Galvão

"Eu financio essa porra?" O usuário é ou não responsável pelo tráfico de drogas

Recommended Posts

Quem consome álcool financia a violência doméstica? Acidentes automobilísticos? Desentendimentos e brigas entre consumidores do álcool? Pq estão financiando a produção e publicidade dessa substância... E no caso dos impostos, quem paga impostos está financiando a corrupção? Não tenho dados mas creio que muito dinheiro de impostos vai pro tráfico de drogas, e então? Quem paga impostos também financia o trafico? Pura balela, conversa de quem precisa de desculpas para se sentir moralmente superior, a vida é feita de escolhas, e a culpa não é minha se uns nascem na merda e outros não, tenho apenas UMA vida para viver, será que estou errado em me focar na minha própria?...

  • Like 5

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

A galera, acho q consentir e financiar não fazem com q a culpa recaia somente em qm compra.... porq afinal o crime organizado se mantem com o trafico de maconha, de cocaina etc, de armas e de pessoas, então tem muitos financiadores alem dos maconheiros.... porem falar q vc não sabe para onde vai o dinheiro, visto q todos aqui sabemos como ocorre numa maioria o trafico de drogas, é querer demais se livrar do problema e lavar as mãos né, não sejamos infantis a ponto de olhar somente para nós mesmooooo..... Por isso acho importante a legalização, muito mais q eu consumir uma flor de boa procedencia, e sim o efeito q vai causar na sociedade no geral 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
4 horas atrás, Sr. Resina disse:

porem falar q vc não sabe para onde vai o dinheiro, visto q todos aqui sabemos como ocorre numa maioria o trafico de drogas, é querer demais se livrar do problema e lavar as mãos né, não sejamos infantis a ponto de olhar somente para nós mesmooooo

Cara, o dinheiro dos traficantes que eu conheci pessoalmente (a ponto de frequentar a casa), financiava a vida deles. Compravam comida pra crianças, pagavam a gasolina, etc. Existem traficantes e traficantes, obvio, e em geral nas favelas a coisa é centralizada por um poder criminoso altamente violento mas não é uma regra geral. 

Se voce compra um produto ilegal sem saber a procedencia é claro que voce pode estar financiando uma parada demoniaca, mas isso não quer dizer que o ato de comprar qualquer produto ilegal sem procedencia implique sempre na consequencia de financiar o "crime organizado". Isso é apenas uma possibilidade! O que estou financiando conscientemente em todas as vezes é o crime de contrabando de substancias proibidas, isso sim. 

Se assim não fosse, qualquer usuario poderia ser preso por formaçao de quadrilha ou associacao para o trafico.

Claro que é melhor cultivar e diminuir de maneira geral a circulacao de dinheiro nesse meio, mas sem culpa e muito mais interessado em um produto de qualidade do que em ser um heroi.

 

 

 

 

  • Like 3

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
5 minutos atrás, Tok disse:

Cara, o dinheiro dos traficantes que eu conheci pessoalmente (a ponto de frequentar a casa), financiava a vida deles. Compravam comida pra crianças, pagavam a gasolina, etc. Existem traficantes e traficantes, obvio, e em geral nas favelas a coisa é centralizada por um poder criminoso altamente violento mas não é uma regra geral. 

Se voce compra um produto ilegal sem saber a procedencia é claro que voce pode estar financiando uma parada demoniaca, mas isso não quer dizer que o ato de comprar qualquer produto ilegal sem procedencia implique sempre na consequencia de financiar o "crime organizado". Isso é apenas uma possibilidade! O que estou financiando conscientemente em todas as vezes é o contrabando de substancias proibidas, isso sim. 

Se assim não fosse, qualquer usuario poderia ser preso por formaçao de quadrilha ou associacao para o trafico.

Claro que é melhor cultivar e diminuir de maneira geral a circulacao de dinheiro nesse meio, mas sem culpa e muito mais interessado em um produto de qualidade do que em ser um heroi.

 

 

 

 

Com certeza, se vc tem consciencia de q seu dinheiro para esse "traficante/comerciante de erva" não é usado para financiar o crime organizado, eu super acho um comércio válido. O que digo é q se for  erva de prensa numa maiora para vir teve q corromper diversas pessoas no caminho até chegar no  ultimo comerciante (e se esse ultimo alimenta os filhos etc, não tem como julgar porq a sociedade é foda mesmo, mas tb não tem como dizer q não financia no final né).

