Ir para conteúdo
Growroom

Recommended Posts

Folha on line 

http://m.folha.uol.com.br/bbc/2015/09/1688798-polemico-grupo-de-patrulheiros-fundado-nos-eua-faz-rondas-contra-arrastoes-no-rio.shtml?mobile
DA BBC BRASIL
30/09/2015 21h43

Reprodução/Guardian Angels    

Sempre uniformizados, patrulheiros fazem rondas, mobilizam suspeitos e conduzem vítimas a delegacias ou hospitais
Um grupo de "patrulheiros civis" criado há mais de 30 anos nos Estados Unidos está atuando na Zona Sul do Rio de Janeiro para reprimir roubos e arrastões.

Treinados em defesa pessoal e primeiros socorros, voluntários brasileiros do Guardian Angels (ou "anjos da guarda") circulam pelas ruas da cidade para "realizar prisões em flagrante" e "garantir a ordem e a segurança das pessoas de bem". Seus integrantes andam desarmados e se baseiam no artigo 301 do Código Penal, que permite a qualquer cidadão dar voz de prisão a infratores flagrados cometendo delitos.

Na prática, sempre uniformizados, os patrulheiros fazem rondas em bairros como Copacabana, Lagoa e Ipanema, imobilizam suspeitos até a chegada da polícia e conduzem vítimas a delegacias ou hospitais. Desde os arrastões registrados em setembro, eles intensificaram a divulgação das abordagens em grupos fechados no Facebook.

Nas páginas, os adeptos da "tarefa voluntária de patrulhamento de segurança para livrar as comunidades do crime" recebem elogios de moradores, que enviam relatos de ocorrências e crimes para os voluntários. Procurada pela reportagem, entretanto, a Secretaria de Segurança Pública do Estado criticou a presença do grupo nas ruas.

"A segurança pública deve ser exercida por servidores capacitados para a função", disse equipe do secretário José Mariano Beltrame, em nota.

À BBC Brasil, o advogado Henrique Maia, fundador do Guardian Angels no Brasil, defende seus seguidores. "Nossa instituição realiza intervenções urbanas, salvando vidas e recuperando patrimônio das vítimas", diz.

Criada em 1979, em Nova York, para combater o aumento dos índices de crimes no bairro do Bronx, a entidade diz reunir hoje 5 mil voluntários, em 144 cidades e 17 países. Nos Estados Unidos, divide opiniões e é classificada por alguns como grupo de extrema direita ou milícia, mesmo que desarmada.

Maia rebate as críticas. "Milícia é um grupo clandestino e que comete crimes", diz. "Somos pessoa jurídica de direito privado." Desde 2007, o grupo é registrado como ONG no Cadastro Nacional de Entidades de Utilidade Pública do Ministério da Justiça.

Defensor da pena de morte, do direito ao porte de armas e da redução da maioridade penal, Maia continua: "Posso lhe assegurar que as facções criminosas não têm CNPJ".

ANO NOVO, CARNAVAL E OLIMPÍADA

Os Guardian Angels não informam quantos voluntários reúnem no Rio de Janeiro, mas aproveitam a visibilidade nas redes sociais para angariar novos membros por meio de cursos gratuitos em "defesa pessoal, primeiros socorros e prisão em flagrante".

As apostilas são enviadas por mensagem privada para os interessados e o treinamento dura 108 horas, incluindo aulas de técnicas de patrulha ("interromper uma luta, prisão em flagrante e apreensão de entorpecentes quando a quantidade for relevante") e de defesa pessoal ("quedas de cabeça, colocar no chão, evasão, garra de interceptação").

Aulas práticas são dadas na praia do Arpoador, bem próximo à sede do grupo, em Ipanema. Após receberem diplomas, todos membros são obrigados a usar o uniforme oficial ("sem custo") –uma mistura inusitada de boina e casaco vermelhos destacados por camiseta branca presa dentro da calça.

"Espero entregar para a cidade uma próxima turma de formandos preparada para atuar em grupo no verão, no Ano Novo, no Carnaval e principalmente nos Jogos olímpicos", diz o fundador do Guardian Angels no Brasil.

