Ir para conteúdo
Growroom

Recommended Posts

  • Usuário Growroom

O relato é grande, galera... Então paciência pra ajudar o amiguinho aqui.

Chapei pela primeira vez há mais ou menos um ano... Foi de um brisadeiro que comi na ocupação da Universidade. Comi sem saber. Vi um docinho verde em cima da mesa e comi, sabe? Curti pakas mas fiquei um bom tempo sem fumar. E nessa primeira vez eu tinha comido de noite, fiquei acordado algumas horas curtindo a lombra e fui dormir. Dormi umas dez horas e quando acordei ainda tava meio chapado. Fiquei o dia todo chapado na ocupação, quando foi umas 17 fui pra casa, tomei banho e dormi mais umas 14 horas.

Depois disso passei meeeeeeses sem chapar nenhuma vez. Só voltei a fumar na viagem que fiz pra Chapada mês passado. Eu e dois amigos conseguimos 10g de um verdão natural por cinquenta conto. Chapamos demais. No primeira noite que chapamos, fiquei curtindo lombra um tempo depois fui dormir e quando acordei tava normal de novo. Da segunda vez tbm. Na terceira vez eu fumei um beck inteiro sozinho, e depois fumei metade de outro. Aí que as coisas ficaram estranhas. Fiquei chapado uns três dias direto... Não importa o quanto eu dormisse, ou o que eu fizesse... A lombra diminuía mas sempre tava lá. Ninguém percebia mais eu sabia. Aí voltei da lombra e tals, bem deboas. Uma semana depois, dei duas ou três bolas em um beck antes de ir pro almoço da minha família no domingo e só voltei completamente da lombra na quarta-feira! Fiquei duas semanas sem fumar e tals, e quando foi no sábado de noite eu estava num rolê na universidade e tinha um brisadeiro lá. Comi. E dei UMA bola num beck que tava rodando. E tô loco até agora. Dormi umas cinco na manhã de domingo, acordei deboas e tals, só mais relaxado mesmo, lentão... Quando foi de noite e lombra bateu pesadão de novo de um jeito! E eu nem tinha fumado de novo. Ainda era a lombra daquele brisadeiro que comi no sábado de noite. Segunda fui pra aula, mto lerdo. Ninguém percebe, mas eu sei que tô na lombra. Me sinto mto diferente. Cheguei da aula e fui dormir cedão, umas 21:00. Acordei dez horas da manhã, achando que tava deboas. Agora de tarde fui correr e percebi que ainda tava na lombra. E ainda estou!!! Por que diabos minha lombra dura tanto tempo??? Por que fica mais forte de novo???  Voltando da minha caminhada passei por uns mlks fumando um beck e senti mta vontade de pedir uma bola pra eles. Não pedi. Por escolha, decidi que posso chapar só uma vez por mês, mas vivo desejando extrapolar essa cota. O que eu faço? Brigado, gente!

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Usuário Growroom
Em 8/22/2017 at 20:04, oaaway disse:

O relato é grande, galera... Então paciência pra ajudar o amiguinho aqui.

Chapei pela primeira vez há mais ou menos um ano... Foi de um brisadeiro que comi na ocupação da Universidade. Comi sem saber. Vi um docinho verde em cima da mesa e comi, sabe? Curti pakas mas fiquei um bom tempo sem fumar. E nessa primeira vez eu tinha comido de noite, fiquei acordado algumas horas curtindo a lombra e fui dormir. Dormi umas dez horas e quando acordei ainda tava meio chapado. Fiquei o dia todo chapado na ocupação, quando foi umas 17 fui pra casa, tomei banho e dormi mais umas 14 horas.

