Ir para conteúdo
Growroom

As 7 Datas Mais Importantes Para A Cannabis Livre


Recommended Posts

  • Usuário Growroom

Foi muito engraçado a constatação do cristovam. Por que que todo proibicionista é agressivo? E todo usuário é calmo? kkk Vc está me agredindo deputado. kkk carai....tá foda. os proibas estão enlouquecendo.

  • Like 4
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Caso eu fosse o Senador eu não teria tanta paciência, poria um limite de 2 pessoas por "background": olha já falaram 2 pastores evangélicos voce eh o terceiro então so pra próxima.

mesma coisa com dependentes químicos em fase avançada, donos de clinica, etc...

Pois teve uma hora que veio um atras do outro e escutar tanta desinformação bateu um sentimento de estar vivendo no passado, com gente preconceituosa, literalmente mal educada: que falha grosseiramente na conjugação correta mas principalmente falha com o respeito ao próximo.

Nao estou falando nao escutar essas pessoas mas diminuir o numero para que não monopolizem as audiências com relatos pessoais e perguntas idiotas como a do piloto do avião. aaaaaaaaaaAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA

  • Like 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Os comentários do link que colocaram ai em cima são bem proibicionistas e péssimos, geralmente apelam para um caráter subjetivo e de crenças particulares. Sobre a última comissão do dia 8 aquele promotor Sergio Harfouche argumentando que o Brasil não tem de fato penas para o usuário foi triste. Uma tal de Juliana não sei o que do Ceará falando de 100% do aumento dos acidentes de trânsito no colorado, triste.

Sinceramente, lendo o que fizeram no uruguai pela superinteressante especial da maconha, deveríamos começar a propor o "como" vamos implantar a regulamentação no país, quais vão ser nossas regras, baseada na nossa história e nos nossos problemas e deixar de lado essa questão do "se vai ou não" regulamentar.

Digo isso porque muito dos preconceitos proibicionistas eh em cima do como será, que vai acontecer isso ou aquilo. Eles ignoram que estão fazendo mal a eles mesmos defendendo o proibicionismo, pq ignoram um futuro diferente.

Paz!

Ps: lotem a caixa do cristovam buarque, vamos colocar o sidarta ribeiro e o elisaldo carlini nesse senado, procurem video deles.

  • Like 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Os comentários do link que colocaram ai em cima são bem proibicionistas e péssimos, geralmente apelam para um caráter subjetivo e de crenças particulares. Sobre a última comissão do dia 8 aquele promotor Sergio Harfouche argumentando que o Brasil não tem de fato penas para o usuário foi triste. Uma tal de Juliana não sei o que do Ceará falando de 100% do aumento dos acidentes de trânsito no colorado, triste.

Sinceramente, lendo o que fizeram no uruguai pela superinteressante especial da maconha, deveríamos começar a propor o "como" vamos implantar a regulamentação no país, quais vão ser nossas regras, baseada na nossa história e nos nossos problemas e deixar de lado essa questão do "se vai ou não" regulamentar.

Digo isso porque muito dos preconceitos proibicionistas eh em cima do como será, que vai acontecer isso ou aquilo. Eles ignoram que estão fazendo mal a eles mesmos defendendo o proibicionismo, pq ignoram um futuro diferente.

Paz!

Ps: lotem a caixa do cristovam buarque, vamos colocar o sidarta ribeiro e o elisaldo carlini nesse senado, procurem video deles.

Eu enviei ainda na semana passada um e-mail para o Cristovam recomendando um vídeo e o nome do Sidarta Ribeiro para a mesa, seria muito interessante realmente.

Edit: Alguém sabe a próxima data?

  • Like 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Também enviei e-mail pro Cristovam.

Seria legal deixar explícito no título do e-mail a sugestão, algo do tipo:

Sidarta Ribeiro na bancada da SUG8.

Assim, evitando que passe despercebido caso não ocorra a leitura do corpo do e-mail. Além disso, caso o senador visualizasse vários

e-mails com títulos relacionados ao Sidarta Ribeiro, com certeza iria pesquisar a respeito.

E a próxima audiência, se não me engano, ocorrerá dia 22 de setembro.

  • Like 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Já enviei e-mail também sobre o Sidarta. A grande questão é que parte do discurso proibicionista e mesmo da população em geral já aceita a maconha medicinal, mas fazem isso isolando apenas o CBD e sem enfatizar que todos os princípios compõe a medicina da erva. É por isso que o o Sidarta Ribeiro é importante, ele mostra como o conjunto da planta forma aquilo que chamamos de medicinal. (Tanto nas palestras como nas revistas que estão tematizando o assunto).

