felipeplanta

alguém que tome anti depressivo e fume maconha?

Recommended Posts

Galera, recentemente tive uma crise de pânico e já venho sofrendo com ansiedade intensa.. Meu psiquiatra me diagnosticou com depressão e me receitou um antidepressivo. Disse para ele que fazia o uso de cannabis medicinal e ele pediu para eu ficar somente 3 semanas sem usá-la para ver o efeito do remédio no meu organismo, mas que depois poderia voltar a usar. Tem alguém que já passou por isso? Ou faz o uso de medicamento com a cannabis? abcs

  • Like 3

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Sim e sim.... Tenho ansiedade e depressão. Já passei por isso, acho prudente esperar no mínimo 3 semanas sem fumar, pois só assim o médico poderá avaliar a eficácia do medicamento... Crise de pânico é uma merda mesmo, já tive, você acha, aliás, tem certeza que vai morrer...

Eu faço uso de maconha com medicamentos. Nunca afetou em nada. Mas sempre ouvi: se você não fumasse maconha seria melhor pois é um depressor do sistema nervoso central e bla bla bla... 

Bom, álcool também é. Quase não bebo. Então me deixa com a maconha, pois não é ela a causa da minha depressão e nunca atrapalhou os remédios (fiquei anos sem fumar só tomando remédio e outros anos fumando com remédio. Não teve diferença), a não ser os benzos que eu tomo pra dormir, potencializa um pouco o efeito deles.

Seria interessante você fazer terapia (se não faz ainda). Agora um conselho especial: Não fume se não estiver bem. Você tem muito mais chances de ter uma bad que pode se desenvolver para outra crise de pânico. Mas eu disse PODE, não que é certeza...

Mas confesso que gostaria muito de ver uma pesquisa do uso da maconha junto com anti-depressivos e demais SSRI's...

Precisando de algo, tamo junto, pode mandar MP se precisar...

 

  • Like 4

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Fala aí!!

Então, eu tenho transtorno de ansiedade e também fumo. Eu tenho a impressão que a onda é um pouco diferente com a medicação. Eu tomo o Pristiq de 100 mg. Já aconteceu de eu esquecer de tomar o remédio e fumar no mesmo dia, para mim a onda foi mais forte sem o remédio. Sei lá, com remédio parece que dá uma onda inicial maneira, mas depois não dá para ficar mais chapado, parece que fico mais resistente.

Mas a minha sugestão é: fica um tempo sem fumar para sentir o remédio e também não fuma se você não está se sentindo bem. Já tive uma "bad" porque fumei em uma ocasião em que eu não estava legal e foi horrível. A cabeça não parava de funcionar e só pensava merda, foi muito ruim.

Mas força aí!

  • Like 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Brother, faço tratamento psiquiátrico há quatro anos e te digo com tranquilidade: Fale com seu psiquiatra e ele vai te receitar medicações que não sejam prejudicadas por seus hábitos canábicos e você estará totalmente protegido por seu sigilo médico. Hoje eu tomo 100mg de Clomipramina e 100mg de Trazodona e, desde que voltei a fumar um, só venho reduzindo as dosagens e recentemente retirei a Paroxetina, que cheguei a tomar 60mg (dosagem máxima). Porém, já tive problemas quando tomava antipsicóticos como a Quetiapina e a Clorpromazina e com alguns antidepressivos mais comuns, como a Fluoxetina e a Sertralina, que pararam de fazer efeito com a maconha. Lembrando sempre que: Mantenha-se no prensado mexicano ou no bom e velho camarão e haxixe. Óleo e prensados paraguaios típicos do tráfico ricos em amônia vão deixar você com enxaquecas fenomenais caso tome antidepressivos tricíclicos (como a clomipramina)!

