Ir para conteúdo
Growroom

Uso De Erva Já Vaporizada (Abv) Na Culinária


ricochet

Recommended Posts

  • Usuário Growroom

Alguém aqui faz uso de sua erva depois de vaporizada? Até hoje só usei as minhas para fumar em tempos de seca mas ultimamente tenho achado algumas receitas interessantes usando abv que me deixaram curioso. Como atualmente não tenho acesso a algo que valha a pena testar, gostaria de saber do pessoal do fórum como foram suas experiencias e se tem alguma dica interessante pra preparo, consumo, armazenamento, etc..

Ps. Não sei se aqui era a seção mais adequada, não achei nada na busca e inicialmente achei que deveria postar em "culinaria" ou no "acende..." Postei aqui por ter mais gente falando sobre vaporizadores. Se errei peço aos moderadores que transfiram o tópico ao lugar mais adequado.

Ps2. As receitas da seção Culinária daqui são com "ervas frescas" mas apesar da mudança do gosto e dos componentes acho que algumas poderiam ser adaptadas para uso com abv né?

---

PS3: Levando em consideração essa tabela que citei em um post abaixo e o fato que após a vaporização ainda restam componentes na erva que são interessantes para aqueles que buscam suas propriedades medicinais e não só recreativas, outras sugestões de uso para o ABV serão muito bem vindas.

Editado por ricochet
  • Like 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Opa!

Eu pessoalmente não uso abv na culinária por um simples motivo - não há necessidade de reaquecê-la para sentir os efeitos, pelo fato da vaporização já descarboxilar a erva - como eu imagino que você saiba.

Então na maioria das vezes eu acabo engolindo uma colher da erva "crua" com um gole de iogurte pra lavar o gosto e deu, guardo a comida pra larica hehe.

Na rara ocasião em que eu sinto que a erva não foi vaporizada por completo (em geral em tempos de vacas gordas né), eu faço sanduiches com torradas ou bolacha salgada, doce de leite e a erva; enrolo cada um em papel alumínio e coloco por alguns minutinhos no forno pré-aquecido. Não tem erro!

Mas pra ser sincero prefiro engolir a erva direto, é o jeito mais "indolor" possível, já que você mal sente o gosto.

PS.: Imagino que o moderador prefira mover o tópico para a seção de Culinária mesmo.

  • Like 3
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Opa!

Eu pessoalmente não uso abv na culinária por um simples motivo - não há necessidade de reaquecê-la para sentir os efeitos, pelo fato da vaporização já descarboxilar a erva - como eu imagino que você saiba.

Então na maioria das vezes eu acabo engolindo uma colher da erva "crua" com um gole de iogurte pra lavar o gosto e deu, guardo a comida pra larica hehe.

Na rara ocasião em que eu sinto que a erva não foi vaporizada por completo (em geral em tempos de vacas gordas né), eu faço sanduiches com torradas ou bolacha salgada, doce de leite e a erva; enrolo cada um em papel alumínio e coloco por alguns minutinhos no forno pré-aquecido. Não tem erro!

Mas pra ser sincero prefiro engolir a erva direto, é o jeito mais "indolor" possível, já que você mal sente o gosto.

PS.: Imagino que o moderador prefira mover o tópico para a seção de Culinária mesmo.

Assumo que não sei o que é descarboxilação, é a primeira vez que leio essa palavra e quando procurei a respeito parecia que ia demorar um pouco a entender o.O

Na verdade eu tenho me baseado em alguns posts que li no reddit (minha principal fonte de informação ultimante), inclusive existe um grupo especifico sobre abv por lá. Particularmente as vezes que usei o que tinha foi num momento de puro desespero e não sei se foi efeito placebo mas em grande quantidade me salvou o dia. Nesses casos o que eu procurava era o thc da planta mas o que me refiro agora é sobre aproveitar outros componentes como CBD que precisam de temperaturas mais altas por exemplo. Como eu normalmente não vaporizo a planta a temperaturas muito altas (prefiro não arriscar uma combustão mesmo que minima) então acho que vale a pena tentar (com uma planta saudável lógico).