Depois disso passei meeeeeeses sem chapar nenhuma vez. Só voltei a fumar na viagem que fiz pra Chapada mês passado. Eu e dois amigos conseguimos 10g de um verdão natural por cinquenta conto. Chapamos demais. No primeira noite que chapamos, fiquei curtindo lombra um tempo depois fui dormir e quando acordei tava normal de novo. Da segunda vez tbm. Na terceira vez eu fumei um beck inteiro sozinho, e depois fumei metade de outro. Aí que as coisas ficaram estranhas. Fiquei chapado uns três dias direto... Não importa o quanto eu dormisse, ou o que eu fizesse... A lombra diminuía mas sempre tava lá. Ninguém percebia mais eu sabia. Aí voltei da lombra e tals, bem deboas. Uma semana depois, dei duas ou três bolas em um beck antes de ir pro almoço da minha família no domingo e só voltei completamente da lombra na quarta-feira! Fiquei duas semanas sem fumar e tals, e quando foi no sábado de noite eu estava num rolê na universidade e tinha um brisadeiro lá. Comi. E dei UMA bola num beck que tava rodando. E tô loco até agora. Dormi umas cinco na manhã de domingo, acordei deboas e tals, só mais relaxado mesmo, lentão... Quando foi de noite e lombra bateu pesadão de novo de um jeito! E eu nem tinha fumado de novo. Ainda era a lombra daquele brisadeiro que comi no sábado de noite. Segunda fui pra aula, mto lerdo. Ninguém percebe, mas eu sei que tô na lombra. Me sinto mto diferente. Cheguei da aula e fui dormir cedão, umas 21:00. Acordei dez horas da manhã, achando que tava deboas. Agora de tarde fui correr e percebi que ainda tava na lombra. E ainda estou!!! Por que diabos minha lombra dura tanto tempo??? Por que fica mais forte de novo???  Voltando da minha caminhada passei por uns mlks fumando um beck e senti mta vontade de pedir uma bola pra eles. Não pedi. Por escolha, decidi que posso chapar só uma vez por mês, mas vivo desejando extrapolar essa cota. O que eu faço? Brigado, gente!

Muito parecido o que aconteceu comigo, se liga:

No domingo passado eu fumei junto de uns amigos meus, e a brisa bateu muito forte. Fumamos em torno das 21h se eu não me engano, e eu, como eles, ficamos na lombra pesada. Acho que foi a lombra mais forte que já tive. Então fomos pra rua, já na lombra, pra beber. No bar, lembro de estar rindo de tudo e numa brisa muito boa, não muito forte, coisa que eu já tinha experimentado antes, e não prestando atenção nas coisas que estavam ao meu redor. Não bebemos muito, coisa de 2 copos de cerveja. Ao sair do bar fomos à casa de outro amigo fumar mais. Chegando lá, apertamos 1 beck e meio e a onda não mudou tanto assim, e logo depois disso, lá pelas 2h da manhã fui pra casa, tomei um banho e fui dormir. Dia seguinte eu simplesmente não consegui me levantar pela parte da manhã, me sentia muito pesado, só consegui me levantar mais tarde, lá pelas 13h, e, desde então, parece que ainda restam resquícios da lombra em mim. Os sintomas são: vertigem, um pouco de tontura, com a visão meio lenta, como se estivesse atrasada, e uma dormência/formigamento estranho nas pernas.E esses sintomas que eu tenho ainda não passaram, e fazem 4 dias já. Tomo bastante água e me alimento bem, porém não faço exercícios. Não sei o que fazer pra isso passar.

Obs.: Não fumo a muito tempo, coisa de 1 ano, e também não fumo muito, e quando fumo, não fumo com frequência. 

Obs(2).: Ah, esqueci de mencionar! Dois dias antes de domingo, sexta, eu tinha fumado, mas deu uma onda fraca comparada a de domingo, porém foi uma boa onda, e no dia seguinte acordei completamente normal.