  • Like 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

aberto pra comentarios e perguntas (já?): http://www12.senado.gov.br/ecidadania/visualizacaoaudiencia?id=2641

pin_1411387200.png

Audiência Pública Interativa
CDH : Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa - Publicado
Regulamentação do uso da maconha: sobre os impactos no judiciário e no sistema penal
22/09/2014 - 09:00 - Anexo II, Ala Senador Nilo Coelho, Plenário nº 2, Senado Federal

"Instruir a Sugestão nº 8/2014, que trata da regulamentação do uso recreativo, medicinal ou industrial da maconha - relativamente sobre os impactos no judiciário e no sistema penal".


Convidados

Guilherme Zanina Schelb

Procurador da Procuradoria Regional da República da 1ª Região

Carlos Maroja

Juiz de Direito

João Batista Damasceno

Juiz da Associação dos Magistrados do Estado do Rio de Janeiro

  • Like 4
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Ah cara, to até desanimado, isso não vai pra frente não... Um debate sério para resolver um problema e o pessoal fica sempre na mesma discussão: "maconha faz mal maconha faz bem, mimimi"

SEMPRE a mesma coisa... ta chato já... Proibicionistas argumentando batatas como sempre, sendo que todos sabem que os proiba tão é com medo...

Ah sei lah cara deu até uma tristeza abrir a pagina e ver os mesmos comentários das mesmas pessoas, falando sempre as mesmas merdas...

Essa tal de Juliana F sempre fala as mesmas coisas, em nome da familia brasileira blablabla alcool e tabaco já sao proibidos não podemos liberar mais uma droga...

Incrível como são sempre as mesmas coisas, e o pior, esses argumentos ganham força no debate....

Temos que ter uma visão mais holística da situação... Cansei de discutir com proiba...

Olha isso:

Comentário de JULIANA F - 09h23 - 22/09/2014

Senhores governantes, humildemente peço q pensem no futuro de nossos jovens e nossas crianças q correm o risco de tornarem-se usuários da maconha. Não podemos permitir a liberação de mais uma droga danosa a saúde física e mental.

Quem Quiser assistir, procure no google pelo CANAL 6 TV SENADO

Eu larguei de mão, to é com NOJO desse país de merda!

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Eu tentei assistir algumas partes como fiz em praticamente todas as outras, mas hoje não consegui, o áudio estava péssimo pela internet, só passava as imagens, e eu tive aula também então só peguei um pouco do início e do fim. Porém, deu pra perceber que o padrão é sempre o mesmo, proibicionistas papagaiando seus argumentos, "contra" a galera da regulamentação, que tem bons argumentos, porém, esperam que os proibicionistas se convençam com eles. Vamos acordar galera, os proiba não pensam, simplesmente, não adianta tentar discutir, temos que tomar o rumo do debate, tentar focar na questão de QUAL ALTERNATIVA e COMO pode ser implantada, sacaram?

Temos que expor as alternativas ao modelo de proibição que está hoje, pois já foi admitido que COMO ESTÁ NÃO DA MAIS! então temos que expor novas propostas (coisas que os proibicionistas de fato não tem melhor), pois assim eles vão ficar só papagaiando que maconha faz mal e que teve caso na familia e blablabla.

Já deu de discutir se maconha é droga, se faz bem se faz mal, se deve ser legalizada, regulada... blablabla.... vamos pensar em "como deve ser daqui pra frente"

Eu sugeri pelos comentários tudo isso, mandei por la que: manter o auto cultivo como prática de usuário e quem vende é considerado traficante. Permitir o auto cultivo para usuários, descriminalizar o plantio para consumo próprio para o usuário cortar relações com o tráfico, etc.

Essa é a nossa "arma". Os proiba querem manter como está, eles não tem propostas novas (que causem menos prejuízo), então temos que explorar essa fraqueza deles!

  • Like 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

O fato é que esse debate está ganhando cada vez mais espaço. Está crescendo muito.

A lei está aí a tanto tempo e agora que começou o debate, as pessoas não estão conseguindo justificar que está certo.

Isso é assustador para muita gente que nunca teve dúvida que as drogas devem ser proibidas e no entanto, não tem argumento nenhum para explicar o porque.