Erva vaporizada, na minha opinião é adubo.

https://www.youtube.com/watch?v=pWdd6_ZxX8c

  • Like 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

É mais ou menos assim: o motivo pelo qual não ficamos (quase nada) chapados ao comer a maconha crua, mas ficamos quando a cozinhamos (e quando fumamos) é porque o THC passa por uma reação química quando a aquecemos em determinada temperatura, que o transforma e dá o efeito psicoativo.

O vaporizador tem um comportamento especial porque ela aquece a maconha a uma temperatura alta o suficiente para que esta reação química ocorra, mas não alta o suficiente para que ela sofra combustão, de forma que os canabinóides que "sobram" no ABV não precisem de nenhuma outra preparação antes da ingestão. Por isso ele pode ser consumido assim mesmo, como eu disse no meu post anterior.

Você sabe que o ABV foi completamente descarboxilado quando ele está numa cor marrom escura e tem a textura de areia, se desmanchando quando você aperta. Daí ingerindo você aproveita por completo os canabinóides que sobraram.

Erva vaporizada, na minha opinião é adubo.

O adubo de uns é o melhor remédio de insônia de outros :)

  • Like 10
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Fala irmandade

sempre descarto essa erva marronzinha que sai do vaporizador pq sempre achei que nao tinha mais nada

mas pelo jeito to dando mole

qual é do aproveitamento???

saude e sorte

Já comeu maconha? Brigaderonha?

Os efeitos são os mesmos, só que o ABV é um pouco menos potente e você precisa usar mais. E tem a facilidade de não precisar cozinhar, como eu disse.

não vai fumar erva vaporizada nao q vai acaba com sua garganta

eu guardo tudo q foi vaporizado e no final do uma vaporizada disso e faz muito a cabeça

ai depois eh adubo como o amigode cima disse

Um dia experimente comer, uma colher de sopa cheia de estômago vazio. Quem sabe você goste.

PS.: não sei se todos os vaporizadores produzem o mesmo resultado, eu sei que o ricochet tem o mesmo vap que eu então conversamos de igual, mas talvez outros aparelhos sejam diferentes

  • Like 2
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Jura que vou comer aquele negócio escuro e fedido...

Tipo alcoólatra tomando perfume quando acaba a pinga. Tô fora, escolho produzir mais ou ficar sem.

Não estou julgando quem faz, apenas não me serve.

Não há prazer melhor que sentir as notas de limão de uma Lemon ou o Aroma doce de uma Bubblegummer.

  • Like 2
  • Haha 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

não vai fumar erva vaporizada nao q vai acaba com sua garganta

Como eu disse antes, isso eu fiz no passado em uma situação de emergência. Hoje eu estou focado em tirar a fumaça da minha vida, infelizmente ainda fumo cigarro e fato de eu ter começado a usar minha erva só vaporizada já me ajudou a diminuir bastante em pouco tempo. Minha intenção é que em pouco essa situação de emergência seja só uma lembrança dos tempos de pulmão sujo.

Já comeu maconha? Brigaderonha?

Os efeitos são os mesmos, só que o ABV é um pouco menos potente e você precisa usar mais. E tem a facilidade de não precisar cozinhar, como eu disse.

Um dia experimente comer, uma colher de sopa cheia de estômago vazio. Quem sabe você goste.

PS.: não sei se todos os vaporizadores produzem o mesmo resultado, eu sei que o ricochet tem o mesmo vap que eu então conversamos de igual, mas talvez outros aparelhos sejam diferentes

Os vaporizadores vão ter todos os mesmos resultados, o que vai mandar é a temperatura que você usa e qual o tipo de planta (já que a quantidade de canabinoides varia pra cada uma). Essa tabela aqui tem as temperaturas de evaporação de cada canabinóide. O que eu vejo muito nos fóruns gringos, é que a galera não usa o abv atrás do thc e sim do cdb, por isso vaporizam com temperaturas mais baixas e não "secam" tudo de uma vez, acaba que o consumo da erva fica dividido em duas fases. Tem a galera que não come e prefere fazer um QWISO com o que guarda.

Jura que vou comer aquele negócio escuro e fedido...

Tipo alcoólatra tomando perfume quando acaba a pinga. Tô fora, escolho produzir mais ou ficar sem.

Não estou julgando quem faz, apenas não me serve.

