Ir para conteúdo
Growroom

El Mariachi!

Recommended Posts

  • Usuário Growroom

Boa tarde pessoal, sou novo no Grow!

Antes de postar aqui no fórum, li vários tópicos a respeito da síndrome do pânico. Entretanto não obtive muitas respostas para a minha questão, então decidi ser direto logo de uma vez e tirar minhas dúvidas que tanto me incomodam. Por favor leiam até o fim, as questões principais estão no finalzinho!

Antes de entrar na faculdade utilizei maconha por um curto período de tempo e em pouca quantidade, só por curiosidade mesmo. Depois de muitos meses que abandonei a causa tive alguns ataques de pânico, alguns fortes mas não algo que me levasse para o hospital, esperei passar e finalmente conseguia ficar tranquilo. Geralmente ocorria quando eu ia deitar ou quando estava pensando em questões existenciais. Iniciava uma agonia, e então o meu coração disparava por causa do meu estado de susto e pavor das sensações que eu estava sentindo, é algo difícil de explicar as sensações, achava que ia morrer, não sabia aonde eu estava.

Hoje, depois de alguns meses esses ocorridos são muuito raros, ocorrem pouco, como nunca tive essas crises durante uma "brisa" queria saber, se um dia experimentasse de novo eu poderia ter uma onda muito ruim? Pelo que andei lendo o THC causa efeitos psicóticos, será que posso ter desenvolvido esses ataques porque já tenho uma pré-disposição?

Uma pergunta importante em respeito a essas duas questões: Li muito sobre o Canabidiol (CBD), e pelo que entendi, ele causa as reações contrarias do THC, ele na verdade pode ser usado como medicação da síndrome do pânico, ansiedade, TOC (Transtorno Obsessivo Compulsivo), esquizofrenia e entre outras. Li muito sobre isso, e colocarei os link's abaixo. Se o CBD tiver realmente efeitos que possam tratar a minha síndrome e a de outras pessoas, então eu teria que conseguir autorização médica para o medicamento passar pela Anvisa? Li em um site de algumas especies de Cannabis que possuem alto/médio/pouco teor de CBD/THC (1:1, 2:1, até 20:1!), como seria por exemplos uma onda de uma espécie que possui 20% de CBD e menos de 0,5% de THC? como a Charlotte's Web, AVI-DEKEL, Harle-Tsu e entre outros tipos de Cannabis?

Matérias que li sobre o CBD:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Canabidiol

http://g1.globo.com/bemestar/noticia/2015/04/anvisa-simplifica-importacao-de-canabidiol-por-pacientes-brasileiros.html

http://www.tuasaude.com/canabidiol/

E entre outras matérias que possuem as mesmas conclusões...

Link das espécies de Cannabis:

http://maryjuana.com.br/2015/03/31/9-variedades-de-maconha-ricas-em-cbd/

Se possível gostaria de ser esclarecido, não sei se aqui no fórum possui alguém da área médica ou que já usou o CBD, mas utilizar as plantas descritas no link dariam que tipo de efeito?

Obrigado, El Mariachi!

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

O THC realmente possui propriedades psicóticas. Ele puro é perigoso até pros mais "cabeças gordas". O CBD possui efeito antagônico ao THC, contendo propriedades ansiolíticas, entre outras. Portanto, a maconha pode sim desencadear um surto em pessoas que já possuem predisposição genética, mas provavelmente esse indivíduo já passaria pelo surto em algum momento posterior de sua vida. O ideal é que você busque variedades com alta porcentagem de CBD, como você mesmo disse. Dificilmente o prensado terá medicina suficiente nesse caso.

Não sei te dizer quanto à brisa pois nunca fumei uma strain assim, mas acredito que o efeito seja principalmente corporal e sedativo. E claro, sempre variando de strain pra strain de acordo com o resto da composição de cannabinoides e terpenos. Quanto à autorização, os médicos já podem prescrever, mas são poucos os que o fazem. Também não sei exatamente quais as condições necessárias para que se consiga a prescrição/autorização, mas já está ao alcance de alguns aqui no país.

Você está bem informado, então praticamente repeti suas informações. Só sugiro que, quando for procurar conteúdo sobre os cannabinoides, procure também por artigos científicos, as informações estarão sempre muito mais detalhadas e com fontes mais seguras.

