Ir para conteúdo
Growroom

Ajuda - Transtorno De Personalidade (Transtorno Psiquiátrico)


Desconexa

Recommended Posts

  • Usuário Growroom

Boa noite a todos!

Bom, acredito que sou mais uma da grande leva que aparecerá por aqui "pós-fantástico", mas espero que possam me ajudar e que eu também possa contribuir de alguma forma.

Dei uma olhada nos tópicos e encontrei "pinceladas" em alguns deles que se assemelham ao "meu caso", mas, obviamente, somente um medico poderia me orientar corretamente, mas, e pra achar algum médico (assuma) que entenda do assunto (espero que haja algum aqui!)?! rsrs

Vou tentar dar uma resumida e se alguém quiser/puder conversar mais, seja pra ajudar, pra desabafar, pra trocar figurinhas, etc, deve ter um jeitinho de falar em privado, né? rs

Há algum tempo andei pesquisando sobre o uso medicinal da Cannabis e não vi um consenso sobre sua utilização na psiquiatria.

Desisti de me aprofundar no assunto porque esse é (era?) um sonho distante demais.

Da mesma forma desisti do consumo recreativo, pois acho que o prensado que se encontra por aí chega a ser perigoso para ser consumido, pelo menos no meu caso, e não conheço ninguém que plante.

Eu tenho TPB (Transtorno de Personalidade Borderline), que é um distúrbio de humor. Tomo muitos remédios e preciso saber o que estou colocando no meu corpo. Preciso saber como aquilo vai me afetar.

A quantidade de remédios que tomo não é normal. Os efeitos colaterais... Engordei 42kg, devo ter perdido de 70 a 80% do volume do meu cabelo, dentes todos cariados, a pele ficou horrível, a capacidade cognitiva foi pro espaço, depois do eletro-choque perdi TODA a memória, curto, longo e médio prazo... Há dez anos que não sei o que é dormir uma noite inteira. Gastrite, esofagite, anorexia...

Também tomo remédio pro estômago, fígado, intestino, ovário policístico, colesterol, vitamina d, pra emagrecer, coração... Quanto mais remédio eu tomo, mais remédio tenho que tomar.

Se eu pudesse substituir pelo menos parte disso por algo natural, que não agredisse meu corpo dessa forma... Vejo na Cannabis, em suas diferentes strains (é isso?), potencial pra me ajudar a dormir, pra diminuir a ansiedade, pra me dar ânimo, pra diminuir o pânico e a fobia social...

Ao mesmo tempo, tenho medo de várias outras coisas, mas acho que se for uma planta indicada pra mim, não terei com o que me preocupar,

Eu sou péssima em resumir e tenho milhões de dúvidas e desesperos e frustrações...

Se alguém puder me dar uma luz, agradeço muito!

Ah, sim, já tentei outras "terapias alternativas". Homeopatias, florais, etc, etc... Não faz nem cócegas.

Beijos e desculpem por tomar o tempo de vocês. ;)

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Bem vinda,

realmente não existe consenso sobre a utilização da cannabis em transtornos psiquiatricos. Mas existe muita experimentação e conheço alguns casos que a cannabis ajuda muito, principalmente trazendo alivio de sintomas e conforto espiritual.

Como você mesmo disse, "A quantidade de remédios que tomo não é normal" então procure um medico bom e questione isso. Inclusive converse sobre uma possível utilização da cannabis.

Sobre strains, porcentagens de thc e cbd, etc. não deve ser uma preocupação nesse momento para você, devido as dificuldades e riscos de obter strains especificas. De toda forma leia sobre o assunto pois cada uma tem uma aplicação especifica e contra-indicações tambem. Cuide da dosagem, muitas pessoas não levam em conta esse fator e utilizam uma sobdosagem que não surte os efeitos esperados ou uma sobredosagem e tem varios efeitos colaterais desagradáveis como pode notar em vários tópicos criados: "bad-trip", "efeito que dura dias", "estou enlouquecendo" e por ai vai.

