Ir para conteúdo
Growroom

Recommended Posts

  • Usuário Growroom

Nem verde, nem maduro...

Na real, teoricamente pra America Latina é de boa, foda é Europa, BR é rota de passagem de coca...

Mas na prática até voo domestico é arriscado, já desci em aeroporto internacional de capital em terminal doméstico e foi sempre de boa, mas já peguei voo em cidade pequena e media rolando operação com cão, uma era cachorro farejando mala antes do embarque ( a PF ainda podiam fazer operaçao padrao, hj acho q nao rola mais) e uma vez com cachorro passeando no saguão.

Não vale a pena o risco por prensado que é facil conseguir la.

  • Like 2
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 1 month later...
  • 3 weeks later...
  • Usuário Growroom

Parceiro a essa altura do campeonato você já deve ter ido e voltado, mas já passei pela mesma situação... Em meados de julho de 2014 fui para Argentina com minha namorada. Eu tava recém formado da faculdade, tinha uns 22 anos e ela 20. Ia passar uns 21 dias lá e fiquei nessa tensão, levo ou não levo... Um amigo que faz medicina lá me disse que descolava um prensado, mas pela alta temporada até o prensado tava ruim. Então não teve jeito, após tentar, em vão, conseguir alguma info com pessoas que tem mais experiência no assunto aqui no forum (todos me ignoraram, e até entendo, é foda você passar dica pra alguem que pode rodar feio. SIM, você pode rodar feio fazendo isso), lá fui eu pro Aeroporto internacional de guarulhos com 25 gramas de skunk#1 devidamente embaladas (e quase que prensadas) no meu saco.

Sim, dizem que a regra número 1 é NEVER BODYPACK (nunca leve consigo mesmo), porém foi onde senti mais confiança e levei meio que enrolado no meu pau/saco com umas fitas. Dei aquela amaciada pra nao fazer tanto volume e conseguir andar normal e vamo que vamo... Checkin, fila da "alfândega" para sair do Brasil. A fila tava monsta e ficava passando na tv os crimes etc e bem no de drogas lembro perfeitamente que aparecia a folha da erva, cruzava como proibido na sequencia e já falavam as penas para tráfico internacional de substâncias ilícitas. Essa hora admito que deu um leve medo. A mulher que tava na minha frente teve que tirar os sapatos e deram uma boa geralzinha nela (que se fosse em mim ACHO que não teriam achado, o cara ia ter que ficar apalpando muito meu pau), eu e minha namorada passamos sem problemas e sem geral. Ao chegar na Argentina passamos por tudo sem o menor problema, não ví polícia nem cachorro.

Então a viagem foi ótima, fumei pra caralho e até descolei alguns roles e dicas muito legais de hermanos que chegaram junto pelo cheiro e apreciaram as flores. Fumava em qualquer praça (tem MUITAS em todo lugar em Buenos Aires) em qualquer hora do dia sem problema nenhum. A noite fumava na rua mesmo sem nem precisar entrar nas praças.

 

Na hora de voltar para o Brasil tomei uma geral bem de leve no aeroporto de Buenos Aires, mas já não tinha mais nada.

 

Espero que tenha ajudado, procurei muito alguem com um relato tipo o meu quando eu estava prestes a ir e não achei. Mas lembre-se que é PERIGOSO pra caralho e a merda pode ser grande.

 

Abraço e boa sorte!

  • Like 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Usuário Growroom
6 horas atrás, K2X disse:

todos me ignoraram, e até entendo, é foda você passar dica pra alguem que pode rodar feio. SIM, você pode rodar feio fazendo isso

Poisé. E eu lembro de fazer viagem internacional, felizmente sem levar nada, e passar um guarda com o cachorro do lado da fila, com o guarda praticamente colocando o fucinho do cachorro em cima de mim.. Mas quem roda não volta pra contar a burrada que fez, né?