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
2 horas atrás, Sr. Resina disse:

mas tb não tem como dizer q não financia no final né).

Quem financia o crime é a sociedade e suas instituiçoes podres que mantém a proibicao de plantas com uso tradicional milenar e alta demanda. Fora a parte da manutencao da miseria que nem convem entrar.

Eu sou apenas maconheiro.

 

  • Like 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Realmente é mais facil pensar assim né. Porém pra girar a roda do tráfico precisa dos 20 contos q grande parte dos maconheiros pagam ao tráfico.... ah mas a gente não tem outra opção de comércio, com certeza, mas vai falar q no final vc não está pagando por esse serviço q é o tráfico ai é forçar née... A culpa do tráfico é unicamente pelo governo e instituições podres como vc disse.... Mas não tem como falar q o consumidor não está pagando pelo serviço q é o tráfico

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

eu pago para pegar a droga do trafico o trafico.o trafico de maconha é muito evidente por que consumir cannabis é muito agradavel e a lei proibe que alguem semeie cannabis,semear cannabis e quase sempre primeiramente considerado trafico...eu semeio cannabis mas não consigo fazer magica ...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
7 horas atrás, Sr. Resina disse:

Realmente é mais facil pensar assim né. Porém pra girar a roda do tráfico precisa dos 20 contos q grande parte dos maconheiros pagam ao tráfico.... ah mas a gente não tem outra opção de comércio, com certeza, mas vai falar q no final vc não está pagando por esse serviço q é o tráfico ai é forçar née... A culpa do tráfico é unicamente pelo governo e instituições podres como vc disse.... Mas não tem como falar q o consumidor não está pagando pelo serviço q é o tráfico

Vou tentar desenhar pra ti irmão...
Não existe como saber de qual forma o dinheiro que tu joga na mão de outras pessoas vai ser utilizado, seja através de uma compra legal em um growshop, numa padaria,
numa farmácia, etc...
 
A economia é uma coisa complexa, mas o mais ignorado neste debate é a questão racional, no caso econômica, e a ênfase está na busca de auto-afirmação de uma moralidade superior aos demais, o que é hipocrisia e ignorância de dimensões semelhantes ao proibicionismo no meu ponto de vista...

Se eu financio o tráfico, todos aqueles que pagam impostos também financiam, ou nunca ouviu falar do "cocacoptero" do Perrella? acha que aquilo saiu do dinheiro dele?

Não cara, saiu do seu bolso, do meu bolso, do bolso do grower que "não banca mais o tráfico", seja lá quem for.... 

A questão é, o que há de positivo nesta necessidade irracional de buscar culpa?

Eu não sou culpado de nada, não assinei lei nenhuma, não fiz contrato com facção nenhuma, eu financio o tráfico tanto quanto um consumidor inocente de álcool financia a desgraça de outras famílias destruídas pelo abuso de quem não sabe usar, financio tanto quanto uma pessoa que compra um automóvel financia a desgraça das milhares de mortes que envolvem acidentes anualmente...

Nada de positivo sai desta necessidade de apontar o dedo, se fomos levar a sério este papo furado de "vc financia isso, vc financia aquilo" ficamos todos no mesmo balaio, ninguém é mais ou menos responsável pela crise que envolve o tráfico de drogas, se não os diretamente envolvidos na manutenção deste mercado irregular...

Tu genuinamente acredita que o que alimenta o tráfico são os 20's, 120's, 500's que um maconheiro gasta no mês?
O que alimenta o tráfico é a quantidade de propina que esta lacuna fiscalizatória gera, o que alimenta o tráfico é utilização deste dinheiro imundo em campanhas eleitorais quase milionárias, e em primeiro lugar quem financia o tráfico é quem proibiu, e quem quer manter as drogas proibidas....

E eu te pergunto, tu acredita que é por acaso que não existe interesse real em regulamentar este mercado? 
Não é por acaso, muita gente precisa deste dinheiro para se perpetuar no poder, manter seu estilo de vida de marajá, por isso a evolução do debate de drogas é tão lenta...

E nunca na história da humanidade o ser-humano vai deixar de fazer o que deseja por algo estar escrito em um papel, quem não entendeu isso precisa de uma dose de mundo real...