  • Like 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Usuário Growroom

Pois é, véi... Não sei o que rola. Tipo assim, agora já tô normal, mas demorou mto pra lombra passar. Mds do céu. Queria era estar lombrado na verdade. Eu tinha comido, né? E quando come é mais forte... Mas olha só, dois becks são mais do que o suficiente pra me deixar truvado. Isso misturado com a menor quantidade de álcool que seja, já era. Fico rasgado por três, quatro dias. Mas relaxa, é mto mais psicológico, eu acho. Não podemos ficar repetindo na nossa cabeça que estamos bem, e tals. Só temos que seguir com a nossa vida, normalmente. No final, ninguém percebe que estamos chapados... Só estamos menos acelerados e isso é bom. Sabe? Sem grave, e tals. Relaxa que já já cê volta. Mas diz ae se vc já voltou!!

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Usuário Growroom
Em 8/25/2017 at 22:21, oaaway disse:

Pois é, véi... Não sei o que rola. Tipo assim, agora já tô normal, mas demorou mto pra lombra passar. Mds do céu. Queria era estar lombrado na verdade. Eu tinha comido, né? E quando come é mais forte... Mas olha só, dois becks são mais do que o suficiente pra me deixar truvado. Isso misturado com a menor quantidade de álcool que seja, já era. Fico rasgado por três, quatro dias. Mas relaxa, é mto mais psicológico, eu acho. Não podemos ficar repetindo na nossa cabeça que estamos bem, e tals. Só temos que seguir com a nossa vida, normalmente. No final, ninguém percebe que estamos chapados... Só estamos menos acelerados e isso é bom. Sabe? Sem grave, e tals. Relaxa que já já cê volta. Mas diz ae se vc já voltou!!

Realmente. E olha que isso não acontecia comigo. Só começou a acontecer a partir desse domingo. Não tenho tanta experiência com a maconha, fumo há 1 ano, esporadicamente, porém às vezes sinto que extrapolo, sabe. Mas então, vamos ao que interessa e na besteira que eu fui fazer.

Na sexta, dia 25/08, eu ainda tava meio estranho, mas creio que já estava melhorando, isso desde domingo, 5 dias. Porém, nesse mesmo dia que eu comecei a melhorar, eu fumei, não muito, fiquei numa onda boa, sabe. Então dormi, acordei no dia seguinte e creio que estava normal, porém sábado, ontem, eu fumei de novo, e, hoje, domingo, eu meio que voltei pra estaca 0, sabe. Parece até domingo passado. Agora só falta esperar passar, né, fazer o que, seguir a vida, que uma hora eu esqueço disso e passo a ser eu novamente. E mais uma coisa: vou erradicar a maconha da minha vida. Não por causa desse pós-efeito desagradável, mas porque eu sabia que ia ser algo temporário. E agora, com isso ocorrendo, essa letargia que ela vem me dando, parece que chegou a hora. Ela já deu o que tinha que dar, já experimentei, curti, conheci a onda, mas não vou levar isso pra vida, nunca pensei em levar, sabia que uma hora ia parar, e a hora é essa. Mas não vou negar, foi bom, curti muito, tive ondas muito boas, mas pra mim já chega. Também irei parar com cigarro, porque de vez em quando eu fumo, não sou fumante pesado, mas fumo quando bebo e vou parar também, tudo isso para buscar uma melhor qualidade de vida. Só vou continuar tomando minha cerveja porque eu realmente curto sabe, rs. Mas nada de exageros. Ninguém é de ferro, né. Foi bom enquanto durou, mas pra mim não dá mais não. E você, mano? Pretende parar, vai continuar? Sei que tu já passou da lombra, mas o que pretende fazer? Continuar fumando, mesmo com esse pós-efeito desagradável?

