Ir para conteúdo
Growroom
carolm

Não fico mais tão chapada, isso é pra sempre?

Recommended Posts

eae galera

comecei a fumar já faz uns 3 anos, mas só virou mais rotina no fim do ano passado. até então fumava e ficava chapadassa, ria de tudo, berrava de rir e essas coisas. rir sempre foi minha coisa preferida sobre fumar. mas de uns tempos pra cá, qnd comecei a fumar mais, comecei a ficar só meio cansada meio lesada, principalmente qnd tava fumando todos os dias. agora diminui pra só fim de semana, eu sinto uma leve diferença, mas nada demais. continuo só ficando meio lesada e cansada. será q eu vou voltar a ter as mesmas experiências de antes? às vezes penso q pode ser minha fase tbm (vestibular/ter q estudar muito/estar cansada por isso) mas não sei né. as férias tao chegando, vou testar, mas se alguem puder me dar uma luz, é nois.

  • Like 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Não sou nenhum especialista, mas vou me basear no meu estreito conhecimento pra tentar tirar a lógica daí.

Você provavelmente está intoxicada devido ao uso constante da substância, como seria mesmo de suspeitar. Se você sente alguma diferença na diminuição do consumo, mesmo que pequena, isso também serve de evidência. Além disso, há uma questão biológica que me leva a acreditar que seu corpo possa se acostumar com determinada substância e reagir a ela de maneira diferente com o passar do tempo.

Mas sem dúvidas você tem razão em um ponto: a onda é composta por uma série de fatores, e não apenas a somatória do seu corpo com a substância. A mente tem um papel muito importante, senão vital pra experiência que se tem no consumo da erva. A paranoia, o riso, o relaxamento, as bads pesadas, tudo isso só acontece por causa do seu estado de espírito, muito embora haja certa tendência ao relaxamento e à passividade (por que não dizer também à pacificidade?) quando se fuma um bom — salvo aqueles casos especiais em que, por causa de alguma condição específica, a relação do cérebro com os canabinoides é diferente. 

E além de tudo isso, ainda, é importante ter em vista a qualidade da cannabis. O que você costuma fumar? Fuma de alguma colheita levada com cuidado e carinho ou fuma apenas as parangas do tráfico, que ora faz a gente comer igual um monstro, ora dá uma leseira insuportável, ora dá uma onda de criatividade, e você nunca sabe o que está chegando na sua mão nem tem qualquer esperança em descobrir se há controle dos lotes de maconha na biqueira?

De modo geral, não se preocupe. Garanto a você que a graça do consumo recreativo não vai abandoná-la. E se aceita uma recomendação, desfrute com moderação. Há outras coisas muito legais a curtir na vida também. Não abuse, nem de cannabis, nem de coisa alguma, e a natureza das coisas vai sempre lhe trazer o riso que você busca.

 

Saúde, paz e bons fumos! 

  • Like 3

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
9 horas atrás, constrweed disse:

Não sou nenhum especialista, mas vou me basear no meu estreito conhecimento pra tentar tirar a lógica daí.

Você provavelmente está intoxicada devido ao uso constante da substância, como seria mesmo de suspeitar. Se você sente alguma diferença na diminuição do consumo, mesmo que pequena, isso também serve de evidência. Além disso, há uma questão biológica que me leva a acreditar que seu corpo possa se acostumar com determinada substância e reagir a ela de maneira diferente com o passar do tempo.

Mas sem dúvidas você tem razão em um ponto: a onda é composta por uma série de fatores, e não apenas a somatória do seu corpo com a substância. A mente tem um papel muito importante, senão vital pra experiência que se tem no consumo da erva. A paranoia, o riso, o relaxamento, as bads pesadas, tudo isso só acontece por causa do seu estado de espírito, muito embora haja certa tendência ao relaxamento e à passividade (por que não dizer também à pacificidade?) quando se fuma um bom — salvo aqueles casos especiais em que, por causa de alguma condição específica, a relação do cérebro com os canabinoides é diferente. 

E além de tudo isso, ainda, é importante ter em vista a qualidade da cannabis. O que você costuma fumar? Fuma de alguma colheita levada com cuidado e carinho ou fuma apenas as parangas do tráfico, que ora faz a gente comer igual um monstro, ora dá uma leseira insuportável, ora dá uma onda de criatividade, e você nunca sabe o que está chegando na sua mão nem tem qualquer esperança em descobrir se há controle dos lotes de maconha na biqueira?

De modo geral, não se preocupe. Garanto a você que a graça do consumo recreativo não vai abandoná-la. E se aceita uma recomendação, desfrute com moderação. Há outras coisas muito legais a curtir na vida também. Não abuse, nem de cannabis, nem de coisa alguma, e a natureza das coisas vai sempre lhe trazer o riso que você busca.

 

Saúde, paz e bons fumos! 

Assino embaixo da exposição clara e objetiva do irmão e só faço uma consideração: é inegável que com o tempo o usuário de cannabis não sente mais os efeitos estupefacientes (o riso incontrolável talvez seja o sintoma mais comum entre as pessoas) na intensidade que sentia quando iniciou o consumo da erva, pois nossos neuroreceptores se "acostumam" com a presença dos canabinoides moleculares; no entanto, basta ficar em abstinência por alguns dias, que quando o consumo for retomado, os efeitos psicoativos serão notados de forma muito mais intensa.