Eu não financio porcaria nenhuma, não preciso me sentir moralmente superior a ninguém, muito menos me culpar por algo que não criei... E não vejo infantilidade em me focar na minha própria vida, acha que falta isso nas pessoas hoje em dia, OLHAREM PARA SI...

Infantilidade é querer resolver os problemas do mundo sendo que mal somos capazes de contornar as injustiças na qual estamos soterrados...

São tempos difíceis irmão, tempos de imbecilização, as pessoas estão ficando fanáticas por suas vertentes políticas e ignoram o raciocínio lógico, e isto não é de graça, é o bom e velho dividir e conquistar... E está dando muuuito certo...

Sou responsável por mim e ninguém mais, quer vender maconha? ótimo vai lá e vende tua maconha, quer dar tiro de fuzil na facção rival? Ótimo vai lá dar o teu tiro de fuzil, agora não venha subestimar minha inteligência dizendo que eu sou responsável pelas tuas escolhas, não venha me dizer que tu estás decapitando a facção rival por ser "vitima da sociedade", o buraco é mais embaixo, e não vejo todo pobre virando monstro sanguinário, é até falta de respeito com quem tem coragem de fazer algo da própria vida, e não há "mimimi" que me convença de que sou culpado de algo, até que eu de fato seja culpado de algo...
 

  • Like 3

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@Rasthael não estou tentando ser moralmente superior  a ninguem não, eu já comprei bastante erva e sei q as chances de eu não financiar mais é bem pequena... mas mano, qual a lógica de vc pagar por um serviço e me dizer q não está financiando esse serviço ????Acreditar q comprar  um prensa se limita a somente vc entregar seu dinheiro pro cara e já era.... então não faria nenhum sentindo  boicote de empresa etc, como a industria da carne citada no texto........ Mano presta atenção, não falei q qm compra é responsavel pelas mortes q vc descreveu, ou q as pessoas de menor renda não tem escolha, qm disse isso foi vc. Mas não tem como vc dizer q qm compra não financia manooo, isso sim é falta de lógica.... A culpa de existir o tráfico, da forma como ele se articula, e da forma engessada que é o debate sobre drogas num geral,  com certeza, se deve numa, maioria por esses orgãos governamentais q vc tá citando, pela grana q rola, pelo governo e pela cultura propagada pela mídia... Mas mano, qm compra faz parte da roda, não tem como negar, por mais q vc queira aliviar nosso lado temos parte nisso, ou vc acha mesmo q todas suas ações e tudo mais se limitam só a vc? se sim, saiba q a sociedade é uma unicidade, apesar de sempre existir nossas individualidades . E manoo, se vc compra sua erva e ela vem prensada,  sinto lhe dizer que as chances dela ter corrompido e estragado a vida de muitas pessoas pelo longo  caminho q faz é 99%, mesmo q esse  ultiimo passador seja uma pessoa q só usa o  q ele faz para alimentar seus filhos e cuidar da casa e não da tiro em facções rivais e nada assim 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
5 minutos atrás, Sr. Resina disse:

@Rasthael não estou tentando ser moralmente superior  a ninguem não, eu já comprei bastante erva e sei q as chances de eu não financiar mais é bem pequena... mas mano, qual a lógica de vc pagar por um serviço e me dizer q não está financiando esse serviço ????Acreditar q comprar  um prensa se limita a somente vc entregar seu dinheiro pro cara e já era.... então não faria nenhum sentindo  boicote de empresa etc, como a industria da carne citada no texto........ Mano presta atenção, não falei q qm compra é responsavel pelas mortes q vc descreveu, ou q as pessoas de menor renda não tem escolha, qm disse isso foi vc. Mas não tem como vc dizer q qm compra não financia manooo, isso sim é falta de lógica.... A culpa de existir o tráfico, da forma como ele se articula, e da forma engessada que é o debate sobre drogas num geral,  com certeza, se deve numa, maioria por esses orgãos governamentais q vc tá citando, pela grana q rola, pelo governo e pela cultura propagada pela mídia... Mas mano, qm compra faz parte da roda, não tem como negar, por mais q vc queira aliviar nosso lado temos parte nisso, ou vc acha mesmo q todas suas ações e tudo mais se limitam só a vc? se sim, saiba q a sociedade é uma unicidade, apesar de sempre existir nossas individualidades 