O patrulheiro rechaça comparações com os "justiceiros" (como ficaram conhecidos os praticantes de artes marciais que prometem vingança e espancamentos a envolvidos em arrastões), a quem define como "gangue de tendência neonazista e miliciana".

Diferentemente dos "justiceiros", que dizem pautar sua atuação pela "ineficiência da polícia e do Estado em perseguir criminosos", o líder dos Guardian Angels afirma apoiar "integralmente as ações do Governo e da PM".

Questionada sobre a atuação do grupo, a Secretaria de Segurança Pública do Rio disse que "um inquérito na Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática da Polícia Civil apura a atuação criminosa dos chamados grupos de justiceiros nas redes sociais".

A BBC Brasil apurou que os Guardian Angels, entretanto, não estão na mira da investigação.

NÃO A ÁLCOOL, DROGAS E PORNOGRAFIA

Maia também compara "justiceiros" a "black blocs" e diz que "ambos primam por incrementar a violência urbana, além de consumirem a maconha e outras drogas".

Quem fuma a erva, aliás, é terminantemente expulso dos Guardian Angels.

"Se fosse aprovada a pena de morte aqui no Brasil e eu fosse entrevistado para opinar sobre quem começaria primeiro, o ladrão ou o maconheiro, sem medo de errar votaria no maconheiro para ser eliminado", diz Maia, em uma de suas postagens.

"Conseguem ser piores que o pivete analfabeto", afirma.

Segundo as regras do grupo, só são aceitos voluntários sem antecedentes criminais e maiores de 16 anos. "Nenhum usuário de álcool e drogas pode ser membro", diz o estatuto, que também proíbe o porte de armas e material pornográfico.

Desde 2007, a ONG é registrada com quatro atribuições principais: Organização Humanitária, de Segurança Pública, Educacional e de Direitos Humanos. Os últimos, entretanto, são frequentemente atacados por Maia nas redes.

"Eles (os Direitos Humanos) só defendem bandidos e financiadores de bandidos", diz.

Em uma discussão sobre os "coretos" (como são chamados os grupos de jovens da periferia que praticam roubos e arrastões em áreas ricas), Maia disse que seus membros "são feios igual (sic) aos Gremlins, não possuem higiene pessoal e fedem muito".

O advogado prossegue: "Imagine, eles têm naturalmente maior produção de melanina por ser (sic) uma grande maioria de cor preta".

VOLTA AO CENTRAL PARK

Maia aparece em uma foto no site oficial do grupo americano durante uma de suas rondas em Copacabana durante a Copa do Mundo. Em seu perfil no Facebook, publica fotos tiradas em 2002 ao lado do fundador da matriz, que foi responsável por seu treinamento em 2002.

É a matriz americana que provê os uniformes e materiais didáticos para os Guardian Angels brasileiros.

No exterior, os Guardian Angels voltaram a ganhar manchetes em jornais na semana passada, graças ao anúncio de que voltariam a patrulhar o Central Park, no coração de Nova York, por conta do aumento nos índices de violência na região.

Os voluntários não pisavam oficialmente no Central Park desde 1994, após o aumento do efetivo policial na área promovido pelo então prefeito Rudolph Giuliani. Fundador e líder global do grupo, o radialista Curtis Sliwa culpou o atual prefeito Bill de Blasio por ser "alheio" à escalada do crime.

Na época, o grupo também encarava uma crise de reputação no país.

Segundo reportagem publicada pelo jornal The New York Times, em 1992, Sliwa teria admitido que seis abordagens divulgadas pelos Guardian Angels foram na verdade "golpes de publicidade" encenadas por dublês no lugar de bandidos.

Segundo o jornal, Sliwa e sua mulher tocavam um grupo que se transformou "em pouco mais que uma força de segurança para um quarteirão de restaurantes".

Por aqui, o braço brasileiro do grupo teve seu auge de visibilidade em julho de 2003, quando patrulheiros levaram para delegacia grafiteiros que pintavam o muro do Jockey Clube, no Rio.

