Ir para conteúdo
Growroom

Brisa Durando Dias


Recommended Posts

  • Usuário Growroom

Uma das melhores brizas que eu tive foi no natal de 2013. Eu, meu primo e meu tio fumamos um baseado umas 2 da manhã em uma praça aqui perto de casa.

A briza foi tão forte que acordei no dia seguinte com a minha cabeça no mundo da lua, passei uns 2 dias meio lesado, mas feliz, época boa em que a erva me fazia bem.

Hoje, depois de ter abusado tanto do presando, estou passando por uma das piores fases da minha vida, por ter crises de ansiedade, não posso mais fumar um e ainda tomando remédios anti-depressivos para tentar voltar a estaca 0 e não ficar no negativo.

Um abraço.

  • Like 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Respostas 150
  • Created
  • Última resposta

Top Posters In This Topic

Top Posters In This Topic

Popular Posts

comigo acontece o contrário... eu fico dias dando várias bongadas seguidas e a lombra nunca bate kkk

O texto é bem longo, mas acredito que o que aconteceu comigo é uma coisa considerara rara, pois nenhum amigo meu já tinha ouvido falar nisso, e só achei alguns relatos parecidos na internet Tentei cr

Saudade deste tempo hahaha

  • Usuário Growroom

Sempre quando fumo, no dia seguinte eu acordo com uma ''ressaca'', não sei se sou só eu, mas isso é uma merda porque eu fico com aqueles vestigios da onda o resto do dia sem querer kkkkkk, e olha que já fumo a um tempo e sempre tive isso, antes era mais, porém ainda acontece, mais alguem ?

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 3 weeks later...
  • Usuário Growroom

mano isso ta acontecendo comigo tmb , comecei fumar faz pouco tempo , nas 5 primeira vezes que eu fumei a brisa era fraca , eu até quase parei de fumar pq não tinha graça , até que um dia fumei e minha visão embaçou não conseguia ver nada meu coração disparou numa velocidade muito grande , eu achei que ia morrer , depois meus amigos pediram pra eu relachar eu fiquei rindo e ouvindo musica , a brisa durou umas 4 horas , depois desse dia eu comecei ter brisa fortes , e fumei a 2 dias e estou com a brisa ainda eu achei que era só comigo isso , mais agora acho que é normal.

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Usuário Growroom

Cara papo sinistro em brow ...

Uma coisa eu achei estranho o amigo disse que quando comia algo gorduroso o efeito aumentava .. Os efeitos da erva realmente aumentam ao comer algo gorduroso , mas seria possivel a erva fica no seu organismo todo esse tempo ? Possivelmente como você disse você está com ''Despersonalisação'' é melhor ir no medico ou se ja foi pq realmente ja faz um bom tempo que esse tópico está aberto ..

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Usuário Growroom

Você não gosta da sua onda, e continua fumando , é isso ?

Maconha também é enteógeno ? Então, é uma planta que tem que ter um certo respeito ao usa-la.

Pra mim, minhas trips são sempre boas, mesmo quando não é aquilo que eu queria. Reflito muito.

Cannabis não é igual ao álcool.

Lembro quando vomitei a primeira vez bebendo álcool, parei, não gostei daquela sensação, apesar de gostar do efeito do álcool.

Se VC não curte o efeitos da cannabis, não use. Os efeitos são bem pessoais. Mas em geral todos se resumem a ; alegria, fome e sono.

  • Like 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 2 weeks later...
  • Usuário Growroom

Leiam o tópico e as mensagens antes de darem suas opiniões, eu fui atualizando o tópico. A ultima vez em que fumei foi a vez em que fiquei com essas ''brisas loucas'' no dia seguinte após ter fumado.

O que tenho parece ser despersonalização/desrealização. Hoje eu ainda estou com isso mas parece que eu me acostumei tanto que parece ser uma coisa normal.

Pra quem está com os sintomas que citei no tópico e nas mensagens procure sobre despersonalização/desrealização e veja se bate com o que você tem.

Não procurei nenhum médico por medo dessa ''doença'' ser pouco conhecida no brasil, e ai fico com um certo receio do cara achar que o que tenho é esquizofrenia ou qualquer outra parada louca, e me encher de remédios etc...

