Ir para conteúdo
Growroom

Dúvidas sobre Causa/Efeito da Maconha, pergunte ao Psicólogo


Recommended Posts

  • Usuário Growroom
Em 15/09/2016 at 02:41, Chronic- disse:

Então tava quase criando um tópico pra relatar uma experiencia minha, daí vi esse topico e vou postar aqui mesmo, to vendo tb q ta um pouco desatualizado mas vamos lá:

Então camarada..é uma Trip e tanto!

Como você é acostumado a fumar prensado, sem dúvida sentiu o efeito do Skank com mais potência, hoje existe uma grande diversidade de ervas e formas de cultivação. Plantas híbridas, hidropônicas, alteração genética, tudo para potencializar os variados efeitos ativos da planta.

A quantidade que você fumou certamente influenciou na "badtrip", como a quantidade de álcool ingerido, em exagero: nunca é uma boa combinação.

Bom que teve pontos positivos e negativos..para reflexão.

No mais, tudo tranquilo, essas situações fazem parte do nosso histórico. Enquanto estiver rolando aprendizado, é válido, mas é preciso saber avaliar quando a planta já não é mais pra você..todo carnaval tem seu fim!

Abraço!!

  • Like 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Usuário Growroom
3 horas atrás, daydreamin' disse:

A questão eh...ela não eh mais pra vc temporariamente ou pra sempre? :mellow:

Não sou psicólogo.

Mas na minha opinião nós estamos sempre mudando, sempre em transformação.

Logo algo que é bom hoje, pode não ser bom amanhã, e algo que não é bom hoje, amanhã pode ser.

Então, mais e melhor do que ninguém, você mesmo sabe o momento que está vivenciando e o que vai bem ou mal pra você nesse momento.

Isso em cada momento da sua vida.

No fim, a questão não é o que decretam para você e sim o que você mesmo sente.

  • Like 2
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Usuário Growroom

@H. H. Costa Que legal sua iniciativa, parabéns! Dá pra ver que o pessoal tem muitos relatos e acabam não falando pra ninguém, muito por causa de sempre ter a galera da "zoeira", que sempre vai tirar aquele sarro e falar que é tudo mentira ou simplesmente não vão entender. Tendo um profissional pra dar uma ideia exata sobre o que está acontecendo é muito legal.

Bom, vou tentar ser breve, tenho 28 anos, primeira vez que fumei foi lá pelos 17... mas fumo frequentemente a uns 7 anos. Já tive trips ótimas e trips horríveis, e fumando com bastante frequência a 7 anos me considero um tanto experiente para lidar com as bad trips, sempre que entro em uma já tenho mecanismos prontos pra distrair e tirar a atenção daquela bad, tipo, sempre vem na cabeça a frase "Putz, fumei demais..." e aí embarco naquela bad típica, suando frio, mãos geladas.. mas como falei, automaticamente consigo "conversar comigo mesmo" sabe? Me falo que tudo aquilo ali não é real, que é meu cérebro "brincando" comigo... tento concentrar em outras coisas, na música que ta rolando, num clip, ou seja la o que for, e com um tempo vai passando. Em algumas bads mais pesadas, tipo aquelas que aceleram o coração, faço alguns "exercícios" de respiração, mantenho a calma e tudo vai voltando ao normal... ou seja, esse é o "eu" experiente nas bads, rss.