Essas referências são em relação ao texto principal que estamos debatendo, relaxa que não há nenhum ataque pessoal, estamos do mesmo lado... Mas insisto, não financio nada, e sinceramente se financiasse não me importaria pq eu não crio leis, nem inventei a dinâmica de mercado... Um abraço Brother!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@Rasthael então sim, diga q vc não se importa com as vidas alheias... mas não diga q vc não paga pelo serviço q é o tráfico quando compra um prensa... A gente não é responsavel como eu disse.... tb não fui eu q inventei a dinâmica de mercado e nem como roda a economia, mas quando eu pago por um serviço eu estou contribuindo para a roda da empresa girar.... É foda, mas acho mais foda a gente tentar se enganar e fingir q estamos fora disso....

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
1 minuto atrás, Sr. Resina disse:

@Rasthael então sim, diga q vc não se importa com as vidas alheias... mas não diga q vc não paga pelo serviço q é o tráfico quando compra um prensa... A gente não é responsavel como eu disse.... tb não fui eu q inventei a dinâmica de mercado e nem como roda a economia, mas quando eu pago por um serviço eu estou contribuindo para a roda da empresa girar.... 

então te prepara pra penar, pq tu eh cumplice da fome, da doença, da pedofilia, da prostituição, do tráfico de seres humanos, do trabalho escravo, do terrorismo, da guerra as drogas, a lista não termina nunca... E isso que eu já desenhei pra ti irmão, me importo com a vida de quem se importa pelas suas vidas...

  • Like 3

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@Rasthael Enquanto pagarmos e trabalharmos para essas coisas acontecerem, vamos sim com certeza. Se eu quero o fim da pedofilia e fico consumindo pedofilia, ai sou só hipocrita... se eu quero o fim do tráfico mais continuo alimentando o tráfico ? Infelizmente eu devo alimentar varias bads da humanidade sem ter consciencia, mas já tenho consciencia para saber q os prenpren faz um longo percurso e q sou peça dessa chave... Acho q se livrar das amarras da sociedade é isso ai né, tomar consciencia das ações é isso, e sei q to bem longe de ser exemplo ou dizer o q é certo, mas eu sei q alimentar o tráfico de pren é zuado 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
1 minuto atrás, Sr. Resina disse:

@Rasthael Enquanto pagarmos e trabalharmos para essas coisas acontecerem, vamos sim com certeza. Se eu quero o fim da pedofilia e fico consumindo pedofilia, ai sou só hipocrita... se eu quero o fim do tráfico mais continuo alimentando o tráfico ? Infelizmente eu devo alimentar varias bads da humanidade sem ter consciencia, mas já tenho consciencia para saber q os prenpren faz um longo percurso e q sou peça dessa chave... Acho q se livrar das amarras da sociedade é isso ai né, tomar consciencia das ações é isso, e sei q to bem longe de ser exemplo ou dizer o q é certo, mas eu sei q alimentar o tráfico de pren é zuado 

O que há de util nessa conclusão? Culpar a ti mesmo pelas mazelas da sociedade torna a sociedade melhor? Faz o "errado" ser corrigido? Não faz, só gasta tua energia e mina a tua racionalidade... Isto é besteira irmão, td mundo faz parte desse ciclo, e não quero te jogar um balde de água fria, mas depois da legalização o mundo não fik menos sujo... Lute por ti, pra que tu tenha condições e discernimento pra ajudar alguém um dia, culpa é passa tempo de quem curte se autoflagelar... Eu nunk alimentei o tráfico, não sei se eh zoado, não dei alvará pra ninguém... Cuidado com o turbilhão ideológico de medo e culpa... Não vamos monopolizar o tópico tmbm... Reflita, se quiser falar em mp sinta-se a vontade...

  • Like 6

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

E os laboratórios clandestinos que produzem entorpecentes como Cocaína, LSD, entre outros.... Ou vocês acham que as drogas já chegam prontas na favela para a distribuição? Principalmente os sintéticos, a cada uma fábrica dessas que é fechada abrem-se 10, senão fosse assim não teria tanto material em preços até bem acessíveis, aqui na minha cidade por exemplo consigo achar pó de 10, ou ácido de 25, tem até algumas comunidades que poe crack pra vender, sendo que aqui nem existe viciados que usam em massa essa bosta como na cracolândia.

