Ir para conteúdo
Growroom
bigroman

Brisa Durando Dias

Recommended Posts

Então pessoal,
na época li este livro, que diz ter uma boa "saída" para as crises.
É uma técnica chamada de "movimento único". Parece ter sua lógica!
Não usei pois não tive mais crise. Mas li em relatos que funcionou para várias pessoas.

O livro é vendido, mas achei um link aberto.
Inclusive, o autor pede para quem não comprou e sentir-se beneficiado, comprá-lo.
Segue o link
http://www.youblisher.com/p/1222947-Livro-Sem-Panico-PDF-Joseph-Barry/

Plunct

  • Like 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

mano tem que acaba com esse mito de que a culpa de toda neurose eh pq a erva eh prensada...brother se vc ja tiver com a mente abalada, vc pode fumar a erva mais pura q tiver q vai engatilha..isso nao tem nada a ver

cabe a vc refleti e encontra a fonte da ansiedade/disturbio q for

  • Like 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Oi meu nome é Jacqueline, tenho 19 anos e tive o uso da maconha por algumas vezes, mas infelizmente todas as vezes que eu fumava tinha ondas ruins, me dava calafrios, dessespero, as coisas acontecerem e eu ficar confusa se eu realmente tinha feito aquilo. Afinal sempre que tragava e sentia a onda entrava em dessespero e ia dormir. No dia seguinte sempre passava, mas dessa vez foi diferente, traguei uma vez e já me deu uma onda fortíssima e ela veio logo que fumei em questões de segundos, traguei depois umas 4 ou 5 vezes e fui embora dormir. De manhã ao acorda senti que já tinha passado mas logo 5 minutos depois que levantei senti estar na brissa da maconha, hoje faz 4 Dias que fumei, e ainda sinto tontura, confusão mental ( fazer algum movimento e ficar na dúvida depois se realmente fiz) , perda dos movimentos e dificuldade para se movimentar. Fui no hospital e tomei glicose, NACl, HCL mas continuo na brissa, li relatos na internet de um menino que teve a mesma coisa que eu, mas ninguém acredita em mim achando que é psicológico preciso de ajuda urgente

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 30/04/2014 at 01:14, HST disse:

Seu organismo tá se acostumando com a substância, seu cérebro tá aprendendo a processar esses canabinóides vindos de fora, não se preocupe, isso é comum nos iniciantes, eu também quando comecei senti sintomas parecidos.

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Eis aqui o que aconteceu comigo:

No domingo passado eu fumei junto de uns amigos meus, e a brisa bateu muito forte. Fumamos em torno das 21h se eu não me engano, e eu, como eles, ficamos na lombra pesada. Acho que foi a lombra mais forte que eu já tive. Então fomos pra rua, já na lombra, pra beber. No bar, lembro de estar rindo de tudo e numa brisa muito boa, não muito forte, coisa que eu já tinha experimentado antes, e não prestando atenção nas coisas que estavam ao meu redor. Não bebemos muito, coisa de 2 copos de cerveja. Ao sair do bar fomos à casa de outro amigo fumar mais. Chegando lá, apertamos 1 beck e meio e a onda não mudou tanto assim, e logo depois disso, lá pelas 2h da manhã fui pra casa, tomei um banho e fui dormir. Dia seguinte eu simplesmente não consegui me levantar pela parte da manhã, me sentia muito pesado, só consegui me levantar mais tarde, lá pelas 13h, e, desde então, parece que ainda restam resquícios da lombra em mim. Não acho que eu tenha o que o nosso amigo que criou o post tem, a despersonalização, porque meus únicos sintomas são a vertigem, um pouco de tontura, com a visão meio lenta, como se estivesse atrasada, e uma dormência/formigamento estranho nas pernas. O resto dos sintomas da despersonalização eu não tenho nenhum. E esses sintomas que eu tenho ainda não passaram, e fazem 4 dias já. Tomo bastante água e me alimento bem, porém não faço exercícios. Alguém, por favor, poderia me dar uma luz e me explicar, se souber, o que está acontecendo comigo e se vai passar? Desde já, agradeço!

