Cassady

Artigo Do Growroom No Jornal O Globo

Recommended Posts

Censura inadmissível

A legalização da maconha só trará à sociedade mais respeito ao usuário, e transferirá a questão do âmbito criminal para o da saúde pública

Vivemos em 2014 e, nesta contemporaneidade, ainda é proibido usar Cannabis sativa no Brasil. Embora atualmente a questão seja discutida no Senado, a Constituição é bastante clara quanto às condenações impostas àqueles que plantam, consomem e vendem maconha. Mas, se uma pessoa comprar uma passagem para os EUA ou mesmo para o nosso vizinho Uruguai, por exemplo, poderá consumir a erva de forma legal. Fora as questões antropológicas, qual a diferença do ser humano daqui para o de lá? É óbvio que nenhuma. O que nos difere é o conceito de cidadania.

Embora todas as perguntas sobre maconha já tenham sido respondidas pela ciência, sendo que todas as respostas nos levam à legalização, existe ainda uma vontade da nossa sociedade de proibir o seu uso, principalmente por causa do universo de terror criado pelos proibicionistas, que conseguiram tornar pejorativa qualquer coisa ligada à Cannabis. Mas nenhum dos motivos proibicionistas é embasado nas atuais pesquisas científicas.

Algumas verdades já divulgadas pela ciência, como “maconha faz menos mal à saúde do que o álcool e tabaco”, “maconha nunca matou ninguém”, “maconha pode ser usada como medicamento para diversas doenças” e a “guerra às drogas fracassou” ainda não foram assimiladas pela sociedade brasileira como dados científicos. E o preço para ocultar estes dados tem sido bastante alto, com centenas de mortes em confrontos entre traficantes, ou mesmo superlotando celas com pessoas presas com poucos gramas de erva.

Teoricamente, o usuário de Cannabis no Brasil vive uma censura que pode ser considerada inadmissível. Isso porque existe um excesso de dados científicos a seu favor. Todas as perguntas feitas pelos proibicionistas já foram respondidas, mas estes insistem em levantar sempre as mesmas questões, o que empobrece o debate.

Um dos argumentos mais usados é o de que fumar maconha causa surtos psicóticos. Não, a maconha não causa qualquer surto, mas, sim, pode desencadear em pessoas com “predisposição” a esta patologia. Bem como é verdade que álcool e antidepressivos também podem desencadear o mesmo surto. Então, esta não é uma hipótese pertinente para mantermos a proibição da erva.

Outro argumento proibicionista: “Maconha pode provocar câncer de pulmão.” Também é verdade, mas só quando é fumada, por isso é indicado “vaporizar” (o que é possível por meio de aparelhos já disponíveis no mercado, com preços acessíveis), ou mesmo “ingerir” a erva, o que, inclusive, é mais benéfico à saúde.

Cannabis leva a outras drogas.” Essa é uma questão polêmica, mas, com certeza, se induz a consumir outras drogas, não é por causa do seu efeito. Um argumento pertinente é que a Cannabis pode “dar acesso” a outras drogas por ser vendida no mesmo lugar onde se trafica crack, cocaína etc. Mas, com a legalização, esta questão seria solucionada.

Num último suspiro, um proibicionista que ouve este debate diz: “Mas as pesquisas dizem que a maioria dos brasileiros não quer a legalização.” Infelizmente, não podemos contar com a intelectualidade de um país que ocupa sempre os últimos lugares nos índices mundiais de educação, e que elege e reelege Tiririca e Romário como seus representantes. Mas nós somos muito mais do que circo e futebol. A legalização da maconha não é uma questão de plebiscitos, e sim de um governo com pulso firme na verdade, na veracidade dos fatos e que dê crivo às atuais pesquisas científicas.

Defender a maconha não pode nunca ser considerado um ato de defesa a um vício, ou mesmo a imposição de uma obrigatoriedade de consumir a planta. A legalização só trará à sociedade mais respeito ao usuário, e transferirá a questão do âmbito criminal para o da saúde pública. É esta responsabilidade que pousa agora nas mãos do senador Cristovam Buarque, relator da SUG 08/2014, que trata da legalização. Na verdade, é esta responsabilidade que pousa sobre as mãos de todos nós, brasileiros. Pois agora é o momento de se dar mais ouvido à ciência do que ao folclore repetitivo do proibicionismo.

Emílio Figueiredo é advogado e coordenador do site Growroom, que discute a legalização da maconha

Leia a reportagem original aqui: http://oglobo.globo.com/opiniao/censura-inadmissivel-14285291

  • Like 45

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Mestre!! Parabéns!

