• Conteúdo Similar

    • Por Bud Weiser
      O papo era semente de palmeira >>> com 1 nordestino mecânico de bike aqui na calçada ...  o cara sabe tudo ...
      Pro pessoal do semi arido  essa técnica não é novidade ....
      Agora a pergunta que não quer calar ...
      Vale para preservar flores curadas ?
      Tem que ver até o final >>>>
    • Por Qatanabe
      Fala galera. É o seguinte, em breve me mudarei para o Japão e estava pensando em levar sementes pra cultivar lá. Isso pq la é bem rígido o controle de drogas e não quero me arriscar e ser deportado de lá(vou cultivar em casa e fumar no vaporizador).
      Sendo assim, vocês sabem me dizer se é arriscado levar algumas(poucas) sementes? Se não, como eu levo?
      Estava pensando em comprar somente algumas unidades e espalha-las nas malas,  tipo, só jogar umas duas sementes nas malas que vou despachar e mais umas duas na bagagem de mão.
      Obs: primeira vez que vou em um voo internacional, não faço ideia de como é a fiscalização... 
    • Por MB.420
      ola, fiz esse tópico pois tenho uma duvida simples mas não achei nd relacionado a isso no forum
       
      eu comprei algumas sementes feminizadas e automáticas, meu grow é um 40x40 então n tenho tanto espaço mas para aproveitar a compra fiz a encomenda de 10 sementes na qual plantei 5 delas 
      depois da colhei coloquei as outras para germinar (depois de 3 meses)  mas as sementes n estão germinando 
      então mida duvida é se ele pode vencer, passar de um período onde elas n germinam mais, ou é só esperar ?
      faz 4 dias que elas estão em papel toalha e nada ainda 
      obs: eles então firmes, não secaram e então com uma aparecia boa  
    • Por YellowGandalf
      fala Gr, plantei minha primeira sativa e usei aquele esquema do papel toalha molhado para germinar e funcionou, mas acho que funcionou até demais kkk 
      hoje cedo quando eu fui plantar a casquinha da semente estava estourada e a radícula estava grudada no papel, consegui desgrudar e coloquei ela na terra, a plantinha estava toda amarela é normal né porque ela não pegou sol não tem como fazer fotossíntese pra pegar uma cor kkk, ela ficou 3 dias germinando e agora to me questionando se deveria ter plantado mais cedo antes da semente se romper por completo, sera que a planta não vai brotar? 

      - Oh yes obrigado xD
    • Por jpw
      Por maioria, a Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu, nesta terça-feira (11), que duas pessoas não devem ser criminalmente processadas por terem importado pequena quantidade de sementes de Canabbis sativa (maconha). Ao julgar os Habeas Corpus (HCs) 144161 e 142987, ambos impetrados pela Defensoria Pública da União (DPU), o colegiado avaliou que os casos não podem ser tratados como tráfico internacional de drogas nem como contrabando.
      Uma das pessoas importou 15 sementes, e a outra, 26. Segundo o relator dos HCs, ministro Gilmar Mendes, a importação de sementes de maconha para uso próprio se amolda, em tese, ao artigo 28 da Lei 11.343/2006 (Lei de Drogas). A constitucionalidade do dispositivo no ponto em que se criminaliza o porte de pequenas quantidades de droga para uso pessoal está sendo discutida no Recurso Extraordinário (RE) 635659, com repercussão geral reconhecida.
      O relator destacou que as sementes não chegaram a ser plantadas e não possuem o princípio psicoativo da maconha (THC). Além disso, apontou que não há qualquer indício de que as pessoas teriam o hábito de importar sementes para tráfico. Assim, considerando as particularidades dos casos, sobretudo a reduzida quantidade de substância apreendida, o ministro Gilmar Mendes votou pela concessão dos habeas corpus para determinar a manutenção de decisões judiciais que, em razão da ausência de justa causa, haviam rejeitado as denúncias contra os dois cidadãos.
      O ministro Edson Fachin acompanhou o relator, destacando que a semente da Cannabis sativa em si não é droga e não pode ser considerada matéria-prima ou insumo destinado à preparação de droga ilícita. “A matéria-prima e o insumo devem ter condições e qualidades químicas para, mediante transformação ou adição, produzir a droga ilícita, o que não é o caso, uma vez que as sementes não possuem a substância psicoativa”, observou. Segundo seu entendimento, trata-se no caso de atipicidade das condutas. “O princípio da legalidade no Direito penal não dá margem à construção de tipos penais por analogia ou por extensão”, afirmou.
      O presidente da Segunda Turma, ministro Ricardo Lewandowski, também acompanhou o relator, lembrando da situação “catastrófica” do sistema prisional brasileiro. “Temos mais de 700 mil presos, dos quais 40% são provisórios. Estamos caminhando aceleradamente para um milhão de presos. Há vários acusados de tráfico quando são meros usuários”, frisou.
      A seu ver, é preciso respeitar o princípio da proporcionalidade e da razoabilidade. “Não tem nenhum cabimento que duas pessoas, uma portando 15 sementes e outra 26, sejam acusadas de tráfico internacional de drogas, crime cujas penas são tão drásticas”, destacou.
       