Pra falar a verdade, hoje estou tao acostumado com isso, que parece que eu tenho algum problema na visão, pois é a única coisa que eu tenho 100 % de certeza que ainda está diferente do normal. Meus pensamentos parecem estar normais como eram antes, acho que não sinto mais meu corpo anestesiado como sentia antigamente, o negócio é mais na visão mesmo, Ou eu que me acostumei tanto que nem percebo. Mas não acredito ser algum problema de visão, pois tiveram dias em que eu estava 95 % melhor da despersonalização e nesses dias minha visão voltou a ser como antigamente (sem parecer uma visão de filme ou sei lá como descrever) mas isso aconteceu nos primeiros meses.

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 4 weeks later...
  • Usuário Growroom

Caraca! o meu primeiro consumo com a erva foi comendo, eu e uns amigos fizemos um bolo e eu nunca tinha comido, fiquei na "brisa" durante uns 5 dias, e era uma coisa desconfortável cheguei a pensar que eu estava morto ou algo do tipo, mas ao passar dos dias foi passando, e depois disso nunca mais comi, so tomei com leite etc, mas comer não, por receio, e depois de alguns dias andando na rua do nada ocorria "frame to frame" era algo desconfortante mas depois parou, e eu tenho sinusite não sei se tem algo a ver. Que alívio saber que não sou só eu que tive essa experiencia, evito o máximo em falar disso, porque tem pessoa que dúvida que é possivel ficar na "brisa" por dias...

Abraços, paz!

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 3 weeks later...
  • Usuário Growroom

Cara li aqui, sei que deve ter sido meio assustador de primeira mais seu Beck tava muito bom haha. As vezes que fiquei assim foi só comendo. Oque você deve fazer cara é relaxar é normal o coração acelerar e tal, eu particularmente gosto de ficar assim kkk.. Menos um dias que tomei uma vitamina de Banana, Cereal e ganja.. E briguei com a namorada da época.. Foi chato kkkk.. Mato minha onda.. Tava assistido o filme Lobo de Wall Street quando mostrava ele chapado eu viajava por mim e por ele kkkkkkkk... Cara o que sempre aconselho é estar perto de pessoas que realmente confia e gosta cara em um ambiente agradável. No meu caso eu gosto do Mato. Moro em uma cidade pequena então tem muito envolta.. Fico andando nas trilhas, descobrindo lugares novos subindo em árvores kkk.. Macaquices kkkk.. Mais é a forma que fico 1000% relaxado calmo curto a onda.. Penso, eu mais meus amigos discutimos assuntos interessantes pra nos, relebramos o passado. Coisas que realmente me sinto bem... Faça coisas que deixe confortável, esteja com pessoas que possa confiar.. E manda fumaça haha..

  • Like 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 1 month later...
  • Usuário Growroom

To pensando na questão de eu ser uma pessoa com deficit de atenção sei la, to pensando em tudo...

eu tenho problema na lombar, hernia de disco, des que começo essa lombra eu n sinto mais nada... mt tenso isso!

minha boca resseca  pra krl e eu nem percebo.

muito tenso, queria muito entra em contato com o criador do tópico pra saber como ele está e o que ele fez..

 

sera qe algum moderador poderia me mandar o email dele ?

 

Editado por Doido...
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 2 months later...
  • Usuário Growroom
On 7/22/2015 at 7:57 AM, bigroman said:

Leiam o tópico e as mensagens antes de darem suas opiniões, eu fui atualizando o tópico. A ultima vez em que fumei foi a vez em que fiquei com essas ''brisas loucas'' no dia seguinte após ter fumado.

O que tenho parece ser despersonalização/desrealização. Hoje eu ainda estou com isso mas parece que eu me acostumei tanto que parece ser uma coisa normal.

Pra quem está com os sintomas que citei no tópico e nas mensagens procure sobre despersonalização/desrealização e veja se bate com o que você tem.

Não procurei nenhum médico por medo dessa ''doença'' ser pouco conhecida no brasil, e ai fico com um certo receio do cara achar que o que tenho é esquizofrenia ou qualquer outra parada louca, e me encher de remédios etc...