  • Like 6

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Bravo!

Como ficou claro, a maioria das questões já foram respondidas aos contrários, o peso agora que não deixa a regulamentação seguir se chama estigma social.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Falar o quê?! O cara é foda...

Como diz o texto, brasileiro é ignorante, vamos continuar dando murro em ponta de faca até uma minoria iluminada nos guiar para outro caminho, e um dos indivíduos dessa minoria com certeza será o Sr. Emílio Figueiredo.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Dr Emilio Figueiredo você é o cara!

Parabéns por tudo que faz e ainda fará por nós.

E rumo à legalização!!'

  • Like 4

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Parabens Dr Emilio, sua fala na audiencia empolgou o ativista que tem em mim... e esse texto arrebentoi

valeuuuu

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Parabens !

Na verdade, é esta responsabilidade que pousa sobre as mãos de todos nós, brasileiros. Pois agora é o momento de se dar mais ouvido à ciência do que ao folclore repetitivo do proibicionismo.

Perfeita sua frase ... assim como o texto todo é otimo...

LEGALIZE

  • Like 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Ótimo texto e argumentos.

O sucesso pra quem esta envolvido nesta causa nobre é iminente.

Sempre seguiremos em frente !

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Ótimo texto!!!

Muito claro!!!

Para deixar qualquer proibicionista mudo e de boca aberta!!!

E para converter qualquer um que defenda a proibição por ignorar o assunto!!!

Parabéns e muito respeito ao Dr. Emilio Figueiredo!!!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Muito bom.Contra fatos não há argumentos.Tá de parabéns.... :emoticon-0137-clapping: :emoticon-0137-clapping: :emoticon-0137-clapping:

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Excelente texto, que consegue sintetizar objetivamente uma assunto muito complexo.

"A legalização da maconha não é uma questão de plebiscitos, e sim de um governo com pulso firme na verdade, na veracidade dos fatos e que dê crivo às atuais pesquisas científicas."

DEMAISSSS!

  • Like 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

clap clap

Muito bom!

  • Like 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Parabéns Dr. Emílio Figueiredo!!!!

A revolução está em nós!!!

E principalmente em pessoas ,que faz acontecer, como o Dr. Emílio!!!!

  • Like 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Demais!! Se fôssemos tão burros pelo fato de fumar maconha não teríamos argumentos como este para legalização!!

Parabéns! :Pothead:

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Visitante
Responder

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Processando...

  • Conteúdo Similar

    • Por lucasoformiga
      Salvee galera, esse é o meu primeiro post, e tambem meu primeiro cultivo, estou com duvidas sobre a floração, o pé esta a mais ou menos 2 meses em floração, tirei algumas foto dos tricomas, sera que ja esta na hora da colheita? A historia desse pé foi quando meus pais descobriram que fumava, ele simplesmente nasceu do nada, eu comprava minha cota, e as sementes jogava tudo pela janela, um certo dia meu pai me perguntou, que pé de maconha é esse? eu fiquei tipo?????????? ele não foi muito bem cuidado, fiz duas vezes o transplante dele para colocar em um lugar mais seguro, longe de olhos, e acho que por isso ele não se desenvolveu tanto, segue as fotos






    • Por juniorxd308
      sensação de paralisia ao fumo, nunca tentei fazer um brizadeiro
    • Por doggbill
      Sempre fumei com um amigo q o irmão descolava a
      ganja em quantidade, mas esse amigo se mudou
       Nunca fui numa boca e nem sei onde tem uma, n conheço mais ngm q fuma
      tem algum jeito de eu descobrir onde ficam as biqueiras da minha cidade?
      PS: n moro perto de favela ou algum lugar q seja muito obvio, oq mais se aproxima são as praias
    • Por danizinha
      Galera, to indo pra expo no Uruguai e queria levar 10g pra não chegar lá na saga... só que to em choque por ser voo internacional e não saber qual o melhor jeito de levar.. vcs podem me ajudar? Obrigada 😊 
    • Por Kassio ramos
      Boa noite pessoal, preciso que me tirem uma dúvida, então comecei meu primeiro cultivo agora e reparei nessas folhas novas na minha planta, imaginei que fossem os pestilos  dela, mas aqui no Brasil ainda nem estamos no verão, será que ela está já está florescendo ? Ela já tem pré flores ?  Obrigado a todos e boas vibes