Ir para conteúdo
Growroom

Recommended Posts

olá amigos, vou postar um breve relato de minha ida ao uruguai.

Cheguei em MVD num sabado, 09/12/16 do aeroporto fui pra o hotel(de ônibus urbano, o taxi do aeroporto é um roubo, os da cidade são tranquilos, guarde seus pesos para o que interessa), deixamos as malas e fomos dar um rolé pelo centro, região da 18 de julio, perto da intendência, onde fumamos um na frente, nosso hotel ficava a 2 quadras, muito bom, gostei demais do centro, ótimo para se locomover, de dia pode andar de ônibus tranquilamente, de noite, se vc quiser pode usar o taxi, dizem que é mais seguro e tal, mas andei toda a minha viagem de onibus urbano, nao tive problemas com nada relacionado a locomoção e nem com relação a segurança, montevideu é segura, o povo anda com celular na mão e não roubam!(mas não ande em local esquisito, não pode dar bobeira), e para saber qual busão pegar, basta ir no site da intendencia(prefeitura) de montevideu que tem todos os trajetos, vc coloca a origem e o destino, e ele te diz qual linha pegar e onde pegar e descer, melhor que isso só mamão com mel.

 

bom, mas vamos ao que interessa, fui ao evento expocannabis, e foi ótimo, tinha tudo o que qualquer cultivador precisa, tudo coisa boa, de otima qualidade, da gringa, show, muita gente no primeiro dia, mas varias atividades relacionadas a cannabis, muito bom.

 

e fui tambem nos growshops de mvd, varios, media grow, 4:20, urugrow, tu cultivo, arachanes (sem falar os que estavam na expocannabis de outras regioes do uruguai, tinha grow shop de maldonado, punta del leste, etc.), e posso dizer, lá temos tudo o que precisamos, na boa, de ótima qualidade, os preços não são baratos, mas digo que valem cada peso uruguaio, sem falar nas semillas, essas ai, sem condições, os caras tão foda, tem só as pancadonas, tudo feminizada ou automatica de ultima geração, sementes que foram selecionadas por mais de 10 gerações, os seedbanks que mandam as seeds pros caras do uruguai nao tão brincando não, eu vi lá na feira a tecnologia investida pra selecionar as melhores plantas, agora eu tenho pena convicção que o nosso fumo é lixo, digo isso pq é explorado por traficantes que apenas querem o lucro gerando a violencia e sem nenhum compromisso com o usuario.

 

e pra trazer é de boa, tem umas seeds que vem em envelopinhos, é supertranquilis, juntei tudo, como um bolinho de envelopes de figurinha das antigas, e colocava na cueca na hora que ia embarcar, ou descer e passar por aduana, mas depois tirava as seeds e colocava numa mochila, foi de boa, super tranquilo, ninguem me parou nem pra perguntar as horas, e trouxe mais de 60 seeds, e uns 10 kgs de ferts variados, sem falar em dulce de leche e salame, pqp os caras são foda.

 

vou voltar lá de novo, talvez em maio, nas minhas ferias, lá é o canal cannabico pra gente do brasil, um vizinho legalize que tá sabendo explorar essa oportunidade vanguardista que é a legalização das drogas.

  • Like 9

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
46 minutos atrás, Yusk disse:

o grow que achei os caras mais chatos foi o urugrow, tão nem aí. o pessoal do media grow é legal, 4:20 growshop tb, tem tb o aranchanes grow shop que me  vendeu, entre outras coisas, 10 seeds automatica da buddha no precinho e todas já germinarram, pode ir lá, o amigo Diego atende e saca de tudo de cultivo, tive uma aula com ele, deu muitas dicas, ele e uns amigos tem um clube, tao mandando bem no cultivo.

 

mas @Yusk vc quer comprar o que lá? aproveite a oportunidade e traga todos os apetrechos de cultivo, vale a pena.

  • Like 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@RaspaDura a intenção é fazer uma stealth mission e voltar de lá com a mala cheia de sementes, algo em torno de 20~35, assim ficarei uns dois, três anos bem tranquilo.

Respeito muito vocês, foram lá e conseguiram, mas o medo é foda cara. Não me leve a mal, mas os relatos das pessoas que trazem as sementes na mala é muito bom, dá uma esperança fudida aos que querem fazer o mesmo. A treta é que só conhecemos os casos de sucesso, saca? Tipo o mano que, há alguns posts, disse que na volta tinha um cão perto do aparelho de raio x, imagina se ele estivesse com umas 10g na bagagem de mão? Todo o processo, apesar de simples, é envolvido por uma camada cinza de incerteza.

Enfim, vou me organizar para ir à Montevidéu ou Amsterdã para comprar sementes em 2017. Quero fazer isso primeiro, pois, obviamente, é a base de todo grow e o mais difícil de encontrar, o resto é tranquilo.

  • Like 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
8 horas atrás, Yusk disse:

@RaspaDura a intenção é fazer uma stealth mission e voltar de lá com a mala cheia de sementes, algo em torno de 20~35, assim ficarei uns dois, três anos bem tranquilo.

Respeito muito vocês, foram lá e conseguiram, mas o medo é foda cara. Não me leve a mal, mas os relatos das pessoas que trazem as sementes na mala é muito bom, dá uma esperança fudida aos que querem fazer o mesmo. A treta é que só conhecemos os casos de sucesso, saca? Tipo o mano que, há alguns posts, disse que na volta tinha um cão perto do aparelho de raio x, imagina se ele estivesse com umas 10g na bagagem de mão? Todo o processo, apesar de simples, é envolvido por uma camada cinza de incerteza.

