Ir para conteúdo
Growroom

Recommended Posts

  • Usuário Growroom

http://www.harborsidehealthcenter.com/the-M-word.html

The "M" Word

We prefer to use the the word cannabis, because it is a respectful, scientific term that encompasses all the many different uses of the plant. The word "marijuana" is an emotional, pejorative term that has played a key role in creating the negative stigma that still tragically clings to cannabis. Most cannabis users recognize the "M word" as offensive, once they learn its history.

The term started off life as a Mexican folk name for cannabis, but was first popularized in the US by the notorious yellow press publisher, William Randolph Hearst. Hearst was a racist, as well as being committed to the prohibition of cannabis, which threatened his timber investments. He used his control of hundreds of newspapers to orchestrate a vicious propaganda campaign against cannabis, which featured lurid (and false) stories about black and brown men committing outrageous acts of murder and mayhem. That campaign played on then-predominantly racist public opinion to make cannabis illegal at the federal level in 1937. Since then, the M word has come to be associated with the idea that cannabis is a dangerous and addictive intoxicant-- and thereby helped continue the prohibition of cannabis.

Language is important because it defines our ideas. Words have a power that transcends their formal meaning. When we change words, we can also change the thoughts that underlie them. By changing the words we use to describe cannabis, we can help our fellow citizens understand the truth about it, and see through the decades of propaganda. That understanding will convert cannabis opponents into supporters, and bring closer the day when all our prisoners go free, and nobody else is ever again arrested for cannabis.

A palavra "M"
Nós preferimos usar o termo o cannabis, porque é um termo respeitoso, científico que engloba todos os diversos usos da planta. A palavra "marijuana" é um termo emocional, pejorativo que tem desempenhado um papel fundamental na criação do estigma negativo que ainda tragicamente se apega a cannabis. A maioria dos usuários de cannabis reconhece a "palavra M" como ofensiva, uma vez que aprendem a sua história.
O termo começou a vida como um nome popular mexicana de cannabis, mas foi popularizado pela primeira vez em os EUA pelo notório amarelo editora imprensa, William Randolph Hearst . Hearst era um racista, bem como estar comprometido com a proibição da cannabis, que ameaçava seus investimentos madeireiros. Ele usou seu controle de centenas de jornais de orquestrar uma campanha de propaganda odiosa contra cannabis, que contou histórias sensacionalistas (e falsas) sobre os homens negros e pardos cometendo atos ultrajantes de assassinato e caos. Essa campanha jogado na opinião pública o então predominantemente racista fazer cannabis ilegal em nível federal em 1937. Desde então , a palavra M tem vindo a ser associado com a idéia de que a maconha é uma substância intoxicante perigosa e viciante - e, assim, ajudou a continuar a proibição da cannabis.
A linguagem é importante porque define as nossas ideias. As palavras têm um poder que transcende o seu significado formal. Quando mudamos palavras, também podemos mudar os pensamentos que lhes estão subjacentes. Ao mudar as palavras que usamos para descrever cannabis, podemos ajudar nossos concidadãos compreender a verdade sobre ela, e ver através das décadas de propaganda. Esse entendimento irá converter os adversários de maconha em apoiadores , e trazer mais perto o dia em que todos os nossos prisioneiros em liberdade , e ninguém mais é novamente preso por cannabis.

  • Like 4
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Usuário Growroom

Concordo com todos aqui,parte deste texto foi abordado na edição da Superinteressante sobre a Cannabis.

Chega de desinformação e temos o compromisso de esclarecer para os leigos esta Fita,o mundo esta apagando a imagem negativa sobre a Cannabis aos poucos, e aqui no Brasil somos um pouco os agentes multiplicadores quando se trata deste assunto!

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Usuário Growroom

M A C O N H A

A
C

O

N
H
A

Se o Carlini que é o maior especialista do Brasil, usa o termo Maconha, pra que eu vou buscar outro?

Essa todo mundo entende!

  • Like 3
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Usuário Growroom

Maconha vem de Makanha, plural de dikanha, palavra africana pra tabaco (carece de citações haha). Nome meio nada a a ver mas eu curto a sonoridade e carga cultural. Acho que marijuana vem da mesma raiz, mas se modificou mais a medida que subiu América. (O texto do tópico se refere a Marijuana, pra quem não percebeu)

Como foi trazido pelos africanos pra cá acho que é até razoável, sendo o Brasil essa puta sopa étnica.

Ganja é legal também, e é o termo mais antigo que existe, vem do sanscrito lá da Índia e parece que faz referência ao rio Ganjes, em cujas margens nascia muita planta de Diamba.

Cada um chama como gosta, são tantos nomes que dá pra escolher.

  • Like 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 2 years later...

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Visitante
Responder

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Processando...
×
×
  • Criar Novo...