No mais, recomendo que leia bastante e não desista de procurar soluções que vão te trazer bem-estar e saúde tanto fisica como emocional, psíquica e espiritual.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Olha, de bate pronto sugeriria a você entrar em contato com a USP de Ribeirão Preto (se não me engano). Ano passado ou início desse ano, entrei em contato com o coordenador da pesquisa para uso psiquiátrico creio que para tratamento de fobia social (no meu caso procurei para informações para uso contra o câncer mas não pude ser ajudado. Creio que o sobrenome dele é Crippa- posso checar o email à noite e colocar aqui se vc já não tiver encontrado) .

edit:

email: jcrippa@fmrp.usp.br

O que me levou até ele foi esse vídeo e essa entrevista:

http://www.obid.senad.gov.br/portais/CONAD/conteudo/web/noticia/ler_noticia.php?id_noticia=102149

;)

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Zé Nunes e Bidi, muito obrigada pelas respostas!

É realmente essa falta de consenso que me deixa confusa. Se liberassem as pesquisas...

Eu faço tratamento no hospital e com o médico referência em TPB no Brasil. Confio muito nele. Mas é muito frustrante depender de tanta medicação que ao mesmo tempo que ajuda, prejudica tanto.

Conversei de novo com meu médico sobre o assunto, ele não recomenda o uso da cannabis.

Vou entrar em contato com o pesquisador que o Bidi sugeriu para obter mais informações.

Obrigada novamente! <3

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Eu tenho TPB (Transtorno de Personalidade Borderline), que é um distúrbio de humor. Tomo muitos remédios e preciso saber o que estou colocando no meu corpo. Preciso saber como aquilo vai me afetar.

A quantidade de remédios que tomo não é normal. Os efeitos colaterais... Engordei 42kg, devo ter perdido de 70 a 80% do volume do meu cabelo, dentes todos cariados, a pele ficou horrível, a capacidade cognitiva foi pro espaço, depois do eletro-choque perdi TODA a memória, curto, longo e médio prazo... Há dez anos que não sei o que é dormir uma noite inteira. Gastrite, esofagite, anorexia...

Também tomo remédio pro estômago, fígado, intestino, ovário policístico, colesterol, vitamina d, pra emagrecer, coração... Quanto mais remédio eu tomo, mais remédio tenho que tomar.

E aí, menina!

Qual é desse distúrbio de humor? O que acontece?

Ouvindo falar "distúrbio de humor", me parece algo muito mais tranquilo do que todo o apocalipse que vc diz que acontece pelo efeito dos remédios que toma...

Se vc deixar de tomar todos esses remédios, o que acontece?

O que vc diz que acontece com vc, me parece um pouco com a guerra às drogas...

Pra evitar um dano, acaba-se causando outros maiores...

Falo assim, pq não sei realmente do que se trata, mas não seria melhor ficar só com o distúrbio de humor do que trocar ele por eletro-choque, dentes fracos, gastrite, e tudo mais que vc relatou aí?

Faz alguns anos, eu conheci o Beto, um camarada muito gente boa na cidade de Maromba perto de Visconde de Mauá, que me contou a história dele e essa história me confirmou algumas suspeitas. Como a de que os médicos algumas vezes se enganam grandão!

Se liga só...

O cara trampava de barman em são paulo, teve uns problemas de saúde e os médicos disseram que ele ia ter que amputar metade de uma das pernas e que só teria mais alguns meses de vida!

Antes de amputar a perna e de terminar o prazo dado pelos médicos, o Beto foi à Maromba...

E de lá não foi mais a médico nem hospital nenhum...

Quando eu o conheci, ele jah estava morando lá fazia 10 anos com as duas pernas inteiras, muito saudável e feliz, e fumando muita ganjah e até tabaco e bebendo cachaça!

Fora o tabaco e a cachaça, o irmãozinho vivia uma vida até muito saudável!

É um exemplo real!

Não lembro qual era o diagnóstico que deram pra ele, mas acho que era algo que colocava a vida dele mais em risco do que um distúrbio de humor...

Não to querendo diminuir o seu problema, estou querendo te fazer questionar a situação pela qual vc está passando...

Está valendo a pena mesmo esse tratamento? Seus efeitos colaterais valem o controle do distúrbio de humor?

Paz aí, irmã!

Que Jah abençoe e ilumine sempre nossos caminhos e nossas plantas!

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Oi Ganjah Man, tudo bem?