Abraço!

  • Like 2
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

O THC realmente possui propriedades psicóticas. Ele puro é perigoso até pros mais "cabeças gordas". O CBD possui efeito antagônico ao THC, contendo propriedades ansiolíticas, entre outras. Portanto, a maconha pode sim desencadear um surto em pessoas que já possuem predisposição genética, mas provavelmente esse indivíduo já passaria pelo surto em algum momento posterior de sua vida. O ideal é que você busque variedades com alta porcentagem de CBD, como você mesmo disse. Dificilmente o prensado terá medicina suficiente nesse caso.

Não sei te dizer quanto à brisa pois nunca fumei uma strain assim, mas acredito que o efeito seja principalmente corporal e sedativo. E claro, sempre variando de strain pra strain de acordo com o resto da composição de cannabinoides e terpenos. Quanto à autorização, os médicos já podem prescrever, mas são poucos os que o fazem. Também não sei exatamente quais as condições necessárias para que se consiga a prescrição/autorização, mas já está ao alcance de alguns aqui no país.

Você está bem informado, então praticamente repeti suas informações. Só sugiro que, quando for procurar conteúdo sobre os cannabinoides, procure também por artigos científicos, as informações estarão sempre muito mais detalhadas e com fontes mais seguras.

Abraço!

Poxa cara muito bom você me passar essas informações, to gostando desse fórum porque tem bastante gente que entende da parte cientifica e acolhe quem precisa de ajuda, ninguém que utiliza maconha que eu conheço sabe ao menos o que é THC, os estudos e informações sobre a Cannabis é muito precário e só em falar o nome "Maconha" já começam a olhar torto... :cadeirada:

No meu caso, eu até compraria sementes importadas como as que eu disse lá em cima, com alto teor de CBD e baixo de THC, porém não posso plantar por razões pessoais (casa dos pais), se eu conhecesse alguém que pudesse plantar para min ai seria outra coisa... Talvez só vou voltar a experimentar depois que legalizar ou quando eu for morar sozinho, psicológico afeta muito também. Eu acho que tomo um remédio que se classifica na categoria dos "ansiolíticos" se chama Pizotifeno, ele é bem fraquinho e não é nem tarja vermelha se não me engano, é para enxaquecas, estou fazendo um tratamento experimental com meu neurologista, o certo seria tomar todo dia, mas não tomo por que senão não consigo acordar no dia seguinte para a aula, ele da muito sono e lezera! O CBD por ser natural seria uma boa... em relação aos efeitos ele se igualaria por exemplo a um Maracugina, camomila ou algum chá fraco para dormir? Será que uma espécie com menos de 1% de THC me daria alguns ataques de pânico? Mesmo sendo tão baixo o nível?

Obrigado amigo! : )

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

O THC realmente possui propriedades psicóticas. Ele puro é perigoso até pros mais "cabeças gordas". O CBD possui efeito antagônico ao THC, contendo propriedades ansiolíticas, entre outras. Portanto, a maconha pode sim desencadear um surto em pessoas que já possuem predisposição genética, mas provavelmente esse indivíduo já passaria pelo surto em algum momento posterior de sua vida. O ideal é que você busque variedades com alta porcentagem de CBD, como você mesmo disse. Dificilmente o prensado terá medicina suficiente nesse caso.

Não sei te dizer quanto à brisa pois nunca fumei uma strain assim, mas acredito que o efeito seja principalmente corporal e sedativo. E claro, sempre variando de strain pra strain de acordo com o resto da composição de cannabinoides e terpenos. Quanto à autorização, os médicos já podem prescrever, mas são poucos os que o fazem. Também não sei exatamente quais as condições necessárias para que se consiga a prescrição/autorização, mas já está ao alcance de alguns aqui no país.

Você está bem informado, então praticamente repeti suas informações. Só sugiro que, quando for procurar conteúdo sobre os cannabinoides, procure também por artigos científicos, as informações estarão sempre muito mais detalhadas e com fontes mais seguras.

Abraço!

