CanhamoMAN

Pesquisa Examina Os Efeitos Do Thc Com Base No Género

Recommended Posts

Research Examines THC’s Effects Based on Gender

http://www.hcplive.com/articles/Research-Examines-THCs-Effects-Based-on-Gender

By Jacquelyn Gray | September 06, 2014
In one of the first studies analyzing delta-9-tetrahydrocannabis_plants_large.jpgabinol (THC)'s tolerance based on gender, Washington State University researchers found that women develop a tolerance more quickly and are 30% more sensitive to the drug.

Despite growing evidence indicating women are more likely to abuse and become dependent on THC, previous research on the substance’s effects have mainly been done using male participants, according to researchers.

With a greater need for research since recreational marijuana was legalized in Washington and Colorado, researchers observed THC’s pain-relieving effects in male and female mice models. Since their previous research showed increases in estrogen make women more sensitive to THC, the investigators administered 30% less THC to female rats.

Despite female rats being given the “lowest dose anyone has ever used to induce tolerance,” they still developed a significantly stronger tolerance to THC than their male counterparts.

“These results demonstrate that — even when sex differences in acute THC potency are controlled — females develop more antinociceptive tolerance to THC than males,” the investigators wrote.

Tolerance, which the researchers were analyzing, is when the rats requires larger amounts of the substance to replicate its original affects, the WSU release pointed out.

Furthermore, the researchers noted the drug did not influence the mice’s reproduction cycle. However, the study’s contributor Rebecca Craft of WSU said this aspect of their study has been widely debated and needs more investigation.

“Given the importance of drug tolerance in the development of drug dependence, these results suggest that females may be more vulnerable than males to developing dependence after chronic cannabinoid exposure,” the authors wrote.

Moving forward, the team of researchers plan to look at the effects of THC and marijuana among people who suffer from debilitating back or joint pain, cancer, Crohn’s disease, multiple sclerosis (MS), severe muscle spasms, and other conditions that are increasingly being treated with medical marijuana

- See more at: http://www.hcplive.com/articles/Research-Examines-THCs-Effects-Based-on-Gender#sthash.wqiHDlJX.dpuf

GOOGLE TRADUTOR

Pesquisa examina os efeitos do THC com base no género

Jacquelyn Gray | 06 de setembro de 2014
Em um dos primeiros estudos analisando delta-9-tetrahydroabinol (THC) é a tolerância com base no sexo, os pesquisadores da Universidade Estadual de Washington descobriram que as mulheres desenvolvem uma tolerância mais rapidamente e são 30% mais sensíveis à droga.
Apesar da crescente evidência que indicam as mulheres são mais propensos a abusar e tornar-se dependente de THC, pesquisas anteriores sobre os efeitos da substância, principalmente, têm sido realizadas utilizando participantes do sexo masculino, de acordo com pesquisadores.
Com uma maior necessidade de pesquisa desde maconha recreativa foi legalizado em Washington e Colorado, os pesquisadores observaram os efeitos de alívio da dor de THC em ratos modelos masculinos e femininos. Desde a sua pesquisa anterior mostrou aumento de estrogênio tornam as mulheres mais sensíveis ao THC, os investigadores administrado menos 30% de THC a ratos fêmea.
Apesar de ratas que está sendo dado a "dose mais baixa que alguém já utilizado para induzir tolerância," eles ainda desenvolvido uma tolerância significativamente mais forte para THC do que os seus homólogos masculinos.
"Estes resultados demonstram que - mesmo quando diferenças sexuais na potência THC aguda são controlados - fêmeas desenvolvem tolerância mais antinociceptivo de THC do que os homens", escreveram os investigadores.
Tolerância, que os pesquisadores estavam analisando, é quando os ratos requer quantidades maiores da substância para replicar seu original afeta a liberação WSU apontou.
Além disso, os pesquisadores observaram a droga não influenciou ciclo de reprodução dos ratos. No entanto, colaborador do estudo Rebecca Artesanato da WSU disse este aspecto do seu estudo tem sido amplamente debatido e precisa de mais investigação.
"Dada a importância da tolerância à droga no desenvolvimento da dependência de drogas, estes resultados sugerem que as mulheres podem ser mais vulneráveis ​​do que os homens para desenvolver dependência após exposição a canabinoide crônica", escreveram os autores.
Seguindo em frente, a equipe de pesquisadores pretendem analisar os efeitos do THC e maconha entre as pessoas que sofrem de debilitante costas ou dor nas articulações, câncer, doença de Crohn, esclerose múltipla (MS), espasmos musculares graves, e outras condições que são cada vez mais tratado com maconha medicinal
- Veja mais em: http://www.hcplive.com/articles/Research-Examina-de hidrocarbonetos totais-Effects-Based-on-Gender#sthash.wqiHDlJX.dpuf

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Visitante
Responder

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Processando...

  • Conteúdo Similar

    • Por Gabiss
      Oi gente... Já tinha fumado antes uma duas vezes Mas fazia cerca de 5 anos atrás e nestas duas já tinha tido uma experiência péssima, onde me sentia fora do corpo e como se tudo fosse um sonho e o mundo não existisse de verdade. Fora das noções do tempo (para mim se passavam horas e não havia passado nem 5 minutos no relógio).
      Decidi novamente tentar dar uma chance para a maconha, fumei foi no final de novembro e novamente voltou a mesma bad trip. 
      Eu gritava, chorava e não me sentia no corpo.. como se tudo não passasse de um sonho e por horas como se não significasse nada. Me esquecendo de quem sou e da vida que levo.
       
      Pois bem, este sábado sem fumar, sem consumir e sequer cheirar a maconha... novamente tive o efeito da mesma. Comecei a me sentir fora do corpo, como se estivesse sonhando, como se nada daquilo que estava vivendo no momento, fosse real e comecei a chorar sem sentir minhas lágrimas. 
      Mas não usei, sequer pensei em maconha neste dia. 
       