  • Like 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

E ae

Eu não faço uso, mas minha namorada sim, ela nunca foi de fuma muito, só fumava comigo e quando estavamos longe de todo mundo, ou seja, fumava quase nada. Um tempo atrás fizemos um viagem e eu levei um green pra mim curtir, estava a uns dias sem fumar então decidi fuma uma tora, e claro ela fumou comigo, nesse dia até soltar fumaça pelo nariz ela soltou kkkk só que do nada ela começou a ficar tonta e desmaiou e daí começou a sofrer de crises de pânico, indo ao psiquiatra e tudo mais. A pior parte é que ela nunca mais quis fumar comigo e coloca a culpa na maconha disso tudo....o que vocês e todos os outros pensam sobre a minha história? detalhe: ela n contou para o psiquiatra como começou as crises de pânico dela.

  • Like 3

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Mano, cada história é uma história, a SDP não aparece "do nada" na sua vida, é algo que sua mente constrói há anos devido algumas situações vividas até que um dia isso vem à tona, pra saber o que aconteceu com ela só fazendo uma auto análise com psicólogo ou não, muitos fatores podem ter influenciado como por exemplo: pais caretas, medo de estar fazendo algo errado, culpa, traumas de infância, e por aí vai... Já tive crises fortes mas não gosto de anti depressivos e tarjas preta, apenas no começo tomei bem pouco de sertralina e frontal e me ajudou bastante mas acho que estou bem melhor sem eles, o negócio é estar bem com você  mesmo tentar controlar sua mente, afinal ela é sua! Eu acredito que esses remédios só te tornam escravos da medicação e os psiquiatras querem por na sua cabeça muitos problema que você nem tem afinal eles ganham com a sua fragilidade e são patrocinados pelas farmacêuticas... Ou seja: vai enfiar remédio guela abaixo até você não conseguir ficar mais sem eles.

É claro que essa é minha opinião, e tenho me sentido muito bem sem psiquiatra e sem remédios (menos a ganja  kkk) mas um psicólogo é de grande ajuda e alivia o espírito conversar com alguém que não vai te julgar kkk espero ter ajudado, qualquer coisa é só chamar...

  • Like 4

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
On 3/30/2016 at 10:04 PM, killerstrike said:

E ae

Eu não faço uso, mas minha namorada sim, ela nunca foi de fuma muito, só fumava comigo e quando estavamos longe de todo mundo, ou seja, fumava quase nada. Um tempo atrás fizemos um viagem e eu levei um green pra mim curtir, estava a uns dias sem fumar então decidi fuma uma tora, e claro ela fumou comigo, nesse dia até soltar fumaça pelo nariz ela soltou kkkk só que do nada ela começou a ficar tonta e desmaiou e daí começou a sofrer de crises de pânico, indo ao psiquiatra e tudo mais. A pior parte é que ela nunca mais quis fumar comigo e coloca a culpa na maconha disso tudo....o que vocês e todos os outros pensam sobre a minha história? detalhe: ela n contou para o psiquiatra como começou as crises de pânico dela.

Pelo conhecimento médico que tenho, podemos especular que ela tinha uma pré disposição genética a uma doença psiquiátrica e a maconha sim, pode ter sido o gatilho para disparar o surto. Ela não deve fumar mais maconha a não ser que o psiquiatra dela autorize. Se ela teve um surto psicótico ou esquizofrênico e o psiquiatra falou que o que disparou isso foi a maconha, então é provável que tenha sido. A maconha não deixa de ser droga amigo. Em casos ela ajuda e em casos ela atrapalha muito. Tem gente que pode fumar (maioria), tem gente que não pode... É preciso cautela no uso com qualquer psicoativo... 

  • Like 4

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Manos, cuidado ao ser sincero de mais com esses psiquiatras, eles adoram lotar clínicas de reabilitação pq eles ganham com elas tbm... Já quiseram me internar por causa de ganja, eles não têm conhecimento científico algum sobre a erva e são todos proibicionistas... Muito cuidado ao deixar SUA MENTE nas mãos de outra pessoa... Isso me lembra aquele som do bob: "redemption song", "liberte-se da escravidão mental, ninguém além de você mesmo pode libertar sua mente!"