O exército então? Fornece armas de uso restrito deles para o Tráfico! Armas que nem um cidadão comum com porte poderiam adquirir!

A Polícia Militar? HA HA HA. São mal preparados sim! Mas além disso são mal remunerados! Ou você acha que se um Pm recebesse 5.000 Reais por mês, ele precisaria pegar um arreguinho na Boca de Fumo? Duvido! Mas também sem essa de bônus por cidadão preso! Eles tem por obrigação fazer isso! São pagos pela população, o Prefeito da sua cidade por acaso recebe um extra por ter asfaltado um bairro em situação precária? Não... Então pronto!


O usuário representa a menor parte dessa rede aí, concerteza!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Visitante
Responder

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Processando...

  • Conteúdo Similar

    • Por Savast Grower
      Olá Cultivadores de todo o Brasil
      Não revelarei minha identidade por questões de segurança.
      Hoje venho dar uma noticia nada agradável, porem necessito socorro como muitos aqui também necessitaram ...
      Infelizmente fui denunciado por cultivar Cannabis em minha residencia (02 preenseeds) e fui autuado por tráfico de drogas em flagrante a pesar de estar no trabalho e vir correndo para casa para assumir as plantas como usuário ( Art. 28) porém na delegacia o delegado não quis saber de detalhes e me autuou no famoso 33 ... fiquei preso na delegacia por algumas horas em uma cela 1,5m x 1,5m com outros 7 presos (Verdadeiros traficantes, homicidas entre outros), enviado para cadeia e lá passei mais algumas horas até sair no meio da madrugada o Alvará de soltura e eu voltar para minha família.
      Não sou traficante e sim um cultivador que não quer dinheiro na mão do crime, mas como estamos no Brasil estamos todos sujeitos a esta situação horrível.
      Necessito de auxilio na questão pois enquadrado como traficante irei preso por algo que não cometi e algo que repudio e tento combater da minha forma ( Plantar para não comprar).
      Como não me conhecem, sei que não podem afirmar minha integridade como pessoa do bem, porem, sou pai de família, acabo de ter minha filha, casado, e trabalho registrado a anos e cheio de contas rsrs ... Bem distante de características de um traficante ...
      Confesso que estou bem assustado e preocupado com essa situação em que estou, tanto pelo crime enquadrado como pela condição financeira para arcar com honorários de um advogado criminal ...
      Caso possam me ajudar de alguma forma, seria imensamente grato, não sei o que fazer ou a quem recorrer ... Tenho um grande medo de ir para defensoria pública (não conheço mas o que dizem é que as vezes pode não ser de grande utilidade) e acabar com um advogado que não me auxilie corretamente e acabar preso da mesma forma ...
      TODA E QUALQUER AJUDA É BEM VINDA !!
      Agradeço desde já!!
      *Peço perdão a Administração do forum caso eu esteja postando na area errada ou algo do tipo
    • Por fangorn
      Ministro concede prisão domiciliar a presas por tráfico que forem mães ou estiverem grávidas
      Ricardo Lewandowski também concedeu prisão domiciliar a presas que forem mães e tiverem sido condenadas em 2ª instância. Cerca de 14,2 mil mulheres devem ser beneficiadas.
      Por Mariana Oliveira, TV Globo — Brasília
      25/10/2018 15h51 
      --O ministro do STF Ricardo Lewandowski — Foto: Carlos Moura/SCO/STF O ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), concedeu nesta quinta-feira (25) prisão domiciliar a presas por tráfico de drogas que tiverem filhos de até 12 anos ou estiverem grávidas.
      Lewandowski também autorizou prisão domiciliar para as presas que forem mães e tiverem sido condenadas em segunda instância, mas ainda sem condenação definitiva – ou seja, que ainda podem recorrer.
