Ir para conteúdo
Growroom

Ex-Gerente Da Microsoft Quer Abrir A 1A Marca De Maconha Do Mundo


Recommended Posts

  • Usuário Growroom

FONTE:

http://www.neowin.net/news/former-microsoft-manager-wants-open-marijuana-trade-with-mexico



Former Microsoft manager wants open marijuana trade with Mexico




Remember Jamen Shively, a former Microsoft product manager who is founding his own marijuana business?
Well, he's back in the news, and he wants an open trade with Mexico for
pot, which would work well with his plan of creating the first national
brand of commercially available marijuana.



According to an interview with The Seattle Times,
Shively will host a press conference on Thursday that he claims will
feature Vicente Fox, the former president of Mexico. A proposal for
regulating marijuana trade between the U.S. will be revealed by the
former Mexican president and Shively, though no specific details about
the plan was revealed. The Times also didn't report whether Shively was
baked when he told them Fox would be at his press conference.



"I don’t know how exactly that would be done, but I know it’s been done in other industries," he told The Times.



Local lawmakers say Shively will face difficulties getting such a trade
agreement passed. In typical nerd fashion, however, the former
Microsoft manager cited Obi-Wan Kenobi as his basis for resisting.



"He said, 'Darth, if you strike me down I will become more powerful
than you can possibly imagine,"" Shively said, presumably aware that
Luke Skywalker was high when he saw Kenobi's ghosts since marijuana has
more power than the Force.



In December, Shively announced plans to start his own marijuana
business after Washington voters approved the recreational sale and use
of the drug. After Dec. 6, it became legal for anyone 21 and older to
possess marijuana. Shively plans to buy marijuana dispensaries in
Colorado and Washington, as the sale of marijuana was recently made
legal in both states.

jamen-shively.jpg

  • Like 3
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Usuário Growroom

minha boa ação do dia

Ex-gerente da Microsoft quer comércio aberto com maconha do México
Lembre-se Jamen Shively, um ex-gerente de produto da Microsoft que está fundando o seu próprio negócio de maconha?
Bem, ele voltou a ser notícia, e ele quer um comércio livre com o México para
pot, o que funciona bem com o seu plano de criar o primeiro nacional
marca da maconha disponíveis comercialmente.
De acordo com uma entrevista com o The Seattle Times,
Shively vai sediar uma conferência de imprensa na quinta-feira que ele alega vontade
característica Vicente Fox, ex-presidente do México. A proposta de
regular o comércio de maconha entre os EUA será revelado pela
o ex-presidente mexicano e Shively, embora sem detalhes específicos sobre
o plano foi revelado. O Times também não informou se foi Shively
cozido quando lhes disse Fox estaria em sua conferência de imprensa.
"Eu não sei exatamente como isso seria feito, mas eu sei que tem sido feito em outros setores", ele disse ao jornal The Times.
Legisladores locais dizem Shively enfrentará dificuldades em conseguir tal comércio
acordo passou. Na forma lerdo típico, no entanto, o ex
Microsoft gerente citou Obi-Wan Kenobi como sua base para resistir.
"Ele disse, 'Darth, se você me derrubar Eu vou tornar mais poderoso
do que você pode imaginar "," disse Shively, provavelmente ciente de que
Luke Skywalker foi alta quando viu fantasmas de Kenobi já que a maconha tem
mais poder do que a força.
Em dezembro, Shively anunciou planos para iniciar a sua própria maconha
negócio depois que os eleitores de Washington aprovou a venda de lazer e usar
do fármaco. Após 06 de dezembro, tornou-se legal para qualquer um 21 anos ou mais de
portar maconha. Shively planeja comprar dispensários de maconha em
Colorado e Washington, como a venda de maconha foi feita recentemente
legal em ambos os estados.
  • Like 3
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Usuário Growroom

Espero que isso nunca aconteça.

Acho que a produção artesanal e mais local seria bom pra gerar renda e talvez manter um produto de qualidade mais confiável

Mas calcula-se ser um mercado potencial de quase 200 bilhões de dólares no mundo todo

E ser infelizmente nossa erva virar mais uma ferramenta de enriquecimento dos que já são ricos, que seja

Melhor do que ela continuar sendo 100% ilegal

Mas de qualquer forma ainda ia plantar o meu

  • Like 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites

Não entendi

Por quê? Você acha que tem que vender cannabis na mercearia ou na padoca? Eu não acho não.