Não há prazer melhor que sentir as notas de limão de uma Lemon ou o Aroma doce de uma Bubblegummer.

Achei que comparação com alcoólatra era um... ah deixa pra lá.

Enfim. o foco do tópico é como se utilizar da erva vaporizada e aproveitar o máximo que ela tem a oferecer, inicialmente aproveitando na culinária (embora agora nesse post eu cite outra alternativa). Mas obrigado pela contribuição, as notas de limão ou o aroma doce podem ser usados como inspiração pra uma receita ;)

--

  • Like 9
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

- A erva vaporizada (ABV - already been vaped ou também AVB - already vaped bud) DEVE ser re-utilizada, é um disperdício jogar fora!!!! È fácil: ou mistura com comida ou extrai via ISO (alcool) ou BUTANO.

- Bem dito, erva vaporizada fica descarboxilizada, ou seja já esta " ativa " . Misture o ABV com bolacha ou outra coisa para esconder o gosto ruim. Nos foruns há muitos relados de mistura do ABV com Nutella ou nas bolachas.

- Erva vaporizada pode ser fumada, mas não da quase nada, e o gosto é TERRÍVEL.

- Eu como tenho trauma do efeito da maconha ingerida (já passeis altas bads), pois é difícil mensurar quantidade, nunca comi, mas fiz ISOhash ( vide post #799 meu relato com fotos: http://www.growroom.net/board/topic/8133-quick-wash-hash-oil-extracao-com-alcool-iso-cereais-etc/page-40 ) . Ou seja... bem dito, se vc tem problemas de insomnia: O ABV parece ser um remédio potente pra sono...eu confirmo. Nunca fiquei tão sonolento tão sedado... o extrato ISO do ABV é forte ! Ou seja a extração vc coloca numa chicara de café , leite quente, ou de chocolate quente, por exemplo, ou como eu passo a extração ISO de ABV na seda e fumo com erva.

- Recapitulando: vc pode colocar o ABV direto na bolacha, pode fazer manteiga, pode extrair via ISO ou BUTANO.

DICA interessante pra quem for fazer culinária, é dixavar mais ainda o ABV, deixar em pó, assim vc expõe a superfície para melhor extração seja para ISO ou para misturar na comida:

Coloquei no Youtube ´ABV recipes´, aparece alguns videos , entre eles:

Manteiga:

  • Like 9
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

eu faço ela vira pozim e vaporizo ela ateh n vira quase nada axo q n desperdiço n

agora quanto a questão de extrair ela com butano, eu não confio nessas extrações acho q macula o fator in natura com certeza alguma molecula toxica vai ficar na erva, imo

agora qnto a comer fiquei realmente curioso com esses videos, vou experimentar alguma coisa pra ve o q da ehhehe

  • Like 2
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 2 weeks later...
  • 1 month later...
  • Usuário Growroom

Bem interessante o tópico.

Acho até que deveria ficar aqui nesse board, pois pelo andar da carruagem trata-se mais de uma questão de saúde do que culinária propriamente dita... enfim...

Tenho muitas dúvidas, então vou dar uma pesquisada antes, mas resumidamente é o seguinte:

Acho bem massa usar e reutilizar tudo que podemos, e nesse caso dos canabinoides que ainda não foram ingeridos é totalmente aceitável. "Desperdiçamos" muita medicina ao vaporizar, principalmente em baixas temperaturas.

Porém, não tenho certeza se é totalmente benéfico, pois é só olhar a textura da erva... dependendo da temperatura em que foi vaporizada vira quase cinza... a princípio é isso.

:love-weed:

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Rapazzzzzz,Jah misturei o fumo depois de vaporizado com folhas com trim e com folhas sem trim congeladas e fiz um Oil que ficou show de bola,ultimamente voltei com tudo com o vap e estou juntando,ainda não sei o que vou fazer... vou dar uma estudada depois com calma e ver esses videos com mais calma tb,legal o tópico galera,postem suas experiências,se possível com fotos,e é nox que vaporiza bruxaum!

  • Like 2
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 7 months later...
  • Usuário Growroom

SALVE FAMILIA.

ENTÃO JÁ FIZ BRIGADEIRO COM A ABV, O GOSTO NÃO FOI DOS MELHORES, POREM O RESULTADO FOI MUITO BOM....