A comunidade científica e de magistrados estão dando um show de razões, pesquisas e lógica ao justificar os erros da atual legislação.

Os proibissionistas estão engolindo assustados a tantos argumentos.

  • Like 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Eu tentei assistir algumas partes como fiz em praticamente todas as outras, mas hoje não consegui, o áudio estava péssimo pela internet, só passava as imagens, e eu tive aula também então só peguei um pouco do início e do fim. Porém, deu pra perceber que o padrão é sempre o mesmo, proibicionistas papagaiando seus argumentos, "contra" a galera da regulamentação, que tem bons argumentos, porém, esperam que os proibicionistas se convençam com eles. Vamos acordar galera, os proiba não pensam, simplesmente, não adianta tentar discutir, temos que tomar o rumo do debate, tentar focar na questão de QUAL ALTERNATIVA e COMO pode ser implantada, sacaram?

Temos que expor as alternativas ao modelo de proibição que está hoje, pois já foi admitido que COMO ESTÁ NÃO DA MAIS! então temos que expor novas propostas (coisas que os proibicionistas de fato não tem melhor), pois assim eles vão ficar só papagaiando que maconha faz mal e que teve caso na familia e blablabla.

Já deu de discutir se maconha é droga, se faz bem se faz mal, se deve ser legalizada, regulada... blablabla.... vamos pensar em "como deve ser daqui pra frente"

Eu sugeri pelos comentários tudo isso, mandei por la que: manter o auto cultivo como prática de usuário e quem vende é considerado traficante. Permitir o auto cultivo para usuários, descriminalizar o plantio para consumo próprio para o usuário cortar relações com o tráfico, etc.

Essa é a nossa "arma". Os proiba querem manter como está, eles não tem propostas novas (que causem menos prejuízo), então temos que explorar essa fraqueza deles!

Concordo em muita coisa contigo. Já enviei vários emails ao Jean Willys e ao Cristovam Buarque. Qualquer ideia a mais expõe pra nós mano. Pelo que li na superinteressante _ A Revolução da Maconha, so houve a virada de jogo a favor da regulamentacao quando começaram a excluir essas questoes de bem e mal e começaram a assumir que do jeito que estava não dava, passando a debater COMO mudar. E esse COMO se não partir de nós que conhecemos e estudamos a cannabis e temos conhecimento para isso, não vai mudar nunca.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom
  • Usuário Growroom

Galera, precisamos nos mobilizar!

Dia 13 será o tema "Atores Sociais contra a Regulação da Maconha!".

Se as pessoas que defendem o cultivo não estiverem na platéia, será um massacre!

Os religiosos, os donos de clinicas, os dependentes químicos estarão presentes em massa de novo!

Se a galera aqui não comparecer não vai ter como dar o suporte que o Senador precisa.

Ontem foi pressão, muitos estresse, muitas discussões, muito difícil o diálogo.

Por isso, é fundamental que os cultivadores ocupem os espaços e dispute esse debate com os proibicionistas!

  • Like 6
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Visitante
Responder

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Processando...
  • Conteúdo Similar

