Ir para conteúdo
Growroom
Entre para seguir isso  
Sivuca

Pl 399/2015 - Viabilizar Comercio De Maconha Medicinal

Recommended Posts

Acompanhando os projetos de leis no link, teve um que me chamou a atenção, pois tem a intenção de Alterar o art. 2º da Lei nº 11.343, de 23 de agosto de 2006, para viabilizar a comercialização de medicamentos que contenham extratos, substratos ou partes da planta Cannabis sativa em sua formulação.

fonte

Vale a pena acompanhar!!!

  • Like 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Pra quem quiser ver, tbm tem a PL 7270/2014 do Jean Wyllys rolando tbm.

Ementa
Regula a produção, a industrialização e a comercialização de Cannabis, derivados e produtos de Cannabis, dispõe sobre o Sistema Nacional de Políticas Públicas sobre Drogas, cria o Conselho Nacional de Assessoria, Pesquisa e Avaliação para as Políticas sobre Drogas, altera as leis nºs 11.343, de 23 de agosto de 2006, 8.072, de 25 de julho de 1990, e 9.294, de 15 de julho de 1999 e dá outras providências.

Explicação da Ementa
Regula a produção e comercialização da maconha.

  • Like 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Visitante
Responder

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Processando...
Entre para seguir isso  

  • Conteúdo Similar

    • Por mex530
      Bom Dia, tarde ou noite.
      Hoje venho relatar um tema pouco abordado, mas que pode existir muita dependência em indivíduos que se encontram melhor no mundo das ideias ao invés do mundo real.
      A abundancia de conteúdos pornográficos em nosso dia a dia, tanto em comerciais de TV, quanto nas propagandas da internet, quanto em sites adultos são de fácil acesso e diversas vias para se conhecer além do corpo, os próprios desejos e preferencias.
      Por conta disso, em muitos momentos de nossas vidas damos uma descontraida com nosso amigo lá de baixo e recebemos uma abundancia de dopamina.
      Em certos momentos, nos reprimimos (não em todos os casos) e preferimos ficar no nosso canto, nossa bolha pessoal do conforto. Nos isolando do mundo externo mergulhamos ao todo desejo do mundo da internet e caímos em sites pornográficos que nos mostram uma perspectiva a qual jamais iremos chegar, mas que satisfaz e nos alegra por mínimos através do ato da masturbação, tanto para homens quanto para mulheres.

      Com o uso da cannabis, em alguns indivíduos, acaba acrescentamos o habito de procrastinar em frente a tela e não sair para o mundo externo nascendo assim uma zona de conforto. 
      Quando saímos para o mundo externo, acaba gerando um caso desgovernado de ansiedade por não ser nada daquilo que criamos em nossa mente com a ajuda da internet e o individuo acaba voltando para a tela e seu conforto. Em alguns casos, em forums, pessoas com algumas dessas perspectivas são comparadas aos incels (uma referência a membros de uma subcultura online que se definem como incapazes de encontrar uma parceira romântica ou sexual). 
      A cannabis estimulando nossos sentidos, pode nos dar uma sensação muito maior de prazer, aumentando nossa auto-critica consideravelmente. 
      Mas o pós, a pós-masturbação para muitos é a pior parte, aquela "depressão" e auto-questionamento e penitencia: "Porque eu fiz isso?" "De novo..."
      Levando em conta que:
      'O consumo de maconha também diminui a produção de testosterona.
      (O estimulo natural do homem)
      e até 7 dias sem se masturbar aumenta a testosterona em 45%'
       
      Faço a vocês uma questão a ser discutida: quais os perigos da masturbação excessiva com o uso da cannabis?  Os maiores problemas que se pode enfrentar?  Como reverter esse quadro? 
       