Entendo suas dúvidas. As doenças psiquiátricas ainda são muito desconhecidas da população geral e, por não serem doenças "visíveis", aparentam não terem tanta gravidade. Concordo com você que os médicos muitas vezes se enganam, e acredito que mais ainda na psiquiatria, exatamente pela falta de sintomas que aparecem em exames.

Não sou psiquiatra e não quero passar nenhuma informação errada. E só posso falar pela minha experiência, que não é a mesma de todos os borders. Se você jogar no Google vai encontrar bastante informação.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Transtorno_de_personalidade_lim%C3%ADtrofe

O que posso te dizer é que passei por uns sete médicos até chegar no lugar onde estou me tratando hoje, que é referência no mundo em tratamento de transtornos de personalidade. Cada médico me deu um diagnóstico diferente. Medicações diferentes. Um deles me viciou em determinado tipo de medicação.

A vida com TPB é um inferno e eu sofro desde criança. Minha primeira tentativa de suicídio, que eu me lembro, foi por volta dos oito anos. Até hoje sou dependente da auto-mutilação, às vezes é a única coisa que alivia minha angústia.

Perdi amigos, amores, trabalhos... Perdi meu futuro. Já não posso mais praticar a profissão que estudei nem trabalhar fora de casa. Atualmente não consigo sair sozinha de casa.

Há mais ou menos dez anos, antes de ser internada, fiquei seis meses sem levantar da cama (só para ir ao banheiro e olhe lá!). Nessa época comecei a dissociar: acordava nua no meu quarto após desmaiar. Ao abrir os olhos percebia que tinha escrito pelas paredes (e até pelo teto) do meu quarto. Tem vezes em que "apago". Simplesmente perco um pedaço do tempo e não sei o que fiz em um determinado período de tempo.

Quando fico muito nervosa, minhas mãos e braços adormecem até um ponto determinado, assim como meu rosto. Perco o controle das pernas, começo a tremer sem controle, vomitar.

Também sofri de uma surdez histérica.

Posso ficar agressiva do nada, normalmente com pessoas próximas a mim.

E você não tem controle sobre nada disso. As crises vem e não tem como parar. A tristeza vem e, por mais que você saiba que está tudo bem, que não existe motivo, ela fica e te corrói. A angústia é o pior. E tudo isso te enche de vergonha, porque você sabe que não tem motivo, que é só levantar e viver a vida, que suas atitudes não fazem sentido, mas sua cabeça e seu corpo parecem ter vida própria.

O borderline é basicamente um ser sem casca. Sem proteção emocional. Qualquer coisa afeta em uma proporção gigantesca. Boas e ruins. Coisas boas me deixam muito feliz, muito mesmo! Coisas ruins, principalmente frustrações, podem me levar à crises, auto-mutilação, agressão, depressão..

Quando comecei o tratamento eu não estava respondendo por mim. Fui levada ao hospital depois de uma tentativa de suicídio e internada. Já fiz tentativas com vários medicamentos, inclusive agora retirei vários deles. Há algum tempo estou pesquisando sobre a cannabis como alternativa, já que não encontro mais nenhuma outra. Mas, mesmo se eu conseguir benefícios com a cannabis, não pretendo abrir mão dos meus remédios logo de cara. Pretendo fazer isso de forma gradativa e com muito cuidado, com acompanhamento médico.

Mas ficar sem tratamento, seja qual for, não é uma opção. Nunca será. Da forma que está agora já está insustentável. :(

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Creio que você nunca vá poder ficar sem estar sob medicação, a cannabis (de strain adequada) pode vir a ajudar, mas eu não sou louco de dizer com 100% de certeza que vai ajudar.

Força aí jovem, aqui você vai encontrar muito conhecimento sobre cannabis mas mais do que isso, muitos amigos que estarão dispostos a lhe ajudar!

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Oi PPerverso, tudo bem? (um consultor jurídico com esse nome? medo! rs)

Com certeza já estou encontrando muita gente bacana e nesse pouco tempo já aprendi muita coisa.

Quero fazer isso de maneira gradual, sem mexer os medicamentos; a não ser que os médicos achem necessário. Não vou deixar o meu tratamento e eu sempre falo tudo pros meus médicos.