Editado por Alexandre Martins

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Irado isso. Na boa fora a questão das drogas eu dou meu apoio a eles porque vou te dizer povo ta de palhaçada fugindo de pivete? Deveriam desossar esses mlks e não depender de um grupo justiceiro. Isso não é só arrastao é geral. Sempre falo que a segurança da residencia deve esta nos moradores e na porta da rua e não no portao, na camera, na cerca eletrica, cachorros etc... Que isso? Peniteniaria ou uma residencia? Isso porque a porta deveria ser um meio  pra privacidade e não pra segurança, a segurança precisa estar na pessoa, no indivíduo em si. Não deveriamos depender de um grupo assim. A questão da maconha é uma imagem que está mudadando é como o alcool; eu mandaria alguns bebados em pleno carnaval a cadeira eletrica tranquilo. Mas eu algemaria alguns ladroes junto a eles pra aproveitar a viagem tambem. Mas outros bebados eu deixaria solto. Isso porque alguns bebados não tem senso nenhum, são um lixo sobrio e serao assim bebados. Mas concordo, não posso generalizar como esse filho da puta fez.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
2 horas atrás, Pedro93 disse:

Irado isso. Na boa fora a questão das drogas eu dou meu apoio a eles (...) Deveriam desossar esses mlks e não depender de um grupo justiceiro. (...)Sempre falo que a segurança da residencia deve esta nos moradores (...) ; eu mandaria alguns bebados em pleno carnaval a cadeira eletrica tranquilo. (...) algemaria alguns ladroes junto a eles pra aproveitar a viagem tambem. (...)Mas outros bebados eu deixaria solto. (...) alguns bebados não tem senso nenhum, são um lixo sobrio e serao assim bebados. Mas concordo, não posso generalizar como esse filho da puta fez.

Rapaz,

Que discurso contraditório. triste, odioso e fascista, pqp!!!

Sai dessa irmão! Nem você e nem eu somos ninguém pra julgar qualquer pessoa, mas essa tua letra aí tá muito estranha e totalmente errada!!

Você quer ter para você o poder de decidir quem vive ou quem morre no mundo, é isso?

Para o mundo que eu quero descer!

  • Like 7

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@boas_ondas

Desculpa se ficou mal entendido.

Mas o contraditorio é que sou contra a esse tipo de associação. Mas as pessoas são muito na delas cara, se acontece algo o seu lado voce nao vai fazer nada? acho que se não for pra incentivar as pessoas a agirem, não serve de nada, mas se for pra incentivar cara é util. Porque as pessoas precisam ter um comportamento mais no minimo "corajoso". Não queria falar dessa situação mas eu vi um desses jovens cujo os pais não meteram a surra e passaram a ser rebeldinhos. Estavam fumando maconha no vagão do metro. (Tanto lugar para fumar, precisa ser no pior lugar da vida?)Ninguém entrou no vagão simplesmente por causa do cheiro. Quando eles decessem o cheiro continuaria ainda por algumas estações. O impressionante que ninguém fez nada. Pra mim nao foi um incomodo, mas me lembra quando eu vejo pessoas vomitando ou bebendo alcool no trem simplesmente dá vontade de retirar a pessoa no minimo... Isso não seria motivo para pena de morte. Mas um cara que sabe que vai beber, pega o carro e vai pro churrasco bebe e depois na volta atropela alguem e mata depois vem pedir desculpa e habeas corpus? Essa pessoa tem no minimo pagar em dobro pelo crime, por ter cometido o atropelamento e por estar bebada, sem direito a defesa no sentido de estava dirigindo corretamente apesar da embriaguez. Ta louco ela não tem direito nem condições de avaliar a situação por mais que diga o contrario. O erro começou ao sair de casa com o carro para ir beber. Já perdeu o direito ai. Portanto essas situações em que a pessoa interrompe a vida da outra fazendo algo que não tinha direito de fazer provoca o desejo de pena de morte sim, é uma irresponsabilidade que custou a vida de alguem. Infelizmente. Quanto a um cara que mata pra defender seus negocios, observe que não é so no trafico que ocorre isso, tambem perde direito de viver. Recentemente apareceu na midia um cara que matou todos seus ex funcionarios que abriram um negocio proprio. Um cara desses perdeu direito de viver a muito tempo. Desculpa se eu desagrado. Mas esses caras que roubam nas ruas, eles vão a mando dos mais velhos. Simplesmente são peões do jogo de xadrez. Eles não podem ser presos por serem menores, não podemos bater neles, mas tudo que esses caras fazem é prender até a policia chegar. O desejo de pena de morte a esses garotos existe mas simplesmente não foi executado, portanto não vejo os guardian com tanta crueldade. Esse ódio por maconha que eles demonstram está simplesmente ligado ao conceito de que são os usuários que financiam o trafico e esses comportamentos. Sabemos que os responsaveis pela economia tem culpa nisso. E que situações de autosustento no cultivo mudam esse comportamento. De acordo vamos trabalhando pra mudar isso a opinião desses caras vão mudando.  Não vejo isso como tão ruim. Acho que as pessoas precisam tomar mais atitude de defender o proximo. Lembro de um episodio em que as maes protegeram os filhos do arrastao com os cabos dos guarda-sol kkkkkkkkk assim tem que ser. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
7 horas atrás, Pedro93 disse:

