Ir para conteúdo
Growroom

Uruguaios Estudam Vender Excrementos De Morcego Para Cultivar Cannabis


Recommended Posts

  • Usuário Growroom

13-11-2014 às 15:12

Uruguaios estudam vender excrementos de morcego para cultivar cannabis
201411131512_morcegos201103.jpg
O concentrado de fósforo e nitrogénio presente nos excrementos de morcego acelera a floração das plantas, uma propriedade conhecida pelos produtores de cannabis e que agora um grupo uruguaio de investigadores estuda com o objectivo de comercializá-lo como adubo orgânico.

«Não tem nada a ver com a cannabis, é fertilizante», assegurou o zoólogo Enrique González, coordenador do Programa de Pesquisa de Morcegos do Uruguai, que actualmente analisa a matéria fecal destes mamíferos, conhecida como guano, para lançá-la no mercado agrícola.

No entanto, González reconheceu que este adubo deve ter «alguma particularidade» para os produtores de cannabis, que, por enquanto, lhes serviu para atrair a atenção da imprensa uruguaia em relação à sua actividade académica.

Em Dezembro do ano passado o Uruguai aprovou o Projecto de Lei sobre Controlo e Regulação da Cannabis e seus Derivados, que legalizou a produção e venda desta substância e desde Agosto qualquer cidadão que deseja cultivá-la na sua casa pode comparecer nos correios e solicitar uma licença de produtor.

Uma vez concedida, estará habilitado para cultivar livre e legalmente até seis plantas de cannabis sativa e colher até 480 gramas de cannabis por ano para consumo pessoal.

«No início da pesquisa, pusemos na Internet guano de morcego e apareceram 25 páginas, das quais 22 eram de clubes de plantadores de cannabis no mundo todo», disse o pesquisador.

«Comparado com outros adubos, este devolve a matéria orgânica à planta e a absorção de nutrientes é feita mais lentamente, por isso que não é preciso adubar todos os dias», explicou Nacho Merlín, gerente de um «growshop» uruguaio que vende produtos para a plantação de cannabis e presta assessoria aos seus cultivadores.

«Estaríamos interessados em vender um adubo produzido no Uruguai, porque o que se encontra no mercado do país são produtos importados e caros», explicou Nacho.

Radicado no Museu de História Nacional de Montevidéu e integrado na Rede Latino-Americana para a Conservação dos Morcegos, o grupo científico que González trabalha para a pesquisa e conservação desta espécie animal, tão mitificada e estigmatizada pela cultura popular.

As pessoas que lutam para a protecção de aves, baleias e cervos não sofrem «o terrível problema que enfrentamos, porque o nosso animal é demonizado injustamente», criticou.

A venda do guano servirá para financiar o grupo, explicou o estudioso, que defendeu que «se desaparecessem todos os morcegos de um dia para outro, a população de insectos explodiria de tal forma que nos sufocariam».

«No Uruguai vivem 23 variedades de morcegos, tanto em cidades como em zonas rurais», disse Nacho, que pretende estabelecer algumas directrizes responsáveis para c sua exploração.

«Se um clube de cannabis for procurar guano numa colónia, não vai voltar um ano mais tarde para ver se foi afectada pela extracção, mas voltará quando este acabar, para comprar mais», advertiu.

A recolha deve ser executada fora do período reprodutivo, que começa em Dezembro até ao final de Janeiro ou Fevereiro, e em dias frios para que os morcegos estejam letárgicos.

Por outra parte, concretizar o aspecto legal, económico e sanitário destes fertilizantes, antes de lançá-lo no mercado, é fundamental para este grupo de cientistas.

Assim, o uruguaio Juan Pablo Turbino, responsável da loja Yuyo Brothers, dedicada à venda de acessórios com motivos alusivos à cannabis, manifestou o seu interesse em comercializar este adubo, sempre e quando for convenientemente esterilizado.

O guano de morcego, ao ser armazenado em espaços húmidos e fechados, às vezes contém um fungo, cujos esporos podem causar problemas respiratórios, por isso o grupo de González está a trabalhar para descobrir como eliminá-lo.

Tanto Nacho como Turbino admitiram que o processo de legalização da cannabis no Uruguai, impulsionado pelo presidente José Mujica como forma de luta contra o tráfico de droga, gerou um aumento na procura de insumos para a sua plantação.

«As pessoas entram no mundo do cultivo com a cannabis e acabam por plantar nos seus próprios terraços alfaces e tomates», assegurou Nacho.

http://diariodigital.sapo.pt/news.asp?id_news=744949

  • Like 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 3 weeks later...