Poxa cara muito bom você me passar essas informações, to gostando desse fórum porque tem bastante gente que entende da parte cientifica e acolhe quem precisa de ajuda, ninguém que utiliza maconha que eu conheço sabe ao menos o que é THC, os estudos e informações sobre a Cannabis é muito precário e só em falar o nome "Maconha" já começam a olhar torto... :cadeirada:

No meu caso, eu até compraria sementes importadas como as que eu disse lá em cima, com alto teor de CBD e baixo de THC, porém não posso plantar por razões pessoais (casa dos pais), se eu conhecesse alguém que pudesse plantar para min ai seria outra coisa... Talvez só vou voltar a experimentar depois que legalizar ou quando eu for morar sozinho, psicológico afeta muito também. Eu acho que tomo um remédio que se classifica na categoria dos "ansiolíticos" se chama Pizotifeno, ele é bem fraquinho e não é nem tarja vermelha se não me engano, é para enxaquecas, estou fazendo um tratamento experimental com meu neurologista, o certo seria tomar todo dia, mas não tomo por que senão não consigo acordar no dia seguinte para a aula, ele da muito sono e lezera! O CBD por ser natural seria uma boa... em relação aos efeitos ele se igualaria por exemplo a um Maracugina, camomila ou algum chá fraco para dormir? Será que uma espécie com menos de 1% de THC me daria alguns ataques de pânico? Mesmo sendo tão baixo o nível?

Obrigado amigo! : )

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Olha por experiencia própia ja comprei varios oleos de cannabidiol online e todos chegaram RSHO,CHARLOTTE WEB OIL,CBD GOLD e nenhum deles me ajudou na ansiedade e na depressao porem acredito que só fumando um strain medicinal como Cannatonic,Strawberry cough etc... pra se ter o efeito terapeutico.

Abs.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 1 year later...
  • Usuário Growroom

Se tiverem novas informações por favor relatar, desde essa postagem não fumei ainda. O medo toma conta de mim, no inicio do ano tive varias síndromes, terminei meu namoro. Mas desde que voltei a sair com meus amigos nunca mais tive nada, muito raramente, no fim do primeiro semestre e inicio desse segundo não tive, talvez só umas 3 vezes. Estou enrolando muito para ir ao psiquiatra, não quero que me droguem.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Se tiverem novas informações por favor relatar, desde essa postagem não fumei ainda. O medo toma conta de mim, no inicio do ano tive varias síndromes, terminei meu namoro. Mas desde que voltei a sair com meus amigos nunca mais tive nada, muito raramente, no fim do primeiro semestre e inicio desse segundo não tive, talvez só umas 3 vezes. Estou enrolando muito para ir ao psiquiatra, não quero que me droguem.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 8 months later...
  • Usuário Growroom
Em ‎22‎/‎09‎/‎2016 at 23:58, El Mariachi! disse:

Se tiverem novas informações por favor relatar, desde essa postagem não fumei ainda. O medo toma conta de mim, no inicio do ano tive varias síndromes, terminei meu namoro. Mas desde que voltei a sair com meus amigos nunca mais tive nada, muito raramente, no fim do primeiro semestre e inicio desse segundo não tive, talvez só umas 3 vezes. Estou enrolando muito para ir ao psiquiatra, não quero que me droguem.

Como vc está se sentindo?

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Olá @El Mariachi!
Sobre o que você disse: "Será que uma espécie com menos de 1% de THC me daria alguns ataques de pânico? Mesmo sendo tão baixo o nível?"
Gostaria de relatar meus testes...
Há quase dois anos, usei um vaporizador pela primeira vez... em baixa temperatura e tive uma crise de pânico! Isso porque como disseram ai em cima, existia a pré-disposição (sou ansioso pacas) e a erva foi um gatilho... e vaporizando prensado em baixa temperatura, somente THC é liberado... enfim.... foi punk!
Estudei bastante para entender o que houve.... e comecei a procurar strains com CBD. Não tenho coragem de importar, então consegui duas pra testar de um banco "mais ou menos", que dizia ter uma strain 90% indica e uma híbrida com alto CBD. Investi num grow, cresci as duas e hoje sei que (pra mim) só a híbrida que se dizia alta em CBD funciona...
A 90% índica me balança, fico inseguro!
A hibrida tem seu THC, mas o CBD segura bem! Como você sabe o CBD á um antipsicótico, certo?!
Então, respondendo sobre o 1%, vai procurando ervas com alto CBD e com um pouco de THC também (pra poder curtir um pouco também e relaxar... afinal, erva sem THC não é maconha, certo?!... Ache sua strain!!! Você é o laboratório... e cara, por experiência, o pânico, o pré pânico vem de você e não da erva... mas ela é o gatilho de como você está... Interessante você falar que disparava com pensamentos existenciais... comigo também!!!
Faça algo por você... yoga, esporte, meditação, chá de maracujina, chá de valeriana pra dormir legal... Os florais me ajudaram MUITOOOO
Ah... psicólogo pras questões existenciais também é legal... (sem remédios!!!)
Quando tive minha crise, jurei que nunca mais iria fumar, hj planto e me sinto seguro.
Boas pesquisas,
Plunct