  • Like 3

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 26/03/2016 at 16:12, RT_Oliveira disse:

Brother, faço tratamento psiquiátrico há quatro anos e te digo com tranquilidade: Fale com seu psiquiatra e ele vai te receitar medicações que não sejam prejudicadas por seus hábitos canábicos e você estará totalmente protegido por seu sigilo médico. Hoje eu tomo 100mg de Clomipramina e 100mg de Trazodona e, desde que voltei a fumar um, só venho reduzindo as dosagens e recentemente retirei a Paroxetina, que cheguei a tomar 60mg (dosagem máxima). Porém, já tive problemas quando tomava antipsicóticos como a Quetiapina e a Clorpromazina e com alguns antidepressivos mais comuns, como a Fluoxetina e a Sertralina, que pararam de fazer efeito com a maconha. Lembrando sempre que: Mantenha-se no prensado mexicano ou no bom e velho camarão e haxixe. Óleo e prensados paraguaios típicos do tráfico ricos em amônia vão deixar você com enxaquecas fenomenais caso tome antidepressivos tricíclicos (como a clomipramina)!

eu to tomando o Escilex que é ecitalopram. tem 2 semanas meu medico pediu para eu ficar 3 semanas sem fumar so para ver o efeito do remedio sozinho no meu organismo depois de 3 semanas vou voltar nele, mas ele disse que a principio nao tinha problema de eu fumar e tomar o remédio... vou lá daqui a 1 semana e vou ver o q ele vai dizer. abcs

  • Like 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
1 hour ago, felipeplanta said:

eu to tomando o Escilex que é ecitalopram. tem 2 semanas meu medico pediu para eu ficar 3 semanas sem fumar so para ver o efeito do remedio sozinho no meu organismo depois de 3 semanas vou voltar nele, mas ele disse que a principio nao tinha problema de eu fumar e tomar o remédio... vou lá daqui a 1 semana e vou ver o q ele vai dizer. abcs

Então, problema não tem... ele quer fazer uma baseline do remédio em você sem maconha e depois comparar com maconha, para ver se tem a mesma eficácia... O escitalopram é um remédio que da ótimos resultados na maioria das pessoas...

  • Like 3

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em ‎03‎/‎04‎/‎2016 at 12:04, dandandan.br disse:

Então, problema não tem... ele quer fazer uma baseline do remédio em você sem maconha e depois comparar com maconha, para ver se tem a mesma eficácia... O escitalopram é um remédio que da ótimos resultados na maioria das pessoas...

Falou tudo.

Duvido que haja alguma interação medicamentosa entre cannabis e qq outro fármaco. Pelo jeito o protocolo do médico está mais para uma observação dos resultados sem interferência da maconha do que por reação entre componentes químicos.

 

  • Like 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
2 hours ago, Refuse/Resist said:

Falou tudo.

Duvido que haja alguma interação medicamentosa entre cannabis e qq outro fármaco. Pelo jeito o protocolo do médico está mais para uma observação dos resultados sem interferência da maconha do que por reação entre componentes químicos.

 

Ela pode ter interação com benzodiazepínicos (potencializa a medicação) e alguns anti-psicóticos, como a quetiapina por exemplo (a eficácia fica comprometida)... Devem ter outros, mas é muito difícil acontecer algo com você por que misturou sua medicação com maconha. Eu já tomei muito remédio pra depressão, ansiedade e angústia. A maconha nunca me fez passar mal (tirando bad trip, mas não foi por causa de remédio) e nunca interagiu com nenhum remédio que eu tomo/tomei, a não ser os benzos... é até bom, assim preciso de uma dose menor de medicação pra dormir...  

Mas de fato, você está certo, hoje em dia o protocolo é mais para observação dos resultados e comparação. Mas infelizmente a maioria dos psiquiatras (tenho um na família, mas não posso ser legalize com ele, então faço umas perguntas as vezes, mas sem dar pala) ainda acha que a maconha é uma droga que atrapalha o tratamento, não se sabe os resultados a longo prazo e bla bla bla... Sempre que vou em um que me fala isso, mando ler a bula de algum anti-depressivo lançado ha pouco tempo no mercado. Lá sempre ta escrito que eles não sabem os efeitos a longo prazo, pois como o remédio é novo, nunca foi feito um estudo. 

