Ir para conteúdo
Growroom
CanhamoMAN

Maconha Na Adolescência Não Provoca Problemas De Saúde, Diz Estudo

Recommended Posts

Maconha na adolescência não provoca problemas de saúde, diz estudo

http://climatologiageografica.com/maconha-na-adolescencia-nao-provoca-problemas-de-saude-diz-estudo/

5 de agosto de 2015
Leonardo Ambrosio



De acordo com um estudo publicado pela Associação Americana de Psicologia, uso crônico da maconha por garotos adolescentes não parece estar ligado com nenhum problema físico ou mental como depressão, sintomas psicóticos e asma.

Pesquisadores do Centro Médico da Universidade de Pittsburgh e da Universidade de Rutgers acompanharam 408 garotos da adolescência até os 30 anos em um estudo que foi publicado no jornal ‘Psychology of Addictive Behaviors’.

De acordo com o líder da pesquisa, Jordan Bechtold, os resultados foram surpreendentes. “Não existe nenhuma diferença na saúde mental ou física por conta da frequência do uso de maconha na adolescência”, disse.

Macro_cannabis_bud-1024x927.jpg
Créditos: Creative Commons

A pesquisa foi motivada pela popularização da droga nos Estados Unidos, que pouco a pouco vai liberando a utilização da cannabis em seus estados. E por conta de estudos anteriores, os pesquisadores estavam esperando encontrar resultados muito mais negativos.

Os pesquisadores também não encontraram nenhuma ligação entre a utilização da maconha e depressão, ansiedade, alergias, dores de cabeça ou aumento na pressão sanguínea.

O estudo começou a analisar os garotos no final dos anos 1980. Por 12 anos, os participantes foram entrevistados anualmente ou semianualmente, e uma nova entrevista foi feita em 2009/10, quando os participantes tinham 36 anos de idade. Não houve diferenças nos resultados com base na etnia dos participantes: 54% eram negros e 42% brancos. O restante pertencia a outras etnias.

Os colaboradores da pesquisa foram divididos em quatro grupos: que não usavam ou usavam muito pouca maconha (46%); usuários crônicos desde cedo (22%); os que utilizaram a droga apenas na adolescência (11%) e os que começaram na adolescência e continuaram utilizando (21%). De acordo com os pesquisadores, fatores externos foram controlados, como a utilização de tabaco ou outras drogas ilícitas, além do acesso dos participantes a unidades de saúde. Já que o estudo abordou apenas homens, não existem resultados aplicáveis a mulheres. Um número muito pequeno de participantes desenvolveu sintomas psicóticos, diz o estudo.

“Nós quereremos ajudar a informar o debate sobre a legalização da maconha, mas esse é um assunto muito complicado e um estudo não deve ser tomado de forma isolada”, disse Bechtold.
A pesquisa está disponível neste link.



Veja mais aqui http://climatologiageografica.com/maconha-na-adolescencia-nao-provoca-problemas-de-saude-diz-estudo/#ixzz3i7sWaF2f

  • Like 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Visitante
Responder

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Processando...

  • Conteúdo Similar

    • Por Tarabell
      Esse post é uma tradução e resumo do excelente trabalho do Dr Bruce Bugbee da universidade de Utah nos EUA. São 30 anos de experiência no estudo do cultivo de canábis em laboratório, adaptada ao cultivo caseiro. O video original em inglês é esse aqui Maximizing Cannabis Yields for Home Growers with Dr Bruce Bugbee