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Usuário Growroom

Eu sei que se eu fumar eu fico meio truvado por dias e sei que a sensação é gradual, vai passando aos poucos. É uma condição, né? Uma consequência do uso. Pra mim, não é uma consequência boa ou ruim. É uma consequência, sabe? Vantagens: estou menos acelerado, um pouco mais criativo. Desvantagem: estou meio lerdo e indisposto. Mas é exatamente isso que você falou: sem excessos. De nada. Tudo em excesso faz mal. Eu estou conhecendo a maconha, então não sei se vou parar ou continuar. A maconha entrou na minha vida depois de muito conservadorismo. Eu sou um ativista anarquista, e uma coisa que não podem falar a meu respeito é que eu sou hipócrita. Na verdade, as pessoas brigam comigo justamente por não ser. Eu moro na periferia e vi e ouvi muitos casos de pessoas que o tráfico condenou das piores maneiras possíveis, então eu sempre procurarei manter distância dele, inclusive pra evitar o menor incentivo que eu possa exercer: a compra. Pra mim, isso e efeito da droga parecem os ingredientes perfeitos pro Governo/Estado foder com a gente o tanto que eles quiserem, porque eles não fumam maconha. A droga que eles usam é bem diferente da maconha. Então nós ficamos aqui chapados, escapando dessa realidade fodida enquanto eles fodem cada vez mais com a realidade, e quando o efeito da droga passa, estamos frustrados demais pra fazer alguma coisa então vamos acender outro baseado pra relaxar. Entende? E algumas pessoas caem pesado nessa onda. Sigo fumando a erva, comprando da mão de gente que sei que cultiva e que não tá alimentando o sistema que mata as crianças da minha rua. Quando terminei de fazer tudo que tenho pra fazer e quero dar umas risadas antes de cair no sono, eu fumo. Uma vez, duas, três no mês. E é isso. Não sei se a maconha veio pra minha vida pra ficar. Só o tempo e a experiência dirá. Não tive experiências negativas, até então. Tive experiências interessantes, que testaram meus limites e eu os conheci. Mas é impossível pesar a minha lombra. kkkkkkkkkk nada me pesa. Então é isso. Tô curtindo a vibe. Fico feliz que você atrás de um estilo de vida mais saudável e é uma pena que a nossa querida mary jane tenha entrado na lista de vícios a serem erradicados. Seja focado no seu objetivo, mas mantém a mente e o coração abertos. Se sentir o chamado, vai em frente. O que não nos mata nos fortaleceee!!! <3

  • Thanks 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 4 months later...
  • Usuário Growroom

Eae parceiro, de boa? Quando eu comecei a fumar eu também sentia muito isso, na minha segunda vez fiquei uns 5 dias depois ainda curtindo essa sequela. Mas não sei porquê, mas aqui em Brasília eu sempre conheci nego que f1 todo dia e em 3 meses eu já fumava uns 3 becks por dia, então eu acabei me "forçando" a gostar da lombra e me acostumei muito rapido, e esses efeitos pós deixaram de ser incômodos pra mim com o tempo... Vou deixar aqui uma resposta que eu dei em um tópico parecido e espero que possa te ajudar, qualquer coisa só falar manin

 