Vou ressaltar uma coisa muito importante que eu vou até escrever em caps: NUNCA ESCONDA DO SEU MÉDICO QUE VOCÊ FUMA MACONHA. Jogo aberto com isso sempre, é nossa saúde que está em jogo...

  • Like 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 05/04/2016 at 12:59, dandandan.br disse:

Ela pode ter interação com benzodiazepínicos (potencializa a medicação) e alguns anti-psicóticos, como a quetiapina por exemplo (a eficácia fica comprometida)... Devem ter outros, mas é muito difícil acontecer algo com você por que misturou sua medicação com maconha. Eu já tomei muito remédio pra depressão, ansiedade e angústia. A maconha nunca me fez passar mal (tirando bad trip, mas não foi por causa de remédio) e nunca interagiu com nenhum remédio que eu tomo/tomei, a não ser os benzos... é até bom, assim preciso de uma dose menor de medicação pra dormir...  

Mas de fato, você está certo, hoje em dia o protocolo é mais para observação dos resultados e comparação. Mas infelizmente a maioria dos psiquiatras (tenho um na família, mas não posso ser legalize com ele, então faço umas perguntas as vezes, mas sem dar pala) ainda acha que a maconha é uma droga que atrapalha o tratamento, não se sabe os resultados a longo prazo e bla bla bla... Sempre que vou em um que me fala isso, mando ler a bula de algum anti-depressivo lançado ha pouco tempo no mercado. Lá sempre ta escrito que eles não sabem os efeitos a longo prazo, pois como o remédio é novo, nunca foi feito um estudo. 

Vou ressaltar uma coisa muito importante que eu vou até escrever em caps: NUNCA ESCONDA DO SEU MÉDICO QUE VOCÊ FUMA MACONHA. Jogo aberto com isso sempre, é nossa saúde que está em jogo...

Fala mano blz, recentemente tive umas crises de panico, e fui numa psiquiatra que me diagnosticou com SAG... falou para eu tomar um antidepressivo mais achei ela muito conservadora, quando falei q fazia uso da cannibis ela foi extramamente contra e chegou até a falar que a cannabis era pior que a cocaína para o cérebro.,,, to de saco cheio,,, vocÊ é do Rio? Queria indicações de psiquiatras do Rj que fossem menos conservadores com a nossa pratica.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 8/30/2016 at 20:51, felipeplanta disse:

Fala mano blz, recentemente tive umas crises de panico, e fui numa psiquiatra que me diagnosticou com SAG... falou para eu tomar um antidepressivo mais achei ela muito conservadora, quando falei q fazia uso da cannibis ela foi extramamente contra e chegou até a falar que a cannabis era pior que a cocaína para o cérebro.,,, to de saco cheio,,, vocÊ é do Rio? Queria indicações de psiquiatras do Rj que fossem menos conservadores com a nossa pratica.

Fala irmão, desculpa a demora... Infelizmente não sou do RJ. Mas tem um lance: maconha não combina com crise de panico por causa do THC... Não que isso seja a causa do que você tem e tal, mas pode desencadear mais facilmente essas crises saca? Vou ver com minha terapeuta, que é bem cabeça aberta se ela conhece alguém do RJ e te mando por MP...