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Visitante
Responder

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Processando...
  • Conteúdo Similar

    • Por Daniel.
      Fala rapaziada, tudo na paz??
      Estou pretendendo montar meu primeiro pc grow, mas como nunca cultivei antes fico meio perdido sobre iluminação e as outras paradas.
      Procurei informações na net mas pouco achei, também não sei usar direito esse fórum aí dificulta a procura.
      Gostaria de saber oq precisaria comprar pra montar do 0 para saber se realmente vale a pena.
      A única coisa que não precisaria comprar é a cpu, pois tenho uma aqui.
      Conto com a ajuda de vcs!
    • Por Theu
      Bom pessoal,estou planejando plantar outdoor (pois é o único meio viável financeiramente para mim),mas tenho medo de vizinhos xeretas , então como posso plantar sem que a plante exale cheiro? Como fumar sem explanar ? E além de tudo isso ,as vezes receberei visita da minha sogra em casa e apesar da minha família inteira aceitar e muitos até utilizarem a ganja a minha sogra não aceita ,então como esconder o pé quando ela vir em casa ? 
       
      A e de quebra se alguém souber deixei aqui a resposta de como se extrai o CBD da planta ,pois o motivo do meu cultivo é o uso medicinal.. e pra uso imediato me respondam ,será que tem como extrair o CBD de um pren ?...
       
      Valeu rapaziada tmj
    • Por ggaram
      Salve rapazeada, estou começando meu primeiro cultivo, não sei praticamente nada ainda e queria tirar umas dúvidas que acredito serem bem básicas.
      O post ficou um pouco longo mas é pq eu realmente sou muito iniciante ainda, peço desculpas. Se você não quiser ler tudo, eu marquei em negrito as dúvidas
      Minha primeira dúvida que surgiu depois de ver alguns posts aqui no fórum, é de quanta água eu devo dar pras minhas plantinhas, nas primeiras pesquisas que eu vi, vi gente falando que elas nao gostam de muuuuita água, então estava dando pouquinha água (a primeira brotou há 1 semana), porém, depois de ver uns diários aqui no fórum, vi que a galera mistura 1ml de fertilizante em 1L de água... isso significa que eles estão dando 1L de água pras danadas ou estão dando menos e apenas dissolvendo o fertilizante?
      Vi alguns grows que em 2 semenas as plantas já estavam lindas e grandes (claro que com iluminação descente) mas a minha está com 1 semana já (semente de prensado) e tem só altura.
      Ela deve ter uns 15cm de altura mas as folinhas não tem nem 3cm ainda, ela está começando a curvar e eu acredito que seja pq o caule dela é muito fino. São as 2 primeiras fotos anexadas. Ela brotou da há 7 dias e ontem depois de achar que ela estava muito pequena (caule fino e folhas pequenas) eu dei um pouco de agua com um NPK 10-10-10 (mais ou menos 1 colher de sopa diluida em 1L de agua) mas eu não dei nem perto dessa quantidade de água pra ela, continuei dando pouca. De ontem pra hoje não mudou muita coisa. Ela está em um solo 100% humus pq foi a primeira que eu plantei e era o único substrato que eu tinha.
      Logo depois comprei um substrato 50% turfa e 50% perlita (vi que humus acaba ficando mt compacto e que este seria melhor), plantei mais uma de prensado também (ela brotou em humus e transplantei pra turfa/perlita) mas aparentemente ela está seguindo o mesmo caminho da irmã. Alta e com as 2 primeiras folhas pequeninas. Eu vacilei ontem e também dei pra ela a mesma agua que tinha feito com o NPK pra primeira, e hoje ela amanheceu com uma pequena manchinha amarela que acredito ser por causa do fertilizante em tão pouco tempo de vida (menos de 1 semana). Mas acho que logo ela se recupera.
      Eu também não tenho uma iluminação boa pra elas, estufa também não por enquanto, infelizmente :(. hoje à tarde improvisei uma iluminação em cima do varal kkk (imagem em anexo tb), que é o lugar mais fácil delas estarem próximas de uma iluminação, acredito que só isso já ajude nos próximos dias, mas sigo com a dúvida de quanta água dar, quanto NPK e também a partir de quanto tempo dar o fertilizante.
      Estou com mais uma que germinou e dessa vez coloquei em uma garrafa pet de 2L direto com turfa e perlita para ver se ela desenvolve melhor que as outras, vcs acham que faz sentido?
      Eu tenho umas semenste de Taurus automática, vocês acham que ela seria mais fácil de dar certa por ser automática? Queria entender pq o caule cresceu tanto e as folhas não
       
      Elas estão em vasos de 1.5L por enquanto e assim que eu entender melhor o processo vou germinar as automáticas e colocar em vasos maiores que tenho aqui. 
       
      Esse metódo de iluminação é o único que eu tenho por enquanto, são duas lampas fluorescentes tubulares que tenho em cima do varal, já que não bate tanto sol aqui.



×
×
  • Criar Novo...