@boas_ondas

Desculpa se ficou mal entendido.(...)

(...)sou contra a esse tipo de associação. Mas (...) se acontece algo o seu lado voce nao vai fazer nada? (...) se for pra incentivar cara é util. (...)as pessoas precisam ter um comportamento mais (...) "corajoso". (...)eu vi um desses jovens cujo os pais não meteram a surra e passaram a ser rebeldinhos. Estavam fumando maconha no vagão do metro. (...)O impressionante que ninguém fez nada. (...)me lembra quando eu vejo pessoas vomitando ou bebendo alcool no trem simplesmente dá vontade de retirar a pessoa (...)... Isso não seria motivo para pena de morte. (...)um cara (....) pega o carro (...)bebe e depois (...) atropela alguem e mata depois vem pedir desculpa e habeas corpus? (...) pagar em dobro pelo crime, por ter cometido o atropelamento e por estar bebada, sem direito a defesa (...) ela não tem direito nem condições de avaliar a situação por mais que diga o contrario. O erro começou ao sair de casa com o carro para ir beber. Já perdeu o direito ai. (...)essas situações em que a pessoa interrompe a vida da outra fazendo algo que não tinha direito de fazer provoca o desejo de pena de morte sim, (...)  não podem ser presos por serem menores, não podemos bater neles, (...) desejo de pena de morte a esses garotos existe (...) não vejo os guardian com tanta crueldade. (...) as pessoas precisam tomar mais atitude de defender o proximo

Ficou confusa a explicação e me pareceu ainda mais que você demonstra ser SUPER a favor de práticas violentas e fascistas. Onde se lê corajoso, na minha opinião, você descreve justamente o contrário, esse é um comportamento ABSOLUTAMENTE covarde, um grupo de pessoas que se junta para ir fazer justiça com as próprias mãos pelas ruas? Isso é coragem para você? Fala sério!!

E onde tenta justificar que a educação deve ter sua base na violência doméstica, discordo completamente. Pais devem educar seus filhos para serem pessoas civilizadas, e com habilidade de conviver em sociedade, com tolerância as diferenças e auto controle para não sairem por aí e se tornarem babacas intolerantes e fascistas que se entitulam justiceiros. Não há necessidade alguma de impor autoridade pela violência física em ambiente familiar. Em uma sociedade evoluida e. civilizada ninguém tem o direito de bater em ninguém, nem adultos em crianças, nem crianças em crianças, nem adultos em adutos, e NEM PAIS EM FILHOS.