Pra falar a verdade, hoje estou tao acostumado com isso, que parece que eu tenho algum problema na visão, pois é a única coisa que eu tenho 100 % de certeza que ainda está diferente do normal. Meus pensamentos parecem estar normais como eram antes, acho que não sinto mais meu corpo anestesiado como sentia antigamente, o negócio é mais na visão mesmo, Ou eu que me acostumei tanto que nem percebo. Mas não acredito ser algum problema de visão, pois tiveram dias em que eu estava 95 % melhor da despersonalização e nesses dias minha visão voltou a ser como antigamente (sem parecer uma visão de filme ou sei lá como descrever) mas isso aconteceu nos primeiros meses.

Isso tudo foi sem ter ingerido qualquer bebida alcoólica?
Passei por várias vezes com coisas do tipo mas sempre por ter bebido (hoje nem bebendo). Caso contrário consulte um médico que você pode ter algum problema com a pressão e brincar com isso não é legal.

Outra coisa é que existem muitos tipos de cannabis então certamente uma mais suave sirva para você, o que você precisa é largar o prensado e cultivar algo que não te derreta tanto.

  • Like 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Usuário Growroom

Galera vi que bastante gente se identificou com despersonalização/desrealização, algumas pessoas me mandaram mensagem privada perguntando se eu já tinha melhorado, se tinha alguma dica etc...

Então vou postar algumas coisas aqui no tópico mesmo, pra outras pessoas que também se identificarem com os sintomas.

Não melhorei, mas parece que me acostumei com isso. Não é tão ruim como era, mas ainda sim tem dias que só fico pensando em quando vou ''voltar ao normal''.

Não busquei ajuda médica ainda, acredito que por medo deles nem conhecerem a despersonalização. Mas conheci um cara (pela internet) que também teve dp/dr, e esse cara virou psiquiatra, estudou fora com vários médicos conceituados, vou deixar as dicas que ele me enviou por email aqui:

 

Completamente te entendo. Melhor que tu pensa.
Se tu procurar pelo meu nome, vai ver que me tornei neurolinguista/hipnólogo aqui em Porto Alegre. Não é nem um pouco coincidência. Precisei com tanto FERVOR buscar soluções (que na época eram inexistentes, nulas) que tive de mudar toda a minha vida em função disso. Tive o pico disso aí há uns sete anos, no mais extremo que tu possa imaginar. Desde lá um mundo de coisas aconteceram.
Pois bem. Não conheço outra pessoa além de mim que teve isto e saiu "intacto", porque cortei contato com todas as pessoas com isso (RECOMENDO FORTEMENTE QUE TU FAÇA O MESMO. É um favor mútuo a elas e a ti).
 
Tenho duas notícias para ti, uma boa e uma ruim:
- a ruim é que tu, metaforicamente falando, abriste a tua "caixa de pandora" pessoal com a maconha, o que te trouxe o sofrimento. (Tenho o entendimento mais técnico sobre o que ocorre, mas demora muito para explicar e tem média-baixa utilidade).
- A Boa é que é fácil de resolver tudo isso quando se sabe o que está acontecendo e o que fazer. Dá até pra sair muito beneficiado na tua vida, em comparação às pessoas que não passaram por isso.
 
Enfim, tu pediste ajuda, e aqui vai.
 
Existe uma riqueza de materiais e soluções simples pra essa situação (normalmente em inglês). Eu sei que é "horrível", mas as soluções são muito, muito simples. Vou te dar o necessário e deixar que tu desenvolva o resto conforme tuas necessidades.
O que fiz para "resolver" foi:
 
