Ir para conteúdo
Growroom

Pessoas Físicas Podem Importar Medicamentos À Base De Maconha


Recommended Posts

  • Usuário Growroom

Pessoas físicas podem importar medicamentos à base de maconha

Com informações da Agência Brasil

http://www.diariodasaude.com.br/news.php?article=pessoas-fisicas-importar-medicamentos-sem-registro&id=9638

07/04/2014

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) divulgou instruções sobre a importação de medicamentos sem registro no Brasil.

O comunicado veio um dia depois que a 3ª Vara Federal do Distrito Federal autorizou uma mãe a importar um remédio com princípio ativo do canabidiol, substância derivada da maconha.

O medicamento não tem venda permitida no país.

Importação de medicamentos por pessoa física

Segundo a Anvisa, medicamentos sem registro no Brasil podem ser importados por pessoas físicas.

O procedimento é possível por meio de pedido excepcional de importação para uso pessoal.

Os pedidos devem ser protocolados na agência, onde serão analisados pelos técnicos que levam em conta aspectos como a eficácia e a segurança do produto e se eles estão devidamente registrados em seus países de origem ou em outros países.

A importação, conforme a Anvisa, também é possível em relação a medicamentos classificados como substância de uso proscrito, como é o caso dos compostos extraídos da maconha.

Canabidiol

O canabidiol é considerado um canabinóide, ou seja, a substância faz parte dos 80 componentes presentes na planta Cannabis sativa, mais conhecida como maconha.

Os estudos mais recentes mostraram que a substância da maconha alivia os sintomas da esquizofrenia e também que o canabidiol atua no alívio da ansiedade provocada por traumas.

"A sua importação pode ser solicitada para uso pessoal. Também é possível que uma empresa interessada solicite o registro do produto no Brasil. Nas duas situações, os pedidos são analisados pela área técnica da Anvisa", informa a agência.

A Anvisa destacou ainda que, até o momento, não registrou nenhum pedido de registro de medicamento com substância proscrita, nem pedido de importação para uso pessoal.

  • Like 8
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Usuário Growroom

Valeu CanhamoMan, noticia fresquinha saindo do forno! Alivia em dobro os efeitos da liberação para o tratamento. Vamo q vamo! Um salve ai a Anvisa! E um forte abraço a todos os envolvidos nesse rumo (positive)...

Se alguem souber de empresas interessadas na produção do medicamento , por favor, nos avise, pois gostaria de verificar a probabilidade de reunir produtores de CBD em uma cooperativa.

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Usuário Growroom

como assim? Quer dizer que eu posso pedir a minha erva?

Não entendi, eu só sei que se a mulher lá pode, todo mundo pode!

vou entrar na justiça também, pq eu tenho muita insonia!!!

Não, essa decisão só se aplica aos medicamentos mesmo, se fosse pra permitir a importação da planta seria mais fácil deixar a galera cultivar. Mas que ótima notícia, o proibicionismo está demoronando =D. Eu tomo medicamentos para evitar crises de epilepsia já fazem quase dois anos e gostaria de trocar esse tratamento pelo canabidiol, vamos ver se consigo importar. Pena que o preço é bem salgado.

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Usuário Growroom

esses oleos de cdb na net tb....

msm as strains ricas em cbd, tb tem thc.

unico jeito de ter 100% cbd é um processo quimico violentissimo. MSM naquela de esquentar... entre queimar oleo e fazer ele 100% cbd... muito foda.

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Usuário Growroom

e acho que zerar, não zera...

outra veio da erva, ela tem que sair da LISTA! TEMOS QUE COBRAR A ANVISA... QUESTIONAR, POIS O THC TAMBEM TEM SEU USO... TAMBEM ESTA PRESENTE INCLUSIVE NO HEMP industrial

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Usuário Growroom

vou tentar para meu irmão autista de 19 anos que não fala

se eu puder ter qualquer assessoria agradeço

Manda mail pros consultores juridicos que com certeza vão te ajudar

  • Like 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Usuário Growroom

Como é possível a Anvisa alegar pra reportagem da Superinteressante que no Brasil não há pedidos de permissão para uso medicinal da maconha, e em seguida estourar o caso da menina Anny? A Anvisa mentiu? Se mentiu, temos todo direito de cobrar esclarecimentos para essa agência publica.