Obs.: Não fumo a muito tempo, coisa de 1 ano, e também não fumo muito, e quando fumo, não fumo com frequência. 

Obs(2).: Ah, esqueci de mencionar! Dois dias antes de domingo, sexta, eu tinha fumado, mas deu uma onda fraca comparada a de domingo, porém foi uma boa onda, e no dia seguinte acordei completamente normal.

  • Like 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

É simples, nosso cérebro trabalha com uma forma de recompensa. O que está acontecendo é que você está desregulando totalmente seu SNC, Sistema Nervoso Central. Pode ser que não tenha volta e você esteja desenvolvendo algum tipo de esquizofrenia ou mais provável que já seja esquizofrênico mas essa doença só se manifesta quando estimulada, no caso quando você faz o uso do THC. Se quiser mais informações me mande um email dizendo qual sua dúvida, [email protected]

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Salvee! Me senti na obrigação de responder o tópico pq eu já passei basicamente pelas mesmas coisas mas bem de boa, sempre tentando curtir e entender esses efeitos pós. Eu particularmente chamo de "sequela", que é quando a lombra volta fraca por alguns dias depois que você fuma e se abstém, mas basicamente é tipo um flashback mesmo. O porquê disso acontecer eu te confesso que não sei (eu acredito fortemente que sejam resquícios de thc que ficam armazenados na gordura e são liberados junto com a queima da mesma até não ter mais nada retido junto com os lipídios do corpo, mas em quantidades infinitamente menores que a de um trago, por exemplo), mas só acontece se vc fuma e se abstém, independentemente da frequência do seu uso ou da strain, mesmo com prensado, eu sempre sinto isso quando eu tenho que ficar uns dias sem f1. Parece que vc sente a lombra de leve, mas os efeitos que mais se manifestam são os mini "lapsos de memória" que fazem você achar que ainda está chapado, uma vez li aqui no fórum que o thc atua alterando a velocidade de comunicação entre os neurônios e por isso nas primeiras vezes em que você fuma maconha você sente bem esse "distanciamento" da realidade e a sensação de que não se lembra de ter feito seus atos recentes e todo o resto da lombra, o que pode deixar alguns assustados enquanto outros admiram exatamente os mesmo efeitos... Como eu sempre gostei de pesquisar e conhecer sobre as coisas que eu faço, eu comecei a entender esses flashbacks quando eu fico sem fumar. Hoje mesmo eu tô no quarto dia desde que eu dei minha última bongada no meu haxa de banana kush :animbong:,:335968164-hippy2: e nem ligo mais pra esses efeitos, pq eu como fumante frequente (esse ano eu tava fumando uns 3 becks por dia com o meu brother, agora tô fumando só 1, um e meio, no máx 2 pra aproveitar melhor minha baixa tolerância e economizar massa sem deixar de ser "stoner" hehe) aprendi a curtir a lombra, por mais lesado que eu esteja é a melhor coisa a se fazer pra evitar bad trips. A minha primeira onda foi meio que uma badtrip, e as seguintes foram parecidas, mas progressivamente eu fui adaptando minha mente pra aceitar esses efeitos, já que é uma droga e eu, ao usar ela, devo esperar me sentir drogado, não? Então chapa, pra não prolongar muito mais aqui, eu vo te dar o seguinte conselho: se esses efeitos que você relata não te agradam, eu sugiro que você não fume maconha até poder escolher qual strain vai fumar, pq se vc reaje assim à substância e não sabe exatamente o que esperar, vai continuar se "impressionando" com os efeitos da cannabis e nunca vai aprender a curtir a brisa da maneira certa. No mais é isso, se for fumar já fuma com esssa mentalidade de que se você vai usar uma droga, tem que esperar os efeitos dela e não tentar ficar lutando contra isso, senão é bad na certa, ou pior: pode acabar desenvolvendo alguma psicose ou transtorno mental só porque não tinha cabeça e mentalidade certas no momento do ato... Muita paz e que ainda venham muitas good trips pra você irmão!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 30/04/2014 at 14:07, smokingbrown disse:

oq signfica ver tudo por foto? explica melhor ai mano, nao to ligado

Vish, para mim ver tudo em foto tinha outro nome na minha juventude quando o camarada cabeça nova fumava e dava estas lombras nele falávamos que ele "chapou o coco".