FIZ COM 12 GR DE ABV.

VOU TENTAR FAZER COM O ÓLEO DA ABV QUE FIZ, VOU VER SE O GOSTO MELHORA.

PAZ DA LATA.

  • Like 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 3 months later...
  • Usuário Growroom

Minha preocupação é com o subproduto da vaporização. Como infelizmente sou obrigado a usar prensado, culinária nem pensar.

Então eu fiz o óleo com álcool de cereais 100%, como de costume, só que usando metade da ABV. E no fundo do prato onde o álcool filtrado cai, eu deixei o fundo uniformemente coberto com a outra metade do ABV também, na hora de por em banho-maria. A resina extraída voltou pra parte de ABV que eu deixei no prato e possibilitou re-vaporizar essa erva. A onda foi bem alta. Mas ainda não me sinto seguro sobre os subprodutos tóxicos, como alcatrão e outros carcinogênicos. Para mim a vaporização tem o objetivo de tornar o uso saudável.

  • Like 2
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 3 weeks later...
  • Usuário Growroom

Já relatei em outro tópico (que não me lembro mais, kkk) sobre waffles que faço fritando o ABV na mateiga, depois coando e fazendo como diz a receita normalmente, fica um aroma muito bom em toda a casa. Não tinha me ligado nessa parada da carboxilização, acho que poderia aperfeiçoar minha receita somente transformando o ABV em pó e misturando, vou fazer o teste dessa forma e depois relato aqui. 

O bom do waffle é que depois de pronto tu pode botar no freezer e guardar pra outro dia, é só botar na maquina de wafle de novo que fica perfeito.

  • Like 4
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 1 month later...
  • Usuário Growroom
 

Já relatei em outro tópico (que não me lembro mais, kkk) sobre waffles que faço fritando o ABV na mateiga, depois coando e fazendo como diz a receita normalmente, fica um aroma muito bom em toda a casa. Não tinha me ligado nessa parada da carboxilização, acho que poderia aperfeiçoar minha receita somente transformando o ABV em pó e misturando, vou fazer o teste dessa forma e depois relato aqui. 

O bom do waffle é que depois de pronto tu pode botar no freezer e guardar pra outro dia, é só botar na maquina de wafle de novo que fica perfeito.

Fala brother! Rola de passar essa receita dos waffles??

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 3 months later...
  • 1 month later...
  • Usuário Growroom

E ai??? Tudo bem?? Resolvi postar aqui pq o assume é sobre ABV e tem uma receita pra fazer...seguinte...achei um site onde um carinha ensina como fazer um suco de canabis...é uma especie de e-liquido de canábis para vc vaporizar...ele ensina a fazer com erva natural e com ABV a diferença e que com o ABV vc naum precisa fazer a descarboxilação por esta vaporizada...o ABV vc transforma em óleo depois mistura com alguns ingredientes que existe no e-liquido passa por  um processo e transforma em e-liquido de canabis. Sei que atomizador e e-liquido naum tem nada haver com o site mas para fazer parece uma receita de bolo, sei tb da polemica sobre a turma do e-liquido por causa do elemento toxico que aparece quando vaporizado a 400*C mas para evitar hoje existe o mod box com cont. de temp. ...ai pensei quem sabe a turma da culinária me ajuda...meu problema é que meu inglês é péssimo e o tradutor do Google naum me ajuda cada dia ele traduz a pagina de um jeito....Alguém aqui já leu isto na net ??? alguém já fez???... vou deixar o end. do site para quem interessar e quem sabe para um fera em inglês para fazer a tradução da pag.  e postar aqui...prazer....te.....http://vaporblog.org/blog/guides/advanced-cannabis-e-liquid-guide/

  • Like 2
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Visitante
Responder

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Processando...
  • Conteúdo Similar