Vocês são ótimos! <3

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Visitante
Responder

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Processando...
  • Conteúdo Similar

    • Por lviee
      Sempre gostei de fumar maconha, fumo a 2/3 anos, nunca me trouxe problema nenhum, sempre fumei feliz ou triste e sempre consegui aproveitar bem a brisa, mas nesses ultimos tempos, fiquei uns 2 meses sem fumar nada, e até estava tranquilo mas quando deitava para dormir a cabeça demorava pra relaxar e eu tinha muitos pensamentos, pensava em como seria o outro dia e algumas coisas que eu poderia fazer no dia seguinte, pensava em coisas que já aconteceram e no geral antes de conseguir dormir eu tinha muitos pensamentos.
      Ontem eu fumei um fino que me deram de salve, e guardei a ponta, ao chegar em casa, misturei essa ponta com um pouco de tabaco e fumei, nas duas ocasiões não foram quantidade suficiente para me chapar, mas um leve relaxamento, até ai estava de boa, fumei a ponta jogando, após algum tempinho a internet no pc parou de funcionar e eu apaguei a luz e me deitei pra dormir, quando do nada a cabeça foi a milhão, eu tava tendo muitos pensamentos um em cima do outro, não conseguia controlar muito bem e o coração acelerado, levantei pra beber água e a principio achei que oque causava isso era ficar no escuro, pois quando eu me levantava só sentia um pequeno desconforto, mas quando deitava novamente as coisas já pioravam, ao deitar depois de beber água tive um pouco de tremedeira e me conformei que estava tendo uma bad trip e tentei me acalmar controlando a respiração, as coisas foram se acalmando mas até agora não sei oque causou isso, não quero parar de fumar maconha pois eu estou bem comigo mesmo e não passo estresse ou qualquer outra coisa que possa ser gatilho pra uma bad trip, sempre fumei tranquilo e curtia uma brisa, isso simplesmente aconteceu do nada e eu não sei explicar, pesquisei bastante e quem geralmente tem bads trip foi porque fumou em um dia ruim ou em um local ruim, fumei dentro de casa, feliz, e mesmo assim passei por essa, mais alguém já passou por uma situação parecida?
    • Por viniciuscruz
      Aos 17 anos eu fumava maconha as vezes, e um certo dia fumei e tive pressão alta(21x10) e BPM altíssima também, coração parecia que ia estourar no peito. Fui parar no pronto socorro da minha cidade no dia com muita paranóia e pânico achando que todos queriam me matar, e me injetaram calmante e foi passando, porém, após esse fato minha vida nunca foi a mesma, precisei tomar remédios depois pq eu comecei da dar crises de pânico com um flashback de tudo que senti no dia que passei mal, até hoje se eu der mole posso sentir isso sendo que isso foi em 2014, e depois disso nunca mais eu quis fumar porém antes de me sentir mal eu gostava muito da experiência. O que vocês acham que poderia ter me ocasionado tais problemas? Quais as possíveis causas?
    • Por ameluz
      boa família, na paz ? espero que sim ! sou nova aqui e queria ver se alguém conseguiria tirar umas dúvidas..
       
      fumo cannabis desde os 14 ,agr estou com 22 e no ano passado sem ter usado NADA , bateu uma crise de ansiedade depois de uma discussão com o ex e acabou gerando um surto psicótico, os médicos não sabem de fato dizer o que causou , então não sei se foi a erva ..
      fumava só manga rosa/ ainda fumo dela , nada de prensado .. porém fazendo umas pesquisas vi que a manga tem mt thc o que poderia dar paranóia ( o que não rolou ) e to querendo pegar colômbia gold mas ela também tem muito thc estou na dúvida se pego ou se vai ser dinheiro perdido, alguém que já passou por situação parecida ou que tem relatos da colômbia ? queria achar uma erva com menos thc e mais cbd mas é difícil 😕
       