  • Like 5

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Fumar demais acostuma o corpo com disseram.

O fator responsabilidades pode te dar bad trip e essas coisas que tu citou, pois ganjah potencializa as coisas boas e as ruins.

Outra coisa pode ser a qualidade da ganjah.

Recomendo não fumar beck por um tempo e fumar no bong, pois é menos gramas que se usa e da quase a mesma coisa de efeito. Fuma ganjah na seda quando for socializar, porque não tem como levar para lá e para cá.

Abrass :rasta2bigsmoke0gf:

 

  • Like 5

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Ganjah cria tolerância muito facilmente, eu passei 9 anos fumando praticamente todos os dias, o maior intervalo q eu fiz nesse período foi de 3 dias e isso pq não tinha ganjah, dae esse ano decidir dar um tempo e descobri q se eu ficar 7 dias sem fumar a chapação volta a ser aquela de quando agente se apaixona pela maconha...

Conclusão, quando quiser aproveitar o efeito 100% faz uma pausa de no mínimo 7 dias sem nem um mísero pega, perceber a caretice indo embora e um novo estado de consciência se estabelecendo não tem preço, quando fumamos todos os dias estamos sempre no mesmo estado de consciência, vira uma caretice quase...

  • Like 6

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
14 horas atrás, constrweed disse:

Não sou nenhum especialista, mas vou me basear no meu estreito conhecimento pra tentar tirar a lógica daí.

Você provavelmente está intoxicada devido ao uso constante da substância, como seria mesmo de suspeitar. Se você sente alguma diferença na diminuição do consumo, mesmo que pequena, isso também serve de evidência. Além disso, há uma questão biológica que me leva a acreditar que seu corpo possa se acostumar com determinada substância e reagir a ela de maneira diferente com o passar do tempo.

Mas sem dúvidas você tem razão em um ponto: a onda é composta por uma série de fatores, e não apenas a somatória do seu corpo com a substância. A mente tem um papel muito importante, senão vital pra experiência que se tem no consumo da erva. A paranoia, o riso, o relaxamento, as bads pesadas, tudo isso só acontece por causa do seu estado de espírito, muito embora haja certa tendência ao relaxamento e à passividade (por que não dizer também à pacificidade?) quando se fuma um bom — salvo aqueles casos especiais em que, por causa de alguma condição específica, a relação do cérebro com os canabinoides é diferente. 

E além de tudo isso, ainda, é importante ter em vista a qualidade da cannabis. O que você costuma fumar? Fuma de alguma colheita levada com cuidado e carinho ou fuma apenas as parangas do tráfico, que ora faz a gente comer igual um monstro, ora dá uma leseira insuportável, ora dá uma onda de criatividade, e você nunca sabe o que está chegando na sua mão nem tem qualquer esperança em descobrir se há controle dos lotes de maconha na biqueira?

De modo geral, não se preocupe. Garanto a você que a graça do consumo recreativo não vai abandoná-la. E se aceita uma recomendação, desfrute com moderação. Há outras coisas muito legais a curtir na vida também. Não abuse, nem de cannabis, nem de coisa alguma, e a natureza das coisas vai sempre lhe trazer o riso que você busca.

 

Saúde, paz e bons fumos! 

valeu, irmão!

eu evito ao máximo prensado. não curto a brisa nem o gosto e só de saber q é pren já bate aquela badzinha, além dessa do tráfico que pesa muito tbm. 

  • Like 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

tolerância é característica de abuso, se vc criou tolerância a algum psicotrópico é porque vc está usando demais

há aquela tolerância irreversível quando a droga é muito agressiva e bagunça todos seus neuroquímicos e hormônios, e seu corpo cria mecanismos de defesa pra nunca mais ter tal efeito, como a heroína e a cocaína, os usuários geralmente relatam que as próximas vezes nunca se igualam a primeira, e entram naquele termo ''chase the dragon'' onde usam mais e mais droga pra conseguir aquele efeito, e o corpo bloqueia, cria novos mecanismos e cada vez mais o efeito diminui

a maconha não chega a ser igual, mas semelhante, os maconheiros natos criaram formas de ''driblar'' essas defesas, que são extrações concentradas de THC, como haxixe, dab etc.

o problema é que essas extrações atualizam cada vez mais os mecanismos de defesa e tolerância do corpo, então não recomendo fumar hash, vela ou seja lá o que for, a não ser muito ocasionalmente.

a única solução realmente inteligente é parar de fumar por alguns meses, respeitar a meia vida da droga, porque ela fica no tecido adiposo por 3-6 meses (tem casos que é mais, depende da tua gordura corporal e quantidade de uso), e quando voltar que seja com doses menores e com menor frequência, 7 dias como o rasthael disse é uma boa, e quando quiser um efeito mais forte aumente a dose ou use das extrações, mas quanto mais THC mais tempo sem fumar vai precisar pra restabelecer a tolerância natural.

  • Like 6

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Muito interessante, agora entendo pq xanax nunca mais teve o efeito desejado...

  • Like 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Visitante
Responder

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Processando...

×
×
  • Criar Novo...