1 - SER EXTREMAMENTE FÍSICO E DAR ATENÇÃO E ÊNFASE NO EMOCIONAL. Me decidi por fazer tudo que SENTI VONTADE E PRAZER FÍSICO na linha de: esportes, artes marciais, caminhadas, etc. Meu corpo é muito mais para o lado do anaeróbico que o aeróbico, então adotei a musculação (ao invés da corrida, etc) como meio primário de me "ancorar" no FÍSICO. SEMPRE me ajuda e levanta meu humor em qualquer situação. É minha "arma" que jamais falha e, isso, levo como uma coisa que me tornei, não algo que "faço": sou uma pessoa que faz musculação, por prazer.
2 - Tirei férias do mundo abstrato, intangível, das ideias, até estar mais no controle, mais relax. Me distanciei absolutamente de qualquer pessoa que fosse negativista, falsa-positivista e me aproximei muito mais de pessoas positivas, práticas, sem frescuras com quem eu sinto prazer de estar.
3 - Aproveitei essa "viagem" toda para explorar o mundo da auto-hipnose. Não é necessário, mas já que o meu próprio corpo me larga em "transes" naturais, aproveitei pra me tornar especialista nisso. E que baita habilidade de se ganhar! Serve pra tudo na vida: auto-conhecimento, finanças, conhecimento avançadíssimo das pessoas... Uma máxima da hipnose: "O que resistimos persiste. O que ACEITAMOS, ganhamos PODER de UTILIZAR."
4 - Muitas pessoas gastam fortunas para tomarem drogas para alterarem a consciência. Eu estava tendo isso ao natural. APROVEITEI aonde meu corpo me levava (relaxei e aproveitei a doideira, ao invés de tentar resistir futilmente. Confiei no meu corpo 100%, que é uma máquina biológica desenvolvida já há muitos milhões de anos. Me joguei na coisa e relaxei. Comecei a chegar em lugares muito mais interessantes de se explorar.)
5 - Literalmente, amigavelmente me informei com o meu corpo prestando atenção nele, e gentilmente guiei ele - conversei com ele um pouco. Entendi que isso é de extrema utilidade estudando PNL compulsivamente. Parecendo completamente maluco ou não (e é), para mim só é relevante o que funciona - que reconheço diretamente que traz resultados reais, mensuráveis.
 
Tu deve ter notado que a minha vontade de ajudar quem passa por isso aí é FORTE. É porque sei como é ruim estar naquela porcaria, e quão fácil é sair dessa. Te dei toda ajuda que acho que pude de forma não-presencial por aqui e espero que algo te seja útil.
 
Se precisar de um apoio extra, te disponibilizo a consulta de PNL (meus detalhes estão abaixo e me considero extremamente competente), mas imagino que não seja necessário, já que tu pode sair disso sozinho. Também imagino que tu não viva em Porto Alegre, e consulto somente aqui.
 
Enfim, a MAIOR das boas sortes e muita SOLUÇÃO pra ti.
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 1 month later...
  • Usuário Growroom

Cara, isso tá acontecendo comigo nesse instante, e já dura alguns dias.. Eu fumei quarta-feira com 2 amigos e já é a 2 vez que os efeitos permanecem e eu fico meio que chapado no dia seguinte, só que a primeira vez que aconteceu isso, foi suave, rolou no dia seguinte só e eu apenas tinha fumado 2 cigarros de haxixe com tabaco, só que dessa vez, na quarta-feira (hoje é segunda-feira), tá acontecendo isso que ele descreveu, como se tudo fosse um sonho e eu estivesse com as funções desligadas, não é uma brisa boa, confiem em mim, chega a ser um pouco atormentador... Enfim, eu li em um comentário acima pra evitar comidas gordurosas e eu me lembrei que na quinta-feira, dia seguinte que eu fumei um camarão top kkkk, eu comi burger king, e senti que eu estava pesando novamente.. Meus amigos disseram que isso nunca rolou com eles, estou um pouco assustado, tenho medo de que isso possa me afetar na escola e tals... Só estava compartilhando minha experiência, valeu.

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 3 weeks later...
  • 3 weeks later...
  • Usuário Growroom

Upando aqui, a galera que se identificou com os sintomas de dp/dr melhorou? Buscaram ajuda médica ou algum outro tipo de ajuda? 

Eu continuo na mesma que citei algum tempo atras. O que mais sinto que atrapalha quando estou normal (relaxado, mas ainda sim com despersonalização) é a visão. Atrapalha pra ler letras pequenas, ver validade de produtos etc... E também pra dirigir, acho que perco um pouco da noção de espaço.  

Quando fico mais ansioso a dp/dr pega mais forte, a visão fica pior, parece um jogo em primeira pessoa, é difícil de explicar. Na verdade a visão meio que melhora pois eu pareço enxergar mais nitidamente, com foco, mas perco um pouco da visão periférica, é bem estranho . Os pensamentos também ficam meio bagunçados, pulando de tópico em tópico etc...

E o corpo fica meio que anestesiado. Mas isso tudo apenas quando a despersonalização pega mais forte, e geralmente é quando estou ansioso.