      Pode parecer muita ciência e muitos números mas, finalmente, de uma vez por todas, eis os números exatos do professor para os melhores rendimentos.
      Luz: de 30 a 60 DLI (quantidade diária de luz, faça a conversão/calculo com as especificações da luz do seu fabricante). Temperatura ambiente: idealmente entre 26 e 29C mas nunca fora do intervalo 20-30C, evitando grandes variações.  Umidade: idealmente a 60% mas nunca fora do intervalo 40-70%. Vento: se as folhas estiverem balançando levemente é suficiente (+-1metro/segundo). CO2: garanta uma boa circulação do ar para reposição do CO2 (+-400ppm), repor o ar a cada par de minutos é suficiente. Somente cultivos muito sofisticados emriquecem o CO2. Temperatura das raízes: a mesma que a temperatura ambiente está ótimo. Água: a cada dois ou tres dias, quantidade suficiente para +-10% vazar por baixo do vaso mas não deixe acumular estes 10% no fundo. Pese os vasos com as mãos para saber se deu tempo de secar o vaso entre uma rega e outra. Se tiver muito pesado ainda tem muita água. Não tem muita regra mas também não tem muito erro. Nutrientes: os macro nutrientes devem ser adicionados a cada rega de maneira bem diluída nas proporções NPK 20-10-20. Adicionar mais fosforo na floração. Oxigenação das raízes: fique atento para que o substrato escolhido permita uma boa oxigenação das raízes. O substrato ideal:
          • 50% turfa, é o que promove a oxigenação das raízes, deixando o substrato fofo e aerado.
          • 50% vermiculita (ou perlita) a vermiculita contém sílica que é benéfico para os tricomas.
          • 1,4g/L de dolomito que contém cálcio e magnésio
          • 0,4g/L de gipsite que contém cálcio e enxofre
      Sobre a iluminação, a canábis pode absorver muita luz e seu crescimento é quanto mais rápido e robusto. Porém para poder colocar 60DLI de luz na planta ela precisa que todos os outros parâmetros estejam em seus níveis ideais. Sendo que no estagio vegetativo as luzes ficam acesas por mais tempo, 16-18h por dia a potência da luz pode ser menor que durante a floração onde a luz fica acesa somente 12h ao dia mas as necessidades de luz da planta continuam altas. Durante a floração é extremamente importante obter um período diario de escuridão absoluta, sem nenhuma interferência luminosa. Mesmo um pequeno led piscando dentro do espaço de cultivo ou uma fresta pode atrapalhar a floração e reduzir drasticamente os rendimentos.
      Espero que ajude a ter altos rendimentos na sua próxima colheita!
      Salve!
    • Por ben1O
      Bom dia rapaziada!
      Vim discutir sobre quão prejudicial pode ser usar cigarros como filtro do baseado, sei que em alguns lugares falam "Cigarronha" e por aqui no Rj geralmente se fala "Balão".
      Não gosto muito de fumar o tal balão, mas as vezes acabo fumando porque sinto a onda mais suave. Será que isso faz mal ou não? Para os que não sabem é um baseado que tem como "piteira" um cigarro, não fumamos o cigarro, só a maconha.
    • Por matiaxxxx
      fala rapaziada, então, eu comecei a fumar ano passado, e pra mim sempre foi muito bom, sempre me deixou mt tranquilo e bem comigo mesmo. mas esse último fds foi foda, acho que fumei muito mais do que eu tô acostumado, e cai numa badtrip fudida. achei que dormindo iria melhorar, mas logo no domingo de manhã acordei com uma náusea do caralho, e meu batimento não tinha normalizado, e tô com isso até agora, já tomei vários remédios e nada mudou. bebi duas doses de dreher antes de fumar também. alguem tem ideia do que pode ser? devo ir no hospital? obs: sou menor 
    • Por Maconheira000
      Olá maconheiros(a),tenho 17 anos,daqui uns dias faço 18 anos, comecei a fumar com 14 anos e rodei em fevereiro desse ano,minha vó deu maior sermão,choro e ainda fico falando q ia me internar na clínica,e ficava me chamando de drogada todo o dia,e ainda ela tranca a porta do quarto,pq ela acha q vou roubar o dinheiro dela.
      E para ainda mais,meus pais são autoridades e minha família é tudo crente (crente bem fanáticos),não tenho como morar com os meus pais,por questões pessoais não daria nem um pouco certo.
      Tô planejando a me mudar para capital faz tempo,moro no interior,e pior q minha família tb não aceita eu ir morar na capital falam q é perigoso e tudo mais,já até falaram q se eu for eles vai tentar me impedir.
      Aceito conselhos,e tenho uma pergunta,podem me internar na clínica mesmo eu sendo de maior?ainda mais q meus pais tem essa autoridade.
    • Por highbythebeach
      Olá, estou buscando tirar dúvidas e encontrar experiências de outras pessoas. Abri essa enquete, pois estou sofrendo males no intestino e vou fazer uma colonoscopia para descobrir o que me afeta. O fato é que sinto muito desconforto (algumas dores) e constipação (intestino preso), tomei muitos remédios e eles não ajudaram em nada a não ser em intoxicar meu fígado. Gostaria de saber quais efeitos você sentiram com o uso da cannabis no intestino/estômago usando a planta como tratamento, também gostaria de saber se alguém com síndrome do intestino irritável/doença de crohn como se sentem com o uso da cannabis.
×
×
  • Criar Novo...