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Po manin, to curtindo uma sequela dessas agora mesmo e lembrei de uma dica que eu usei pra conviver com esses flashbacks de boa, que é simplesmente focar no que você estiver fazendo e ignorar os efeitos, dps de um tempo cê mal percebe, como já falaram aí, se você fica de neuroze por causa disso fica parecendo q é mais forte... Mas pra quem é maconheiro diário e já curte a parada foda-se kkkkkk, na real vai ficar até triste por ser tão fraco os efeitos 

  • Haha 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Mano, estou nessa mesma brisa a 4 dias. Comi uma quantidade pequena de maconha no colégio, eu estudo de noite e a brisa bateu na 4° aula( quase na hora de ir pra casa), a brisa bateu muito forte e foi muito diferente das outras viagens que eu tive, tenho 15 anos e fumei apenas 6 vezes, e agora estou tendo um efeito muito chato, estou esquecendo das coisas que acabo de fazer, não consigo me comunicar com as pessoas direito e nem prestar atenção em nada. Se alguém souber o que fazer pelo amor de Deus me ajude KKKJJKKK

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Eu tô passando pela mesma coisa agora,vim pesquisar pra ver se não é coisa da minha cabeça,falei pro meu namorado pq eu fumo com ele normalmente,ele disse que deve ser coisa da minha cabeça,sabia que não era,isso é extremamente estranho KKKK, já é o 2 dia que eu tô assim e não sei como tirar o efeito,mas agora sei que não sou a única então tô mais calma,espero que o meu passe em alguns dias assim como vc. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 07/05/2014 at 08:08, bigroman disse:

São 7:58 da manha e estou escrevendo esse texto.

Passei a madrugada no pc e há uns 20 mins atras fui descer pra comer algo. A chapa que eu estava sentindo era de no máximo uns 5-10 %, bem leve mesmo, acontece que quando subi com a minha comida eu comecei a me sentir meio estranho, e agora digo com certeza que a chapa aumentou pra uns 25 %. As imagens parecem melhores. Eu não estou no "frame to frame" mas estou meio em câmera lenta, meu corpo esta meio anestesiado, como coçar e não sentir, tomar algo e só sentir segundos depois. Me sinto no modo "espectador' (Já li algo parecido aqui e é bem isso que sinto, como se eu estivesse me "telando" (qm joga fps vai entender.) Também faço algo e parece que não fiz, como ir ao banheiro, parece que passou muito rápido sei la.

Sei que do nada essa doidera voltou, alias, de uns 5 % aumentou pra uns 20 %.

Não sei ate quando essa porra vai durar, mas é chato ter um efeito sem busca-lo. Não sei qual a reação do meu corpo com o thc, espero que alguém já tenha tido isso kkkkk

Hahahaha e ai, 2014, passou o efeito?

 

Eu to nessa vibe tb, faz um dia.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 07/05/2014 at 22:39, bigroman disse:

Ninguém que já teve isso pra relatar?

 

Em 01/06/2014 at 23:15, be green disse:

Ae cara ja tive despersonalizacao despertada por cannabis, passei 1 ano assim, foi tenso. Parece q é oq vc tem mesmo, os sintomas batem, parece q vc esta sempre sonhando, ve as coisas através de uma tela, provavelmente vc tem essa percepcao dos seus movimentos pq vc nao se sente muito no seu corpo. Da uma procurada aqui no growroom q ja discutimos isso aqui num topico de um outro cara q tava tendo. Nego ta viajando dizendo q isso é normal, como q é normal a pessoa passa varios dias assim sem estar sob o efeito, nego n se toca, a cannabis é uma droga q tem muitos beneficios, mas infelizmente tambem tem maleficios e nao foi feita para todos, e nao ha nada de errado em reconhecer isso, muito pelo contrario. Se vc entender ingles da uma olhada no http://www.dpselfhelp.com/forum/ tem muito relato la e gente pra te ajuda.