 

  • Like 3

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Boa noite pessoal. Vou relatar um pouco sobre minhas experiências de uns tempos pra cá. Tenho 20 anos, e desde adolescente eu sempre fui um cara ansioso, que sempre transformava situações simples as vezes em tempestades, como por exemplo uma prova na faculdade. Há uns 4 anos atrás iniciei meu consumo de cannabis, e desde então fui progressivamente aumentando o consumo, até o momento que cheguei a consumir uns 2 baseados por dia. Beleza, a principio me dei super bem com isso, fazia tudo que precisava e não senti prejuizos mentais, conseguia estudar e fazer tudo normalmente. No final do ano passado, passei por um processo seletivo para entrar como estagiário em uma multinacional. Por ser algo novo e trabalhoso, fiquei muito ansioso e nervoso durante aproximadamente 1 mês... no ano novo, viajei para um acampamento com 3 amigos e na TRIP utilizamos LSD original. Quando retornei da onda, comecei a perceber que estava tendo dificuldades para dormir e acordava sempre em um susto, com a adrenalina lá em cima, e isso foi aumentando com o passar dos dias, tendo crises de pânico leves durante o dia que me incomodavam. Fui ao meu médico que cuida de mim desde criança, e contei tudo a ele, desde meu consumo de cannabis até a besteira que eu fiz de ter consumido o LSD. Ele disse que meus niveis de serotonina provavelmente estavam muito baixos por conta do LSD. Me indicou um remedio que se chama RECONTER - oxalato de escitalopram, esse remédio inibe a recaptação de serotonina no cérebro, aumentando o hormonio em circulação. O tratamento deve durar 8 meses, e nos primeiros 4 meses não consumi nada de cannabis, pois sempre que eu tentava, entrava em panico e achava que ia ter uma parada cardiaca. Tive até crises de irrealidade onde eu pensava muito no mundo espiritual, além do normal. Fui melhorando, e hoje sinto que estou 95% bem, pois de vez em quando ainda sinto umas palpitações no coração. Eu consumo a cannabis e ainda não tive efeitos ruins, voltei a ter as good vibes, porém sou sempre meio filosófico em relação à vida e se me deixar levar por esses pensamentos sinto que perco a sanidade mental. Não recomendo a NINGUÉM que utilize drogas sinteticas como LSD. Se alguém tiver algo a acrescentar, eu agradeceria muito!!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 20/08/2018 at 21:59, Alb Trofa disse:

Boa noite pessoal. Vou relatar um pouco sobre minhas experiências de uns tempos pra cá. Tenho 20 anos, e desde adolescente eu sempre fui um cara ansioso, que sempre transformava situações simples as vezes em tempestades, como por exemplo uma prova na faculdade. Há uns 4 anos atrás iniciei meu consumo de cannabis, e desde então fui progressivamente aumentando o consumo, até o momento que cheguei a consumir uns 2 baseados por dia. Beleza, a principio me dei super bem com isso, fazia tudo que precisava e não senti prejuizos mentais, conseguia estudar e fazer tudo normalmente. No final do ano passado, passei por um processo seletivo para entrar como estagiário em uma multinacional. Por ser algo novo e trabalhoso, fiquei muito ansioso e nervoso durante aproximadamente 1 mês... no ano novo, viajei para um acampamento com 3 amigos e na TRIP utilizamos LSD original. Quando retornei da onda, comecei a perceber que estava tendo dificuldades para dormir e acordava sempre em um susto, com a adrenalina lá em cima, e isso foi aumentando com o passar dos dias, tendo crises de pânico leves durante o dia que me incomodavam. Fui ao meu médico que cuida de mim desde criança, e contei tudo a ele, desde meu consumo de cannabis até a besteira que eu fiz de ter consumido o LSD. Ele disse que meus niveis de serotonina provavelmente estavam muito baixos por conta do LSD. Me indicou um remedio que se chama RECONTER - oxalato de escitalopram, esse remédio inibe a recaptação de serotonina no cérebro, aumentando o hormonio em circulação. O tratamento deve durar 8 meses, e nos primeiros 4 meses não consumi nada de cannabis, pois sempre que eu tentava, entrava em panico e achava que ia ter uma parada cardiaca. Tive até crises de irrealidade onde eu pensava muito no mundo espiritual, além do normal. Fui melhorando, e hoje sinto que estou 95% bem, pois de vez em quando ainda sinto umas palpitações no coração. Eu consumo a cannabis e ainda não tive efeitos ruins, voltei a ter as good vibes, porém sou sempre meio filosófico em relação à vida e se me deixar levar por esses pensamentos sinto que perco a sanidade mental. Não recomendo a NINGUÉM que utilize drogas sinteticas como LSD. Se alguém tiver algo a acrescentar, eu agradeceria muito!!