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Usuário Growroom
5 horas atrás, wet-coma-dreams disse:

Poisé. E eu lembro de fazer viagem internacional, felizmente sem levar nada, e passar um guarda com o cachorro do lado da fila, com o guarda praticamente colocando o fucinho do cachorro em cima de mim.. Mas quem roda não volta pra contar a burrada que fez, né?

Com certeza, jamais levaria pra fora do país novamente.

  • Like 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 3 years later...
  • Usuário Growroom

Salve Família! Pessoal tô com dúvida, vou fazer um vôo nacional, de Campinas para região de P.Prudente, quero trazer uns beck de lá, porque né! O beck lá tá 20x melhor que o da minha city heheheh, porém é muito arriscado ? Ou já é mais de boa? Quero trazer umas 4 Paranga no máximo, da pra levar na bolsa mesmo ou deixo comigo na cueca ? Voo8nacional pro interior ainda.. 

Link para o post
Compartilhar em outros sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Visitante
Responder

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Processando...
  • Conteúdo Similar

    • Por babydarling
      Eu fumava maconha desde os 16 e atualmente tenho 22, mas não era usuária, fumava de vez em quando e um pouco apenas para ficar alegre ou leve.
      Eu tinha experimentado papel uma vez, mas não me causou nada demais e tinha vontade de experimentar novamente, no começo desse ano, o momento chegou e resolvi dropar um papel, só que eu dropei uma quantidade muito grande, segundo a minha amiga. Na hora só estava eu e meu namorado no quarto e o que eu senti, nunca aconteceu antes: a famosa “bad trip”. No começo era como se tudo que eu tivesse vivido fosse uma mentira, depois eu literalmente senti que morri e tava no meu pós vida, eu não conseguia falar nada, as coisas ficavam em loop, depois em câmara lenta, teve uma hora que senti que se abrisse a porta do meu quarto seria a porta para entrar no inferno, enfim realmente eu nunca tinha sentido nada igual então me deixei levar pela bad, acho que nesse dia fui até a última camada da minha mente, foi horrível, mas por estar com meu namorado e minha amiga depois chegou para ajudar, então consegui sair da bad. Beleza, vida que segue. Falei que nunca mais iria usar papel.
      Depois de um mês, fumei um baseado, mas foi bem pouco mesmo e “pá” entrei na bad trip de novo, dessa vez foi menos intensa, apesar de eu estar em um ambiente onde eu só conhecia minha amiga, eu já tinha noção que tudo que acontecia era coisa da minha cabeça e ao invés de ficar trancada dentro da casa que me causava um pouco de pânico, a gente saia para eu espairecer o que me ajudava a ficar “sã”. Enfim, na primeira vez que aconteceu isso, eu superei, era como se nada tivesse acontecido, mas na segunda bad apesar de ter sido mais “tranquila”, eu não consigo “superar” vez ou outra fico pensando nisso, e isso foi em fevereiro, eu tento desviar meu pensamento quando acontece mas sempre vem as lembranças. Inclusive teve um dia que eu não tinha fumado, nem bebido nada, e simplesmente eu senti como se estivesse entrando na bad. Foi muito do nada, acho que durou uns 3 minutos, fiquei dizendo a mim mesma que era coisa da minha cabeça, que tava tudo normal, mas parecia muuuito um começo de bad trip. Foi muito estranho, porque realmente era um dia comum e eu não tinha usado nada, isso que vem me assustado... Talvez, por pensar demais está me causando algum tipo de transtorno/trauma...  Minha bad vem muuuito visual e sonora, então por mais que eu tente me concentrar tá tudo distorcido, voz, pessoas, olhares, etc então, por mais que eu tente manter a calma é difícil porque tudo ao meu redor tá distorcido.
      Resolvi então ler sobre os sintomas pós-bad trip, encontrei esse site e resolvi contar minha experiência para vocês. 
    • Por BrunaSella