Abraço

Estou tendo isso, preciso de ajuda urgente 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Gente, acabei de me cadastrar nessa parada maneira, mas infelizmente é pra comentar sobre essa loucura de despersonalização, que eu acho que tá rolando comigo.

Faz mais de uma semana que fumei bastante, e passado 1 dia, comecei a ter a impressão de que eu continuava chapada, me sentindo meio anestesiada, parecia que eu estava vivendo normalmente mas de um jeito estranho que não dá pra explicar. Fui achando que era só impressão e depois de dias sentindo a mesma coisa fui procurar sobre e achei os relatos de despersonalização e estou completamente desesperada! Alguém sabe o que fazer? Quem teve, voltou ao normal? Depois de quanto tempo? Eu to muito nervosa, preciso de ajuda urgente, só quero voltar ao normal 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 26/12/2015 at 09:11, bigroman disse:

Galera vi que bastante gente se identificou com despersonalização/desrealização, algumas pessoas me mandaram mensagem privada perguntando se eu já tinha melhorado, se tinha alguma dica etc...

Então vou postar algumas coisas aqui no tópico mesmo, pra outras pessoas que também se identificarem com os sintomas.

Não melhorei, mas parece que me acostumei com isso. Não é tão ruim como era, mas ainda sim tem dias que só fico pensando em quando vou ''voltar ao normal''.

Não busquei ajuda médica ainda, acredito que por medo deles nem conhecerem a despersonalização. Mas conheci um cara (pela internet) que também teve dp/dr, e esse cara virou psiquiatra, estudou fora com vários médicos conceituados, vou deixar as dicas que ele me enviou por email aqui:

 

Completamente te entendo. Melhor que tu pensa.
Se tu procurar pelo meu nome, vai ver que me tornei neurolinguista/hipnólogo aqui em Porto Alegre. Não é nem um pouco coincidência. Precisei com tanto FERVOR buscar soluções (que na época eram inexistentes, nulas) que tive de mudar toda a minha vida em função disso. Tive o pico disso aí há uns sete anos, no mais extremo que tu possa imaginar. Desde lá um mundo de coisas aconteceram.
Pois bem. Não conheço outra pessoa além de mim que teve isto e saiu "intacto", porque cortei contato com todas as pessoas com isso (RECOMENDO FORTEMENTE QUE TU FAÇA O MESMO. É um favor mútuo a elas e a ti).
 
Tenho duas notícias para ti, uma boa e uma ruim:
- a ruim é que tu, metaforicamente falando, abriste a tua "caixa de pandora" pessoal com a maconha, o que te trouxe o sofrimento. (Tenho o entendimento mais técnico sobre o que ocorre, mas demora muito para explicar e tem média-baixa utilidade).
- A Boa é que é fácil de resolver tudo isso quando se sabe o que está acontecendo e o que fazer. Dá até pra sair muito beneficiado na tua vida, em comparação às pessoas que não passaram por isso.
 
Enfim, tu pediste ajuda, e aqui vai.
 
Existe uma riqueza de materiais e soluções simples pra essa situação (normalmente em inglês). Eu sei que é "horrível", mas as soluções são muito, muito simples. Vou te dar o necessário e deixar que tu desenvolva o resto conforme tuas necessidades.
O que fiz para "resolver" foi:
 