      A decisão foi dada efetivamente para uma mulher condenada em segunda instância e nove presas por tráfico. Mas, no entendimento do ministro, todas as mulheres presas por tráfico e condenadas em segunda instância também têm direito ao benefício.
      A decisão do ministro, tomada nesta quarta-feira (24), seguiu o entendimento da Segunda Turma do STF segundo o qual foi possível assegurar a prisão domiciliar a todas as presas provisórias que não tivessem condenação.
      Na ocasião, o STF não respondeu sobre possibilidade de prisão domiciliar a quem estivesse presa por tráfico, e por conta disso, os tribunais vinham negando o benefício.
      De acordo com Lewandowski, o Departamento Penitenciário Nacional (Depen) informou que há 14.750 presas que podem ser beneficiadas com a decisão desta quarta-feira.
      Condenada em segunda instância
      Na decisão desta quarta, Lewandowski citou que, apesar de o Supremo ter permitido a prisão para condenações a partir de segunda instância, não se questiona que sejam prisões provisórias.
      Lewandowski afirmou que, apesar de o Supremo ter permitido a prisão domiciliar, não se questiona que são prisões provisórias.
      Para ele, a prisão domiciliar se aplica para presas mães condenadas em segunda instância independentemente da decisão que o STF vai tomar de maneira definitiva.
      Segundo o ministro, as presas mães e grávidas são "as mais vulneráveis de nossa população".
      "Não há dúvidas de que são as mulheres negras e pobres, bem como sua prole – crianças que, desde seus primeiros anos de vida, são sujeitas às maiores e mais cruéis privações de que se pode cogitar: privações de experiências de vida cruciais para seu pleno desenvolvimento intelectual, social e afetivo – as encarceradas e aquelas cujos direitos, sobretudo no curso da maternidade, são afetados pela política cruel de encarceramento a que o Estado brasileiro tem sujeitado sua população", afirmou-
      O ministro ainda determinou que o Congresso Nacional seja notificado para iniciar estudos sobre estender a possibilidade de prisão domiciliar para mulheres mães de crianças de até 12 anos e grávidas mesmo em caso de condenação definitiva, quando não há mais recurso.
      Presas por tráfico de drogas
      O ministro Ricardo Lewandowski também decidiu que prisão por tráfico de drogas não é impedimento para a prisão domiciliar.
      "A concepção de que a mãe trafica põe sua prole em risco e, por este motivo, não é digna da prisão domiciliar, não encontra amparo legal e é dissonante do ideal encampado quando da concessão do habeas corpus coletivo. Não há razões para suspeitar que a mãe que trafica é indiferente ou irresponsável para a guarda dos filhos", decidiu o ministro.
      Lewandowski concedeu liberdade em diversos casos de presas por tráfico ao entrar no presídio ou flagradas com drogas dentro de casa.
      Descumprimento do HC coletivo
      Segundo a decisão, o Depen informou inicialmente que 10.693 mulheres poderiam ter prisão domiciliar, mas que só 426 haviam sido soltas. Depois, o Depen disse que fez uma "busca ativa" de quem se enquadrava nos parâmetros, e o número saltou para 14.750 - mas não há dados atualizados de quantas já foram soltas.
      A Defensoria Pública do estado do Mato Grosso do Sul afirmou que 448 faziam jus, mas só 68 foram soltas no estado.
      Já o Coletivo de Advocacia em Direitos Humanos informou que a decisão vem sendo "desafiada" e que, em São Paulo, 1.229 deixaram cárcere, mas 1.325 ainda podem sair. No Rio de Janeiro, 217 poderiam ir para casa, mas só 56 foram atendidas. Já em Pernambuco, 111 presas faziam jus mas só 47 saíram.
      Em razão das informações de entidades, Lewandowski determinou que diversos órgãos se manifestem em até 15 dias sobre o não cumprimento da decisão. Entre os órgãos notificados estão Defensorias Públicas e Tribunais de Justiça.
       