Acho que a maconha tem que ser regulamentada e que tenhamos que comprar em locais específicos.

Porque, amigo, o dia que vender maço, significa que foi industrializada.

  • Like 4
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Usuário Growroom

O que eu não quero é que se torne uma ferramenta da indústria.

E a mesma coisa. Mas como eu disse, são $200 bilhões. Os caras não vão perder essa oportunidade.

Ainda vejo saída pro grower, mas para o fumante mais informal ou preguiçoso com certeza vai ser o empacotado.

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Usuário Growroom

(2)

gallery_79714_9342_13312.jpeg

gallery_79714_9342_39896.jpg

Traduzindo aqui de cima

Gazeta Provinciana de Bergamo, 22 de janeiro de 1881(!)

Agora na Farmácia Terni, no norte

ASMA

Cigarros indianos à Cannabis Indica
de Grimault e cia.

Basta respirar a fumaça dos cigarros à Cannabis Indica para parar os mais violentos ataques de ASMA, TOSSE NERVOSA, RESFRIADO, EXTINÇÃO DE VOZ, NEVRALGIA FACIAL, INSÔNIA e para combater a TÍSE LARÍNGICA e todos os PROBLEMAS nas vias respiratórias.

depósito em Milão, A. Manzoni e cia., rua da sala n. 14-16

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Usuário Growroom

Se o cara pode comprar um marlboro red, porque iria plantar tabaco?

Os trustes das grandes industrias quebram qualquer tipo de mercado emergente. Mas, não e de todo mal, isso gera pesquisas e novos meios de produção. garantem qualidade no final.

Por que ?

O que eu não quero é que se torne uma ferramenta da indústria.

  • Like 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Usuário Growroom

a monopolização ou cartel da maconha ta tomando forma, era isso q eu temia, já nao bastava a monsanto.

Se isso der certo, guardem suas madres, e tenham um bom banco genético, pq os seedbanks vao pro pau

  • Like 3
Link para o post
Compartilhar em outros sites

tbm concordo com o blackfag com lance la do Nao a industria. mas eh melhor assim do q ter q ir la na favela pegar o lixo com traficante armado e tals

obs. isso pra quem nao tem responsabilidade de cultivar sua propria erva..

Você não entendeu. Em nenhum momento eu disse que era contra o comércio. Sou totalmente a favor! Afinal, nem todo mundo quer plantar.

Sou contra é vender maconha em padarias, mercearias, mercados e etc.

E, amigo, o dia que a maconha for industrializada e vendida em maços, só vamos estar trocando um lixo por outro lixo!

a monopolização ou cartel da maconha ta tomando forma, era isso q eu temia, já nao bastava a monsanto.

Se isso der certo, guardem suas madres, e tenham um bom banco genético, pq os seedbanks vao pro pau

O pior é que pelas respostas você vê que os caras acham isso bom!

E ainda comemoram um dia poder comprar um maço de cannabis na padaria. Triste!

Triste e tragicômico ao mesmo tempo, as pessoas vão pra MrDam e compram nos cofee shops, vão pros EUA e compram nos dispensários,

mas quando chega na nossa vez querem comprar já bolado na padaria algo de qualidade duvidável e entregar bilhões de reais nas mãos de uma ou duas grandes empresas que estão cagando pra gente, vão monopolizar o mercado e sabe-se lá Deus o que vão colocar dentro de um "cigarro".

Vai entender...

  • Like 4
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Usuário Growroom

Da mesma forma que qualquer outro produto manufaturado pelo capital. Como eu falei, o vinculo dessas empresas quebra o mercado emergente. Mas, torna o produto barato e de boa qualidade.

Cartel você vive em todo lugar, olha só a tv a cabo, tanto a Fox quanto Fx Warner Discovery Cnn pertencem ao mesmo grupo, Time Warner. Esse cartel monstruoso manipula todo meio da mídia televisiva. A pelo menos 10 anos.