1 - SER EXTREMAMENTE FÍSICO E DAR ATENÇÃO E ÊNFASE NO EMOCIONAL. Me decidi por fazer tudo que SENTI VONTADE E PRAZER FÍSICO na linha de: esportes, artes marciais, caminhadas, etc. Meu corpo é muito mais para o lado do anaeróbico que o aeróbico, então adotei a musculação (ao invés da corrida, etc) como meio primário de me "ancorar" no FÍSICO. SEMPRE me ajuda e levanta meu humor em qualquer situação. É minha "arma" que jamais falha e, isso, levo como uma coisa que me tornei, não algo que "faço": sou uma pessoa que faz musculação, por prazer.
2 - Tirei férias do mundo abstrato, intangível, das ideias, até estar mais no controle, mais relax. Me distanciei absolutamente de qualquer pessoa que fosse negativista, falsa-positivista e me aproximei muito mais de pessoas positivas, práticas, sem frescuras com quem eu sinto prazer de estar.
3 - Aproveitei essa "viagem" toda para explorar o mundo da auto-hipnose. Não é necessário, mas já que o meu próprio corpo me larga em "transes" naturais, aproveitei pra me tornar especialista nisso. E que baita habilidade de se ganhar! Serve pra tudo na vida: auto-conhecimento, finanças, conhecimento avançadíssimo das pessoas... Uma máxima da hipnose: "O que resistimos persiste. O que ACEITAMOS, ganhamos PODER de UTILIZAR."
4 - Muitas pessoas gastam fortunas para tomarem drogas para alterarem a consciência. Eu estava tendo isso ao natural. APROVEITEI aonde meu corpo me levava (relaxei e aproveitei a doideira, ao invés de tentar resistir futilmente. Confiei no meu corpo 100%, que é uma máquina biológica desenvolvida já há muitos milhões de anos. Me joguei na coisa e relaxei. Comecei a chegar em lugares muito mais interessantes de se explorar.)
5 - Literalmente, amigavelmente me informei com o meu corpo prestando atenção nele, e gentilmente guiei ele - conversei com ele um pouco. Entendi que isso é de extrema utilidade estudando PNL compulsivamente. Parecendo completamente maluco ou não (e é), para mim só é relevante o que funciona - que reconheço diretamente que traz resultados reais, mensuráveis.
 
Tu deve ter notado que a minha vontade de ajudar quem passa por isso aí é FORTE. É porque sei como é ruim estar naquela porcaria, e quão fácil é sair dessa. Te dei toda ajuda que acho que pude de forma não-presencial por aqui e espero que algo te seja útil.
 
Se precisar de um apoio extra, te disponibilizo a consulta de PNL (meus detalhes estão abaixo e me considero extremamente competente), mas imagino que não seja necessário, já que tu pode sair disso sozinho. Também imagino que tu não viva em Porto Alegre, e consulto somente aqui.
 
Enfim, a MAIOR das boas sortes e muita SOLUÇÃO pra ti.

Por favor, me passa o contato desse cara!! Implorando ajuda

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 24/08/2017 at 03:46, Hichan disse:

Eis aqui o que aconteceu comigo:

No domingo passado eu fumei junto de uns amigos meus, e a brisa bateu muito forte. Fumamos em torno das 21h se eu não me engano, e eu, como eles, ficamos na lombra pesada. Acho que foi a lombra mais forte que eu já tive. Então fomos pra rua, já na lombra, pra beber. No bar, lembro de estar rindo de tudo e numa brisa muito boa, não muito forte, coisa que eu já tinha experimentado antes, e não prestando atenção nas coisas que estavam ao meu redor. Não bebemos muito, coisa de 2 copos de cerveja. Ao sair do bar fomos à casa de outro amigo fumar mais. Chegando lá, apertamos 1 beck e meio e a onda não mudou tanto assim, e logo depois disso, lá pelas 2h da manhã fui pra casa, tomei um banho e fui dormir. Dia seguinte eu simplesmente não consegui me levantar pela parte da manhã, me sentia muito pesado, só consegui me levantar mais tarde, lá pelas 13h, e, desde então, parece que ainda restam resquícios da lombra em mim. Não acho que eu tenha o que o nosso amigo que criou o post tem, a despersonalização, porque meus únicos sintomas são a vertigem, um pouco de tontura, com a visão meio lenta, como se estivesse atrasada, e uma dormência/formigamento estranho nas pernas. O resto dos sintomas da despersonalização eu não tenho nenhum. E esses sintomas que eu tenho ainda não passaram, e fazem 4 dias já. Tomo bastante água e me alimento bem, porém não faço exercícios. Alguém, por favor, poderia me dar uma luz e me explicar, se souber, o que está acontecendo comigo e se vai passar? Desde já, agradeço!