Enfim, vou me organizar para ir à Montevidéu ou Amsterdã para comprar sementes em 2017. Quero fazer isso primeiro, pois, obviamente, é a base de todo grow e o mais difícil de encontrar, o resto é tranquilo.

nunca fui a Amsterdam, mas sei que o preço da passagem é no minimo o dobro do preço de montevidéu, não sei se vale a pena ir lá apenas pra comprar as seeds, pelo que vi no Uruguai, lá tem tudo, o preço é legal(não é barato, mas por se tratar de um bom material...), uma seed sai por +ou- 200 a 300 pesos uruguaios, que dá de 25 a 37,50 reais, se bem que comprei as seeds da buddha no precinho, e o carinha fez 10 seeds automáticas por 1.200 pesos, saiu a 120 pesos cada, pouco mais de 15 reais(cada).

 

com relação a trazer na mala as seeds eu acho que é fria, toda bagagem despachada passa por uma inspeção no raio x, e com certeza eles devem olhar bem as malas despachadas, por isso optei por juntar todas(não tirei as embalagens das seeds pq deu pra acondicionar legal), peguei uma liga de elástico, passei nelas e qdo ia enfrentar embarque/desembarque/aduana, colocava na cueca, e sem falar que comprei 5g de um fumo lá(um tal de amnesia, é só o que lembro, fumo doideira :smokeabowl:) e veio junto tb, e foi de boa, se me parassem só iam achar se me passassem no raio x corporal, mas não acredito que cheguem a esse ponto(só se eles tiverem uma desconfiança que vc é mula, mas aí na conversa eles sabem, geralmente as mulas são pessoas mais simples, e os canas sabem disso, nós somos privilegiados, ao trocar uma ideia eles vao saber que a gente é só maconheiro e quem não é mula), sei que pode dar merda, mas é de boa, mantenha a tranquilidade, não somos mulas nem trafica, vai dar tudo certo.

 

só sei que tou planejando minha volta a montevidéu (que chamo agora de amstervidéu), acho que em maio, a unica coisa ruim é que dizem que já está frio p/ kcete, o clima lá é doido, mas vou trazer semillas e tudo que precisar, lá é o canal.

 

obs, foi esse pacotinho abaixo que custou 1.200 pesos uy.(obs. todas já germinaram, estao com 08 dias de vida)

 

large.DSC00627.JPG

  • Like 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Fala amigos muito boa tarde

Estou indo passar umas férias com minha família em Punta del Diablo, e região, vou ficar alguns dias em Montevideo também.

É tranquilo ir levando alguma brisa daqui e trazer sementes como essas da Buddha Seeds, fazendo a viagem de carro, parando na aduana?

Vou ficar próximo a La Paloma e vou a Punta del Este alguns dias também, algumas indicações de growshops nestes lugares?

Abraços

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
5 horas atrás, aspgrowroom disse:

Fala amigos muito boa tarde

Estou indo passar umas férias com minha família em Punta del Diablo, e região, vou ficar alguns dias em Montevideo também.

É tranquilo ir levando alguma brisa daqui e trazer sementes como essas da Buddha Seeds, fazendo a viagem de carro, parando na aduana?

Vou ficar próximo a La Paloma e vou a Punta del Este alguns dias também, algumas indicações de growshops nestes lugares?

Abraços

ae @aspgrowroom, qdo eu viajo sempre levo uma marofa, faço um pacote bem fechado, da ultima vez usei uma embalagem pet, tipo aqueles tubinho, e coloquei na cueca, foi de boa, e trouxe as seeds, fiz um pacotinho, juntei o que podia juntar, e veio na cueca, kkkk

 

em maldonado tem o hydropoint growshop, ele tava expondo na expocannabis, tem tudo, pode ir lá.

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 28/12/2016 at 21:26, RaspaDura disse:

ae @aspgrowroom, qdo eu viajo sempre levo uma marofa, faço um pacote bem fechado, da ultima vez usei uma embalagem pet, tipo aqueles tubinho, e coloquei na cueca, foi de boa, e trouxe as seeds, fiz um pacotinho, juntei o que podia juntar, e veio na cueca, kkkk

 

em maldonado tem o hydropoint growshop, ele tava expondo na expocannabis, tem tudo, pode ir lá.

 

Valeuuu @RaspaDura, vou fazer desta também então...

Alguma sugestão sobre qual seed comprar por lá para ter em um grow indoor? Que seja fêmea, de tamanho pequeno e renda bons frutos?

Seria interessante igual a essa sua do post acima? Auto Fem 10 Unidades?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Tenho não...

VAMOS FAZER ATIVISMO?

Ando fuçando por aí e tenho encontrado bastante gente discutindo a questão da legalização da cannabis.

A despeito do fato de que a oposição à causa ainda é maior que a aceitação, tenho notado que é mais por ignorância e paixão que por motivos práticos.

Tem um site de nerds, mauricinhos e patricinhas chamado Outer space, no religião e política, onde detectei uma enorme reação contrária, mas imatura.

Depois de umas tres, quatro paginas de discussão, com uma boa condução, já dá pra ganhar um bocado de gente.

Meu nick lá é Rimoel e o topico que criei fica no Politica e Religião.

"QUAL A SUA OPINIÃO SOBRE A LIBERAÇÃO...".

O segredo é a forma da abordagem.

Dá uma fuçada lá pra entender a mecanica das argumentações.

A gente precisa do apoio dessa gente.Eles são meio alienados, mas são muito influentes entre si

O segredo é sair do nosso nicho e ganhar apoio dentro da resistencia contraria.

Vamos fazer ativismo lá e depois se espalhar por outros sites.