      Alguns artigos que foram base: https://www.vice.com/pt_br/article/pgempm/masturbacao-beneficios-cientificos-pessoais
      https://www.yourbrainonporn.com/pt/rebooting-porn-use-faqs/any-connection-between-orgasm-abstinence-and-testosterone-levels/testosterone-research-versus-testosterone-myths/#abstinent 
      https://mundoh.com.br/seducao-pratica/o-mal-da-masturbacao/
      https://drauziovarella.uol.com.br/entrevistas-2/maconha-entrevista/


       
    • Por Kassio ramos
      Boa noite pessoal, preciso que me tirem uma dúvida, então comecei meu primeiro cultivo agora e reparei nessas folhas novas na minha planta, imaginei que fossem os pestilos  dela, mas aqui no Brasil ainda nem estamos no verão, será que ela está já está florescendo ? Ela já tem pré flores ?  Obrigado a todos e boas vibes 

    • Por Maconheira000
      Olá maconheiros(a),tenho 17 anos,daqui uns dias faço 18 anos, comecei a fumar com 14 anos e rodei em fevereiro desse ano,minha vó deu maior sermão,choro e ainda fico falando q ia me internar na clínica,e ficava me chamando de drogada todo o dia,e ainda ela tranca a porta do quarto,pq ela acha q vou roubar o dinheiro dela.
      E para ainda mais,meus pais são autoridades e minha família é tudo crente (crente bem fanáticos),não tenho como morar com os meus pais,por questões pessoais não daria nem um pouco certo.
      Tô planejando a me mudar para capital faz tempo,moro no interior,e pior q minha família tb não aceita eu ir morar na capital falam q é perigoso e tudo mais,já até falaram q se eu for eles vai tentar me impedir.
      Aceito conselhos,e tenho uma pergunta,podem me internar na clínica mesmo eu sendo de maior?ainda mais q meus pais tem essa autoridade.
    • Por Nossila Lalek
      Benefícios do CBD
      1. Alivia a dor e a inflamação
      2. Tem efeitos antipsicóticos
      3. Reduz Ansiedade
      4. Ajuda a combater o câncer
      5. Alivia Náusea
      6. Pode tratar convulsões e outros distúrbios neurológicos
      7. Diminui a incidência de diabetes
      8. Promove a Saúde Cardiovascular
      Referência
      Benefícios do CBD
      Leia também: Cannabis e Obesidade – Consumo está relacionado a um menor IMC
      Sementes de cânhamo – Ricas em fibras, proteínas e gorduras saudáveis
    • Por Kephas ben Penvensie
      Acompanho boa parte dos fóruns na growroom já um bom tempo, obtive ótimas dicas sobre a questão da importância da limpeza do prensado para eliminar fungos, bactérias, amonias, e pesticidas gerais que contém num quadradinho, que qualquer um pode comprar numa biqueira de um morro mais próximo, rsrsrs
      Mas o caso é que a maconha próxima da minha quebrada ultimamente tem demonstrado ter altos índices de THC exageradamemte demais da conta, e isso vem me gerando alguns prejuízos na vida cotidiana...(falta na coordenação motora, déficit de atenção, amnésia com frequência, e dificuldade pra fazer cálculos físicos, e matemáticos na universidade)...
      Já li num comentário em que após a lavagem do prensado dependendo da temperatura, o THC morre devido a ebolição da água quente na panela.
      Sei que aqui no Growroom há poucos especialistas da área de saúde estudados no tema Cannabis medicinal, e encontrarei muitos leigos no assunto, que creio que poderão me ajudar dependendo da resposta aonde estou querendo chegar, por terem infos que poderão me ajudar, conforme a última vez em que fiz uma lavagem da ganja misturando com erva cidreira, camomila, e boldo. O processo deu positivo, a brisa foi boa, mas prefiro vaporizar a maconha sem nenhum chá, ou calmantes. Quero um baseadinho puro, só que leve e não atrapalhe nos meus estudos na faculdade, e vida social...
      Na opinião de boa parte Qual é a melhor temperatura seria adequada para diminuir os altos níveis de THC, o tempo cronometrado para enfim deixar "meu Bud" semelhante à uma Ruderelis que é rica em CBD e tem baixas dosagens de THC?
  • Tópicos