Obs.: Não fumo a muito tempo, coisa de 1 ano, e também não fumo muito, e quando fumo, não fumo com frequência. 

Obs(2).: Ah, esqueci de mencionar! Dois dias antes de domingo, sexta, eu tinha fumado, mas deu uma onda fraca comparada a de domingo, porém foi uma boa onda, e no dia seguinte acordei completamente normal.

To com a mesma coisa. Vc está melhor, normal??

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
2 minutos atrás, heronnaked disse:

Qual a cannabis vcs fumaram? É prensada? Ou Plantada? Tentem fumar uma sativa boa plantada direto do pézinho!

To com medo de fumar de novo e só piorar, já faz 8 dias que sinto essa sensação tipo despersonalização, me sinto meio anestesiada

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
2 minutos atrás, heronnaked disse:

Qual a cannabis vcs fumaram? É prensada? Ou Plantada? Tentem fumar uma sativa boa plantada direto do pézinho!

To com medo de fumar de novo e só piorar, já faz 8 dias que sinto essa sensação tipo despersonalização, me sinto meio anestesiada

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

é como eu disse é um despertar, busque a natureza, busque o seu interior, pelo menos é oq eu acredito, passo por isso desde os meus 13 anos quando vi disco voador, estou em constante mudança, somos o universo amiga ;) , pelo menos ao meu ver somos seres eternos e dançantes, busque festivais de música eletrônica, pode ser q se encontre por lá! Nunca se deixe abalar! Abraços! 
Obs: Estou dizendo apenas para ir curtir, ver se encontra o que procure, não para fumar mais! Pode ser q vc nem precise mais disso! E nem de nada! Apenas uma mudança! As vezes não se sente bem mais com o que fazia, quer algo novo algo a mais!

  • Thanks 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Oi gente

Bem eu vou explicar o que aconteceu / está a acontecer comigo

Já fumei erva há uns tempos e tive uma reação parecida, mas que durou apenas 3 dias no máximo. Fiquei um pouco lesada mas depois passou.

O problema é o que aconteceu comigo desta vez.

Fumei maconha, pouca até, e aconteceu isto:

Comecei a sentir que estava a ver tudo “por fotos”, os meus olhos não acompanhavam o que estava a acontecer e parecia tudo em um sonho. O meu corpo ficou dormente e com formigueiro, como se estivesse anestesiada. Não sentia bem os movimentos. Coisas pequenas não as sinto, nem tenho bem noção da realidade. Por exemplo, não pressinto quando alguém se está a aproximar ou assim. Mas por outro lado sinto muito o toque, quando me encosto a alguma coisa ou assim. Não tenho os olhos vermelhos.

Quando estou em ambientes de muito calor e apertados, tudo piora. Parece que estou a ter uma crise de pânico. 

Isto assim durou uns 4/5 dias. Estou muito assustada.

Hoje, é sábado. Amanhã faz uma semana que fumei. Se tiver de dizer, estou 20% lesada ainda. Bem melhor, mas confusa. A minha mente pensa em coisas estranhas, tal como se tudo isto fosse um sonho ainda. Ainda tenho o corpo com sensações que não consigo compreender, e tenho muitas dores de cabeça.

O que será que aconteceu comigo? Como posso ficar bem de vez?

Obrigada gente..

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 30/04/2014 at 15:49, HarryFita disse:

é um efeito que acontece quando a lombra é forte,fica meio quadro a quadro o tempo parece que fica tudo piscando rapidamente

é dificil acontecer com quem ja fuma a um tempo.

Cara, eu já tive uma brisa de ficar vendo tudo por foto, e o pior, eu tava pilotando chapado com essa brisa

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Visitante
Responder

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Processando...