  • Like 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 1 year later...
  • Usuário Growroom

Quem é vivo sempre aparece! hahaha 😄 Depois de anos volto aqui nesse fórum maravilhoso para contar um pouco sobre mim...

Ressuscitando esse tópico, desde a época que postei minha dúvida aqui (em Agosto de 2015) nunca mais fumei. São 4 anos sem fumar nada, nunca mais senti vontade devido aos acontecimentos de pânico, então fiquei careta durante todo esse tempo. O fato de ficar tanto tempo sem fumar nunca me incomodou porque não sinto falta da maconha, e isso me deixa aliviado.

Estou terminando um tratamento para ansiedade que durou 1 anos (comecei em dezembro de 2017) , termino em menos de 1 mês. Foram 1 ano tomando todos os dias Sertralina 25mg, poucas vezes em casos de pânico agudo eu tomava Rivotril sublingual (era raras as vezes), mas finalmente estou acabando meu tratamento e junto com ele os casos de pânico. São raríssimos os momentos que tenho um ataque de pânico, sou uma nova pessoa hoje, tive muito apoio das pessoas que me amam, e isso ajudou muito.

Muita coisa rolou desses tempos pra cá, terminei a faculdade e comecei outra, ano que vem termino e estou a procura de um emprego, ganhei uns quilos de lá pra cá, parei de fumar faz tempo mas a larica ainda ficou em mim kkkkkkkkk 🤣

Esses dias estava pensando em experimentar maconha de novo, mas sinceramente isso já não faz diferença nenhuma na minha vida, eu era muito novo a uns anos atrás, passei por coisas que foram gatilho para a minha ansiedade e que fizeram eu me sentir de forma ruim. Mas sinto que venci, hoje durmo tranquilo, acordo bem, viajo para lugares bons com a mina que eu amo, revi minha família na Bahia que não via a 7 anos, andei de avião depois de tanto tempo (achei que nunca mais ia conseguir devido aos ataques de pânico). Foi muito coisa meu amigos, as questões existenciais ainda imperam na minha mente, mas as vejo com um olhar menos angustiante, tento cada dia viver a vida de forma tranquila, sem me preocupar tanto com as coisas. Fiz durante anos meditação, 

Prometi a mim mesmo que só ia fumar maconha de novo (se eu sentir vontade) quando legalizar, assim posso escolher uma erva da boa, pura e com alto teor de CBD, do jeito que for melhor para mim. Quem sabe daqui alguns anos o óleo de CBD não esteja nas farmácias para todos nós consumirmos?! Pensar positivo! Vou até ver depois com a minha psiquiatra se ela pode me receitar o CBD, não sei bem como funciona para adquirir nos locais apropriados e legais daqui no Brasil, entretanto sei que a Anvisa já ta liberando!

Se quiserem me enviar nomes de espécies de cannabis com THC baixo (menos de 3%) e alto CBD ficaria agradecido, já vou fazendo uma lista para um futuro próximo! hahaha

Isso é tudo o que vim dizer, fico feliz que todos estão ativos aqui no fórum pelo mesmo ideal, sei que um dia vamos conseguir legalizar a cannabis, e não vai demorar, cada está mais próximo! 💚

Um forte abraço para a comunidade, boa semana colegas do Grow! #legalize #paz ✌️

  • Like 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Visitante
Responder

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Processando...
  • Conteúdo Similar