Fumo somente prensado e em 98% das vezes só eu e minha namorada (ela fuma também) e em casa (local seguro), ou seja, aquele "Set" e "Setting" estão OK. Acho que um mês atrás me bateu uma briza beeem estranha e diferente. Uma típica sexta aqui é, vou no mercado, compro umas 6 garrafas de cerveja (pouco alcool para 2 pessoas), chego em casa, preparamos algo para comer, fumamos e ficamos aqui na sala, curtindo um som, laricando, conversando, brizando, ou seja, essas brizas são MUITO legais... mas uma bela sexta dessas, acho que fumei um pouco mais que devia e começou a bad, fiquei na minha, só naquela "conversa interna", mas dessa vez foi diferente, meu cérebro meio que me falava pra fazer algo ruim com minha namorada, tipo: "vai la na cozinha, pega alguma coisa e machuca ela, faz alguma coisa com ela..." disso pra pior... meu, foi muito sinistro, parecia uma "voz" dentro do meu cérebro, mas como disse, consigo lidar bem com essas bads e a minha voz do outro lado falava "Putz, olha que briiiza, olha no q vc ta viajando" e todo esse ciclo se repetiu várias vezes até a briza ir passando e eu conseguir voltar a conversar com minha namorada (q tava do meu lado). Enquanto eu tava nessa briza eu não conseguia falar nada, fiquei travado. Nunca tinha tido uma trip dessa, foi bem pesada, pensamentos MUITO negativos, foi bem bad mesmo. Talvez seja pelo momento, pelas energias ruins que fui acumulando e acabaram explodindo ali. Já tive oportunidade de fumar bud e a briza sempre foi muito mais positiva, lógico que já passei do ponto com bud também, mas aí a bad entra mais no meu primeiro exemplo do que nesse segundo aí.

Percebo também que tenho certo problema em administrar a chapação quando vou do 0 (totalmente sóbrio) ao 10 (totamente chapado) de uma só vez. Quando bate aquela chapação forte já de cara, normalmente já vem acompanhada de uma "badzinha". Tenho fumado aos poucos e isso não tem acontecido, ou seja, acendo, dou umas 3...4 bolas, apago, depois de um tempo mais umas bolas e assim vai.

Valeeu!

  • Like 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Usuário Growroom

Pessoal, 

Pesquisando um pouco sobre o assunto, observamos opiniões (até mesmo de especialistas) bem divergentes em relação a potenciais danos das habilidades cognitivas nos usuários.

Eu confesso que já pesquisei bastante o assunto e não tenho uma opinião formada.

Gostaria de dividir com vocês essa dúvida e saber o que pensam sobre o assunto

  • Like 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 1 month later...
  • Usuário Growroom
Em 02/12/2016 at 17:22, marcelo.gt disse:

@H. H. Costa Que legal sua iniciativa, parabéns! Dá pra ver que o pessoal tem muitos relatos e acabam não falando pra ninguém, muito por causa de sempre ter a galera da "zoeira", que sempre vai tirar aquele sarro e falar que é tudo mentira ou simplesmente não vão entender. Tendo um profissional pra dar uma ideia exata sobre o que está acontecendo é muito legal...

@marcelo.gt

Cara, vou tentar ser mais objetivo.

Que bad.. acho que a quantidade fumada também tem grande influência nas "bads".

O que você deve observar é se esses pensamentos tem acontecido com frequência, se já teve um pensamento semelhante a respeito de outras pessoas.

Caso foi uma coisa que aconteceu pela primeira vez, pode ficar numa boa.

O que acontece, principalmente devido a quantidade fumada, é que a maconha causa uma alteração psíquica, princípio ativo.

Nosso inconsciente fica acessível, ganha mais força para se expressar...abre as portas da percepção.

Se expressa de maneira desestruturada, carente de um julgamento lógico, sem uma formulação consciente de uma "ideia", conceito.

Podendo pensamentos assim emergirem do inconsciente, e talvez nem esteja diretamente relacionado com sua mina, pode ser com outra pessoa,

outra figura, outra linguagem...

Acho que o lance, fumar "parcelado" (dar uma bolas, apagar), tem suas vantagens, fica melhor pra controlar a onda.

A ideia, mesmo em relação à experiência, é manter a busca pela batida perfeita

Até mesmo que, com o tempo a gente vai conhecendo a nossa dose..

  • Like 2
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Usuário Growroom
Em 09/12/2016 at 16:28, FCM disse:

Pessoal, 

Pesquisando um pouco sobre o assunto, observamos opiniões (até mesmo de especialistas) bem divergentes em relação a potenciais danos das habilidades cognitivas nos usuários.

Eu confesso que já pesquisei bastante o assunto e não tenho uma opinião formada.

Gostaria de dividir com vocês essa dúvida e saber o que pensam sobre o assunto

@FCM

Então, acho que vou dar uma opinião um tanto pessoal.

Não vou debater sobre "potenciais danos".