Depois tenta argumentar que se alguém comete um crime de transito estando embriagado merece pena de morte! Queria ver um conhecido ou parente teu (quem nunca?) sendo enquadrado na lei seca e você indo lá gritar na cara dele "Merece morrer, mané!! Vai morrer!! Matem ele logo antes que ele possa fugir!!!". Segundo a logica exposta no seu comentário, poderiam matar ele já na ida, antes de beber!!!

Não se esqueça que existe um sistema de justiça e código penal, embora super falho, em vigor e sugiro que caso não concorde em nada com ele, mobilize os parlamentares que te representam, ou forme associações e realize manifestações para tentar mudar as coisas, se assim acredita que devem mudar. No momento, com as leis que temos, você está a cometer um crime por querer matar ou defender o assasinato de alguém. Justiciamento (justiça com as próprias mãos) é uma prática super típica de grupos de extrema direita, fascistas, nazistas, skinheads, etc. Pense aí se estes grupos te representam?

Se eu fosse uma pessoa malvada, torceria com todas minhas malignas forças para que você e esse grupo justiceiro se encontrem logo, você esteja fumando seu baseado bem traquilo e na sua, e tome muita porrada e quem sabe uns tiros também, talvez assim você conseguisse entender o absurdo que está defendendo.

Mas, vou te desejar sabedoria e lucidez para que evolua e supere essa fase obscura da sua vida onde defende a morte seletiva daqueles seres que te são indiferentes ou contrários ãs suas crenças e aspirações. E que descubra na tolerância a compaixão uma forma de evolução pessoal e espiritual.

Paz

  • Like 4

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
8 horas atrás, Pedro93 disse:

@boas_ondas

Desculpa se ficou mal entendido.

Mas o contraditorio é que sou contra a esse tipo de associação. Mas as pessoas são muito na delas cara, se acontece algo o seu lado voce nao vai fazer nada? acho que se não for pra incentivar as pessoas a agirem, não serve de nada, mas se for pra incentivar cara é util. Porque as pessoas precisam ter um comportamento mais no minimo "corajoso". Não queria falar dessa situação mas eu vi um desses jovens cujo os pais não meteram a surra e passaram a ser rebeldinhos. Estavam fumando maconha no vagão do metro. (Tanto lugar para fumar, precisa ser no pior lugar da vida?)Ninguém entrou no vagão simplesmente por causa do cheiro. Quando eles decessem o cheiro continuaria ainda por algumas estações. O impressionante que ninguém fez nada. Pra mim nao foi um incomodo, mas me lembra quando eu vejo pessoas vomitando ou bebendo alcool no trem simplesmente dá vontade de retirar a pessoa no minimo... Isso não seria motivo para pena de morte. Mas um cara que sabe que vai beber, pega o carro e vai pro churrasco bebe e depois na volta atropela alguem e mata depois vem pedir desculpa e habeas corpus? Essa pessoa tem no minimo pagar em dobro pelo crime, por ter cometido o atropelamento e por estar bebada, sem direito a defesa no sentido de estava dirigindo corretamente apesar da embriaguez. Ta louco ela não tem direito nem condições de avaliar a situação por mais que diga o contrario. O erro começou ao sair de casa com o carro para ir beber. Já perdeu o direito ai. Portanto essas situações em que a pessoa interrompe a vida da outra fazendo algo que não tinha direito de fazer provoca o desejo de pena de morte sim, é uma irresponsabilidade que custou a vida de alguem. Infelizmente. Quanto a um cara que mata pra defender seus negocios, observe que não é so no trafico que ocorre isso, tambem perde direito de viver. Recentemente apareceu na midia um cara que matou todos seus ex funcionarios que abriram um negocio proprio. Um cara desses perdeu direito de viver a muito tempo. Desculpa se eu desagrado. Mas esses caras que roubam nas ruas, eles vão a mando dos mais velhos. Simplesmente são peões do jogo de xadrez. Eles não podem ser presos por serem menores, não podemos bater neles, mas tudo que esses caras fazem é prender até a policia chegar. O desejo de pena de morte a esses garotos existe mas simplesmente não foi executado, portanto não vejo os guardian com tanta crueldade. Esse ódio por maconha que eles demonstram está simplesmente ligado ao conceito de que são os usuários que financiam o trafico e esses comportamentos. Sabemos que os responsaveis pela economia tem culpa nisso. E que situações de autosustento no cultivo mudam esse comportamento. De acordo vamos trabalhando pra mudar isso a opinião desses caras vão mudando.  Não vejo isso como tão ruim. Acho que as pessoas precisam tomar mais atitude de defender o proximo. Lembro de um episodio em que as maes protegeram os filhos do arrastao com os cabos dos guarda-sol kkkkkkkkk assim tem que ser. 

