Ir para conteúdo
Growroom

Homem Que Matou Mãe, Irmã E Cachorro A Marteladas Em Florianópolis Seria Internado Em Clínica Para Tratar Dependência De Drogas


Recommended Posts

  • Usuário Growroom
Homem que matou mãe, irmã e cachorro a marteladas em Florianópolis seria internado em clínica para tratar dependência de drogas Família havia decidido por internação um dia antes do crime

A família de Samuel Gonçalves de Almeida, 52 anos, havia decidido por interná-lo em uma clínica de reabilitação para tratar dos problemas que enfrentava pelo uso de drogas desde a adolescência. Almeida matou a mãe Luizita Gonçalves de Almeida, a irmã Djanira Gonçalves de Almeida, de 45 anos, e o cachorro da família a marteladas na manhã desta quarta-feira, no bairro Coloninha. Na noite de terça, Almeida também havia brigado com a mãe porque ela se recusou a dar dinheiro para a compra de entorpecentes.

Depois de cometer os crimes, ele fugiu até o bairro Monte Cristo, onde foi morto pela polícia, ao desobedecer ordens dos policiais. Um sobrinho de 15 anos sobreviveu ao crime e conseguiu chamar os vizinhos para que a polícia fosse acionada.

A decisão da internação havia sido tomada na terça-feira. Segundo a ex-mulher, Luciana Gava, há dois anos ele foi submetido a um tratamento no Instituto de Psiquiatria de Santa Catarina, em São José. O resultado na época foi positivo, mas depois a dependência voltou. Luciana disse que Almeida estava perturbado nos últimos tempos e compara o ex-marido aos personagens do filme Avatar, dando a entender que alguém o estava "controlando".

— Ninguém esperava que acontecesse algo nessa proporção — comenta a ex-mulher.

O amigo de infância de Almeida, Everton May da Rocha conta que na primeira vez que Samuel foi internado, "quebrou a casa toda". Mesmo com 52 anos, gostava de exercícios físicos pesados e, para divertir seus colegas, quebrava tijolos com socos. Já matou dois cachorros e uma vez perseguiu um primo de Everton com uma faca. Ainda sim, comenta o amigo, ele "não dava problema".

Almeida morava numa casa nos fundos do terreno onde sua mãe morava. A irmã ajudava a cuidar da mãe e não tinha filhos. O sobrinho, filho de outra irmã de Samuel, morava com a avó, e agora vai voltar a viver com a mãe.

Psiquiatra fala em psicose induzida por drogas

O psiquiatra e plantonista do Instituto de Psiquiatria de Santa Catarina, João Ernani Leal, explica que Almeida pode ter sido acometido por uma "psicose induzida por drogas" quando cometeu o crime.

Segundo ele, o fato do homem ter destruído a casa quando foi internado a primeira vez, pode ter sido a consequência de um surto psicótico, o que leva a crer na repetição dessa enfermidade:

— É muito comum pacientes chegarem aqui com esse quadro: ouvem vozes, falam sozinhos, têm acessos de violência e não têm consciência de sua enfermidade — explica o médico.

A psicose induzida por drogas é uma doença reconhecida pela Organização Mundial da Saúde e é desencadeada pelo uso de entorpecentes. Normalmente ocorre em pessoas que tem predisposição genética à esquizofrenia ou que façam uso exagerado de substâncias químicas.

Link para o post
Compartilhar em outros sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Visitante
Responder

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Processando...
  • Tópicos

  • Posts

    • Olá Gabreil Passos, boa noite, É... assim... como posso dizer? Neste seu início de cultivo você cometeu uma sequência de erros bastante grande. Eu pessoalmente acho que você tem o principal, que é a vontade de cultivar e tal. Mas, tenho que ser sincero contigo: não há atalhos aqui. Esta planta não é uma planta qualquer, requer cuidados com vários aspectos técnicos que não admitem muitos erros. Minha sugestão é investir mais nos estudos e seguir o caminho já trilhado por váááários cultivadores mais experientes, tem toneladas de conhecimento neste fórum e na Internet, mas isto exige muitas horas de bunda na cadeira e estudo, leitura, anotações. Sério, vai por mim, este estudo é o melhor investimento que você poderá fazer na sua nova carreira de cultivador. O conhecimento ninguém vai tirar de você. Você mesmo percebeu que se perdeu um pouco... 😄 é, de fato, se perdeu. Mas segue a trilha padrão, não inventa moda. Casca de banana, luz de banheiro, poda precoce em uma planta subdesenvolvida... enfim, nada disto. Dê uns passos para trás, tente corrigir os erros o mais breve possível. Talvez esta planta não renda tudo o que você está imaginando... mas prossiga nela, nem que seja para aprender e ficar mais familiarizado com este tipo de cultivo. Tem MUITA coisa pela frente ainda. Uma coisa é conhecer o caminho, outra bem diferente é trilhá-lo. Abraço,
    • Olá alexnatas, boa noite, Concordo com o Mr.Pothead, me parece um pouco cedo também, com base no aspecto um tanto magrinho do camarão, ele pode crescer mais. Não dá para ver mais detalhes também por causa da luz que ficou na imagem, e também em que ponto cronológico está a planta e seu aspecto geral. Mas o segredo mesmo é acompanhar os tricomas. Tem muito material sobre isto, você saberá o que fazer. Abraço,  
    • cuidado com o nome ali em cima na foto ..... parece q ainda está cedo ... está marcando o tempo de flora ?  é legal ver de longe, pra ver o aspecto gerla e tambem beeeem de perto, pra ver os tricomas .. compra uma lupa 60x +/- e começa a ler a espeito de maturação, porque dá diferentes efeitos ! ( normalmente)
×
×
  • Criar Novo...