By Rimoel'¥€§_§@€¥'

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Show!!

planos para ir em julho para MVD, arranjei um esquema de ficar na cidade velha, dicas de quem ja foi?

Onde comer? como é conseguir fumo? como tratam nós BR?

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
1 hora atrás, socaporva disse:

galera, uma dúvida aqui, eles vendem pra brasileiro de boa, não encanam nem desconfiam de nada?

vendem o que? Cannabis? Se for isso eles nao vendem nem pra uruguaio, muito menos para brasileiro, lá, como cá, o tráfico é proibido, pode plantar pra consumir, e daqui há uns dias será vendido na farmácia. O que acontece é que vc vai fazendo amizade e os caras desenrolam, na boa, só não escrache, chegue no sapatinho que vc desenrola

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
2 horas atrás, RaspaDura disse:

vendem o que? Cannabis? Se for isso eles nao vendem nem pra uruguaio, muito menos para brasileiro, lá, como cá, o tráfico é proibido, pode plantar pra consumir, e daqui há uns dias será vendido na farmácia. O que acontece é que vc vai fazendo amizade e os caras desenrolam, na boa, só não escrache, chegue no sapatinho que vc desenrola

 

poxa cara, marquei, erro meu, minha dúvida é sobre as sementes

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
11 horas atrás, RaspaDura disse:

ae @socaporva, sementes, fertilizantes, e tudo(tudo mesmo) relacionado a marola vende no Uruguai, só a cannabis que não pode vender livremente.

valeu irmão, acho que vou ter que passar uns dias lá só pra fazer essas comprinhas

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Cheguei do Uruguai esses dias. Não fiz um rolê mt canábico porque estava com minha mina que não fuma, rodando mts parques e museus, então nem grilei de correr atrás. Fumei só um micro-camarão que encontrei na casa onde estava hospedado, que não tenho idéia de qual strain, e que deu pra eu fumar toda manhã e toda noite por uns 3 dias. Realmente é mais forte mas ao mesmo tempo suave, como alguns já descreveram aqui. Não tem pancada no pulmão e garganta de coisas estranhas do prenpren, além de q o clima de legalização favorece a viagem socialmente. Outra diferença do camarão colhido na horta pro prensado é mais viagem mística minha, que vem da minha experiência e estudos com ayahuasca: essas plantas psico-ativas congregam muitas energias místicas/astrais, então c fumar uma coisa q é legalizada, que foi cultivada com carinho e liberdade, te dá mais prazer e benefícios do q uma coisa macerada e espremida e mal-cuidada escondida. Já vi num doc dizendo que é por isso que não conseguem criar em laboratório os efeitos benéficos da ayahuasca (reposição de todos neuro-transmissores em 15min, ao invés de efeito mínimo um mês como maioria dos anti-depressivos), porque ela só tem essas propriedades na natureza, cuidada com carinho.

Ficamos só em Montevideo. Aproveitamos muito pra conhecer as lojas, até minha mina estava curiosa. Quando fui na Urugrow não fui mal recebido como alguns relataram. Gostei muito da Cuatro Y Veinte, na 18 de Julio, tanto que comprei 5 tubinhos seeds lá. A primeira loja que entramos foi a Canabis Protectio, na Alzálibar, do lado da Praça Zabala. Foi a única que vi vendendo tintura, que fiquei afim de trazer arrependi, porque podia ter vindo junto com os remédios e acredito que não dá o mesmo cheiro pra cão farejador. As sementes nela estavam bem carinhas, era uma loja mais "hipster", e também a única q tinha coisas feitas de cânhamo. A TierraViva achei bem fraquinha, com sementes com embalagem com pouca info.

Poder conversar abertamente com quem entende nas lojas é maravilhoso, como já disseram aqui. 

Outra coisa que gostaria de compartilhar e que achei pouca info antes é sobre como trouxe no avião. Acredito que na despachada seria ok, na pior das hipóteses colocar num ziploc e enfiar em algo líquido ou pastoso, tipo um tubo de shampoo, e no raio x vai aparecer só bolinhas minúsculas e tubinhos se misturando na bolsa de remédios. Eu trouxe no bolso, a embalagem é de algo tipo acrílico e não quebra fácil. Acredito que um cão farejador poderia encontrar sim pelo cheiro residual das pessoas que o manipularam, por isso uma boa botar na despachada com jeitinho.

Agora vou começar a estudar indoor pra plantar essas pérolas, porque a última outdoor cresceu mal pq toda hora que chegava gente tinha q ficar tirando-a.

Abraços!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Da hr os relatos, to indo pra lá final do mes e pretendo trazer só sementes, mas bastante. rs

Já estou pensando em como muquialas, quando concluir volto aqui e relato pra vcs.

  • Like 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

sobre como voltar com as seeds para o BR, ja fui no chile, trouxe algumas de la, como eram poucas, e o raio x so pega metal, antes de passar dei uma olhada para ver se tinha algum cao farejador, dai passei de boa, com elas no bolso da calça. Inclusive em uma conexão fui sorteado para uma revista aleatoria na mala, mas foi bem suave, trouxe 10 seeds, todas lacradas na embalagem original. eu acho que isso nao sera problema, mesmo se houver cães, uma embalagem hermetica deve dar conta do recado para algo pequeno... 

  • Like 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 01/03/2017 at 01:01, pernaverde disse:

Da hr os relatos, to indo pra lá final do mes e pretendo trazer só sementes, mas bastante. rs

Já estou pensando em como muquialas, quando concluir volto aqui e relato pra vcs.

amigo @pernaverde não esqueça do relato da viagem, tamo no aguardo.