Cara quantos anos vc tem? Meu deus do céu que pensamento escroto em cara desculpa Pelas palavras mas como o mano boas ondas vc tentou se explicar e piorou a situação. Infelizmente é deprimente ver membros aqui do fórum de maconha ter um pensamento tão pequeno que nem o seu. Pra mim isso tudo que vc falou se combate com EDUCAÇÃO E ESCOLA para todos mas ao invés disso nosso governo prefere ter grupos de patrulheiros para bater nas pessoas e construção de novos presídios e por aí vai. E tem gente que apóia isso Vai Entender :huh:

  • Like 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

A mano concordo quando diz respeito a educaçao, ao voto, etc. Não sei se repararam mas é simplesmente uma açao de patrulha normal: interromper uma luta, prisão em flagrante e apreensão de entorpecentes quando a quantidade for relevante. Quer dizer você não apanhar por estar com um cigarrinho de maconha.  O advogado talvez tenha tomado uma atitude muito radical por conta da associação da patrulha ao trafico de drogas mas isso não reflete no comportamento deles, que demonstram ser imparciais de acordo com a materia, razão por serem polemicos e não apenas rejeitados. A pm está em fase ruim, cortes de custos por todos os lados, carros de patrulhas novos abandonados nos pátios, a cidade está mais vulnerável, eles são de alguma forma apenas uma extensão da polícia, não sei se vocês se lembram do caos que teve quando um deputado decidiu proibir o encaminhamento de menores sem acompanhantes para o desenvolvimnto social etc. A cidade foi um caos de arrastões por uma semana. Os pm simplesmente ficaram de braços cruzados olhando pois a legislação não permitia fazer nada. Obvio a população reagiu de modo bem mais grotesco que esses caras, menores foram espancados dentro dos onibus, nas ruas, etc. Com certeza esses fatos contribuem em muito pro apoio a esses caras. Especialmente quando voce quer chamar uma policia e nao aparece. 

Talvez estejam botando muita lenha na fogueira. 

Mas ta enfim. 

não os comparo a skinheads... E etc. Pois um defende uma ideologia ilogica, eles guardian estão defendendo o que? O codigo penal?  Se fosse justiça com as proprias mãos vc seria espancado antes de ser encaminhado a delegacia. Não é isso que ocorre a não ser que você reaja bata neles entao é imobilizado. Enfim acho bem diferente. 

Ve se isso parece com skinhead? 

Quanto ao bebado la encima eu me enrolei mesmo, realmente quem bebe e dirigi assumi o risco de matar tomar uma multa etc. Mas so cometeu um crime dirigir bebado. Mas quem bebe, dirigi e mata  é mil vezes pior mano. São dois crimes. A partir do momento que bebeu perdeu direito de dirigir, a partir do momento em que atropela alguem bebado perdeu todos os direitos de defesa. É homicidio doloso. E se a lei não interpreta assim pra mim ta errada. E realmente acho que alguns caras merecem mesmo pena de morte, ainda porque a pena de morte pode ser reconsiderada quando o individuo apresenta disposição de mudar. O problema são os que não mudam... enfim... Não vou continuar essa discussão. Desculpem mesmo se fui importuno. Mas desejo a todos boa vibe. 

@boas_ondas @Murijuana

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Visitante
Responder

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Processando...
Entre para seguir isso  

×
×
  • Criar Novo...