    • Por cielzinho
      Olá, eu fumo/vaporizo maconha recreativamente, mas recentemente meu pai começou a ter insônia devido a problemas no trabalho, procurou ajuda médica e foi diagnosticado com ansiedade, o médico receitou 3 remédios diferentes, dentre eles alprazolam, sertralina. 
      Meu pai (60 anos) tem tido problemas para dormir, consegue adormecer mas acorda no meio da madrugada e não consegue voltar ao sono, fica pensando no trabalho - depois que ele tomou os remédios, os problemas continuaram só que ele ficou mais 'dormente' durante o dia. 
      Eu sugeri a ele conversar com o médico sobre o uso de CBD, mas ele me respondeu que no Brasil só seria liberado em casos mais graves, e ai está minha duvida - ainda hoje ainda está bem restrito a casos mais graves, como última opção? 
      Vejo alguns usuários comentando o uso do CBD em casos de ansiedade/insônia, mas não informam se utilizam do CBD prescrito/receitado ou se produzem/conseguem e se 'auto-medicam'.
       
      Ele não se considera um caso grave e aceitará os remédios tarja preta que lhe receitarem, mas com tantos efeitos colaterais eu me questiono se o CBD de alguma forma serviria como tratamento para esse caso 'não grave'. 
      Ele nunca fumou ou vaporizou maconha, já pensei em oferecer uma vaporizada algumas horas antes dele dormir, mas não tenho acesso* a uma flor rica em CBD, então descartei a ideia visto que o THC poderia agravar a insônia. 
       
      *ainda  ; se me disserem que vaporizar uma flor rica em CBD poderia ser uma forma de tratamento, consigo acesso
    • Por Imperatriz da maconha
      Você já pensou em ficar chapadão sem ninguém desconfiar? Poder comer um docinho no seu trabalho e trabalhar chapado? Essa é uma das qualidades do brigadeiro de maconha.
      Essa semana testei o famoso brigadeiro da erva; Que feito corretamente tem seu efeito muito mais intenso e duradouro. A margarina absorve somente o THC, fazendo com que um simples brigadeiro se transforme em uma explosão de vibes positiva.
      Particularmente, achei essa ideia boa e resolvi testar. Depois que experimentei eu não poderia deixar de partilhar isso com vocês. Segue abaixo a receita, modo de preparo e algumas observações: 
      Receita: 
      2 colheres de Nescau
      1 lata de leite moça
      8g de maconha dichavada e sem sementes e galhos
      2 colheres de sopa de margarina. (No caso usei a margarina por ser de origem vegetal.) 
      Modo de preparo: 
      -Coloque em banho maria a margarina até derreter, ela derrete bem rápido. Em seguida acrescente a maconha dichavada; mexa sempre observando para não queimar. Demora em torno de 1h, é bem demorado. O segredo é não deixar a margarina+maconha ferver. Quando começar a ferver você desliga, côa e deixa só a margarina, depois de coado é só misturar junto ao nescau e ao leite moça. Agora é só preparar o brigadeiro normal, mexendo para não queimar até que desgrude do fundo da panela. 

      Observação: 
      -A onda dura em torno de 5/6 horas e é bem intensa (muito mesmo).
      -A onda demora +/- 1h pra bater, pois a vibe só se inicia quando começa a digestão do seu organismo.
      -Aconselho a não comer mais de três colheres. Se preferir fazer bolinhas, comer no máximo umas 3. Em exagero pode dar efeitos que você não vai gostar muito, como por exemplo: queda de pressão, ressaca, dor de cabeça, enjôo etc.
      -A margarina não pode queimar pois perde THC. 
      -A margarina canabica pode ser guardada em um recipiente para ser usada depois.
      -É um processo um pouco demorado, o tempo de preparo é de quase 2h, mas vale muito a pena. 
       
      🌱🚀💚 Não deixem de ler o Guia Completo de como fazer um brigadeiro de maconha
    • Por Tchumin
      Salve, galera do bem!
            Inicio este tópico para tratarmos sobre a utilização da Cannabis na Medicina Veterinária. Como vcs bem sabem, a utilização da maconha medicinal vem crescendo de forma significante no mundo, mas na medicina veterinária é pouco falado (pelo menos pelo que pesquisei). Não encontrei nenhuma rede de vet's que prescrevem, nem mesmo sei como é a posição do CFMV em relação a isso.
      Então a idéia é criar um espaço onde possamos fazer relatos de uso e troca de informações da utilização da cannabis na medicina veterinária.
      Esta idéia surgiu, pois meu cãopanheiro tá doente. Retirou um tumor enorme e está na quimio. Estou na correria para tentar encontrar uma forma legal de tentar amenizar os desconfortos que virão. Logo explico melhor a situação dele.
      Valeu!
       