Vejo, talvez, "potenciais danos" como algo de um processo longo prazo..mas não me atrevo afirmar isso ou aquilo.

A curto prazo não consigo sequer imaginar, alguém que começou a fazer uso da maconha e depois de 1 ano fumando ficou 30% mais burro.

Ou pessoas sem Histórico Patológico, desenvolver um Deficit de Atenção, Altismo, Alzheimer,  ou algo relacionado.

Existem casos onde o uso da maconha pode contribuir para o desencadeamento de uma depressão, assim como a cura.

Torna-se difícil falar sobre "potenciais danos"..acredito que tenham pessoas que deixem de estimular um lado, para estimular outro.

Não acho que em caso de baixo rendimento cognitivo a culpada seja a maconha, está relacionado à pessoa, que se acomodou.

Pois é fato que existem pessoas com Alto Desempenho Cognitivo, que são usuários regulares..

Depois que se nasce, não adianta..inicia a caminhada para o fim, nem todos os hábitos mais saudáveis do mundo vão te salvar do fim.

Se manter vivo ano após ano causa: Potenciais Danos das Habilidades Cognitivas!

 

  • Like 4
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Usuário Growroom

fumo maconha todo dia, há pelo menos oito anos. No começo, eu ainda havia muito que aprender sobre tudo e todos, ainda tenho, porém, muito coisa mudou nesses anos e aprendi demais. As vezes penso, que talvez, o fato de eu sempre usufruir da erva, possa estar relacionado com algo em minha vida, mas não é uma preocupação, não mais.

 Me diziam que eu ia ficar retardado no futuro com o uso crônico, isso no começo, entre os mais diversos rótulos colocados sobre a minha pessoa, mas normal de uma sociedade em um país emergente, que carece de educação e tantos outros itens básicos a vida. O interessante, é que nesse meio tempo, eu sai da minha zona de conforto em SP, onde morava com minha mãe e tinha meu emprego. Pensando em ampliar as possibilidades do futuro, me mudei pro interior do MS, muito diferente da minha antiga vida, começei uma nova. Foi muito difícil, no entanto, o beckinho sempre presente me ajudou nessa mudança brusca, de um cara que consertava celulares, para um acadêmico de agronomia.

Esse lance de permitir-se e acreditar na verdade, independente dos muitos dizeres de ignorantes que lotam nosso país sub desenvolvido, permitiu que eu me esforça-se, como sempre o fiz, em aprender. Aprendi, conclui os 5 anos de graduação, estou agora indo ao mestrado, fui aprovado em primeiro lugar. 

  • Like 2
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Usuário Growroom
9 horas atrás, JKO disse:

fumo maconha todo dia, há pelo menos oito anos. No começo, eu ainda havia muito que aprender sobre tudo e todos, ainda tenho, porém, muito coisa mudou nesses anos e aprendi demais. As vezes penso, que talvez, o fato de eu sempre usufruir da erva, possa estar relacionado com algo em minha vida, mas não é uma preocupação, não mais.

 Me diziam que eu ia ficar retardado no futuro com o uso crônico, isso no começo, entre os mais diversos rótulos colocados sobre a minha pessoa, mas normal de uma sociedade em um país emergente, que carece de educação e tantos outros itens básicos a vida. O interessante, é que nesse meio tempo, eu sai da minha zona de conforto em SP, onde morava com minha mãe e tinha meu emprego. Pensando em ampliar as possibilidades do futuro, me mudei pro interior do MS, muito diferente da minha antiga vida, começei uma nova. Foi muito difícil, no entanto, o beckinho sempre presente me ajudou nessa mudança brusca, de um cara que consertava celulares, para um acadêmico de agronomia.

Esse lance de permitir-se e acreditar na verdade, independente dos muitos dizeres de ignorantes que lotam nosso país sub desenvolvido, permitiu que eu me esforça-se, como sempre o fiz, em aprender. Aprendi, conclui os 5 anos de graduação, estou agora indo ao mestrado, fui aprovado em primeiro lugar. 

Parabéns, irmão!

Maconheiro e primeiro lugar!

Quebrando os mitos de que ganja deixa burro e/ou preguiçoso.