      https://g1.globo.com/politica/noticia/2018/10/25/stf-autoriza-prisao-domiciliar-para-todas-as-presas-por-trafico-que-forem-maes-ou-estiverem-gravidas.ghtml
    • Por phantasma2600
      Bom dia camaradas...
      Postei a alguns dias sobre uma reportagem e como poderia obter a ajuda jurídica de vc´s no caso...(acho q fiz algo errado, pois n1 obtive respostas).
      Bem... o caso é o seguinte, gostaria de juntar forças para ajudar esse irmão, eu moro em SP e nem o conheço, mas não posso ficar parado sem
      fazer nada a respeito, então uso as ferramentas q tenho(internet)... e venho por esse meio divulgar e tentar solucionar esse caso barbaro, 
      pq sei q claramente um trabalhador como ele que aparentemente não tem uma formação(nem meios) para se defender, vai acabar preso,
      um pedreiro que fuma um baseadinho pra relaxar no final do dia vai cair junto com toda a merda carcerária e sofrer por causa de/a ignorância !!!
      Então venho a vc´s como usuário(assim como todos aqui !!!) pedir AJUDA POR ELE, e cada vez mais acabar com essa PALHAÇADA que são essas leis.
      AGRADEÇO A TODOS PELA UNIÃO.... E VAMOS AJUDAR A UM PEDREIRO HONESTO A FUMAR E TRABALHAR EM PAZ !!!
      *advogados, amigos, lutadores, ativistas, cultivadores, uni-vos **traficante eu não sou **cara de quem esta sendo injustiçado !!!
       
       
    • Por Lordervas
      Não fumo maconha com frequência, portanto não compro por não fumar com frequência e por achar que vou estar ajudando o tráfico
      Eu apenas fumo, queria entrar na discussão sobre "quem apenas fuma também financia o tráfico?"
      Queria saber suas opiniões sobre isso e entrar numa discussão tentando achar alguma conclusão sobre.
    • Por El Ganjaman
      Ministro quer erradicar comércio e uso de maconha no Brasil
      Moraes pretende focar principalmente nas plantações em território paraguaio, considerado um dos principais exportadores do entorpecente no continente
       
      SÃO PAULO - O Ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, quer erradicar o comércio e uso de maconha no País. O objetivo integra os termos do Plano Nacional de Segurança , cujo conteúdo foi apresentado a especialistas e pesquisadores da área no início desta semana e já foi alvo de críticas. Para isso, Moraes pretende focar principalmente nas plantações em território paraguaio, considerado um dos principais exportadores do entorpecente no continente, mas há também o objetivo de realizar parcerias para combater laboratórios da droga na Bolívia e no Peru.
      A intenção ambiciosa vai, de acordo com especialistas ouvidos pelo Estado, na contramão da política antidrogas na maior parte do mundo, que tem avançado em debates pela descriminalização e legalização da maconha frente a opção da “guerra às drogas”. Mesmo assim, a pasta pretende injetar recursos para fazer com que o fluxo da droga diminua e, eventualmente, cesse em todo o território nacional.
      Moraes convidou representantes de cinco instituições civis que atuam na área da segurança para apresentar o conteúdo do plano, que está em elaboração e tinha previsão inicial de lançamento para este mês. Em duas horas e meia, o ministro detalhou como deverá ser executada a iniciativa, mostrando informações em mais de 90 slides de uma apresentação de power point. Quando se referiu a um dos eixos do plano, o combate a crimes transnacionais, Moraes expôs, em um slide com uma planta de maconha ilustrativa, a sua visão sobre o assunto. Em viagem ao Paraguai em julho deste ano, o ministro foi visto cortando pés de maconha munido de um facão. 
       