 

  • Like 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 2 weeks later...
  • Usuário Growroom

Meu, acredito que isso seja um quadro muito específico, que acontece com um grupo "x" de pessoas... Eu já tive épocas de fumar bastante, fumava todos os dias, a brisa era boa mas mais fraca, acredito que devido à resistencia que meu organismo adquiriu com o tempo. Recentemente fiquei 5 meses sem fumar por motivos pessoais e quando voltei, fumava uma vez por semana, no máximo, de vez em quando até uma vez por mês, enfim, ultimamente eu tenho tido umas brisas bem pesadas, muito igual ácido, eu viajo muito, saio do corpo, não consigo nem me mexer direito... No geral sempre tenho bads, fico pensando sempre o lado ruim de tudo, é bem desagradável, eu não me reconheço durante esse momento, digo, minha mente "funciona" diferente mas no meu caso eu acho que seja devido a parada que dei e com meu organismo tendo se desacostumado com os químicos e também acredito que devido à minha personalidade, não que eu seja mal, mas tenho um histórico na família de problemas mentais (Minha mãe é bipolar e borderline) ou o momento da minha vida que não está propício (preocupações com dinheiro/trabalho e saúde) enfim, acho que cabe a cada um avaliar sua situação e ser esperto pra tomar a decisão correta, a erva é sagrada mas deve ser usada com extrema responsabilidade, veja, no meu caso eu fico penso bastante em parar porque simplesmente a brisa não é mais o que eu gostava.. Eu não planto, sempre consumo prensados que acredito que também ajudem bastante nessa viagem errada. Pena vai ser me desfazer do meu vaporizador :P

Eu recomendaria voce a ir a um médico, cara, sério.. Voce vai lá pra conversar, trocar uma idéia, explicar sua situação e ver se alguma coisa pode ser feita pra te ajudar. Se ele indicar um remédio, pesquise, leia bastante, converse com quem toma etc e tal. Tente também não ficar pensando que vc tem um problema, não estou dizendo que voce tem que fingir que ele não exista, mas digo pra pensar positivamente, coisas boas, grude nas pessoas que te fazem bem e aproveite sua vida, vá estudar, vá namorar, sua vida não precisa parar por causa desse problema, irmão! 

 

Muita paz e luz a todos!!!

 

 

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Usuário Growroom

Eu relatei a minha brisa durando dias no dia 8 de fevereiro, felizmente, passou e agora me sinto melhor, mas de vez em quando sinto uns efeitos porém tão fracos que é dificil reconhecê-los. Se alguém estiver passando por isso, uma dica que eu posso dar é que tente relaxar, esquecer dos problemas, no meu caso foi o que agravou tudo, que me deixou realmente abalado, tente sair com amigos, se divertir, uma hora isso vai passar e você se sentirá "normal" novamente... 

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Usuário Growroom
Em 30/04/2014 at 00:24, bigroman disse:

Cmg aconteceu a msm onda só q as vezes eu fico pensando e fico na briza como se eu estivesse em um jogo tipo q eu guardei na mente a onda e n sai mais já faz 30dias q fumei e as vezes ainda meda a obda

 

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Usuário Growroom

Tomei um porre de chopp e vi que a ''brisa'' que eu ainda estava tendo de despersonalização era bem fraca, pois ela aumentou bastante, tanto durante a bebedeira como hoje, dois dias depois. Tive uma ressaca foda também, mas já fazem 48 horas, acho que o efeito do álcool já saiu todo do meu corpo, mas a despersonalização está bem mais forte do que estava antes de eu beber. Engraçado que dias antes tinha tomado outro porre e não deu nada, ainda estava com despersonalização, mas bem fraca.

Antes eu estava com ela bem fraca, quase que insignificante, e queria voltar ao estado completamente normal, estado qual não me encontro há um bom tempo, hoje que estou com a dp forte só quero voltar ao estado da dp fraco. 

É horrível, parece que tu está sonhando, a cabeça está muito leve  e pesada ao mesmo tempo, você fica meio que viajando, o corpo anestesiado, não sente impacto ao andar, sentar, as vezes tem uma coceira que não passa e vai passando pro corpo todo, enfim, é muito ruim!

Vou buscar relaxar, comer coisas leves, fazer coisas que gosto e tentar esquecer isso tudo. Pelo que já pesquisei e li é o melhor a se fazer. O recomendado mesmo seria buscar um médico, mas como sou teimoso até hoje não visitei um. 