  • Like 2
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 9 months later...
  • 2 years later...
  • Usuário Growroom

Saudações irmandade! 

Sempre apreciei a ganja ...  Infelizmente, 98% do uso foi prensado. 

O problema não está com planta de poder. Está comigo 

Tenho ansiedade grave, já tive depressão, síndrome do Pânico e esgotamento mental. 

Tem dois anos que eu vejo tudo em câmera lenta ... As vezes tbm fica MT rápido ... Não tenho noção de espaço e tempo.  Eu tinha melhorado um pouco os sintomas mas voltei a fumar 3 meses atrás e entrei de novo nessa noia... Esses últimos 4 dias... Foi tenso d+.. eu estou evitando de sair  de casa .. estou sem comer pq perco o controle na rua ... Ontem sair de bike e me sentir numa bolha flutuando ... Carros vinha em minha direção em câmera lenta ... 

 

Desculpa o português ... O teclado está flutuando 

 

 

 

 

 

Link para o post
Compartilhar em outros sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Visitante
Responder

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Processando...
  • Conteúdo Similar

    • Por robertcioato
      Folhas mais novas do meu pé de cannabis estão murchando, parece desidratação mas a rega está regular, o problema é nutricional


    • Por Vnshuet
      Incrível como antes eu tinha uma certeza absoluta de que eu não pararia de fumar maconha de forma alguma pq ela sempre me ajudava de alguma forma, fosse na vida pessoal e/ou profissional. Quando me perguntavam pq eu nao dava um tempo ou ate mesmo pq eu nao parava de fumar, a resposta era rapida: pra quê? a maconha nao me atrapalha, ao contrario, ela me ajuda. Talvez nao parar, mas reduzir o consumo antes, tivesse me ajudado. 
      é aquilo que todo mundo fala, no inicio era so onda boa, risada, tranquilidade e etc... eu fumava quando estava ansiosa/preocupada e tudo parecia ficar claro na minha mente, parecia que eu tinha controle da situação. Tudo em demasia faz mal ne? eu comecei a fumar de manha, antes de ir pro trabalho, quando chegava no trabalho e quando saía, e sempre que eu fumava no trabalho (no início) meu rendimento melhorava, meu desempenho, e sem contar que eu tinha mais paciência com meus clientes, e dificilmente me irritava (um sonho ne?)... pois bem, o sonho virou pesadelo. Em um certo tempo eu fumava e começava a ficar paranóica, na minha cabeça as pessoas estavam me vigiando, falando de mim, comecei a ter distorção de audição, taquicardia terrivel que parecia que meu coração ia sair pela boca, ficava suando frio e meu corpo LITERALMENTE tremia de dentro pra fora, espasmos musculares violentos (fortíssimos e mt perceptíveis), me dava crise de pânico, enfim... nao parecia mais a minha boa e velha ervinha da felicidade. Demorei muito pra aceitar que uma das únicas coisas que me deixava extremamente bem agr estava me deixando mal. Mas enfim aceitei. Talvez eu tenha associado meu medo/paranoia ao uso da maconha (como disse um amigo meu), ou talvez eu so tenha abusado demais na utilização. 😪
      De qualquer forma, espero tanto poder voltar a fumar novamente algum dia e me sentir tao bem quanto me sentia no início, mas por enquanto me escolho acima da verdinha. 
      Me sinto mt bem deixando esse relato aqui pq dps de ler varios outros, eu me senti mais tranquila por nao estar “louca”. Espero que seja uma fase e que eu consiga passa-la. 
      Se tu leu ate aqui, obrigada ❤️
    • Por fielpcp
      Boa tarde galera, fumo há 8 anos e nesses ultimos anos quase sempre que fumo um tenho uma leve crise de panico e paranoia, mas o que corta esses sintomas é quando eu faço sexo ou quando me masturbo. Queria saber se alguem tem esse tipo de comportamento?
      E para quem tem sintomas de ansiedade ,crise de panico apos fumar um e nao quiser ficar na bad trip, tentem fazer isso ver se resolve porque pra mim isso é uma das melhores sensações quando ta na trip, esse combo thc e sexo <3.
×
×
  • Criar Novo...