  • Like 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

E ae galera

 

irei para montevideo em abril e estava pensando em comprar um vaporizador por lá. Vale a pena financeiramente ou sai o mesmo preço que no Brasil?

É fácil de encontrar marcas como Magical flight, Arizer ou Vapir?

 

Valeu pela ajuda!

  • Like 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 17/03/2017 at 19:59, RaspaDura disse:

amigo @pernaverde não esqueça do relato da viagem, tamo no aguardo.

Salve amigos,

irei relatar com detalhes minha ida ao pais dos Hermanos, pois esse topico me ajudou Muito la, e acredito que com minha experiencia passada la ajudarei outros amigos na visita ao pais hermano seja para turismo seja para comprar as seeds.

 

Planejamento
Comprei as passagens pelo viajanet saiu mais ow menos 900 reais com imposto e tudo ida e volta, mais uns 500 por 3 noites no hotel quarto pra casal com café da manha incluso em motevideo bem no centro perto da 18 julio se quizerem nome me enviem mp q dou mais detalhes.
Troquei 200 reias em pesos aqui no Brasil para pagar o taxi na chegada a montevideo, nao compensa trocar todo dinheiro aqui em montevido as casas de cambio tem uma taxa melhor.

Embarcando
Levei 12 baseados bolados white widow e onyx auto de minha ultima colheita, mais uns 5 baseado de prensado aqui do brasil, coloquei os baseado em ziplock bem forte e levei na cueca...Atençao...quando se esta passando pela revista de embarque aqui no brasil algumas pessoas sao escolhidas aleatoriamente para passar na revista corporal e acredito que no raiox corporal pois era um lugar diferente q via essas pessoas escolhidas passarem...Nao fui sorteado tranquilo kkkkkk , mas se caso tivessem encontrado no maximo que iria era perder meus baseado pq nao iria configurar trafico... enfim apos essa parte tirei eles coloquei no bolso e vooei com eles no bolso.

 

Desembarcando Motenvideo
Cheguei no aeroporto de madrugada mukiei de novo os beck, as malas de mao e despachadas passam por raio x em aduana, que e a entrada do uruguai, tranquilo tbm nessa parte peguei um taxi e fui para o hotel 1510 pesos, pouco mais de 150 reais, ja sabia desse preço salgado...
Fiz check in no hotel percebi que fiz um bosteira...peguei a mala errada nao prestei atenção era igual e os numeros quase tbm so mudava um 8 paara um 6 mas eu na emoção nem vi so vi qnd abri no hotel, como eu tinha feito um seguro viajem por 42 reais, o proprio seguro, trouxe minha mala do aeroporto e retirou a que eu peguei errada e levou para a pessoa no dia seguinte pelas 10h da manha eles me ligaram e marcaram horario para fazer isso...se eu nao tivesse feito isso teria que eu pagar mais 250 para ir buscar a mala na madrugada, ow esperar o dia seguinte para fazer o corre de onibus o aeroporto nao e tao pertinho assim , enfim por 42 economizei 250 e e ganhei meio periodo dica pra quem vai viajar, é 50 conto a mais  , mas e seguro e no meu caso foi mto valido...
Apos guardar as coisas no hotel desci pra fumar um na rua conversando com os hermanos locais vi que la so vendem prensado que nem o nosso, flores e mais dificil de encontrar pelo menos no centro ali com quem eu conversava, eles chegavam pra troca ideia eu desenrolo um poko no espanol conseguia conversar legal com eles...

1 dia
Apos acordar desci pra fumar um pela rua ja aproveitei troquei um $ , voltei pro hotel tomei aquele café que por sinal muito bom, e fui pra rua da um role na praça da intendencia, fui com a minha esposa lugar legal pra curtir casal, ou ate mesmo ir com filho e tals. Só passei na praça e fui direto na Urugrow, chegando la as 10h15 ela estava fechada kkkkkkkk no google acho que diz que abre as 10h, encontrei um hermano na porta eu ate conversei com ele, ele tbm queria comprar coisas...voltei pra praça da intencia e fumei um la, foi onde vi mesmo que la e tranquilo policia passa por voce e nem te olha...Depois de fumar um la voltei pra loja que estava aberta ufaaa  kkkkk