    • Por hit420cs
      Aí eu queria contar um relato meu que eu passei um tempo atrás, não sei se foi a maconha que causou minha psicose diretamente ou se foi conjuntos que eu estava passando por uma fase difícil e por (traumas passados, isso era o motivo da paranóia) , eu tive isso e fiquei mais ou menos 1 mês com paranóia ansiedade e Pânico, achava que alguém queria me matar e achava que sempre tinha alguém me perseguindo mas isso por conta do trauma, de fora não tinha nenhuma outra paranóia era apenas pelo trauma e eu tava tomando rispiridona, fiquei uns 3 meses tomando o remédio aí parei fiquei suave, e quando eu tava fumando eu n sentia fome, não entendi essa de falta de apetite, mas eu estava abusando, fumando pra krl, eu fiquei desnutrido eu acredito que eu tava com uma sativona ou tinha outra coisa no meu pren(outra droga) não sei se teria como eu perceber se tinha algo mas tinha gosto e cheiro de erva e eu ficava bem elétrico, fiquei sem dormir uns 2 ou 3 dias se dormi eu dormia um pouco e já acordava e ia fumar, acredito que não tinha muito cbd pq não causava relaxamento, fiquei umas 2 semanas fumando dessa erva e depois comecei a abusar aí que tive o surto, eu fumei uma vez depois disso e foi suave, uma brisa boa, fumei um pren mas não fumei muito( a erva que eu tava fumando quando eu tive o surto era diferente era uma brisa bem estimulante mas não curti, a brisa das outras erva que eu fumava sempre foi mais suave tipo eu ficava de boa batia uma larica escutava uma música, essa aí eu n conseguia parar quieto) e depois do surto fiquei um pouco depressivo não tinha ânimo pra nada aí comecei a fazer academia e fiquei 100% e tô assim até hoje e bebo uns gole nós final de semana, alguém aí tem um relato parecido? Fala pra nois aí. Se eu voltar a fumar posso surtar de novo ou isso vai depender do meu estado de mente e espírito? O que vocês acham? Fiquem na Paz ✌️
    • Por cielzinho
      Olá, eu fumo/vaporizo maconha recreativamente, mas recentemente meu pai começou a ter insônia devido a problemas no trabalho, procurou ajuda médica e foi diagnosticado com ansiedade, o médico receitou 3 remédios diferentes, dentre eles alprazolam, sertralina. 
      Meu pai (60 anos) tem tido problemas para dormir, consegue adormecer mas acorda no meio da madrugada e não consegue voltar ao sono, fica pensando no trabalho - depois que ele tomou os remédios, os problemas continuaram só que ele ficou mais 'dormente' durante o dia. 
      Eu sugeri a ele conversar com o médico sobre o uso de CBD, mas ele me respondeu que no Brasil só seria liberado em casos mais graves, e ai está minha duvida - ainda hoje ainda está bem restrito a casos mais graves, como última opção? 
      Vejo alguns usuários comentando o uso do CBD em casos de ansiedade/insônia, mas não informam se utilizam do CBD prescrito/receitado ou se produzem/conseguem e se 'auto-medicam'.
       
      Ele não se considera um caso grave e aceitará os remédios tarja preta que lhe receitarem, mas com tantos efeitos colaterais eu me questiono se o CBD de alguma forma serviria como tratamento para esse caso 'não grave'. 
      Ele nunca fumou ou vaporizou maconha, já pensei em oferecer uma vaporizada algumas horas antes dele dormir, mas não tenho acesso* a uma flor rica em CBD, então descartei a ideia visto que o THC poderia agravar a insônia. 
       