    • Por RodMach
      Boa noite galera, então vou passar o ocorrido espero que possam sanar minhas dúvidas, começo  do mês agora fui pego na rua com umas gramas de erva,12,15g por ai, tinha acabado de pegar com um guri é decido passar no mercado chegando em frente do msm, fui abordado sem chance de despensar  a parada aff, fui conduzido a delegacia la apos me encherem de pergunta assinei meu primeiro TCC, os policias toda hora perguntando se eu vendia e tals e afirmei que não, que aquela quantia era apenas pra mim fumar, então eles falaram " já que você não vende, então você autoriza a gente fazer uma busca na sua casa?" Sabendo que em casa eu não tinha nada autorizei, fizeram a busca e tals, não achando nada foram embora.. Minha audiência é semana que vem, estou preocupado pois já estou respondendo um processo onde eu tinha ido comprar uma ervinnha na casa de um amigo e 5 minutos que eu estava lá a polícia entro kkkk (azar pra mais de metro) sei que pode da merda isso agora kkk minhas duvidas são:
      Na audiência preliminar existe a possibilidade de eu ser preso? Ou a preliminar serve só pra apurar os fatos? 
      Sei que o mar não tá pra peixes pro meu lado kkk
      Ter emprego fixo, casa própria pode ajudar aliviar meu lado? Ou já posso contar com passar o fim de ano no xadrez kkkkk
    • Por Maconheira000
      Olá maconheiros(a),tenho 17 anos,daqui uns dias faço 18 anos, comecei a fumar com 14 anos e rodei em fevereiro desse ano,minha vó deu maior sermão,choro e ainda fico falando q ia me internar na clínica,e ficava me chamando de drogada todo o dia,e ainda ela tranca a porta do quarto,pq ela acha q vou roubar o dinheiro dela.
      E para ainda mais,meus pais são autoridades e minha família é tudo crente (crente bem fanáticos),não tenho como morar com os meus pais,por questões pessoais não daria nem um pouco certo.
      Tô planejando a me mudar para capital faz tempo,moro no interior,e pior q minha família tb não aceita eu ir morar na capital falam q é perigoso e tudo mais,já até falaram q se eu for eles vai tentar me impedir.
      Aceito conselhos,e tenho uma pergunta,podem me internar na clínica mesmo eu sendo de maior?ainda mais q meus pais tem essa autoridade.
    • Por YellowGandalf
      O Senado adiou a votação da Legalização da Cannabis Medicinal para próxima semana.
      O tópico que deve ser votado na semana que vem é de grande urgencia, estamos torcendo que essas familias consiga fazer esses remédios sem precisar pagar toneladas de dinheiro para empresas farmaceuticas gringas que importam remedios da mesma planta para o Brasil, confira o video e deixe sua opinião tbm
      21/11/2018
    • Por xBarbieMaconheira
      A cannabis é mto influente no México (tanto q o termo marijuana vem de lá). Soube q legalizaram a erva lá, mas n sei pq não vi tanto alarde nem algo que comprove como ocorreu lá. 
      https://www.upi.com/Mexicos-Supreme-Court-legalizes-cannabis-for-recreational-use/9621541024238/
      https://veja.abril.com.br/mundo/suprema-corte-do-mexico-libera-uso-recreativo-da-maconha/
      A página da Wikipédia sobre maconha no México atualizou e falou que legalizaram... Mas n vi nhm maconheiro comemorando e nem a BBC publicando matéria sobre. E aí?
    • Por Rick R
      Fala galera, blz?
      sou novo aqui no forum e cadastrei pq preciso de informações. Em maio de 2018, eu e mais dois amigos tinhamos acabado de sair da faculdade e fomos pegos fumando maconha no carro, a gnt tinha acabado de fumar o beck e a policia chegou. Mandaram sair do carro, aquele enquadro padrao, perguntaram se tinha mais e disseram q nao tinha (eu nao sabia q tinha mais), ai acharam no porta luvas do carro dois potes, q ao todo continham no máximo 4-5 g de maconha dichavada. Fomos conduzidos ao batalhao onde foi feito o bo e nele constava tráfico de drogas, embora no historico estava claro q a gnt tava consumindo a droga. Apreenderam nossos celulares, dois dichavadores e sedas e 95 reais, 80 sacados por um amigo meu horas antes e 15 de outro.(puta erro de principiante, erro de vacilão msm estar com essas coisas). Aí fomos conduzidos à civil onde passamos a noite na cadeia. Dps fomos liberados e assinamos um papel de compromisso pra prestar esclarecimentos ao forum e fomos liberados. Depois fomos à civil prestar depoimento para liberar o carro q tinha ido ao patio e pegar os celulares. Um dos amigos assumiu o bo dizendo q a droga era toda dele e foi feito um tco. Um dos policiais civis, ao conduzir a gnt para o escrivao, falou q era pra dizer q estavamos tentando pegar o celular e q era um artigo 28. Eu to mto preocupado pq os pm disseram q so o fato de estarmos em 3 ja significa trafico (consta no bo art 33 paragrafo 3). Carro foi liberado e os celulares também. Queria saber o q pode acontecer com a gnt e como seria essa audiencia. Conversei com advogados e eles disseram q preso nao vamos ser pq se tivesse a menor duvida do trafico, nem liberado seriamos e estariamos aguardando a audiencia na cadeia em vez de solto. Mas ainda estou preocupado, pq nunca imaginei nem passei por situação semelhante, so fumava pra poder desenhar e curtir musica. Se alguem souber responder ou ja tenha passado por situação parecida, pf me da uma luz aí e me explica q q pode acontecer. vlww demais
      Detalhe: nenhum de nós possuimos antecedentes criminais, todo mundo primário

×
×
  • Criar Novo...