  • Posts

    • Debate muito bom ! E falando nisso, passo a relatar minha experiência com pren seeds. Já colhi de pren seeds e não tem nem como comparar com o prensadão que rola nas bicas. É até difícil de acreditar que aquela flor linda vira aquele bloco de sei lá o quê ! Sinceramente, depois de pesquisar bastante há uns anos atrás resolvi das asas a curiosidade e peguei as sementes que fui guardando e lancei na terra. Posso dizer que rolou sim comigo muitas vezes sinsemilla e que o fumo foi de extrema qualidade. Não sei se é pelo método "indígena" que utilizo ou se pela utilização de uma nutrição toda natural mas colho uns buds pequenos e poderosos de chapar sem piedade. O que tenho observado é que o ambiente é fator determinante para o sexo, raramente tive machos. Pelo que lembro tive apenas um na ultima colheita e sem notícias de outros. Tem até um tread que aborda esse tema com base nos relatos de um dos maiores especialistas no assunto, não lembro o nome agora. Ele mesmo diz que o ambiente é fator determinante e pode sim favorecer a crescimento de fêmeas e isso tenho aplicado ao que venho colhendo com grande sucesso. Pode até ser que essas sementes (prensado) não tenham genética determinada, e afinal, já vi por aqui estudos que dizem ser muito difícil, por exemplo, uma WW que se vende em sb's manter fidelidade a sua matriz devido a ser uma cepa um tanto antiga. Então, me parece que a ganja é uma planta inteligente e "amorfa" e mesmo sementes sem "pedigree" se adequam às condições que o ambiente provém e isso se manifesta seja nas características, no efeito, no sabor e etc. Sendo assim vc pode pegar sementes não estabilizadas e criar uma variedade através de cruzas que daqui a uns ciclos quando forem plantadas, dependendo do ambiente, podem apresentar características diversas de sua matriz. Quiçá esteja aí oculto um dos motivos de se ter grow, pois o ambiente lá pode ser controlado dando condições idênticas que fazem a manifestação dessas sementes automáticas serem as mesmas ou mais parecidas com as da matriz.
    • Pessoal cuidado pra não confundir as coisas...na seleção natural os individuos não vão se adaptando e passando informação genetica pra seus descentes...."simplesmente" os individuos com a carga genetica mais favorável são os que vão resistir à seleção e aí sim serão capazes de passar suas informações genicas adiante. Não acontece de uma cepa ser exposta à condições ambientais e essa cepa "inteligentemente" passa a se adaptar aquilo. É de forma aleatória que mutações acontecerão e PODE SER que essas mutações configurem características vantajosas frente às condições e aí sejam passadas adiante pois esses indivíduos sobrevivem mais. No caso: pelo fato das grandes roças clandestinas não aplicarem os cuidados adequeados e ideais, naturalmente apenas as plantas com geneticas mais resistentes vão pra frente. Não é pq elas são expostas às condições que elas vão se modificando e tornando-se resistentes.     Sobre prenseeds específicamente: Na minha breve experiencia (2 ciclos com prenseeds), é notável a resistencia dessas plantas à condições adversas. A minha latitudade aqui é absolutamente desfavorável, e consegui colher 2 prenseeds no outdoor de inverno, sem estufa, média de 14ºC, maximas de 18º-19º e mínimas de 2º-3º durante o dia. De 15-20 sementes que botei pra germinar até hoje, 4 levei até a floração. Todas elas, sem exceção, passaram em algum momento por excesso de calor, excesso de rega, rootbound, overfert, fome, excesso de umidade(bota excesso nisso), frio, fotoperíodo ABSOLUTAMENTE IRREGULAR durante vega e flora(completementava com LEDs mas seguido esquecia de acender ou apagar a lampada no tempo certo, as vezes não escutava o despertador e botava as plantas no sol com 1h, 2h de atraso..) e NADA disso hermou minhas plantas. Todas floriram por longas 10-12 semanas sem produzir uma misera semente. Então não sei se sou sortudo ou o que, mas minha experiencia com prenseed me deixa com muita pulga atrás da orelha nessa conceito de "stress = hermafroditismo".
    • só pra atualizar, um irmão pediu da Reserve, chegou em menos de 1 semana...ele é do interior de SP. Jogou as 4, todas germinaram. Acompanhando
×
×
  • Criar Novo...