  • Like 3
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Usuário Growroom

vou tentar para meu irmão autista de 19 anos que não fala

se eu puder ter qualquer assessoria agradeço

Participei de um simpósio sobre autismo este fds em Curitiba, analisando por fora eu acredito que o CBD possa ter alguma ajuda. Mas o autismo me parece algo muito pouco entendido até mesmo pelos profissionais, houveram até gafes da área médica

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Usuário Growroom

Eae Galera, minha mãe tem esquizofrenia e síndrome do pânico além de depressão tb, gostaria de saber se consigo o cbd pra ela, quem puder ajudar agradeço.

Eu posso falar por experiência própria que o CBD ajuda e MUITO na síndrome do pânico e depressão, agora pra você importar pra ela acho muito pouco provável, a menininha que conseguiu a importação só conseguiu porque ela PRECISA do CBD pra ficar viva, se eles não liberassem pra ela, a vida dela estaria em sério risco.

  • Like 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 4 weeks later...
  • 2 weeks later...
  • 7 months later...
  • Usuário Growroom

Se liga ai que o CBD passou de substancia proibida para controlada, talvez logo teremos uma invasão farmacêutica de CBD, claro ainda destinada para as classes A, B e C .. quem é pobre vai continuar se fodendo... essa é "igualdade" social que temos.

Link para o post
Compartilhar em outros sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Visitante
Responder

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Processando...
  • Conteúdo Similar

    • Por gio_ganja
      Fala galera! há um tempo eu comecei a tomar café de manhã p me sentir mais concentrada pros estudos, e sempre fiz o uso da maconha no final do dia. Mas as vezes acaba de eu misturar os dois, curto a brisa que dá e tal..  O que acontece é que as vezes eu sinto vontade de fazer algum exercício por causa da energia que o café dá, e uma vez eu fumei e fui correr ouvindo um som e curti a onda então fico pensando em ir dar uma corrida ou fazer qualquer exercício quando eu misturo os dois, só que bate um medo de ter um ataque cardíaco ou sei lá! Alguém aí já teve essa experiência ou sabe se pode dar ruim? 
      😘😘😘
    • Por felipkkkjk
      Eu sempre fumei maconha, mas a minha namorada nunca tinha fumado antes, conversamos sobre isso e ela decidiu experimentar, tudo lindo perfeito, a primeira vez foi na praia, só eu e ela, mas não aconteceu absolutamente nada, nenhum efeito corporal ou mental, absolutamente nada. Justamente por eu ter passado por isso na primeira vez que eu fumei, eu não estranhei nem nada, só expliquei que é perfeitamente normal e que talvez nas próximas vezes bate normal, mas ela já tentou cerca de cinco ou seis vezes e nunca aconteceu nem um traço de "tô ficando meio chapada". A gente já tentou com flor e prensado e não teve efeito nenhum, normalmente a gente fuma um cigarro inteiro, as vezes dois, mas nunca resulta em nada, e isso é extremamente decepcionante pra ela, porque ela sempre associou o efeito com uma coisa incrível.

      Alguém tem ideia do que fazer pra dar certo? A gente tava pensando em fazer um brisadeiro ou tentar de novo com uma planta melhor.
      OBS: Ela tá tragando certo.
    • Por nicolas.png
      Olá, no fim do ano vou viajar com um grupo de amigos para um cruzeiro nacional pela MSC e queria mt levar minha ganja (não muita, seria pra uma semana só), eu não iria fumar, só vaporizar, queria saber quais são os riscos, até pq tenho 17 ainda e n seria bom ser pego nessa situação, 
    • Por Naart
      Dale rapaziada, parei de fumar faz quase um ano as vezes eu dava um 2 enfim, quando voltei a usar percebi que não me sentia bem na presença de pessoas (estranhos, amigos e familiares) o que era novo para mim pois smp curtia a onda com a galera tranquilo, percebi que qndo fumava sozinho em casa eu ficava tranquilo bem dboa, sou ex dependente químico de cocaína estou as 2 anos limpo no começo a maconha fazia diferença no meu tratamento por prefirir ela do q o álcool, ela me manteve bem durante o primeiro ano dps fui parando por conta dessa "paranóia" só vim fazer um relato e saber se alguém mais ja passou por isso...
      Vlw galera, forte abraço
×
×
  • Criar Novo...