      CASOS:
      No HC 144161, a pessoa foi denunciada por contrabando, sob a acusação de importar pela internet 26 sementes de maconha. O juízo da 4ª Vara Federal Criminal de São Paulo rejeitou a denúncia. Ao analisar recurso do Ministério Público Federal (MPF) contra essa decisão, o Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF-3) determinou que a denúncia fosse recebida e que o acusado respondesse pelo crime de tráfico internacional de drogas. O Superior Tribunal de Justiça (STJ) negou provimento a recurso especial da defesa.
      No HC 142987, a pessoa foi denunciada perante o juízo da 2ª Vara Criminal Federal do Espírito Santo, acusada do mesmo delito por ter importado da Holanda 15 sementes de maconha. Redistribuído o processo ao juízo da 4ª Vara Federal Criminal de São Paulo, a denúncia foi retificada para imputar ao acusado a prática de contrabando. O juízo verificou que as circunstâncias do caso permitiam a aplicação do princípio da insignificância e rejeitou a denúncia diante da ausência de justa causa para a ação penal. O STJ, no entanto, ao prover recurso especial do MPF, entendeu que a conduta se amoldava ao crime de tráfico internacional de drogas e determinou o recebimento da denúncia e o prosseguimento do processo na 4ª Vara Federal Criminal de São Paulo.
       
      Fonte: STF
  • Tópicos

  • Posts

    • Não pow, só se eu fosse muito ignorante ou fanático pra ver esse monte de informação que é passada aqui e acreditar em vendedor (seja ele qual for) que só está preocupado em vender e ganhar dinheiro... Como eu disse, só não peguei uma genética boa e usei prata coloidal pra reverter por falta de vergonha na cara e até mesmo por preguiça de pesquisar como fazer compras por bitcoin (unica forma de pagamento para a maioria dos seedbanks de confiança que vcs recomendam). Ai por esse comodismo acabo limitado. Então, para o Severo que é de Porto Alegre é coisa rápida passar no Uruguay comprar e trazer pra cá, agora no caso de alguns outros como o Gaia (que é de quem eu pego) que é de Minas Gerais acho difícil que ele vá até o Chile pra buscar essas seeds, não que seja impossível, até porque eu nao faço ideia a grana que o cara movimenta vendendo seeds, mas nao sei se é essa a opção usada por ele. Mas vou dar uma olhada nesses sites que voce passou, até porque eu tinha olhado uns sites Chilenos uns tempos atrás e em questão de conversão ficava mais barato converter pra pesos do que converter pra dolar ou euro. Quem sabe eu não consiga uns packs de 100/200 seeds por merreca, até porque se é pra plantar esas seeds é melhor que seja por um preço justo.
    • haiuehiuaieiuae... mostra isso não... made in Marrakesh...aheiuhaeuiheuihaeuiheui
    • Sim, é normal o grow esquentar o ambiente, afinal ele produz muito calor. Você disse que tem 2 fans de 12cm como exaustores e um de 8cm pras lâmpadas, é isso?  Já cogitou instalar um ventilador residencial jogando ar direto no grow? Se tiver um em casa você pode até fazer um teste ver se ajuda, se der certo você compra um específico para o grow.