         
      “É uma ideia absolutamente irreal, de uma onipotência, querer reduzir drasticamente a circulação de maconha na América do Sul, como ele falou. É grave ele achar que vai ter esse poder. O plano Colômbia fez com que os Estados Unidos injetassem bilhões de dólares contra as plantações de coca e isso não foi suficiente”, disse Julita Lemgruber, coordenadora do Centro de Estudos de Segurança e Cidadania da Universidade Cândido Mendes e ex-diretora-geral do sistema penitenciário do Estado do Rio, que participou do encontro no gabinete da presidência em São Paulo, localizado na Avenida Paulista.
      Em novembro, Moraes já havia participado de um encontro com países do Cone Sul para discutir combate ao crime na região de fronteira. Na oportunidade, ele destacou a necessidade de se aumentar o número de operações coordenadas com os vizinhos, ampliando a cooperação entre as polícias. Além do combate às drogas, compõe o eixo de crimes transnacionais, o enfrentamento ao tráfico de armas, ao tráfico de pessoas e ao contrabando. 
      “Comecei a trabalhar na área da segurança nos anos 1980. Estou nessa há 30 anos, me sentei com vários ministros e ouvi vários planos, mas esse é o pior”, completou Julita. Isso porque, segundo ela, além da proposta no campo das drogas, o plano se estende por outros três eixos (combate à violência doméstica, redução de homicídios e modernização do sistema penitenciário) e peca por ser “megalomaníaco”, com ideias que “custariam um orçamento que ele não tem”. 
      O Estado ouviu outras duas pessoas que participaram do encontro e ratificaram o conteúdo das propostas, também fazendo críticas ao que consideraram mais um manifesto com pouco foco. Em comum, a ponderação de que a atuação do Ministério da Justiça não conta com propostas de outros setores do governo, principalmente da área social, e tem contra si poucas e frágeis ideias no campo da prevenção dos homicídios, em especial direcionada à população jovem negra da periferia.
      O plano aborda quatro eixos de prevenção: capacitação para agentes de segurança - visando a reduzir a letalidade policial -, aproximação entre polícia e sociedade - com aperfeiçoamento dos conselhos comunitários de segurança - inserção e proteção social - focado na redução da violência doméstica - e cursos profissionalizantes de arquivistas. Esta última ideia, classificada como inusitada e ingênua por mais de um especialista, foi explicada por Moraes: como o Arquivo Nacional está sob controle da pasta de Justiça, há a possibilidade de os profissionais oferecerem tal curso. 
      Recuo. O Ministério da Justiça decidiu recuar da intenção de usar verbas do Fundo Penitenciário Nacional (Funpen) para investimentos na polícia dos Estados e na Força Nacional, inclusive para compra de equipamentos e pagamento de salários. O Estado divulgou em novembro que Moraes já havia preparado uma minuta de Medida Provisória prevendo a alteração na previsão de uso das verbas do fundo visando a principalmente ter margem para investir os recursos.
      A decisão ocorreu após a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Carmen Lúcia, e o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, segundo apurou o Estado, procurarem a pasta para informar que, caso a medida fosse tomada, ela seria judicializada imediatamente. O STF determinou em julgamento em setembro de 2015 que as verbas, que hoje somam cerca de R$ 3 bilhões, não podem mais ser contingenciadas. O presidente Michel Temer informou em outubro que R$ 788 milhões devem ser liberados no início do ano que vem.
      Posicionamento. Em nota divulgada neste sábado, 17, o ministério classifica como “despreparados e rasos” os comentários da professora Julita, que, na visão da pasta, demonstra “total desconhecimento da proposta conjunta do Ministério da Justiça e Cidadania, Ministério da Defesa, GSI e Ministério da Relações Exteriores, em relação ao combate à criminalidade transnacional, em especial, tráfico de drogas, de armas e contrabando, que financiam o crime organizado no Brasil". 
      A pasta destacou que a proposta principal do plano em relação ao crime organizado será “o fortalecimento das ações de inteligência em conjunto das forças policiais federais e estaduais, com utilização e integração de tecnologia e sistemas utilizados durante as Olimpíadas, como foi exposto na reunião.”
      O ministério disse lamentar ainda que “sem aguardar o envio integral das propostas até agora discutidas, como havia ficado combinado entre os participantes, críticas superficiais, infundadas e falsas tenham sido feitas”. Pesquisadores confirmaram ao Estado que já haviam proposto ao ministro o envio completo do projeto antes da realização da reunião, para análise mais aprofundada do que está sendo discutido, o que não foi atendido. O envio do power point da reunião da segunda-feira passada também não havia ocorrido até a noite deste sábado. 
      Também em nota, o ministério disse que os valores do Funpen deverão ser descontingenciados para o próprio sistema penitenciário, “com prioridade absoluta para construção de presídios, estabelecimentos semiabertos e efetivação de melhores e mais seguras condições para cumprimento de penas” - a pasta prevê a construção de 27 novas unidades. “Nenhum recurso do Funpen será utilizado para manutenção ou ampliação da Força Nacional”. 
      Previsto inicialmente para ser lançado em dezembro, a pasta informou que a finalização do projeto deve ficar para janeiro. “No mês de janeiro, o ministro Alexandre de Moraes se reunirá com os governadores, em seus respectivos Estados, para que seja finalizado o Pacto e, consequentemente, divulgado o Plano Nacional.''
       
      http://brasil.estadao.com.br/noticias/geral,ministro-quer-erradicar-comercio-e-uso-de-maconha-no-brasil,10000095265