Urugrow
Entrando na loja o hermano que conversei na hora que estava fechada estava conversando com os cara da loja tinham 2 acredito serem os donos da loja...comprimentei eles olhei uns equips e perguntei das sementes o cara me mostrou o catalogo deles perguntei de White Widow achei meio salgado o preço, eles viram que eu nao era de la ne rsrsrs entao começamos começamos a trocar umas ideia da hora eles me perguntaram se eu tinha conseguido algo por e eu disse que conversando com os cara so tiha prensado mas q tinha levado da minha colheita falei das genetica que era, ai eu tinha um presando no bolso....kkkkkkkkk .... peguei saquei do prensado e mostrei pra eles o presado do brasil e ainda falei q era o melhorzinho prensado daqui cara fui muito engraçado ele abriu assim cheiro fez uma cara de eeeerrrr, kkkk e falou assim "NOSOTROS NAO FUMAMOS ISSO AQUI" eu ja sabia mas queria mostrar pra ele kkkkkkk a Urugrow tem acho que todas geneticas da paradise,e outros branco famosos, porem como achei o preço salgado ja sabia disso tbm pq li aqui, comprei apenas 2 semente da maconha seed bank uma caetano veloso e uma punto rojo, e um dechavador, pois eu queria ir na juanagrow no dia seguinte pois la vi aqui que tinha a maior variedade de sementes, mas ja chego la
AGORA VEM A PARTE MAIS LEGAL DESSA VISITA NA URUGROW
quando estava pagando e indo embora os cara sacaram aqueles potinho da MED que se guarda, fumo eu nao resisti e perguntei qual genetica era, ele me disse "panama jaca" e me deixou cherar o potinho, mano que aroma nunca senti um cheiro de uma erva daquela,o outro cara tbm deixou eu cheirar  adele perguntei quanto tempo de cura, ai mais uma surpresa, ele me disse 1 semana 2 no maximo, me disse que quando es bueno nao precisa curar mucho, cara um bud gordo cheiro verdasso...derrepende a surpresa o cara me saca de um bud nao mto grande mas dava um baseadao legal, e me joga na mesa e diz "PUEDES FUMAS UN DESSE DEPOIS"... O CARA ME DEU UM BUD nao mto grande, mas mano pensa vc ganha um bud dos cara dono dessas loja....na hora meio que nao soube nem onde guardar ele pegou um papelzinho e enrolou pra mim, nunca fumei algo parecido com akilo ate hj kkkk maconha doce com gosto de fruta...ESSA FOI A PARTE LEGAL pois falaram que la os cara nao eram mto atenciosos pra mim deram mo atenção, claro na questao de pedir seeds eles mostram apenas o q vc pede eles nao tinham promoções eu perguntei....mas mto top a loja e atendimento....
DEPOIS FIZ UM ROLE NA INTENDECIA SUBI NOS 22 ANDARES...FUI AO ESTADIO CENTENARIO MUSEO DO FUTEBOL, FUMEI EM VARIAS PRAÇA NA FRENTE DO ESTADIO, REALMENTE UM LUGAR TRANQUILO... OS TAXIS POR ALI JA SAO MAIS BARATOS, MAS MESMO ASSIM ANDEI DE ONIBUS PRA VER QUALQUE ERA E Foi DE BOAS. Nesse primeiro dia so fui na urugrow deixei pra fazer as coisas no dia segiunte que era o ultimo dia ja que no terceiro dia eu embarcaria para BR de madrugada e nao daria pra comprar nada.

 

2 dia
Apos tomar cafe peguei um taxi e fui para pocitos, praia de montevideo top, la perto que fica a urugrow, loja que li aqui que tinha a maior variedade para todos os bolsos, dei um role na praia pois a loja abre as 12h, chegando la 12h30, a loja tava como ?? FECHADA :( mano pensei os cara e maconheiro que nem eu devem ter se atradaso, falei com os dois hermanos que estavam na porta e tbm queria entrar na loja...de novo dei um role fumei um numa praça quando voltei as 13h e poko a loja ainda estava fechada, fiquei preocupado nessa hora pois minha meta era comprar seeds pra pelo menos 2 anos de auto sustento e ate o momento so tinha 2 duas em maos....
Mas nao podia deixar de aproveitar o role por causa disso peguei um taxi e fui ate o mercado del puerto, almoçar com minha esposa, almoçamos no le gregore num preço justo tem um brasileiro la q atende agente ajuda bem a escolher os pratos...PAGUEI COM CARTAO DE CREDITO POIS LI AQUI QUE TAXAS NAO TIRADAS E REALMENTE E VERDADE um almoço que sairia por 103 reais saiu por 89, e nao foi qq almoço nao uma carne servida arros fritas cerveja patricia por sinal muito boa, refrigerante...aprovado o almoço
Apos comer comprei umas lembracinhas uns doce de leite pois os cara e foda, quem puder tome um sorvete de doce leite, muito bom o sorvete dos cara e diferente do nosso...
Após sair do mercado fui ate a loja tierraviva que fica na feirinha atersanal, no meio dessa feira os cara ofereceu um pren pra mim mas disse queria flores...kkkkk eles nao tem isso la...
Chegando na loja logo um cheiro de erva forte um grow na vega estralando, devia ter tirado foto vacilei, porem o atendimento do cara foi bom, apesar do preço nao ser mto bom, pedi umas seeds mas ele tinha mtas sativas e eu queria mais indicas, ele me mostrou um pack da budda seeds com 10, 4 stain e 6 variadas por 2500 pesos quase 250 reais, vi que um brother aqui do GR pagou 1200 nesse pack, mas como era ultimo dia peguei esse pack, la tbm comprei um cookie de maconha mto bom, 450 pesos, na hora de ir embora pedi um adesivo ele nao tinha porem me daria um drink....me deu um drink de maconha vermelho, muito bom gosto de erva mesmo...apesar do preso alto atendimento top.
Minha meta era trazer mais semente entao fui ate a arachanes seeds fica na 18 de julio dentro de um mini shooping lá sim, encontrei o mesmo pack da budda por 1200 pesos a metade da loja anteriro foda .... ja peguei um...se tivesse ido la antes pegava 3 desse mas blz...mesmo tendo saido quase 25 conto cada semente nao foi caro, mas foi o dobro da outro loja...ele nao tinha mta opção pois eu queria algo como WW, AK 47, OG KUSH, alguma HAZE, e ele nao tinha nada disso, mas ele tinha uma ultima purple que eu queria 250 pesos suave, perguntei de algo para madrear me mostrou uma Mistyc Kush fem, vinha 3 tbm abracei. De semente comprei so isso, mas deveria ter comprado mais na Urugrow, pelo menos outra WW q eu gostei mto...