Olha só a AmBev, como você define essa?

Vamos esclarecer os fatos, não e porque você e consultor herbalife que será ruim de todo modo. Uma marca multinacional de maconha tornaria a politica de repressão ainda mais defasada. Faria o produto passar por processos de seleção, e o tornaria barato. Licito e Taxado.

O Brasil tem chão, tem infraestrutura e tem comercio para esse tipo de indústria. Me arrisco dizer ate que nenhuma outra agronomia do mundo se compara a nossa. O que nós pune e a lentidão, e burocracia que se encontram nossa politica/democracia.

Ai Sarney turbina de hidro-maconha financiada pelo FMI...

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Usuário Growroom

resp

Da mesma forma que qualquer outro produto manufaturado pelo capital. Como eu falei, o vinculo dessas empresas quebra o mercado emergente. Mas, torna o produto barato e de boa qualidade.

Cartel você vive em todo lugar, olha só a tv a cabo, tanto a Fox quanto Fx Warner Discovery Cnn pertencem ao mesmo grupo, Time Warner. Esse cartel monstruoso manipula todo meio da mídia televisiva. A pelo menos 10 anos.

Olha só a AmBev, como você define essa?

Vamos esclarecer os fatos, não e porque você e consultor herbalife que será ruim de todo modo. Uma marca multinacional de maconha tornaria a politica de repressão ainda mais defasada. Faria o produto passar por processos de seleção, e o tornaria barato. Licito e Taxado.

O Brasil tem chão, tem infraestrutura e tem comercio para esse tipo de indústria. Me arrisco dizer ate que nenhuma outra agronomia do mundo se compara a nossa. O que nós pune e a lentidão, e burocracia que se encontram nossa politica/democracia.

Ai Sarney turbina de hidro-maconha financiada pelo FMI...

Respeito sua opinião, mas não me agrada esse cenário. Eu, que sou seguidor do Sr. Shiva, jamais compraria uma caixinha de maconha para fins religiosos.

veja o caso do tabaco, quando eu era fumante de nicotina inúmeras vezes tentei achar sementes para cultivar, sem sucesso. e quando achei foi de uma única espécie (virgínia ) que não se adequava a minha região, isso mostra que não há interesse q o consumidor final produza seu próprio produto.

É obvio que cannabis vai se mostrar um mercado promissor e as multinacionais vão abocanhar o mercado, e a nós (ratos do terceiro mundo) vai restar somente a mão de obra barata. eu não vejo isso como positivo em nenhum aspecto.... a não ser pra quem vai ganhar financeiramente com isso.E abrandar a lei por interesses financeiros é um hipocrisia tão grande, que meu desgosto por essa "legalidade" seria ainda maior.

E sobre a AMBEV... eu nao bebo uma gota de álcool, e sou totalmente contra a esse tipo de regime, me entristece ver que alguns se acomodem, aceitem, e defendam esse tipo de atrocidade.

Tomara que daqui 20 anos ainda tenha minha madre de peyote purple.. que ainda nem provei =).

  • Like 4
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Usuário Growroom

Um cenário onde o consumidor final produza seu próprio produto e agronomia de subsistência. Isso que não e bom.

O ponto positivo aqui: O produto aquece as turbinas do capital, faz a moeda girar e movimenta a economia. Em nenhum momento isso seria ruim. Nós brasileiros somos crescentes, a multinacional que abocanha o mercado pode sair daqui. Nós temos chão, infraestrutura e comercio para isso.

Cheguei a rir disso.

...E abrandar a lei por interesses financeiros é um hipocrisia tão grande, que meu desgosto por essa "legalidade" seria ainda maior.

Era uma vez...

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Usuário Growroom

Também acho temerário uma indústria monopólica tomando conta deste mercado, mas como muitos acho que isto é bem melhor do que a criminalização de hoje em dia.

Lembrando que, mesmo com a Souza Cruz, não é proibido plantar tabaco. Sei que as sementes são mais difíceis de achar, mas será que isso um dia acontecerá com a cannabis minha gente? Se em quase um século de proibição as variedades só fazem aumentar em quantidade e potência?

