Ir para conteúdo
Growroom

Denunciar

  • Conteúdo Similar

    • Por Coyotebc
      Estou iniciando um projeto de espalhar as seeds que eu rejeito pra plantar ou até mesmo as excedentes, tenho muita semente guardada com pena de jogar fora. São todas de prensado e são as mais fracas pra levar num cultivo. Mais alguém já faz isso ou faria em sua cidade? 
      Eu acho que se pipocasse pé de cannabis pelo Brasil iria nos ajudar na causa, desse ano não passa. Qual a opinião dos amigos?
      Tem alguma dica? Quer fazer parte do projeto? Qualquer crítica ou apoio ao projeto, serão muito bem vindas. 
    • Por BJL
      Você é a favor da descriminalização do uso de drogas?

      Vamos votar galera, juntos somos fortes.

      http://oglobo.globo.com/

      http://www2.camara.leg.br/agencia-app/resultadoEnquete/enquete/BA0D5DBE-F619-4CB4-A6FD-D3BB27E0ADEA
    • Por sano
      Renovação de carteira de habilitação poderá ser submetida a exame toxicológico
      Gustavo Lima Padovani: afastar os dependentes químicos das ruas e estradas pode ajudar a diminuir os perigos do trânsito. Quem quiser obter ou renovar a carteira de habilitação deverá ser submetido a exame toxicológico. A exigência está prevista no projeto de lei (PL 6992/13) do deputado Nelson Padovani (PSC-PR), apresentado no final do ano passado.
      Conforme a proposta, o exame toxicológico para verificar o consumo de substâncias psicoativas terá alcance retrospectivo de 90 dias. O texto estabelece ainda que os exames de aptidão física, mental e toxicológico de larga janela serão preliminares e renováveis a cada cinco anos, ou a cada três anos para condutores com mais de 65 anos de idade.
      Exames toxicológicos de larga janela
      Os chamados exames toxicológicos de larga janela são capazes de detectar o consumo de drogas por longos período, usualmente de três a seis meses e até mais. São realizados sempre por meio de amostras de cabelo, pelos ou unhas e hoje são frequentemente utilizados em concursos públicos para ingresso em carreiras como Polícia Militar, Polícia Civil, bombeiros, guardas prisionais, guardas municipais e pilotos de avião.
      O teste só funciona após uma semana de uso, mas é capaz de detectar inclusive a intensidade do consumo: se mais intensa ou moderada. Os resultados fornecem laudo completo sobre uso de 12 diferentes drogas como crack e cocaína, anfetaminas, ecstasy, maconha, heroína e morfina.
      Acidentes de trânsito
      Para o autor do projeto, deputado Nelson Padovani, afastar os dependentes químicos das ruas e estradas pode ajudar a diminuir os perigos do trânsito. "O nosso projeto de lei vai trazer uma condição para que a sociedade se sinta mais protegida porque os índices de acidentes e mortes no trânsito acusam a incidência de produtos como drogas de todos os produtos psicoativos no sangue dessas pessoas."
      Já o vice-presidente da Associação Brasileira de Medicina de Tráfego, Roberto Douglas, não concorda com a medida. De acordo com o dirigente, o exame toxicológico não tem como comprovar se o motorista usou drogas e dirigiu em seguida. Para ele, o caminho para melhorar o trânsito passa por campanhas educativas e pela fiscalização.
      "A gente pode pensar em outra forma de ver esse risco no trânsito, como a blitz na estrada, na hora que o motorista está dirigindo. A coleta desse material praticamente não vai terminar nos laboratórios do Brasil. Como diz a própria resolução, tem laboratório fora do Brasil para completar esse resultado."
      A resolução (Resolução 460/13) a que o especialista se refere foi publicada no ano passado pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran). A regra torna obrigatório o exame toxicológico de larga detecção para motoristas profissionais de ônibus, caminhões e carretas (com carteira nacional de habilitação categoria C, D e E) que vão tirar ou renovar o documento, e também para mudança de categoria.
      Tramitação
      O projeto tramita em conjunto com o PL 2823/11 e será analisado pelas comissões de Viação e Transportes e de Constituição e Justiça e de Cidadania, em caráter conclusivo.