Assisti o jogo do Brasil e Uruguai na praça da intendencia nessa hora que vi bastante gente fumando, pois durante o dia vc quase nao ve ninguem fumando erva, Neymar fez aquele golaço e eu nao pude comemorar, kkkkkkkk 


VOLTANDO PARA O BRASIL
Na volto peguei as semente tirei dos pack original, na verdade so cortei coloquei no mesmo pack q trouxe os beck na cueca, apos passar por aduana, coloquei no bolso, e pra entrar no brasil na cueca mas pra entrar nem precisava pois foi suave, trouxe um cookie de maconha na bolsa despachada que veio suave tbm...


Entao e isso conlusoes

Missao cumprida pelo menos uns 2 anos de cultivo, pais legal tranquilo pra ir com casal ow em familia.
Growshops
Urugrow - maior variedade porem poucas promoçoes e preço um pouco salgado, porem os cara tem tudo

TierraViva - pouca variedade de seed, mas comestiveis tinha varios.

Arachane seeds - Loja pequena apertada, mas tem tudo semente fert, e o cara gente boa tbm...



Espero que com esse relato ajude mais amigos do GR e suas trips pelo pais Vizinho
 

  • Like 9

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Eai Galera, moro no uruguay a 1 ano, qualquer dúvida é informação estou à disposição! Como já citaram aqui o Arachanes Grow é onde compro seeds e td que preciso, sem dúvida é onde tem os melhores preços e pela minha experiência a melhor atenção tbm. O Diego que é o dono é muito sangue bom e entende portugues então facilita bem a comunicação pra quem não fala espanhol. Eh isso aí, só queria deixar minha contribuição. 

Abraço e boas colheitas

  • Like 6

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 25/03/2017 at 22:22, pernaverde disse:

passar na revista corporal e acredito que no raiox corporal pois era um lugar diferente q via essas pessoas escolhidas passarem...Nao fui sorteado tranquilo kkkkkk , mas se caso tivessem encontrado no maximo que iria era perder meus baseado pq nao iria configurar trafico.

Cara, por que voce acha isso? 

  • Like 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

é bem bizarro vc tentar sair do país com droga no bolso, é um risco desnecessário. se lhe pegarem, você perde seus baseadinhos e sua liberdade, pois configurará tráfico internacional de drogas

repito a pergunta do @Tok:

@pernaverde por que você acha q n iria preso?

  • Like 5

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Visitante
Responder

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Processando...

