firme e forte lado a lado. vai fazer uma trip mano,vai acampa,vai pra praia,vai subi uma montanha,entra na floresta,cola na cachueira,abraça uma arvore,contemple a vida vcs são uns que deus esta livrando do coronga,agradeça a vida quando abri os olhos de manha,obrigado meus deus mais um diaa,mais uma luta>>>pois tem gente sem saúde nos hospitais dentro do balão do oxigênio implorando pela vida e só pode contar com a sorte e com a misericordia de deus de sobreviver pra contar a história. pro se ve tem 2 positivos no mesmo quintal,eu não vo faze teste nenhum tenho medo de ir pro balão e não voltar,to mi imunizando,e tomando uns grandragon pra fortifica o sistema endocanabinoide.e espera pela vacina e pedi sorte pra não ser mais um. não tem motivos pra panico e tratamentos babilonicos,falo por experiencia proria pois ja fui internado na santa casa,passsei um tempo no juquiri,depois fui pros coco do caps,faze arte na mão ,canta, bate na lata e toma remedinho bom,quase virei um vegetal>>voltei do resgate hoje sou limpo só uso cannabis adeus tapioca kkkkkkkk. alelujah>>>saúde guerreiros.nóis que pranta
    • Boa noite amigos e amigas do growroom, estou finalizando meu primeiro cultivo, e tenho duas plantas em floracao..  Uma delas é uma choco bud clone presente de um amigo, e a outra é uma OG Kush x AK Mango.  Como é o primeiro cultivo cometi alguns erros, mas as duas estão bem bonitas, com um porém..  A og x ak tá com os buds muitos magros com o mesmo tempo de flora, estou ficando preocupada com o tamanho/rendimento dela, alguma dica amigos?  A og kush x ak mango é a primeira   
    • Vou procurar ser o mais breve possível. Fiz um brisadeiro pra minha mina provar a primeira vez porque ela não curte fumar, ela comeu mas bateu muito errado! Falou que não tava sentindo o ar entrando, começou a se desesperar, eu fui acalmando ela mas não adiantou muito, tomou um banho gelado, mordeu meu braço do nada, percebi que ela queria fazer coisas pra se sentir viva porque aparentemente ela estava com a sensação que a alma estava saindo do corpo. Pensou muita coisa errada, depois que a brisa passou ela me falou até que pensou em se jogar da varanda pra ver se passava, depois de 1-2 horas bem tensas, eu falei pra ela só deitar e fechar o olho, tentar dormir, ela ficou la, vomitou do nada (ainda bem pq o corpo parou de digerir o brisadeiro) e dormiu até o outro dia. No outro dia já acordou um pouco melhor, mas algumas semanas depois ela começou a ter crises de pânico, e foi ficando mais frequente. Marcou uma terapeuta, terapeuta encaminhou pro psiquiatra, psiquiatra ta marcado pra daqui a duas semanas mas eu to bem desesperado, ela fica falando que ta com medo de isso nunca passar, com medo de sentir isso pra sempre... eu falei até que podia ser asma, por que ela sente a falta de ar, começa a se tremer, corpo fica gelado, ta foda mano.... Foi uma experiência muito traumática pra ela, ela lembra da sensação e fala que sente de novo, a sensação da alma saindo do corpo, fica se perguntando se aquilo que ta acontecendo é real ou não.... enfim alguém ja passou por algo? ou conhece alguém que passou? Com certeza o psiquiatra vai tratar, passar algum remédio pra ansiedade, a terapeuta falou q ela ta com uns sintomas de depressão também... mas eu só quero saber em quanto tempo mais ou menos foi tratado, como foi o processo... essas coisas... qualquer informação é válida por favor me ajudem. 
×
×
  • Criar Novo...