      ATENÇÃO À ENQUETE!!! ATENÇÃO À ENQUETE!!! ATENÇÃO À ENQUETE!!! ATENÇÃO À ENQUETE!!!
      Íntegra da proposta: PL-2823/2011 PL-6992/2013 Reportagem - Idhelene Macedo
      Edição – Regina Céli Assumpção
      A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'
      http://www2.camara.leg.br/camaranoticias/noticias/TRANSPORTE-E-TRANSITO/461040-RENOVACAO-DE-CARTEIRA-DE-HABILITACAO-PODERA-SER-SUBMETIDA-A-EXAME-TOXICOLOGICO.html
    • Por kellnanda
      E ai galera, não sei se ja tem algum tpc falando sobre essa votação, se já tiver não custa nada ressaltar, ela é MUITO IMPORTANTE para o futuro da descriminalização das drogas aqui no BRASIL, então por favor faça sua parte! VOOOTEM! vamo que vamo na luta!

      http://www2.camara.leg.br/agencia-app/resultadoEnquete/enquete/BA0D5DBE-F619-4CB4-A6FD-D3BB27E0ADEA



  • Tópicos

  • Posts

    • Salve mano firmeza ?  Então bro até onde eu sei, esse problema ele é causado por causa do driver...como voce disse que o driver é genérico, geralmente esses drivers eles não entregam a potência de deveriam entregar realmente. Eles funcionam bem por um tempo, mas como esta sendo exigido dele mais que lele pode entregar, então com o tempo os componentes vai se desgastando e como a potencia que ele entrega começa a ser cada vez menor ele começa a dar essas temedeiras.  Acho um pouco dificil ser algum led queimado, por que dai provavelmente varios leds nao acenderiam (ja que são ligados em serie e em paralelo, se um queima o s que estao dentro daquela serie o do circuito paralelo nao acendem tambem), entao acho que um driver novo de 65w resolveria, ai tem que ver certinho as especificacoes de outuput do seu driver para pegar um igual para a QB. Não dimininui não man, se o driver das suas qbs ou os reatores das hps forem de qualidade, eles ja tem um circuito que trabalha com uma determinada variação. O que acontece que da essa ''diminuida'' quando se liga algo que consome muita energia em casa, é que o consumo na sua casa está muito alto pro dimensionamento da sua rede eletrica, ou ate mesmo pro que a rede eletrica consegue entregar a corrente consumida, dependendo do que voce tem ligado ai na sua casa. E a variacao é na corrente eletrica, e nao na tensão, variação alta de tensao pode sim queimar equipamentos, agora a corrente vai ser determinada pelo que o equipamento esta usando, então o maximo que poderia acontecer é cair o disjuntor quando da essa puxada na energia, agora diminuir a vida util dos equipamentos acho bem dificil     Noixx
    • Antes de eu colocar ela na estufa ela tava em outdoor e tava linda, só que deu pulgão aí foi quando eu botei uma dentro de casa e deixei uma fora, a que ficou fora se livrou dos pulgões rápido e a que ficou dentro continuou com eles. As folhas tão ficando amareladas, tortas e na ponta dos buds está bem seco, um amigo veio aqui ontem e falou algo parecido com vc sobre o pulgão n ser o problema e sim oq tá fazendo a planta ficar fraca aí agr tô tentando pesquisar mais sobre luz e humidade
    • A terra comprei já adubada e misturei com humos de minhoca e cobri com casca de ovo e folhas secas do quintal. A Plata que tá outdoor tá perfeita mano ela tá na luz do sol msm, mas como fazer dentro de casa é bem mais " confortável " eu tô treinando com essa enquanto vou me informando mais sobre o assunto
×
×
  • Criar Novo...