  • Conteúdo Similar

    • Por jAH kNOW
      O parágrafo único, do artigo 1º da Lei 11.343/2006 prevê que "consideram-se como drogas as substâncias ou os produtos capazes de causar dependência, assim especificados em lei ou relacionados em listas atualizadas periodicamente pelo Poder Executivo da União". Para os crimes previstos na Lei de Drogas, portanto, é necessário complemento normativo revelador do que venha a ser caracterizado como droga. Tem-se hipótese de norma penal em branco heterogênea, porquanto o conteúdo da norma é complementado por fonte diversa daquela que a editou, no caso, uma autarquia — Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) —, vinculada ao Ministério da Saúde.
      No caso, a norma complementadora é a Portaria SVS/MS nº 344/1998, editada pela Anvisa. Apenas serão consideradas drogas, para os fins previstos na Lei nº 11.343/2006, aquelas substâncias presentes na norma complementadora. Ainda que determinada substância cause dependência física ou psíquica, sua não inserção no rol de substâncias proibidas, nos termos da Lei de Regência, implica na impossibilidade de que quaisquer condutas relacionadas a tais produtos sejam objeto de incidência das disposições incriminadoras da Lei de Drogas, apesar de poderem caracterizar outras condutas típicas, como, por exemplo, o contrabando.
      No tocante especialmente à maconha, veja-se que a Portaria SVS/MS nº 344/1998, da Anvisa, prevê expressamente a substância Tetrahydrocanabinol (THC), presente na planta Canabis Sativa, como droga. Ocorre que a semente da planta não possui em sua composição o THC, gerando inúmeras discussões a respeito da tipicidade de condutas relacionadas à tal grão, porquanto, destinado à produção da planta, e esta sim, à substância entorpecente em si. Seriam, ou não, as sementes consideradas matéria-prima para a produção de droga [1]?
      Nessa perspectiva, o Superior Tribunal de Justiça firmou entendimento de que a importação clandestina de sementes de Cannabis Sativa configura o tipo penal descrito no artigo 33, §1º, I (matéria-prima, insumo ou produto químico destinado à preparação de drogas), da Lei nº 11.343/2006 [2], não sendo cabível a aplicação do princípio da insignificância na hipótese de importação clandestina de produtos lesivos à saúde pública, em especial a semente de maconha. O quadro implicou a formalização de impetrações perante o Supremo, basicamente, sob o fundamento de que as sementes não podem ser consideradas matéria-prima ou insumo destinado à preparação da droga, vez que delas não se extrai substância com efeitos entorpecentes, sendo as condutas a elas relacionadas insuscetíveis, portanto, de caracterizar delito previsto na Lei de Drogas. Alega-se ainda a viabilidade de aplicação do princípio da insignificância, pela ofensividade mínima da conduta e ausência completa de periculosidade social do agente.
      Nesse ponto, é relevante destacar decisões que externam posição de avanço quanto ao tema das drogas. Os fundamentos lançados nas impetrações perante o Supremo dizem respeito à pequena quantidade de sementes e à pendência da análise, pelo tribunal, da constitucionalidade do crime de porte de drogas para consumo próprio, não havendo, em algumas delas, contudo, alusão à presença ou não do THC nas sementes.
      No Habeas Corpus nº 143.798/SP, o ministro Luis Roberto Barroso deferiu a ordem, em 19 de dezembro de 2019, para trancar ação penal na origem, considerado o delito de porte de droga para uso próprio, ante a reduzida quantidade de substâncias apreendidas. O caso concreto é consubstanciado na importação, pelo paciente, através da internet, de 14 sementes de maconha [3]. O relator considerou plausível a alegação de que a conduta praticada pelo paciente se amolda, em tese, ao artigo 28 da Lei de Drogas, referindo à discussão, pendente de julgamento final, a respeito da constitucionalidade do dispositivo pelo Plenário do Supremo Tribunal Federal [4]. Na decisão, o ministro aludiu ao próprio voto proferido no âmbito do Recurso Extraordinário nº 635.659, no qual propôs a afirmação, em repercussão geral, da seguinte tese: "É inconstitucional a tipificação das condutas previstas no artigo 28 da Lei no 11.343/2006, que criminalizam o porte de drogas para consumo pessoal. Para os fins da Lei nº 11.343/2006, será presumido usuário o indivíduo que estiver em posse de até 25 gramas de maconha ou de seis plantas fêmeas. O juiz poderá considerar, à luz do caso concreto, (i) a atipicidade de condutas que envolvam quantidades mais elevadas, pela destinação a uso próprio, e (ii) a caracterização das condutas previstas no artigo 33 (tráfico) da mesma Lei mesmo na posse de quantidades menores de 25 gramas, estabelecendo-se nesta hipótese um ônus argumentativo mais pesado para a acusação e órgãos julgadores".
      Também no Habeas Corpus nº 131.310/SE, o impetrante articulou com a ínfima quantidade de droga adquirida para consumo pessoal, dizendo-a incapaz de afetar ou comprometer a livre volição do paciente ou a saúde pública, o que afasta qualquer possibilidade de lesão ou mesmo de ameaça de lesão à saúde pública. Adotando idêntica interpretação àquela lançada ao caso mencionado, o relator, ministro Luis Roberto Barroso, destacando sobretudo a reduzida quantidade de substância entorpecente para uso próprio, concedeu a ordem, trancando a ação penal na origem. O caso é alusivo à importação, da Holanda e pela internet, de cinco sementes de maconha e 0,52 grama de substância psicotrópica, de uso proscrito no Brasil, denominada "Sálvia 'X' — Salvironina 'A'".
      Diversos outros casos, submetidos à apreciação do Supremo Tribunal Federal, tiveram ordens concedidas em Habeas Corpus para absolver o paciente ou trancar processo crime relacionado especificamente à importação de sementes de maconha, considerada a atipicidade conduta pela ausência da substância THC nos grãos.
      No âmbito da 2ª Turma, verificou-se a concessão da ordem nos Habeas Corpus nº 142.987/SP [5], alusivo a 15 sementes de Cannabis Sativa; nº 143.557/SP [6], referente a dez sementes de maconha; nº 144.161/SP [7], no qual o caso concreto diz respeito à importação de 26 sementes de maconha; e nº 144.762/SP [8], alusivo à importação de 18 sementes de maconha. As decisões, em geral, adotaram como premissa dois fundamentos: o primeiro é o de que as sementes não podem ser consideradas matérias-primas, tendo em vista que delas não se pode extrair o produto vedado pela norma (THC), mas, sim, da planta geminada da semente. O segundo, é de que o fruto do plantio seria para uso próprio, de forma que há real plausibilidade na alegação de que a conduta praticada pelo paciente se amoldaria, em tese, ao artigo 28 da Lei de Drogas, dispositivo cuja constitucionalidade, como já consignado, está sendo discutida pelo Supremo Tribunal Federal.
      Também mediante atuação individual, observam-se decisões da ministra Carmem Lúcia — Habeas Corpus nº 163.730/SP [9] —, do ministro Edson Fachin — Habeas Corpus nº 149.575/SP [10], no qual acionou o artigo 192 do Regimento Interno do STF [11], assentando encontrar-se a matéria consolidada na jurisprudência do tribunal —, do ministro Ricardo Lewandowski – Habeas Corpus nº 149.199/SP [12], referente a importação de 37 sementes de maconha provenientes da Holanda, e nº 153.568/SP [13], caso em que o paciente foi denunciado por tráfico de drogas por ter importado 15 sementes de Cannabis Sativa —, e do ministro Celso de Mello, no Habeas nº 143.890/SP.
      A análise das recentes decisões do STF revelam que a ausência da substância THC nas sementes implica na atipicidade da conduta, porque não há dúvida de que a semente em si não é droga, não podendo ser considerada, portanto, matéria-prima ou insumo ou produto químico destinado à preparação de droga ilícita.
      A discussão sobre o porte de drogas para consumo se projeta, também, sobre o tema da inconstitucionalidade da proibição da conduta, sob o enfoque da violação à intimidade e à vida privada, valores constitucionalmente protegidos e que instrumentalizam o postulado da secularização, garantindo radical separação entre o direito e a moral. Apesar de certa irreversibilidade do processo de incorporação, pelas legislações contemporâneas, de bens jurídicos que declaram proteção de interesses abstratos sob o rótulo de interesse públicos, em fenômeno chamado neoespiritualização do bem jurídico, não se pode deixar em segundo plano e ao esquecimento o sujeito concreto envolvido na situação-problema [14]. A análise do tema, sob a sistemática da repercussão geral, encontra-se em curso no âmbito do já mencionado Recurso Extraordinário nº 635.659.
       