      Olá, estou passando por uma experiência muito negativa com a maconha e preciso de ajuda
        não uso com frequência, devo ter usado umas 10 vezes no máximo
      mas essa semana eu e meu namorado resolvemos fumar, estávamos no quarto dele que é bem fechado e bolamos um beck “grande” não era um fininho.
       No começo da onda tava tudo bem, tive uma crise de riso q eu não conseguia me controlar de tanto q eu ria porém, em uns 5 minutos a crise de risada começou a virar uma dor muito forte no peito parecia q eu ia infartar e meu coração ia sair pra fora do peito, comecei a me desesperar é só piorava jurei q fosse morrer, bebi uma água tentei me acalmar mas então decidimos pedir um uber e ir pro upa (meu namorado tbm estava com mal estar porém n sentia essa dor no peito só o coração acelerado) tive uma bad trip daquelas, músculos do corpo inteiro contraindo, tremedeira, dormência q estava toda hr em um lugar, fora a tontura, fraqueza, parecia q estava tudo em câmera lenta, e tbm via tudo em quadros como se a mesma coisa estivesse acontecendo dnv e dnv, foi barra, chegando lá eu fiz um eletrocardiograma e deu tudo normal, voltei pra casa.
       Porém desde então eu venho tendo alguns sintomas estranhos já fazem 5 dias q isso aconteceu porém a dor no peito a dormência q as vezes fica nos braços ou nas pernas, me sinto fraca, meu corpo todo dói, sem falar q fico pensando demais é isso só acaba piorando, já fiz uns 3 eletros, já fiz raio x do tórax e até então tudo normal, porém não aguento mais sentir isso, fico tendo uns comportamentos repetitivos tipo ficar mexendo a perna, inquieta msm e só queria saber se é normal sentir isso por tanto tempo.
       O que mais vem me perturbando é a dor no peito q cada hr está em um lugar sinto tbm alguns tremores as vezes enfim TODA BICHADA KKK e eu ainda fico pesquisando os sintomas q eu tenho (o que não ajuda nenhum pouco) alguém q já tenha passado por isso?? Quando isso vai passar? Ou o que eu posso fazer pra acabar com isso. Sério já cheguei a chorar pq n aguento mais!!
      obs: meu namorado tbm teve a bad só q ele já está bem e eu ainda estou nessa 
    • Por gio_ganja
      Fala galera! há um tempo eu comecei a tomar café de manhã p me sentir mais concentrada pros estudos, e sempre fiz o uso da maconha no final do dia. Mas as vezes acaba de eu misturar os dois, curto a brisa que dá e tal..  O que acontece é que as vezes eu sinto vontade de fazer algum exercício por causa da energia que o café dá, e uma vez eu fumei e fui correr ouvindo um som e curti a onda então fico pensando em ir dar uma corrida ou fazer qualquer exercício quando eu misturo os dois, só que bate um medo de ter um ataque cardíaco ou sei lá! Alguém aí já teve essa experiência ou sabe se pode dar ruim? 
      😘😘😘
    • Por felipkkkjk
      Eu sempre fumei maconha, mas a minha namorada nunca tinha fumado antes, conversamos sobre isso e ela decidiu experimentar, tudo lindo perfeito, a primeira vez foi na praia, só eu e ela, mas não aconteceu absolutamente nada, nenhum efeito corporal ou mental, absolutamente nada. Justamente por eu ter passado por isso na primeira vez que eu fumei, eu não estranhei nem nada, só expliquei que é perfeitamente normal e que talvez nas próximas vezes bate normal, mas ela já tentou cerca de cinco ou seis vezes e nunca aconteceu nem um traço de "tô ficando meio chapada". A gente já tentou com flor e prensado e não teve efeito nenhum, normalmente a gente fuma um cigarro inteiro, as vezes dois, mas nunca resulta em nada, e isso é extremamente decepcionante pra ela, porque ela sempre associou o efeito com uma coisa incrível.

      Alguém tem ideia do que fazer pra dar certo? A gente tava pensando em fazer um brisadeiro ou tentar de novo com uma planta melhor.
      OBS: Ela tá tragando certo.
×
×
  • Criar Novo...