"Salvee! Me senti na obrigação de responder o tópico pq eu já passei basicamente pelas mesmas coisas mas bem de boa, sempre tentando curtir e entender esses efeitos pós. Eu particularmente chamo de "sequela", que é quando a lombra volta fraca por alguns dias depois que você fuma e se abstém, mas basicamente é tipo um flashback mesmo. O porquê disso acontecer eu te confesso que não sei (eu acredito fortemente que sejam resquícios de thc que ficam armazenados na gordura e são liberados junto com a queima da mesma até não ter mais nada retido junto com os lipídios do corpo, mas em quantidades infinitamente menores que a de um trago, por exemplo), mas só acontece se vc fuma e se abstém, independentemente da frequência do seu uso ou da strain, mesmo com prensado, eu sempre sinto isso quando eu tenho que ficar uns dias sem f1. Parece que vc sente a lombra de leve, mas os efeitos que mais se manifestam são os mini "lapsos de memória" que fazem você achar que ainda está chapado, uma vez li aqui no fórum que o thc atua alterando a velocidade de comunicação entre os neurônios e por isso nas primeiras vezes em que você fuma maconha você sente bem esse "distanciamento" da realidade e a sensação de que não se lembra de ter feito seus atos recentes e todo o resto da lombra, o que pode deixar alguns assustados enquanto outros admiram exatamente os mesmo efeitos... Como eu sempre gostei de pesquisar e conhecer sobre as coisas que eu faço, eu comecei a entender esses flashbacks quando eu fico sem fumar. Hoje mesmo eu tô no quarto dia desde que eu dei minha última bongada no meu haxa de banana kush :animbong:,:335968164-hippy2: e nem ligo mais pra esses efeitos, pq eu como fumante frequente (esse ano eu tava fumando uns 3 becks por dia com o meu brother, agora tô fumando só 1, um e meio, no máx 2 pra aproveitar melhor minha baixa tolerância e economizar massa sem deixar de ser "stoner" hehe) aprendi a curtir a lombra, por mais lesado que eu esteja é a melhor coisa a se fazer pra evitar bad trips. A minha primeira onda foi meio que uma badtrip, e as seguintes foram parecidas, mas progressivamente eu fui adaptando minha mente pra aceitar esses efeitos, já que é uma droga e eu, ao usar ela, devo esperar me sentir drogado, não? Então chapa, pra não prolongar muito mais aqui, eu vo te dar o seguinte conselho: se esses efeitos que você relata não te agradam, eu sugiro que você não fume maconha até poder escolher qual strain vai fumar, pq se vc reaje assim à substância e não sabe exatamente o que esperar, vai continuar se "impressionando" com os efeitos da cannabis e nunca vai aprender a curtir a brisa da maneira certa. No mais é isso, se for fumar já fuma com esssa mentalidade de que se você vai usar uma droga, tem que esperar os efeitos dela e não tentar ficar lutando contra isso, senão é bad na certa, ou pior: pode acabar desenvolvendo alguma psicose ou transtorno mental só porque não tinha cabeça e mentalidade certas no momento do ato... Muita paz e que ainda venham muitas good trips pra você irmão!"

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 1 month later...

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Visitante
Responder

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Processando...
  • Conteúdo Similar

    • Por felipkkkjk
      Eu sempre fumei maconha, mas a minha namorada nunca tinha fumado antes, conversamos sobre isso e ela decidiu experimentar, tudo lindo perfeito, a primeira vez foi na praia, só eu e ela, mas não aconteceu absolutamente nada, nenhum efeito corporal ou mental, absolutamente nada. Justamente por eu ter passado por isso na primeira vez que eu fumei, eu não estranhei nem nada, só expliquei que é perfeitamente normal e que talvez nas próximas vezes bate normal, mas ela já tentou cerca de cinco ou seis vezes e nunca aconteceu nem um traço de "tô ficando meio chapada". A gente já tentou com flor e prensado e não teve efeito nenhum, normalmente a gente fuma um cigarro inteiro, as vezes dois, mas nunca resulta em nada, e isso é extremamente decepcionante pra ela, porque ela sempre associou o efeito com uma coisa incrível.

      Alguém tem ideia do que fazer pra dar certo? A gente tava pensando em fazer um brisadeiro ou tentar de novo com uma planta melhor.
      OBS: Ela tá tragando certo.
    • Por nicolas.png
      Olá, no fim do ano vou viajar com um grupo de amigos para um cruzeiro nacional pela MSC e queria mt levar minha ganja (não muita, seria pra uma semana só), eu não iria fumar, só vaporizar, queria saber quais são os riscos, até pq tenho 17 ainda e n seria bom ser pego nessa situação, 
    • Por Naart
      Dale rapaziada, parei de fumar faz quase um ano as vezes eu dava um 2 enfim, quando voltei a usar percebi que não me sentia bem na presença de pessoas (estranhos, amigos e familiares) o que era novo para mim pois smp curtia a onda com a galera tranquilo, percebi que qndo fumava sozinho em casa eu ficava tranquilo bem dboa, sou ex dependente químico de cocaína estou as 2 anos limpo no começo a maconha fazia diferença no meu tratamento por prefirir ela do q o álcool, ela me manteve bem durante o primeiro ano dps fui parando por conta dessa "paranóia" só vim fazer um relato e saber se alguém mais ja passou por isso...
      Vlw galera, forte abraço
×
×
  • Criar Novo...