Ir para conteúdo
Growroom

Maconha Pode Ser Promissora No Tratamento De Câncer Cerebral


CanhamoMAN

Recommended Posts

  • Usuário Growroom

Maconha pode ser promissora no tratamento de câncer cerebral
Pesquisas em ratos mostraram que a droga pode ser promissora na redução do crescimento de gliomas

15 JUN 2015

http://noticias.terra.com.br/ciencia/pesquisa/maconha-podera-ser-usada-em-tratamento-para-cancer-cerebral,44c7f869c8eeecff6d9df305f5532e6cqgnrRCRD.html


Glaucoma, dor, náusea, perda de apetite, epilepsia e esclerose múltipla: a lista de doenças para as quais a maconha medicinal tem sido apontada como promissora no tratamento pode aumentar em pouco tempo, segundo novos estudos, apesar de que ainda hoje não haja um ensaio clínico forte nos Estados Unidos. As informações são do IFL Science.

Os estudos realizados em culturas celulares e em animais mostram que os benefícios terapêuticos da droga podem ser realmente promissores para um tipo de câncer cerebral chamado “glioma”

Os estudos realizados em culturas celulares e em animais mostram que os benefícios terapêuticos da droga podem ser realmente prósperos para um tipo de câncer cerebral chamado “glioma”. Os pesquisadores descobriram que o THC, o principal ingrediente psicoativo da erva, e o canabidiol, um extrato da maconha, foram responsáveis por “reduções drásticas” no crescimento de gliomas em ratos.

Siga o Terra Notícias no Twitter

Por isso, uma plataforma de crowfunding chamado Walacea tem juntado recursos para a pesquisa em imagens de cérebros humanos, uma campanha que pode ser um sucesso. “Doações para a pesquisa da maconha medicinal é essencial para o entendimento do potencial dos canabinóides para tratar uma variedade de condições”, afirmou o horticultor e advogado para o uso medicinal da maconha, Jorge Cervantes.

A pergunta é: se esses canabinóides [compostos biológicos ativos encontrados na planta da maconha] prometem tanto, porque o dinheiro público é necessário para a pesquisa? Isso acontece porque a maconha, assim como a heroína e o LSD, são classificados como drogas de nível 1, ou seja, entorpecentes ilegais, o que significa que não exista qualquer uso de tratamento médico aceito ou, se houver, há uma margem de segurança requerida para sua utilização, apesar do fato de que foi legalizada para uso medicinal ou individual em alguns estados americanos. Por causa disso, os controles decorrentes no uso de medicamentos fazem da pesquisa científica praticamente impossível.

O glioma é um tipo de tumor originário no cérebro ou na medula espinhal que surge a partir de células da glia. Este tipo de câncer cerebral é comum e representa cerca de um terço dos casos.

  • Like 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Visitante
Responder

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Processando...
  • Conteúdo Similar

    • Por GanjaUser
      Olá, galera. Sou novo por aqui então desculpem-me qualquer erro cometido. Então, sou um usuário de ganja relativamente recente(+/- 1 ano) e por isso ainda tenho algumas dúvidas quanto ao uso e seus efeitos. Em primeiro lugar, gostaria de saber se sentir náuseas após o uso é normal, pois acabo sentindo após fumar muito ou fumar algo mais forte(skunk, etc). Li na internet sobre uma síndrome chamada hiperemese mas acredito não me enquadrar nela já que não sinto dores abdominais. Além disso, muitas vezes sinto meu coração batendo mais forte e acelerado, fico fadigado, quase impossibilitando fazer esforço físico. Também gostaria de saber se devido ao meu pouco uso( em média 1 vez por semana) tossir sempre e muito ainda é normal, pois sempre que puxo para o pulmão ocorre uma irritação muito forte na garganta, ficando impossível não tossir. 
      Agradeço desde já.
    • Por DMTnaVeia
      Salve growers!
      Tenho lido de histórias de sucesso de pessoas importando o óleo para tratamento de epilepsia.
      Minha dúvida é, para dor crônica, seria possível importar e qual seria o caminho. Esou me tornando dependente de oxicodona, me foi receitado codeína, depois que parou de surtir efeito fui para oxycontim 10mg, agora estou tomando 40mg por dia. Alguns dias a dor é mais suave, consigo tomar menos, mas acordo destruído, sensação de gripe, dores de cabeça, dor de barriga e uma ansiedade chata que me deixa com a cabeça a mil só pensando coisas ruins.
      Sei que terei sintomas da retirada, não será insuportável, comparado à usuários que tomam à anos, mas estou com medo pois não é certo que a primeira cirurgia resolva meu poblema pois tenho duas hérnias de disco bastante lesionadas, até a data da cirurgia e pós operatório, tomarei por pelo menos mais um mês e não é certo que resolva.
      Cannabis de boa qualidade não tem ajudado na dor, tentei algumas genéticas White Widow, Caribbean, Jack Herer, Cheese... será que concentrados como o óleo teria efeito analgésico mais forte? Será que é possível importar o óleo legalmente com respaldo da Anvisa?
      Desde já, agradeço a atenteçao!
      Fooooogo!
       
    • Por Galvão
      Salve maconhistas! 
      Tive Chikungunya no começo do ano e até hoje as dores persistem, até pioraram. Ultimamente tem ficado insuportavel e o remédio passado pelo médico é cheio de efeitos colaterais, daí preferi não tomar. 
      Alguém aqui já teve Chikungunya e usou ou usa óleo de CBD e/ou THC?
       
      Há braços!
    • Por bogart
      Pessoal,
      Alguém já teve experiência com extração de óleos ou similares para um paciente que precisa abrir o apetite?
      Particularmente, gostaria de saber da experiência com o extrato de CBD e o estímulo do apetite. O que eu encontrei até agora na internet me pareceu um pouco inconclusivo. O canabidiol tem a propriedade de causar a boa e velha larica?
×
×
  • Criar Novo...