Alb, eu tenho uma experiência muito diferente da sua hahahaha Eu comecei a fumar maconha lá com meus 16, 17 anos também e parei por volta dos 20 e poucos, mas parei simplesmente porque eu não sentia mais vontade. Na realidade o que eu fiz foi meio que trocar o baseado pelo álcool (o que é uma bosta né, eu sei). Durante o ano passado inteiro eu sofri com uma depressão bem profunda, meu namorado (também usuário dessa mesma conta no GR kkk) fuma bastante maconha e eu acabei voltando a fumar, e isso me ajudou demais a lidar com todo o processo depressivo, mas claro, não me "curou". Então fui encaminhada para uma psiquiatra pela minha psicóloga e lá fui eu, receber meu diagnóstico. O primeiro foi de esquizofrenia. Muito estranho, porque eu nunca tive nenhuma crise esquizofrênica. Não fiz o tratamento que o médico passou e procurei outro profissional, que me diagnosticou com depressão e me medicou (inclusive com um remédio bem similar ao seu, na base de escitalopram). Eu não tinha conexão nenhuma com minha médica e não contei que eu fumava maconha pra ela, mas sempre perguntava sobre minha medicação pra me segurar que não ia ter problema tomar ela fumando... E durante esse período, eu melhorei um pouco, saí daquela depressão profunda mesmo, mas não fiquei nem 50% bem, até que eu, pela primeira vez, tomei um doce "autentico" (que em teoria é pra ser lsd né). Foi só depois da minha experiência com LSD que eu consegui me envolver de fato com meu processo terapêutico, e com isso eu consegui evoluir pra uma melhora de uns 80%. Mesmo assim, eu acabei trocando de psiquiatra de novo, justamente por não me sentir confortável com a que me atendia, e hoje minha hipótese diagnóstica é de bipolaridade. Eu finalmente sinto que eu to bem o suficiente pra retomar minha vida normal depois de começar o meu tratamento atual. E toda vez que eu tomo LSD é uma paz de espírito que eu não consigo nem descrever, não sabia nem que existia, mas as vezes com maconha (eu fumo um bom tanto) e entro numas paranoias que deus me livre, pânico mesmo, umas brisas filosóficas e existenciais muito fortes. Hoje eu aprendi a controlar isso e acontece bem menos fre

Eu falei tudo isso pra chegar em dois pontos. O primeiro é que esse tipo de transtorno de síndrome do pânico, transtorno de ansiedade, depressão, bipolaridade etc tem um processo diagnóstico complicado por terem causas muito difíceis de serem identificadas né. Não to dizendo que seu médico tá errado, claro que é possível que o lsd tenha provocado essa baixa de serotonina, mas se você já estava ansioso e nervoso, talvez você possa ter tido uma progressão desses sintomas. O segundo é que, assim como a maconha, o lsd age de acordo com "seu estado de espírito". Quando eu tomo lsd é sempre numa brisa muuito good vibes, mas maconha, como é frequente, acaba se prendendo na vibe do momento, que as vezes é de tensão mesmo, correria do dia a dia. As vezes sua experiência com lsd não foi boa pelo momento em que você tava passando. Eu, ao contrário de você, super recomendo lsd hahahahaha Fico sempre esperando uma oportunidade boa para usar, mas como qualquer droga, o lsd tem que ser respeitado. Espero que você, em um futuro em que você se sinta seguro o suficiente pra isso, consiga dar mais uma chance pro lsd, porque eu acho que uma combinação de maconha + lsd traria uma paz mundial que a gente não consegue nem imaginar kkk

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Visitante
Responder

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Processando...