      Alguém sabe dizer se é normal? Ou já passou por isso?
    • Por mex530
      Bom Dia, tarde ou noite.
      Hoje venho relatar um tema pouco abordado, mas que pode existir muita dependência em indivíduos que se encontram melhor no mundo das ideias ao invés do mundo real.
      A abundancia de conteúdos pornográficos em nosso dia a dia, tanto em comerciais de TV, quanto nas propagandas da internet, quanto em sites adultos são de fácil acesso e diversas vias para se conhecer além do corpo, os próprios desejos e preferencias.
      Por conta disso, em muitos momentos de nossas vidas damos uma descontraida com nosso amigo lá de baixo e recebemos uma abundancia de dopamina.
      Em certos momentos, nos reprimimos (não em todos os casos) e preferimos ficar no nosso canto, nossa bolha pessoal do conforto. Nos isolando do mundo externo mergulhamos ao todo desejo do mundo da internet e caímos em sites pornográficos que nos mostram uma perspectiva a qual jamais iremos chegar, mas que satisfaz e nos alegra por mínimos através do ato da masturbação, tanto para homens quanto para mulheres.

      Com o uso da cannabis, em alguns indivíduos, acaba acrescentamos o habito de procrastinar em frente a tela e não sair para o mundo externo nascendo assim uma zona de conforto. 
      Quando saímos para o mundo externo, acaba gerando um caso desgovernado de ansiedade por não ser nada daquilo que criamos em nossa mente com a ajuda da internet e o individuo acaba voltando para a tela e seu conforto. Em alguns casos, em forums, pessoas com algumas dessas perspectivas são comparadas aos incels (uma referência a membros de uma subcultura online que se definem como incapazes de encontrar uma parceira romântica ou sexual). 
      A cannabis estimulando nossos sentidos, pode nos dar uma sensação muito maior de prazer, aumentando nossa auto-critica consideravelmente. 
      Mas o pós, a pós-masturbação para muitos é a pior parte, aquela "depressão" e auto-questionamento e penitencia: "Porque eu fiz isso?" "De novo..."
      Levando em conta que:
      'O consumo de maconha também diminui a produção de testosterona.
      (O estimulo natural do homem)
      e até 7 dias sem se masturbar aumenta a testosterona em 45%'
       
      Faço a vocês uma questão a ser discutida: quais os perigos da masturbação excessiva com o uso da cannabis?  Os maiores problemas que se pode enfrentar?  Como reverter esse quadro? 
       
      Alguns artigos que foram base: https://www.vice.com/pt_br/article/pgempm/masturbacao-beneficios-cientificos-pessoais
      https://www.yourbrainonporn.com/pt/rebooting-porn-use-faqs/any-connection-between-orgasm-abstinence-and-testosterone-levels/testosterone-research-versus-testosterone-myths/#abstinent 
      https://mundoh.com.br/seducao-pratica/o-mal-da-masturbacao/
      https://drauziovarella.uol.com.br/entrevistas-2/maconha-entrevista/


       
    • Por Edu.jpg420
      Salve rapaziada
      Eu tenho essa dúvida a tempos e nunca parei pra pesquisar sobre, mas gostaria de saber a opinião dos maconheiros.
      Eu não sei com vocês, mas comigo sim, pq a gente fuma com algumas pessoas e ficamos normais, E outras parece que 3 tragos são 3 puxadas num bong do snoop dog? Fumo com algumas pessoas e praticamente.nem me sinto chapado, apesar de gostar mais de fumar sozinho, tem pessoas que fumo pouco até e já fico doidão, risonho, tipo pira do primeiro beck. Pq isso acontece? 
    • Por Edu.jpg420
      Salve rapaziada 💨
      Bom galera, vou tentar ser menos falador. Ultimamente estou enjoado das minhas vibes.
      Escuto música, assisto tv, jogo etc
      Já pesquisei coisas pra fazer chapado e já testei várias ideias mas até agora nada demais. Eu curto a brisa, consigo curtir mesmo Mas tô afim de curtir momentos mais legais e satisfatórios
      Afim de ficar doidão e fazer algo que seja simples mas maneiro. Eu gosto de gastar tempo na internet então queria ideias de o que fazer, sites (por mais inugeis) pra navegar, coisas legais pra ver, estou em busca de uma brisa diferente e gostaria de ideias, além do mais preciso me distrair mais, pois ando exagerando na larica ultimamente, só quero comer comer comer e minha brisa vai embora pq sempre ando comendo demais. Me ajudem. Quero me distrair e tirar da cabeça a rotina e a mesmice 
    • Por Nometoque
      Oi pessoal. Me ajudem a resolver um dilema pvf.
      Eu sou bem nova nesse lance de maconha, fumei 4x no máximo. Mas na última vez eu passei mal pra caralho, foi tipo uma queda de pressão com ataque de pânico. Minha sorte que meu boy tava do lado e me ajudou muito. 
      Essa foi a segunda vez que isso aconteceu e eu to começando a achar que a erva não é pra mim ( uma pena, já que eu já tive uma onda boa com uma ).
      Não queria parar pq como eu falei, eu curti mto uma vez e além disso meu namorado fuma e seria um lance legal entre a gente, entendem?
      Minha questão é, será que tem mesmo esse lance de aumentar a tolerância com o tempo? Se sim, como que faz isso?
      Será que a erva não é pra mim?
      Alguma dica pra não passar mal? Tipo, alimentação, bebida.... Sei lá, qualquer coisa. ( pode ser dica pessoal mesmo )
      Ps. Fumamos prensado.
      Vlw galerinha.