Link para o post
Compartilhar em outros sites

Não sei se vocês sabem, mas a Souza Cruz não é brasileira, é europeia!

E adivinha pra onde vai todo dinheiro que a Souza Cruz ganha? Pra Europa!

Eles vem aqui, ganham uma fortuna com a gente, nos exploram e levam todo dinheiro embora.

E o que fica pro Brasil? Nada!!!

  • Like 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Usuário Growroom

Com a industrialização ha uma grande possibilidade de ter na embalagem da ganja (indiferente de qual modo de comercio seja adotado) aquele T dentro do triângulo de produto "Transgênico" como há na soja, milho etc..!! Geneticamente modificada..?? Tô fora...!!

  • Like 3
Link para o post
Compartilhar em outros sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Visitante
Responder

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Processando...
  • Tópicos

  • Posts

    • A tempo, sobre a questão do runoff: Em cultivo inerte, o ideal é você medir o pH e EC do runoff sempre que possível, então é meio necessário até que você deixe escorrer algumas vezes e dê um jeito de coletar a água. No cultivo orgânico isso não é necessário (é até ruim, porque você vai estar disperdiçando nutrientes que não serão repostos na terra).   Depois de muito quebrar a cabeça e tentar várias formas diferentes, hoje uso uma plataformazinha dessa para regar minhas plantas. Coloco uma bacia embaixo, coleto o runoff, e deixo a planta secando ali até parar de escorrer. Depois volta pro grow.
    • Salve, rapazeada! Com base no que venho estudando e no que tenho praticado nesse meu último ciclo, acredito que a questão das regas depende muito do tipo de substrato e do método de cultivo (se é substrato inerte, semi-inerte ou orgânico). No meu caso, levo a maioria das plantas em inerte (perlita, turfa 50/50) e uma planta em solo Tropikali. No começo eu estava regando bem no mesmo esquema que tu falou, @mospri, uns 20% da capacidade do vaso (meus vasos são de 11L, então uns 2L), até pra evitar o runoff. Acontece que pelas aulas que vi do https://www.instagram.com/brunocg310/ sobre fertirrigação, no caso do substrato inerte e ferts minerais, é importante sempre regar com pelo menos uns 20% de runoff pra você ter certeza que está deixando escorrer qualquer excesso e para garantir que a planta estará com a solução que você acabou de regar.  Confesso que no meu caso, com vasos de 11L, fica difícil regar com 20% de runoff, senão é muito fert que vai pro ralo. Mas tenho regado todas as vezes com 5-6L de solução de fert, muitas vezes diluída em água com até mais volume pra fazer um flush quando mudo de solução. No caso da Tropikali, eu dou muito mais tempo entre as regas e nunca vi aquele substrato secar totalmente. Estou adorando no sentido de que me dá pouquíssimo trabalho e as flores dele estão muito lindas. Só água direto da torneira com 2 gotinhas de pH down. E no caso do Tropikali, rego com 1L, no máximo 1,5L, pra evitar mesmo o runoff.   Outra coisa que parece ser muito importante (e muito subestimada) são os períodos de dryback (o período de seca). Segundo a mesma fonte que citei antes, da 3a/4a semana de flora em diante cada dryback é importante, deixando o substrato ficar com uns 20% de umidade (bem leve, mas antes de murchar as flores/folhas) pra então regar novamente.  E mais uma curiosidade quanto a isso, parece que existe um consenso de que quando você deixa o substrato secar a ponto de a flor murchar, você perde o equivalente a 12 horas de desenvolvimento (que é o tempo que a planta demora pra voltar a funcionar normalmente após murchar).   Pra quem cultiva inerte, recomendo muito o insta que mencionei acima. O cara é agrônomo e chefia a plantação da AlienLabs, uma empresa de cannabis no Arizona, curto bastante porque ele sempre dá as aulas com bastante base científica.
    • to ligado, mas digo dar muita agua ou mais que o necessario e ao longo do tempo matar ela ou estressar / atrasar ou algo assim. Nao deixo sair agua por baixo ate pq uso vaso de feltro (nao indico) e para sair agua por baixo so colcoando um pono em baixo para "absorver" a agua que esta no fundo ou regar de mais mesmo
×
×
  • Criar Novo...