  • Conteúdo Similar

    • Por Malta_Fe
      Olá, sou novo aqui e queria tirar uma dúvida com vocês, joguei umas sementes que separei do prensado e gostaria de saber se é um pezinho de maconha kkkkk

    • Por lucasoformiga
      Salvee galera, esse é o meu primeiro post, e tambem meu primeiro cultivo, estou com duvidas sobre a floração, o pé esta a mais ou menos 2 meses em floração, tirei algumas foto dos tricomas, sera que ja esta na hora da colheita? A historia desse pé foi quando meus pais descobriram que fumava, ele simplesmente nasceu do nada, eu comprava minha cota, e as sementes jogava tudo pela janela, um certo dia meu pai me perguntou, que pé de maconha é esse? eu fiquei tipo?????????? ele não foi muito bem cuidado, fiz duas vezes o transplante dele para colocar em um lugar mais seguro, longe de olhos, e acho que por isso ele não se desenvolveu tanto, segue as fotos






    • Por juniorxd308
      sensação de paralisia ao fumo, nunca tentei fazer um brizadeiro
    • Por doggbill
      Sempre fumei com um amigo q o irmão descolava a
      ganja em quantidade, mas esse amigo se mudou
       Nunca fui numa boca e nem sei onde tem uma, n conheço mais ngm q fuma
      tem algum jeito de eu descobrir onde ficam as biqueiras da minha cidade?
      PS: n moro perto de favela ou algum lugar q seja muito obvio, oq mais se aproxima são as praias
    • Por danizinha
      Galera, to indo pra expo no Uruguai e queria levar 10g pra não chegar lá na saga... só que to em choque por ser voo internacional e não saber qual o melhor jeito de levar.. vcs podem me ajudar? Obrigada 😊 
  • Tópicos

  • Posts

    • @Guilhermenv1 , além do over de N que é claro pela folhas em garras pra baixo, certamente teu PH zoou forte. Que idéia... sair jogando coisas na água` sem a possibilidade de medir depois... vc detonou o PH do solo. Diria que se autos, não tem mais jeito.... vc estragou o ciclo e não vai tirar nada dela.... sinto muito ser o portador da notícia. Eu mesmo sou 'iniciante'. Tenho o benefício de ter namorado 2 engenheiras agrônomas no passado e tenho/cuido de algumas "plantas de varanda" há mais de 20 anos... então entendo um pouco, bem pouco de planta... e menino deixa eu te contar uma coisa: É SÓ UMA PLANTA. Se não sabe o que fazer, não faz nada. Mete um pouco de húmus e acompanha teu solo.... agora querer fazer freestyle com plantas é bizarro. Desculpa se pareço professoral, não sou  e não tenho gabarito pra tal, mas tenho humildade para fazer o mínimo possível quanto não domino o assunto. Meu conselho para qualquer um que for começar é fazer o mínimo possível... esquece ferts... esquece co2... esquece ... faz o simples... o trivial... o que acontece na natureza... Um solo bom (eu não disse ótimo, mas bom), regas com medição de PH e muita, mas muiiiita obervação.   abs!  
    • Salve Rapa! Preciso ajuda dos grandes sabios! kk  Estou na 8 semana de floração e com alguns problemas não sei bem se falta de nutrientes ou excesso. Estou usando a linha completa da Remo nutrients fase floração, e minhas filhotas apresentam necrose nas folhas... pensei ser falta de K, mas estou regando constante com Remo Bloom e Astro Flower, juntamente aos outros do kit Remo(Remo Micro/ VeloKelp/ Natures Candy) parei com o Magnifical conforme indicação do fabricante (parar na 6 semana) pensei ser falta de Mg mas nao sei o certo tbm!. Pode estar ocorrendo algum overfert por conta dos outros ferts que estou usando e a planta nao conseguir absorver o potassio necessario?
    • "Orgulho nacional, patriota virtual Herói militar Xenofobia Boneco demente, paralisia mental Escória cerebral À merda, reacionários Não me importa nada que possas latir Eu sempre amei a liberdade" "Vandalismo é Lindo, de uma pedrada em um bolsonarista!!!"