       
      desculpem pelo textão, tentei resumir
       
       
    • Por savages
      Bom gente vou adiantando que eu sou nova nao sei utilizar muito bem o fórum, entao me desculpem qualquer coisa, não sei quem vai ler isso mas pf me deem um help!
      Sou usuaria a 2 anos, quando conheci a erva sofria de depressão cronica e tomava muitos remedios para a depre e ansiedade, comecei usando uma vez por mes, depois toda a semana, e quando minha familia legalizou em casa comecei a fumar todos os dias, sempre no prensado, agora ja faz 6 meses que eu só fumo flor (comprada com um contatinho), e assim... sempre fumo a noite, um fino todos os dias, finais de semana uns 2. O problema é que meu namorado acredita muito que eu estou viciada (ele fuma tambem mas uma vez ou outra no mes), ou usando a maconha como apoio, ou um suporte... gente me ajudem, eu amo a erva comecei meu Grow esse mes, as meninas estao lindas e nenens... e agora me vejo perdida nesses pensamentos de achar que real eu estou viciada. Quando acaba ou chega perto de acabar eu ja quero correr pra comprar mais, ficar sem erva chega a doer no pensamento, mas quem determina o que é certo ou errado, vicio ou não, nunca tive problemas financeiros por causa disso, nem nunca fumei pra fazer nada que nao fosse relaxar e meditar, (evito fazer qualquer coisa chapada pra nao sentir a necessidade de fumar antes de fazer tal coisa sempre)... 
      Não quero parar, e dar um tempo sempre é doloroso, hoje posso dizer que o vicio psicologico me assusta muito... gostaria de uma opniao de vocês sobre o meu caso...
    • Por davidgr96
      Salve galera 
      Fumo há uns bons anos, antes eu fumava só com amigos, nunca sozinho, e era uma brisa muito gostosa até uma vez que baixou minha pressão e eu fiquei vendo "escuro" por uns 10 minutos, fiquei pálido e até cheguei a pedir pra um amigo chamar ambulância pq achei que ia morrer. A partir desse dia, minha brisa nunca mais foi a mesma. 
      Ainda hoje quando fumo com meus amigos é bom, mas quando fumo sozinho sinto que me dá taquicardia e eu fico muito paranoico, qualquer barulho já acho que é dentro da minha casa e tal. Por não sentir nada desse tipo quando não tô sozinho, pensei que talvez essa taquicardia que sinto pode ser psicológica, talvez meu corpo tenha associado esse mal estar que passei com a substância que tava no meu corpo aquela hora. 
      Ja aconteceu algo parecido com vcs? Contem suas experiências e oq fizeram pra amenizar esses efeitos 
      Sinto muita saudade de fumar sozinho e ficar de boa, era relaxante demais 
  • Tópicos

  • Posts

    • Cara pra um pseudo estudante de agronomia e na segunda faculdade vc é bem burrinho, não entendeu nada até agora, o assunto deste e do tópico do @Agrowgreense refere a CULTIVO ORGÂNICO. Em cultivo inerte (coco/lã de rocha) ou hidroponia é importante sim medir o ph, apenas em cultivo orgânico não há necessidade disso, até pq os produtos químicos usados nos reguladores de ph são prejudiciais aos organismos existentes em um solo vivo. Entendeu agora ou quer que eu desenhe? Quem cultiva em escala comercial usa solo inerte ou semi inerte geralmente e fert mineral, neste caso sim é bom medir o ph. A Remo também não indica porra nenhuma regular ph, até pq eles já tem o ph perfect. Sabe oq é isto? Uso Remo desde o ano passado (2K o kit completo de 1L) e grande parte do meu diário são de plantas cultivadas c eles, já usei tbm BioBizz que é orgânico qdo comecei e regulava o ph, era só dinheiro jogado fora e mais trabalho calibrando medidor e regulando a solução c ph up/ph down. Quem fala baboseira é vc prego, subiu no ônibus agora e quer sentar na janela, segura a emoção e respeita quem já ta na caminhada há algum tempo. Ainda to esperando vc mostrar sua mega colheita já que a minha não é nada demais, vc tem 15 ciclos completos deve ter alguma fotinha aí não é possível. Para de mentir muleque aposto que nunca completou 1 ciclo com sucesso, falar até papagaio fala quero ver diário aberto e fotos das flores, isso vc não tem se não já tinha postado comédia. E para de me citar e poluir o tópico, volta pra a seção de iniciantes aqui:  
    • tomara, fiz poda aqui nela, tava com medo de ser algum mofo
    • No meu caso eles demoraram 2 dias uteis pra mandar o codigo de rastreio por email.. fica tranquilo que vai dar bom
×
×
  • Criar Novo...