  • Tópicos

  • Posts

    • Fala galera blz? tenho alguma duvidas que estao aocntecendo no meu cultivo - Uma foto periodo minha esta produzindo umas semestes (ja esta em fase de floração a uns 50 dias) e do nada começou a produzir sementes e percebi uma falta de nutriente pois as folhjas estao ficando com as pontas queimadas e enroladas para cima (uso solo da Yes We Grow), a duvida seria: sera o PH que esta estressando ela? (uso PH cerca de 6,3 e 6,5 mas vi aqui no forum e na net que na floração varia o PH de rega entre 6,5 e 7,0) - Uma outra foto periodo da mesma genetica e no mesmo tempo de floração aparentou ficar seca, como se fosse falta de agua, mas eu rego ela direitinho ( comecei a perceber isso depois que fui viahar no ultimo feirado e fquei uns 4 dias foras, reguei com um pouco a mais de agua, sera que pode ter morrido ela?) (fora que no dia seguinte que voltei de viagem eu perebi que alguns buds dela esta mofando, cortei fora e deixei o resto la =/) - tenho uma automatica que esta ja uns 120 dias na flora, esta tjudo bem com ela, porem, os tricmos estao tranparentes ainda, tirei um pouco apra experimentar e nao da nada de efeito ( seria uma Gorrila Roxo), pq poderia estar acontecendo? seria o solo? a agua? Entao galera, basicamente isso, ja estou cansado de esperar, fazer tudo direitinho e nao vai pra frente, minha primeira planta era macho, a segunda foi uma automatica do mesmo banco que a Gorrilo roxo (era uma red skunk) e estava no mesmo esquema de estar a uns 100 dias na flora e nao dava nada de efeito, os tricomas estavam tranparentes  e etc... oq posso estar fazendo de errado? obs: solo Yes We Grow sem nenhuma fertilizaçao, PH entre 6,3 e 6,5 tanto na flora quanto na Vega, Luz uma QB de 500W, grow de 80x80, umidade fica en torno de 60% a 70¨%, o Grow fica aberto e uns 2 meses atras comprei um ventilador pequeno para deixar ligado....
    • Eu comprei no aliexpress um heatmat por uns 70 pila, já com entrega. É um tapetinho que vc liga na tomada e ele dá um talento ali na temperatura. Eu não faço germinação em copo d´água como muitas gostam de fazer... Eu dou uma borrifada com água oxigenada em uns 100 ml de água, deixo a semente ali umas 3-4 horas pra dar uma hidratada, e aí uso a espuma fenólica (lã de rocha) naquelas bandejas próprias pra germinação. Em curitiba eu compro aquilo baratinho, sai uns 2 reais a unidade se comprar pouco, ou até 1 real se comprar muitas... Aí coloco a bandeja em cima do tapetinho e uns 3-4 dias depois já temos planta apontando pra fora. É sucesso mesmo na friaca do inverno curitibano!   Sobre a rega na flora, aí vai muito da temperatura aí onde vc mora! Se onde vc mora for muito quente e vc não tem ar condicionado, o grow fica quentão demais, aí o ideal seria vc regar à noite! Pra que as plantas tenham mais tempo pra absorver os nutrientes. Se for muito calor e a evaporação for alta, ao regar no começo do fotoperíodo vc corre o risco da evaporação acontecer rápido e a planta não conseguir absorver direito, o que vai deixar teu solo mais "pesado" em sais com o tempo, vai precisar de flushs intermediários, etc...    Aqui em curitiba, que é frio, durante a flora eu rego sempre assim que as luzes ligam.    Uma boa dica é inverter dia e noite, ou seja - deixar a luz desligada durante o dia e ligada a noite... Isso funciona tanto pra cidades quentes como pra cidades muito frias, pois vc vai ter temperatura mais baixa no grow durante o dia (que normalmente é mais quente), e mais alta à noite (que normalmente o clima externo tá mais frio).   Manda bala e sucesso! 
×
×
  • Criar Novo...