      *ainda  ; se me disserem que vaporizar uma flor rica em CBD poderia ser uma forma de tratamento, consigo acesso
    • Por babydarling
      Eu fumava maconha desde os 16 e atualmente tenho 22, mas não era usuária, fumava de vez em quando e um pouco apenas para ficar alegre ou leve.
      Eu tinha experimentado papel uma vez, mas não me causou nada demais e tinha vontade de experimentar novamente, no começo desse ano, o momento chegou e resolvi dropar um papel, só que eu dropei uma quantidade muito grande, segundo a minha amiga. Na hora só estava eu e meu namorado no quarto e o que eu senti, nunca aconteceu antes: a famosa “bad trip”. No começo era como se tudo que eu tivesse vivido fosse uma mentira, depois eu literalmente senti que morri e tava no meu pós vida, eu não conseguia falar nada, as coisas ficavam em loop, depois em câmara lenta, teve uma hora que senti que se abrisse a porta do meu quarto seria a porta para entrar no inferno, enfim realmente eu nunca tinha sentido nada igual então me deixei levar pela bad, acho que nesse dia fui até a última camada da minha mente, foi horrível, mas por estar com meu namorado e minha amiga depois chegou para ajudar, então consegui sair da bad. Beleza, vida que segue. Falei que nunca mais iria usar papel.
      Depois de um mês, fumei um baseado, mas foi bem pouco mesmo e “pá” entrei na bad trip de novo, dessa vez foi menos intensa, apesar de eu estar em um ambiente onde eu só conhecia minha amiga, eu já tinha noção que tudo que acontecia era coisa da minha cabeça e ao invés de ficar trancada dentro da casa que me causava um pouco de pânico, a gente saia para eu espairecer o que me ajudava a ficar “sã”. Enfim, na primeira vez que aconteceu isso, eu superei, era como se nada tivesse acontecido, mas na segunda bad apesar de ter sido mais “tranquila”, eu não consigo “superar” vez ou outra fico pensando nisso, e isso foi em fevereiro, eu tento desviar meu pensamento quando acontece mas sempre vem as lembranças. Inclusive teve um dia que eu não tinha fumado, nem bebido nada, e simplesmente eu senti como se estivesse entrando na bad. Foi muito do nada, acho que durou uns 3 minutos, fiquei dizendo a mim mesma que era coisa da minha cabeça, que tava tudo normal, mas parecia muuuito um começo de bad trip. Foi muito estranho, porque realmente era um dia comum e eu não tinha usado nada, isso que vem me assustado... Talvez, por pensar demais está me causando algum tipo de transtorno/trauma...  Minha bad vem muuuito visual e sonora, então por mais que eu tente me concentrar tá tudo distorcido, voz, pessoas, olhares, etc então, por mais que eu tente manter a calma é difícil porque tudo ao meu redor tá distorcido.
      Resolvi então ler sobre os sintomas pós-bad trip, encontrei esse site e resolvi contar minha experiência para vocês. 
    • Por BrunaSella
      Olá, estou passando por uma experiência muito negativa com a maconha e preciso de ajuda
        não uso com frequência, devo ter usado umas 10 vezes no máximo
      mas essa semana eu e meu namorado resolvemos fumar, estávamos no quarto dele que é bem fechado e bolamos um beck “grande” não era um fininho.
       No começo da onda tava tudo bem, tive uma crise de riso q eu não conseguia me controlar de tanto q eu ria porém, em uns 5 minutos a crise de risada começou a virar uma dor muito forte no peito parecia q eu ia infartar e meu coração ia sair pra fora do peito, comecei a me desesperar é só piorava jurei q fosse morrer, bebi uma água tentei me acalmar mas então decidimos pedir um uber e ir pro upa (meu namorado tbm estava com mal estar porém n sentia essa dor no peito só o coração acelerado) tive uma bad trip daquelas, músculos do corpo inteiro contraindo, tremedeira, dormência q estava toda hr em um lugar, fora a tontura, fraqueza, parecia q estava tudo em câmera lenta, e tbm via tudo em quadros como se a mesma coisa estivesse acontecendo dnv e dnv, foi barra, chegando lá eu fiz um eletrocardiograma e deu tudo normal, voltei pra casa.
       Porém desde então eu venho tendo alguns sintomas estranhos já fazem 5 dias q isso aconteceu porém a dor no peito a dormência q as vezes fica nos braços ou nas pernas, me sinto fraca, meu corpo todo dói, sem falar q fico pensando demais é isso só acaba piorando, já fiz uns 3 eletros, já fiz raio x do tórax e até então tudo normal, porém não aguento mais sentir isso, fico tendo uns comportamentos repetitivos tipo ficar mexendo a perna, inquieta msm e só queria saber se é normal sentir isso por tanto tempo.
       O que mais vem me perturbando é a dor no peito q cada hr está em um lugar sinto tbm alguns tremores as vezes enfim TODA BICHADA KKK e eu ainda fico pesquisando os sintomas q eu tenho (o que não ajuda nenhum pouco) alguém q já tenha passado por isso?? Quando isso vai passar? Ou o que eu posso fazer pra acabar com isso. Sério já cheguei a chorar pq n aguento mais!!
      obs: meu namorado tbm teve a bad só q ele já está bem e eu ainda estou nessa 
×
×
  • Criar Novo...