  • Conteúdo Similar

    • Por oaaway
      O relato é grande, galera... Então paciência pra ajudar o amiguinho aqui.
      Chapei pela primeira vez há mais ou menos um ano... Foi de um brisadeiro que comi na ocupação da Universidade. Comi sem saber. Vi um docinho verde em cima da mesa e comi, sabe? Curti pakas mas fiquei um bom tempo sem fumar. E nessa primeira vez eu tinha comido de noite, fiquei acordado algumas horas curtindo a lombra e fui dormir. Dormi umas dez horas e quando acordei ainda tava meio chapado. Fiquei o dia todo chapado na ocupação, quando foi umas 17 fui pra casa, tomei banho e dormi mais umas 14 horas.
      Depois disso passei meeeeeeses sem chapar nenhuma vez. Só voltei a fumar na viagem que fiz pra Chapada mês passado. Eu e dois amigos conseguimos 10g de um verdão natural por cinquenta conto. Chapamos demais. No primeira noite que chapamos, fiquei curtindo lombra um tempo depois fui dormir e quando acordei tava normal de novo. Da segunda vez tbm. Na terceira vez eu fumei um beck inteiro sozinho, e depois fumei metade de outro. Aí que as coisas ficaram estranhas. Fiquei chapado uns três dias direto... Não importa o quanto eu dormisse, ou o que eu fizesse... A lombra diminuía mas sempre tava lá. Ninguém percebia mais eu sabia. Aí voltei da lombra e tals, bem deboas. Uma semana depois, dei duas ou três bolas em um beck antes de ir pro almoço da minha família no domingo e só voltei completamente da lombra na quarta-feira! Fiquei duas semanas sem fumar e tals, e quando foi no sábado de noite eu estava num rolê na universidade e tinha um brisadeiro lá. Comi. E dei UMA bola num beck que tava rodando. E tô loco até agora. Dormi umas cinco na manhã de domingo, acordei deboas e tals, só mais relaxado mesmo, lentão... Quando foi de noite e lombra bateu pesadão de novo de um jeito! E eu nem tinha fumado de novo. Ainda era a lombra daquele brisadeiro que comi no sábado de noite. Segunda fui pra aula, mto lerdo. Ninguém percebe, mas eu sei que tô na lombra. Me sinto mto diferente. Cheguei da aula e fui dormir cedão, umas 21:00. Acordei dez horas da manhã, achando que tava deboas. Agora de tarde fui correr e percebi que ainda tava na lombra. E ainda estou!!! Por que diabos minha lombra dura tanto tempo??? Por que fica mais forte de novo???  Voltando da minha caminhada passei por uns mlks fumando um beck e senti mta vontade de pedir uma bola pra eles. Não pedi. Por escolha, decidi que posso chapar só uma vez por mês, mas vivo desejando extrapolar essa cota. O que eu faço? Brigado, gente!
    • Por astolfo braga
      Pessoal, conheci este fórum procurando por casos semelhantes ao que me ocorre neste momento.
       
      Fumei um prensado no dia 18, já havia fumado do mesmo tablete antes e nada havia ocorrido. Sempre fumo usando meu pipe, sem problemas nas inúmeras vezes que o fiz.
      Pois, desta vez a brisa passou, mas sinto meus membros anestesiados da mesma forma que ficam quando estou chapado.
      A visão está normal, não creio que seja nada relacionado à despersonalização pois trata-se somente do sentido tátil mesmo. Sinto com precisão as pêlos do meu corpo, especialmente os da perna. Meu inconsciente está normalzaço, 100% lúcido, mantenho conversas normalmente, digito sem problemas, enfim... a única observação é que meus braços e pernas estão um pouco anestesiados até o momento em que escrevo este post (dia 20/03, 09:37 da manhã). É evidente para mim que tem algo de incomum com meus sentidos táteis, ao menos do antebraço e da canela/coxa. Se fecho os olhos e toco os dedos levemente no rosto, também sinto algo de incomum, como se não soubesse exatamente onde eu estaria tocando ou sendo tocado.
       
      Alguém já passou por isso? O que pode ser? 
      Grato desde já, abraços!
×
×
  • Criar Novo...