Mas pra quem está tendo sintomas parecidos, recomendo que busque ajuda médica, não faça igual eu. Acho que se isso não passar dentro de algumas semanas estarei visitando um médico. Nesse mês se completarão 2 anos que estou com esses sintomas. Só que agora depois da bebedeira estão bem mais fortes, antes estava bem tranquilo e suportável.

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Usuário Growroom

não se auto diagnostique com informação espalhada na internet, procure um médico sempre... quanto mais tu lê mais colateral placebo tu vai ter.

provavelmente só saturou de canabinode, com o tempo isso passa.

já fiquei 2 semanas vendo tudo derretendo e com o corpo carregado depois de lamber 1 cartela de NBOMe, n tem nada a ver com despersonalização... imagina com cannabis que é muito menos agressiva que droga sintética.

pro álcool é glicose, água e mais glicose, carbo de alto IG, açúcar, chocolate etc.

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Usuário Growroom
Em 12/04/2016 at 12:41, cormaya disse:

não se auto diagnostique com informação espalhada na internet, procure um médico sempre... quanto mais tu lê mais colateral placebo tu vai ter.

provavelmente só saturou de canabinode, com o tempo isso passa.

já fiquei 2 semanas vendo tudo derretendo e com o corpo carregado depois de lamber 1 cartela de NBOMe, n tem nada a ver com despersonalização... imagina com cannabis que é muito menos agressiva que droga sintética.

pro álcool é glicose, água e mais glicose, carbo de alto IG, açúcar, chocolate etc.

Não sei se tu leu o tópico todo, mas já estou assim há 2 anos, acho que se fosse algum efeito passageiro já teria passado.

Sei que não é o ideal se auto diagnosticar, mas pelo que pesquisei realmente é isso que tenho, os sintomas batem certinho. 

 

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 2 weeks later...
  • Usuário Growroom

Fala rapazeada, de boas?

Então to passando aqui pra deixar meu relato sobre o assunto... eu já fumo há uns 3 anos, mas sempre MUITO esporadicamente... em alguma festa, ou ocasião propicia.. nunca fui de ficar fumando todos os dias.. 

Acontece que eu fui passar uns dias na casa de um brother meu, que fuma diariamente... nessa estadia na casa dele, eu acabei entrando na rotina e fumava em média uma quantidade de 4 becks por dia.. entre eles, alguns eram kunk... passada essa semana atipica, e eu de volta a minha casa eu começei a sentir os mesmos sintomas do amigo que criou esse post... tontura e vertigem... minha vista ficava em frame por frame... sentia muita confusão mental... eu tava literalmente com a "BRISA ETERNA"

Primeiramente eu busquei ajuda entre os meus amigos, e perguntei se algum deles tinha experimentado algo parecido.. mas todos desconheciam tal situação, e ainda tiravam sarro do acontecido.. achando que eu tava inventando ou exagerando... :PPP

Passei duas semanas nessa situação, e confesso que eu já tava ficando meio louco velho... tava dificil de fazer as atividades normal do dia, de responder as pessoas rapidamente e tal... eu tava sequelado demais.. na minha cabeça era tudo culpa da maconha... era a brisa eterna que tinha ficado em mim... muito da minha noia aumentou mais, ao me deparar com esse post... fiquei preocupado se aquilo iria passar ou não... até que cheguei ao ponto de procurar ajuda médica.. marquei dois exames pra mim, OTORRINO e OFTALMO...
 

não falei p nenhum sobre o que havia acontecido, apenas contei os sintomas que estava sentindo... resultado: a otorrino me diagnosticou com labirintite, e a oftalmo me diagnosticou miope (eu já tava com 1.50 em cada olho)... a otorrino me passou um remedio chamado strugeron (75mg) e eu o tomava uma vez por dia, a noite após a janta... depois de uma semana eu tava zero bala!!!! novinho em folha! e ainda por cima passei a ver melhor, como nunca hahahahaha


Então é isso galera, não se desesperem.. procurem ajuda médica, provavelmente deve ser algum problema parecido com o meu.. labirintite pode ser desenvolvido por inumeros fatores, stress... problemas de coluna.. etc

ps. (isso aqui é um achismo meu) talvez a cannabis possa ser um "start" p iniciar uma crise de labirintite em quem é propenso a esse tipo de problema.... mas não sei... após isso eu já fumei de novo, e não voltou!!!! enfim espero que possar ajudar alguém aí que esteja passando por isso... mas não se desesperem, vcs n vão ficar loucos kkkkkk abraço galera, JAH BLESS!