      [1] Conforme Vicente Greco Filho e João Daniel Rassi, matéria-prima é a substância de que podem ser extraídos ou produzidos os entorpecentes que causem dependência física ou psíquica (GRECO FILHO, Vicente; RASSI, João Daniel. Lei de drogas anotada. 3ª ed. São Paulo: Saraiva, 2009. p. 99).
      [2] STJ, EDcl no AgRg no REsp 1.442.224/SP, Rel. Ministro Sebastião Reis Júnior, Sexta Turma, j. 13/09/2016.
      [3] No caso, o juízo de origem desclassificou a imputação do crime de tráfico de drogas para o de contrabando e aplicou o princípio da insignificância com fundamento na pequena quantidade da substância apreendida. Nesse contexto, o magistrado rejeitou a denúncia. No Superior Tribunal de Justiça, o relator deu provimento ao recurso especial formalizado pelo Ministério Público, para receber a denúncia, considerada a imputação do artigo 33, § 1º, da Lei de Drogas, e determinar o prosseguimento do processo-crime.  
      [4] STF, Recurso Extraordinário nº 635.659/SP, relator ministro Gilmar Mendes, com repercussão geral reconhecida.
      [5] STF, HC 142.987/SP, Rel. Min. Gilmar Mendes, Segunda Turma, j. 11/9/2018. Habeas Corpus. 2. Importação de sementes de maconha. 3. Sementes não possuem a substância psicoativa (THC). 4. 15 (quinze) sementes: reduzida quantidade de substâncias apreendidas. 5. Ausência de justa causa para autorizar a persecução penal. 6. Denúncia rejeitada. 7. Ordem concedida para determinar a manutenção da sentença e do acórdão do Tribunal Regional Federal da 3º Região.
      [6] STF, HC 143.557/SP, Rel. Min. Dias Toffoli, Segunda Turma, j. 11.9.2018. Habeas corpus. 2. Importação de sementes de maconha. 3. Sementes não possuem a substância psicoativa (THC). 4. Reduzida quantidade de substâncias apreendidas. 5. Ausência de justa causa para autorizar a persecução penal. 6. Ordem concedida.
      [7] STF, HC 144.161/SP, Rel. Min. Gilmar Mendes, Segunda Turma, j. 11/9/2018. Habeas corpus. 2. Importação de sementes de maconha. 3. Sementes não possuem a substância psicoativa (THC). 4. 26 (vinte e seis) sementes: reduzida quantidade de substâncias apreendidas. 5. Ausência de justa causa para autorizar a persecução penal. 6. Denúncia rejeitada. 7. Ordem concedida para determinar a manutenção da decisão do Juízo de primeiro grau.
      [8] STF, HC 144.762/SP, Rel. Min. Dias Toffoli, Segunda Turma, j. 11/9/2018. Habeas corpus. 2. Importação de sementes de maconha. 3. Sementes não possuem a substância psicoativa (THC). 4. Reduzida quantidade de substâncias apreendidas. 5. Ausência de justa causa para autorizar a persecução penal. 6. Ordem concedida.
      [9] STF, HC 163.730/SP, Rel. Min. Carmen Lúcia. j. 23/10/2018.
      [10] STF, HC 149.575/SP, Rel. Min. Edson Fachin. j. 13/12/2018.
      [11] Regimento Interno do Supremo Tribunal Federal. "Artigo 192 - Quando a matéria for objeto de jurisprudência consolidada do Tribunal, o Relator poderá desde logo denegar ou conceder a ordem, ainda que de ofício, à vista da documentação da petição inicial ou do teor das informações".
      [12] STF, HC 149.199/SP, Rel. Min. Ricardo Lewandowski. j. 18/9/2018.
      [13] STF, HC 153.568/SP, Rel. Min. Ricardo Lewandowski. j. 11/10/2018.
      [14] CARVALHO, Salo de. A Política Criminal de Drogas no Brasil: estudo criminológico e dogmático da Lei 11.343/2006. 6ª ed. São Paulo: Saraiva, 2013, pp. 418-419.
      Fonte: Revista ConJur 
      Por: Rafael Ferreira de Souza
      Assessor de ministro do Supremo Tribunal Federal, delegado de Polícia da Polícia Civil do Distrito Federal, pós-graduado pela Fundação Escola do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios.
    • Por Doobie97
      Salve growers, boa noite!
      To com quase tudo certo pra começar meu grow, e gostaria de comprar umas seeds da fastbuds pelo seedsman.         Li recentemente que a maioria de pedidos de sementes vindo de fora estavam sendo retidos pela PF, incluindo vários do seedsman. Gostaria de saber se ainda está rolando muito dessa?
      Além disso, alguém que comprou pelo seedsman recentemente teve sucesso, e se sim, qual a média de tempo para chegar?
      Valeu galera, e bom grow pra todos!
    • Por QueFitaHeim?
      ALGUÉM COMPROU NO CANNABIORGANIC.COM NOS ÚLTIMOS DIAS ?
      To achando que ta rolando um golpe sério lá, eu sei que o .br é falso mesmo, mas muita gente ta dizendo que é furada comprar mesmo no site .com 
      Fiz compra de 3 sementes lá, e ninguém me responde 
    • Por dnbs
      Expocannabis Uruguay

      Encuentro internacional de cannabis y cáñamo. Shows, stands & conferencias
      📅 6, 7 y 8 de diciembre 2019
      🚩 Montevideo, Uruguay
      👉 Entradas Ticketuno.com www.expocannabis.uy
      ➡️ GUIA URUGUAI PARA MACONHEIROS - Download Grátis http://bit.ly/2LLxHU5
       
      Criei o tópico para o povo que esta afim de ir esse ano de 2019 ja ir se organizando e se algum veterano quiser ajudar é uma boa.
      Dúvidas frequentes:
      - Evento/Ingressos
      - Dicas de hospedagem
      - Programas de Passagens
      - Roteiro
      - Roteiro intercalando estados

×
×
  • Criar Novo...