  • Like 2
Link para o post
Compartilhar em outros sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Visitante
Responder

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Processando...
  • Conteúdo Similar

    • Por oaaway
      O relato é grande, galera... Então paciência pra ajudar o amiguinho aqui.
      Chapei pela primeira vez há mais ou menos um ano... Foi de um brisadeiro que comi na ocupação da Universidade. Comi sem saber. Vi um docinho verde em cima da mesa e comi, sabe? Curti pakas mas fiquei um bom tempo sem fumar. E nessa primeira vez eu tinha comido de noite, fiquei acordado algumas horas curtindo a lombra e fui dormir. Dormi umas dez horas e quando acordei ainda tava meio chapado. Fiquei o dia todo chapado na ocupação, quando foi umas 17 fui pra casa, tomei banho e dormi mais umas 14 horas.
      Depois disso passei meeeeeeses sem chapar nenhuma vez. Só voltei a fumar na viagem que fiz pra Chapada mês passado. Eu e dois amigos conseguimos 10g de um verdão natural por cinquenta conto. Chapamos demais. No primeira noite que chapamos, fiquei curtindo lombra um tempo depois fui dormir e quando acordei tava normal de novo. Da segunda vez tbm. Na terceira vez eu fumei um beck inteiro sozinho, e depois fumei metade de outro. Aí que as coisas ficaram estranhas. Fiquei chapado uns três dias direto... Não importa o quanto eu dormisse, ou o que eu fizesse... A lombra diminuía mas sempre tava lá. Ninguém percebia mais eu sabia. Aí voltei da lombra e tals, bem deboas. Uma semana depois, dei duas ou três bolas em um beck antes de ir pro almoço da minha família no domingo e só voltei completamente da lombra na quarta-feira! Fiquei duas semanas sem fumar e tals, e quando foi no sábado de noite eu estava num rolê na universidade e tinha um brisadeiro lá. Comi. E dei UMA bola num beck que tava rodando. E tô loco até agora. Dormi umas cinco na manhã de domingo, acordei deboas e tals, só mais relaxado mesmo, lentão... Quando foi de noite e lombra bateu pesadão de novo de um jeito! E eu nem tinha fumado de novo. Ainda era a lombra daquele brisadeiro que comi no sábado de noite. Segunda fui pra aula, mto lerdo. Ninguém percebe, mas eu sei que tô na lombra. Me sinto mto diferente. Cheguei da aula e fui dormir cedão, umas 21:00. Acordei dez horas da manhã, achando que tava deboas. Agora de tarde fui correr e percebi que ainda tava na lombra. E ainda estou!!! Por que diabos minha lombra dura tanto tempo??? Por que fica mais forte de novo???  Voltando da minha caminhada passei por uns mlks fumando um beck e senti mta vontade de pedir uma bola pra eles. Não pedi. Por escolha, decidi que posso chapar só uma vez por mês, mas vivo desejando extrapolar essa cota. O que eu faço? Brigado, gente!
    • Por astolfo braga
      Pessoal, conheci este fórum procurando por casos semelhantes ao que me ocorre neste momento.
       
      Fumei um prensado no dia 18, já havia fumado do mesmo tablete antes e nada havia ocorrido. Sempre fumo usando meu pipe, sem problemas nas inúmeras vezes que o fiz.
      Pois, desta vez a brisa passou, mas sinto meus membros anestesiados da mesma forma que ficam quando estou chapado.
      A visão está normal, não creio que seja nada relacionado à despersonalização pois trata-se somente do sentido tátil mesmo. Sinto com precisão as pêlos do meu corpo, especialmente os da perna. Meu inconsciente está normalzaço, 100% lúcido, mantenho conversas normalmente, digito sem problemas, enfim... a única observação é que meus braços e pernas estão um pouco anestesiados até o momento em que escrevo este post (dia 20/03, 09:37 da manhã). É evidente para mim que tem algo de incomum com meus sentidos táteis, ao menos do antebraço e da canela/coxa. Se fecho os olhos e toco os dedos levemente no rosto, também sinto algo de incomum, como se não soubesse exatamente onde eu estaria tocando ou sendo tocado.
       
      Alguém já passou por isso? O que pode ser? 
      Grato desde já, abraços!

×
×
  • Criar Novo...